Browsing Tag

automaquiagem

0 em Autoestima/ Beleza/ Convidadas/ Destaque/ Make-up no dia 13.02.2020

Impressões e dicas aprendidas na aula de automaquiagem de Carnaval!

Joana e Carla já falaram algumas vezes o quanto queriam modificar o formato dos eventos do blog esse ano. E elas não estavam brincando. Elas queriam fazer algo além do bate papo, mas que ainda assim integrasse as participantes e envolvesse tempo de qualidade juntas. Dessa vez o evento foi uma aula de automaquiagem com as profissionais do Studio Lu Rech só com produtos da Vult, inclusive lançamentos, para gente conhecer!

A Vult é patrocinadora do blog e é bem conhecida por aqui! Já o Studio Lu Rech oferece um serviço de fast beauty. Ele conta com make e penteados simples, mas profissionalmente executados, de forma rápida e a preços acessíveis.

Mas dessa vez a proposta do evento foi passar pra gente um pouquinho do que as maquiadoras do Studio sabem. Até mesmo pra nos garantir mais autonomia na produção. Até porque uma coisa não exclui a outra. Muitas de nós sabemos fazer o básico em casa, mas às vezes quer um serviço com aquela cara de salão, não é?

No evento, nos unimos em duplas pra dividir uma infinidade de opções de produtos. Logo em seguida fomos para o passo a passo, com instruções das profissionais: preparação de pele, olhos, cílios, blush e boca. A make que aprendemos era simples, mas com uns macetes bem legais. Até mesmo pra quem já se aventura mais no assunto, como eu.

A primeira dica que eu acho muito digna de compartilhar foi a de misturar um pouco do iluminador líquido com o primer, em vez de passar depois.

Dessa forma, dá para chegar naquele glow saudável sem ficar um risco de brilho muito marcado. Quando eu disse que gostava de iluminar em cima ou embaixo das sobrancelhas com lápis ou sombra, a Carol, profissional do Studio Lu Rech, também deu a dica de fazer isso antes da base. Anotadíssimo! 😉 

Usamos o iluminador líquido booster radiante e o BB primer efeito blur com FPS 15. Ambos têm a textura bem leve e secam rápido. O primer dá super certo pra dar aquela fechada nos poros antes de passar a base.

Na hora de fazer os olhos, pudemos escolher entre as cinco paletas lindas de sombra recém-lançadas: confiança, beleza, amor por mim, liberdade e poder. Fomos orientadas a esfumar um marrom opaco no côncavo do olho, pra dar mais profundidade. Eu já marcava o côncavo, mas nunca soube esfumar direito, aprendi que deve ser do canto de fora pra dentro em movimentos circulares. Também nunca tinha tentado com um pincel decente. Rs Usei o nº 15 da Vult e foi sucesso total!

Depois veio ele, o lançamento protagonista do evento: o pigmento ecobrilho. E bota brilho nisso! Além de ser um produto vegano, pessoalmente vi também outro diferencial. Eu tenho mil alergias e vários pigmentos de glitter me pinicam muito, até mesmo em sombras cintilantes. Pra vocês terem uma ideia, eu sou uma pessoa que ama brilho e não pode usar lurex. Ah, a frustração! 

Mas pra minha surpresa eu fiquei super confortável com essa make, e olha que passei sem dó. O ecobrilho vem em 4 cores: um tom de cobre, um de vermelho, um de lilás e um de grafite. Todos são maravilhosos e dá pra enxergar seu brilho do outro lado da rua. Quem não merece um bapho desses?

Pra aplicar o ecobrilho passamos o primer fix, que é basicamente uma cola. Quando começa a secar, você consegue sentir o dedo colando um pouco na pálpebra. Ou seja, passa o primer fix, aplica o ecobrilho e vá divar sem preocupação. Elas avisam que não é ideal pra passar sombras comuns porque pode craquelar.

Descobri também que o pincel em formato de leque fininho é perfeito pra limpar aquela sombra que cai nas maçãs do rosto, sabe? É o nº 18 da Vult. 

Para os lábios, pudemos escolher entre as cores do batom stick matte, em lápis. Ou então outro lançamento, o batom surprise. Ele é um líquido matte que, quando seca, é só pressionar os lábios e tchanãm, aparecem uns brilhinhos fofos e discretos.

Por fim, conhecemos o item que eu acho que foi meu favorito em termos de novidade e funcionalidade. Eu já estava com vontade de comprar um pó translúcido pra dar aquela finalizada na make, mas nunca tinha testado antes. Lá, acabei descobrindo que aqueles esbranquiçados – que são a maioria – “estouram” em peles morenas e negras. Nessas, o seria ideal usar um pó mais amarelado. Por isso tínhamos à disposição o pó translúcido baunilha e o banana. Ter conhecido essa última cor foi legal, certamente vou usar muito!

resumo dos produtos usados!

Também não posso deixar de contar que tudo saiu muito facilmente depois, o que é uma vantagem enorme quando se trata de make com brilho! Só lavei o rosto com sabonete demaquilante e pronto. Rosto limpinho.

Ao final do evento, o Lucas, fotógrafo que trabalha com o blog, ainda tirou fotos individuais de todas pra gente guardar com carinho o resultado das nossas makes divas e cheias de glitter.

Se eu amei? Muito!