Browsing Tag

cabelos coloridos

1 em Autoestima/ Cabelo/ Destaque/ Patrocinador no dia 16.04.2019

Mudar o cabelo pode ser um jeito de contar que você mudou…

Nossa aparência não deixa de ser uma extensão de como a gente se sente e de como a gente quer se expressar no mundo. Quanto mais conectadas estamos conosco, menos os padrões externos tendem a nos controlar. Por isso, mais conscientes conseguimos ser. E temos uma real noção sobre quais escolhas queremos ou não fazer dentro desse sistema que visa a busca de uma aparência perfeita.

A busca por perfeição no universo da beleza facilmente se transforma em uma opressão. Com isso, ficamos suscetíveis a sermos reféns do que esperam de nós nessa sociedade. 

Dito isso, vale a pena lembrar que o universo da moda e da beleza não deixa de ser importante para as pessoas mais livres. O que passa a acontecer é que as necessidades passam a ser menos sobre os outros e mais sobre si. A vaidade deixa de ser um caminho de aprovação social e passa a ser uma forma quase artística de expressar quem você é. Ou a que grupo você pertence (ou não), até mesmo qual a sua personalidade ou sua maneira de se comportar. 

Nos expressar esteticamente baseadas em quem somos é uma espécie de arte que todas nós podemos escolher para nos comunicar. Se quisermos, nosso reflexo do espelho pode ser uma tela em branco. E ela nos levará a pintar aquilo que a gente escolhe acreditar que somos. Pelo menos por enquanto.

A verdade pra mim é: quanto mais livre eu consigo ser, mais próxima da minha essência eu consigo estar.

Esse é o antes. Mas não estou botando essas fotos de mudança para fazer qualquer tipo de comparação. Essa fase dele mais longo e um pouco mais escuro foi ótima!

Nesse contexto, é mais fácil ficar consciente dos meus ciclos de mudanças pessoais, profissionais e familiares. E quanto mais a gente percebe os movimentos que estão acontecendo, mais fácil é querer marcar esses ciclos. Pra algumas pessoas é uma tatuagem, pra outras uma nova decoração do próprio espaço. Uma organização do armário pode ser bem vinda também, mas o mais comum que vejo a minha volta é: MUDAR O CABELO. 

Assim como amo estar com ele mais curto e mais iluminado!

Não, eu não estou falando que mudar o cabelo muda a sua vida automaticamente, não é isso!

Tampouco estou reduzindo nossos ciclos à estética. Ou falando da busca por um cabelo “igual ao de todo mundo” em busca de aprovação e likes. O que estou dizendo é justo o oposto. Quanto mais tudo muda dentro, mais a gente tende a querer marcar fora. E é impressionante como cortar, descolorir ou pintar pode trazer isso para as pessoas. Mudar o cabelo traz isso pra mim e pra algumas mulheres com quem conversei. Por isso, resolvi voltar nesse assunto de mudar o cabelo como forma de expressão pessoal, de maneira livre e criativa.

Eu tinha 21 anos quando cortei o cabelo curto e me senti mais forte pra colocar pra fora todo um novo lado. Um momento que eu estava vivendo. Tem sido assim desde então. A cada ciclo eu busco algo que me lembre desse processo libertador que eu encaro dentro de mim. E da forma que eu quiser, pode ser expressado no espelho. Não em busca de aprovação nas redes sociais, mas em busca de mim mesma. 

E isso é ótimo, porque eu também consigo ignorar mais facilmente certas demandas.

Afinal, quem nunca ouviu que para o verão é bom clarear o cabelo e cortar mais curto? Ou no inverno é melhor deixar as madeixas mais escuras?

Crenças como essas acabam nos levando para um ciclo de novas demandas. E a única necessidade que eu quero atender é a de mudar quando eu quiser. Seja pra matizar as mechas deixando-as mais claras ou escurecendo todo o cabelo. Seja cortando ou deixando crescer.

[ Nessa mudança de cabelo eu cortei o cabelo pré carnaval, fiz mechas e matizei os fios com a tinta de BIO EXTRATUS COLOR 11.21 louro platinado irisado acinzentado. Esse ano puxamos as mexas menos da raiz, pra um efeito mais suave. Ano passado contei todo o processo desde a primeira mudança de cor no meu cabelo nesse post. Esse ano quis só lembrar que toda mudança importa e que podemos ser livres pra experimentar o que fizer mais sentido pra gente! 

Mas acho que pra sempre vou escolher mudar meu cabelo quando eu mudar meus processos. Porque se eu quiser marcar essas transformações no espelho, só caberá a mim escolher. Se for pra não me deixar esquecer, deixa ser. 

Agradeço a Bio Extratus por ser uma parceira incrível e cuidar da gente e do nosso cabelo há tantos anos. A tinta da marca tem tutano e trata o fio, ajudando no processo de cuidar dos cabelos após esses processos que tendem a ser tão abrasivos. Se você estiver considerando mudar os cabelos, pesquise Bio Extratus Color. ]

0 em Beleza/ Cabelo/ Destaque/ Patrocinador no dia 17.01.2018

Banho de creme Pós Coloração – Hidratando e protegendo em um só produto!

Quando eu falei da linha Pós Coloração aqui no blog, em agosto o ano passado, eu jurava que iria continuar com meu cabelo do jeitinho que estava, isso é, com balayage, tons de loiro, etc.

Revendo o post, falei inclusive que não sabia se teria coragem de mudar novamente, apesar de admitir a minha vontade de testar novamente os ruivos. Achei curioso ver esse post de 6 meses atrás, onde ainda não tinha ideia que a Bio Extratus iria lançar uma linha de coloração e eu ia escolher sem nem pensar duas vezes (e sem pressão nenhuma da marca) virar ruiva de vez.

A coragem que eu mencionei ali em cima era menos em relação à mudança de cor e mais em relação aos cuidados para manter o ruivo. Como falei no outro post, a primeira vez que fui ruiva, a cor desbotou muito rápido, e eu fiquei com um tom acaju que não curti, e foi tão difícil de tirar que eu odiei a experiência. Obvio que naquela época eu também não sabia procurar bons coloristas – tampouco profissionais na área tinham redes sociais para a gente dar uma olhada no trabalho para ver se a gente se identificava – e isso influenciou muito a minha experiência ruim.

Dessa vez as coisas foram bem diferentes. Até o momento eu modifiquei o cabelo 2 vezes, a primeira, que eu contei aqui, e a segunda foi no Rio. Como tinha contado, eu escolhi uma cor que vai entre o ruivo e o loiro (o 9.4), só que como meu cabelo estava muito virgem e castanho bem escuro, decidimos não usar descolorante logo de primeira, o que deixou a cor bem mais escura do que ela realmente é. Como ela quase não desbotou, mas a raiz cresceu consideravelmente (só assim para eu perceber que meu cabelo realmente cresce rs), fui para o salão novamente um mês e meio depois que pintei pela primeira vez.

cabelo-ruivo-1

Dessa segunda vez, fizemos algo diferente. Ainda não tive (nem sei se terei) coragem de descolorir o cabelo todo novamente, mas acertamos a raiz e fiz luzes.  Por mais que meu cabelo estivesse mais macio do que nunca apenas com a tinta, acho que eu viciei em descolorante e no movimento e profundidade que ele dá no cabelo, mesmo sabendo que isso resseca mais.

Mas não vim aqui falar mais uma vez da mudança, na verdade queria contar sobre um produto que eu conheci em Agosto mas só consegui ver todo seu potencial agora, com o cabelo realmente pintado: o banho de creme da linha Pós Coloração. Eu testei todos os produtos dessa família no ano passado, antes de pintar meus cabelos, jurando que seriam muito bons para as luzes. Mas como elas estavam muito lá embaixo e essa linha é a mais hidratante de todas que a Bio Extratus já lançou até o momento, o resultado foi um cabelo – que já é oleoso – mais oleoso.

Parei de usar, nem falei mais sobre ela e continuei usando outras linhas no meu cabelo, até que em dezembro eu a tirei novamente do armário, e entendi porque ela é tão boa para cabelos coloridos. E hoje resolvi falar do produto que eu mais gostei de toda a linha: o banho de creme!

linha-pos-coloracao-bioextratus

Ele é uma máscara de hidratação com goji berry que é antioxidante e protege a cor; aminoácidos que repara de danos internos e externos; e lumicor, uma tecnologia exclusiva que repara a fibra capilar, repõe massa e a reativa o brilho dos cabelos.

Ele tem uma textura densa e consistência firme e penetra nos fios bem rapidamente – o indicado é ficar 2 minutos com o produto nos cabelos (mas as vezes eu passo um pouco disso). O resultado é um cabelo bem macio, hidratado, com a cor protegida e cheia de vida e brilho. E oleosidade? Claro que ela acontece, mas em seu tempo certo, nada de ficar com o couro cabeludo grudado antes de terminar o dia, como aconteceu quando minha raiz estava enorme. Acho que de todas as máscaras da Bio Extratus que eu já experimentei, essa entrou para o meu top 5! 

Tanto o banho de creme como todos os outros produtos da linha pós coloração não têm sulfato, petrolatos, parabenos ou silicones, ideal para quem segue a linha de low poo. O preço médio do banho de creme de 250g é entre R$22 e R$25 e dá para comprar online na Drogaria Araujo ou na Ikesaki, mas para saber onde encontrar mais perto de você é só clicar aqui.

10 em Fique de olho! no dia 08.02.2010

Fique de olho! Pontas coloridas

Lembram que a Camila, do Garotas Estúpidas fez um post recentemente falando da tendêncinha dos cabelos coloridos que apareceram em vários desfiles? Logo depois, indicando que essa tendência tem fortes indícios de popularizar, Lady Gaga apareceu com as pontas amarelo-ovo no Grammys. Agora foi a vez dos editoriais abraçarem essa idéia e tentar botar nas nossas cabeças que mechas californianas são tãooo last season. Essa é Abbey Lee para a Vogue Australia:

Pra gente, essa idéia rolava na 5a. série, onde a sensação era pintar o cabelo com um spray que deixava ele MUITO duro, botar um tictac com uma mecha de cabelo sintético (ficava super natural em quem não tinha cabelo liso, sabem? hahaha) ou para as mais radicais, se jogar no balde de tinta de papel crepom. Mas agora não seguramos, não!

E vcs? Têm coragem de aderir a essa moda?