Browsing Category

Alagoas

5 em Alagoas/ Brasil/ Viagem no dia 10.03.2016

Trip tips no Brasil: roadtrip em Alagoas (parte 1 – sul do estado)

Em janeiro embarquei para uma viagem de praia, sombra e água fresca no estado de Alagoas. A viagem era 100% focada em descanso e praia, nada de restaurantes chiques, nada de noite agitada e coisas dessa natureza. Eu confesso que não planejei muita coisa, comprei a passagem e fui. Não sabia ao certo o que iríamos encontrar e eu não esperava que fosse me surpreender tanto.

Nossa viagem começou no sul do estado. Optamos por nos hospedar em Barra de São Miguel e dali fazer vários passeios. Não me lembro exatamente quanto tempo foi de carro do aeroporto para a cidade, mas não foi muito, passou rápido. Nós optamos por alugar um carro, já que a ideia era fazer uma “road trip” pelas principais praias do estado. Decidimos dormir em duas cidades: Barra de São Miguel e Japaratinga, nossos hotéis ficavam nessas cidades e nós fomos de carro para cada uma das praias que queríamos conhecer.

Eu estava menos ansiosa pelos passeios no sul do estado, não sei por que mas eu imaginava que seria a parte mais sem graça da viagem e me enganei, me enganei muito! Nossos dias por lá foram muito gostosos.

Para quem não sabe, eu perdi dois dias da viagem devido a um estresse com a companhia aérea e por isso não fiz o primeiro passeio do nosso roteiro:  caminhada pelas falésias da Praia do Gunga.  Esse primeiro dia era para fazer um passeio longe da entrada da praia, caminhando pelas partes mais desertas desse lugar, passando o coqueiral e curtindo as falésias (andando pode levar uma hora para ir e outra para voltar). Muita gente opta por alugar bugre ou quadriciclo para ver de perto essas belezas naturais. Eu não pude ir mas achei as fotos incríveis e não poderia deixar de indicar pra vocês:

praia-do-gunga2

Praia do Gunga

falesias-praia-do-gunga falesias-praia-do-gunga-2 praia-do-gunga-3

Pensem na pessoa em casa tentando voar há dois dias recebendo essas fotos? rs

Eu cheguei no meio da tarde do outro dia e fomos direto para a praia de Jequiá. De início achei o lugar meio cheio e bagunçado, apesar de bonito. Caminhamos um pouco e ficamos numa parte deserta da praia. Achei o mar uma delícia para nadar, acho que fiquei algumas horas na água sem pensar em muita coisa.

jequia-2

fim de tarde do dia em que eu cheguei

jequia-1

Jequiá

Depois do banho fomos comer em Barra de São Miguel e a partir daí foi aberta a temporada de frutos do mar, com direito a muitos pratos de polvo, moqueca e outras opções típicas da região. Esse dia não foi tão aproveitado porque eu cheguei bastante cansada, mas já consegui ver que eu iria adorar a viagem.

No meu segundo dia nós passamos a manhã e o início da tarde no hotel Gungaporanga. Sabe aquele dia que você tira para relaxar? Foi exatamente isso que a gente fez. Tomamos o café da manhã mais maravilhoso de toda a viagem (sério, é uma loucura) e aproveitamos a piscina, com a vista mais linda da praia do Gunga.

gungarporanga-cafe

gungaporanga-3 gungaporanga-2

gungaporanga

drink

impossível não se jogar nas caipi de frutas do nordeste!

pousada-gungaporanga

Eu fiquei apaixonada por esse hotel! Achei romântico, super lindo, sofisticado com um toque rústico e cheio de facilidades. Acho que é uma ótima opção para se pesquisar.

No fim da tarde fui nadar na praia do Gunga, mas como estava um pouco cheia, andamos para uma parte mais vazia para podermos aproveitar – o mar por lá é muito maravilhoso! Acho que são as melhores praias para nadar que já fui no Brasil. Terminamos a tarde por lá e foi uma delícia.

praia-do-gunga

No meu terceiro dia fizemos o passeio que eu mais gostei em toda a viagem, achei tão mágico que farei um post só sobre ele. Nesse dia tivemos que pegar a estrada até o final do estado, quase divisa com Sergipe, onde o rio São Francisco divide os estados e se encontra com o mar.

O Velho Chico (assim chamado por alguns da região) vai virar cenário da próxima novela da Globo e tem mesmo uma energia muito diferente. Nunca poderia imaginar que eu ia morrer de amores por esse passeio na foz do rio São Francisco.

joana-cannabrava

Nós optamos por um tour com a empresa “Farol da Foz Ecoturismo“. Chegamos depois que o primeiro passeio havia saído e descobrimos que era melhor reservar para ter lugar no passeio, assim pagamos R$120 cada um e garantimos nossa vaga no segundo passeio daquele dia. O que eu não sabia era que o passeio das 14:30 era melhor dado que incluía o pôr do sol. 

Os primeiros a fazer a reserva escolhem se vão de bugre e voltam de barco ou se vão de barco e voltam de bugre. Nós éramos os últimos então tivemos que contar com a sorte, que jogou do nosso lado. Fomos de bugre, chegamos na foz, nadamos, tiramos mil fotos e voltamos de barco, vendo um fim de tarde INESQUECÍVEL com uma energia muito especial. Me lembrei dos passeios da Amazônia na hora.

pernas dunas-alagoas dunas

foz-do-sao-francisco

rio São Francisco

joana-cannabrava-foz-do-sao-francisco

Voltando para a cidade!

O pessoal do Farol da Foz nos indicou um restaurante de siri/caranguejo que foi simples, MARAVILHOSO e barato, almoçamos nele antes do passeio, mas também vou deixar para falar tudo no post só sobre isso. Eu jamais vou esquecer esse dia e tudo de mais lindo que vi ali. 

No dia seguinte seguimos para o norte do estado, passamos parte da tarde na Praia de Carro Quebrado, almoçamos/jantamos em São Miguel dos Milagres e seguimos viagem para Japaratinga. Sobre isso vou falar no post sobre a parte norte do estado. :)

Eu acredito que 2 ou 3 dias inteiros são suficientes para fazer os melhores passeios ao sul, claro que quem vai ficar e se hospedar em lugares como o Gungaporanga ou o Kenoa, pode apostar em mais tempo para curtir a infra estrutura e relaxamento disponíveis nesses hotéis.

Aguardem fotos do “mar caribenho” do norte do estado! :)

Beijos

6 em Alagoas/ Brasil/ convite/ Viagem no dia 24.02.2016

Trip tips: Pousada do Alto, em Japaratinga, norte de Alagoas!

Não tem muita paciência para lugares muito turísticos? Deseja ficar num lugar cujo clima seja mais romântico, intimista e nada óbvio? Você já pensou em ir para Maragogi? Então a gente PRECISA conversar sobre a Pousada do Alto.

Pousada-do-alto-1

Em janeiro fiz uma viagem de férias bem diferente de qualquer outra que eu já tenha feito:  Depois da viagem de Punta del Este, embarquei em uma viagem para Alagoas, onde percorremos todo o estado, do sul ao norte (dormindo em duas cidades diferentes), de carro. Vou contar todo roteiro no blog, mas antes de mais nada resolvi começar com o ponto alto em termos de hotel.

Ao invés de ficar em Maragogi resolvemos ficar em uma cidade chamada Japaratinga, que fica ao norte do estado, entre Milagres e Maragogi, e pertinho da praia do Patacho, de São Miguel dos Milagres e afins. Ficando ali fizemos os passeios das piscinas naturais (optamos pelas de Japaratinga mesmo), fomos para Praia de Antunes, Xaréu em Maragogi e outros paraísos quase caribenhos que eu nem sabia que existiam no Brasil.

Japaratinga-AL

Dormimos 4 noites no norte, todas em Japaratinga. A cidade é bem pequena, com alguns restaurantes e uma vida noturna que eu não conheci, afinal, a gente aproveitava tanto o dia que antes das dez da noite já estávamos dormindo para acordar cedo e curtir o sol.

No alto de uma montanha, no meio desse paraíso com mar de 50 tons de azul, fica uma pousada muito gostosa com uma piscina de sonhos e uma vista de cinema. Um cantinho muito gostoso e intimista que a Carla Lemos do Modices me indicou.

Pousada-do-alto-2 Pousada-do-alto-4 Pousada-do-alto-6 Pousada-do-alto-5drink joana

A Pousada do Alto é bastante singular. Fica no alto mesmo e a vista linda aparece em todos os lugares, no quarto, no restaurante e na piscina, enfim, em tudo. Foi a vista que me fez bater o martelo, inclusive. O que eu não esperava era que iria gostar tanto de outros detalhes: do quarto, da varanda (com a tal vista), do banheiro enorme, do jantar à luz de velas e do super café da manhã. Tudo isso entre lindas obras de artes, que faziam com que a gente se sentisse num lugar único, exclusivo e nada comum.

A pousada tem apenas 12 apartamentos – pelo que notei, todos com vista para o mar, cuja a cor muda várias vezes ao longo do dia. Nós tivemos a oportunidade de curtir uma lua cheia com um céu especialmente lindo na nossa varanda, pena que as fotos não fazem justiça, mas o momento foi difícil de esquecer, pelo menos pra mim. O café e o jantar estavam incluídos, ainda assim consumimos uns drinks na piscina e almoçamos um dia na pousada. Tudo foi muito gostoso e o custo benefício desses “extras” valeram muito a pena. O climinha intimista da pousada foi exatamente o que a gente estava querendo para encerrar a viagem. A experiência tinha toda uma pegada romântica, mas nada óbvia.

vista-do-quarto-1

A vista do quarto, a maré e as cores mudavam a mesma todos os dias, todas as horas!

A pousada fica perto das praias que mais gostamos de visitar em toda a viagem: Antunes e Xaréu, ambas em Maragogi. De carro a gente chegou rapidinho.

Maragogi e seu mar mágico

Maragogi e seu mar mágico

Xaréu <3

Xaréu <3

Eu não só voltaria como recomendo muito. A atmosfera não é de resort e o luxo não é nada ostensivo, justamente foi esse toque de “casa da gente” que eu adorei. A piscina é das mais lindas que eu já curti no Brasil, assim como a vista para os corais. 

 

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

pousada-do-alto-

Tudo encaixou perfeitamente no final das nossas férias, fechou com chave de ouro essa “road trip” que foi das mais lindas e interessantes que eu já fiz no Brasil. Eu não conhecia Alagoas e agora já posso dizer que esse estado PRECISA entrar na lista de viagem de todas as pessoas. Todos os lugares que visitamos durante esses 1.000 km percorridos no estado vão virar post. Fiquem de olho! 

lua-cheia

Momento apreciando a lua cheia da varanda do quarto!

pousada-do-alto-10

A Pousada do Alto tem site e as fotos do instagram também são de babar, você pode seguir por lá: @pousadadoalto!

Amo fazer trip tips de hotéis legais e com esse não seria diferente. Quanto mais viajo no Brasil, mais descubro que nosso país tem um potencial maravilhoso!

Beijos

Jô