Browsing Tag

rivalidade feminina

0 em Comportamento/ Destaque/ feminismo no dia 05.02.2019

A rivalidade feminina alimentada em Kate vs. Meghan

Algum tempo atrás eu escrevi um texto exaltando a relação de amizade entre Kate e Meghan. Na época as duas estavam aparecendo em várias notícias, mostrando como elas eram boas amigas e como Kate soube receber bem a nova integrante da família. Achei bacana que finalmente a ideia da rivalidade feminina não estava sendo vendida.

Porém, toda a esperança que eu tinha foi embora. A ideia de que, finalmente, a imprensa teria encontrado um caminho saudável para falar da relação entre mulheres que precisam conviver juntas (e onde cada uma tem seu papel dentro da Coroa Britânica) foi por água abaixo.

No último mês, toda vez que aparece uma matéria sobre Kate Middleton e Meghan Markle, sempre é por causa de uma suposta briga.

Rivalidade feminina em seu melhor – ou melhor, pior – aspecto.

Uma hora Kate está com ciúmes de toda a atenção que Meghan está recebendo pela gravidez. No minuto seguinte, Kate está com raiva pelo tratamento que Meghan recebe da rainha. Logo depois, é inveja pelo papel que ela tem desenvolvido diante das causas sociais. Ou do carisma…a lista é longa e aumenta a cada dia. Tudo isso me deixa desapontada, porém nada surpresa, infelizmente.

A gente sabe que a imprensa gosta de uma briga. Especialmente se envolve instituições com seus segredos ou discrições, como a Coroa Britânica. O problema é que eles só divulgam isso porque tem quem leia. Tem quem alimente essa suposta briga escolhendo lados, sendo #teamkate ou #teammeghan. E aí, repetimos aquele velho padrão de rivalidade feminina, com intrigas, comparações e competições entre mulheres.

Em toda essa história, o que mais me aborrece é quando usam uma das mulheres – ou a suposta briga entre as duas – como o motivo do afastamento entre os irmãos William e Harry. Como se eles não fossem adultos. Como se eles não pensassem por eles mesmos, como se não houvesse um vínculo entre eles muito maior. E como se eles não fossem capazes de saber separar as coisas e se relacionarem à parte de suas esposas se darem bem ou não.

É impressionante como a todo tempo tentam tirar o poder das mulheres, mas quando se trata em torna-las as culpadas por uma possível briga entre irmãos, elas se tornam poderosas o bastante. Curioso, né? Não. Triste.

Ainda que seja mesmo verdade que exista algo acontecendo ali. Ei, família é assim mesmo. Desavenças acontecem. Brigas também. Ninguém está isento disso, nem a família real. Pode até ser que alguém esteja com ciúmes, mas alimentar essas desavenças é continuar reforçando que rivalidade feminina vende.

Cada uma ali tem um papel diferente e o papel das duas é muito importante. Kate será rainha (acredito eu que muito em breve) e tem sua relevância. Meghan tem outro papel na família, porém não menos importante. Não importa se juntas ou individualmente, a verdade é que as duas podem fazer muito por causas sociais. Mas as pessoas só querem saber se elas se dão bem. É a notícia que vende. Que alimenta tablóides. Que gera cliques e faz com que os sites garantam os números para a publicidade.

Por isso, quero te desafiar a evitar de clicar nesse tipo de notícia. Por maior que seja a sua curiosidade, por mais apelativa que seja a manchete. Eu tenho feito isso e confesso que me sinto muito melhor em saber que estou fazendo a minha parte não dando audiência e validando o discurso da rivalidade feminina. Experimenta e me conta.