Browsing Category

treinos

2 em Comportamento/ Jabá que nós amamos:/ Saúde/ treinos no dia 17.05.2016

Saúde, treinos, novas expectativas e o tênis Mizuno Synchro MX

Malhar, ir à academia, correr, fazer crossfit, pedalar ou nadar têm se tornado cada vez mais um hábito comum entre os brasileiros. Seja nas grandes cidades ou no interior, nos balneários ou na serra. Fazer exercícios é hoje a melhor profilaxia que existe. É a forma mais garantida, se feita de forma correta, de se manter com saúde, longe de doenças.

Por isso é normal ver as pessoas buscando um esporte que gostem, uma aula animada ou um grupo de treinos para pertencer. Uns amam, outros fazem por obrigação, eu diria que estou mais na segunda opção querendo muito pertencer à primeira.

Joana-CannabravaNos últimos meses eu parei tudo que fazia, até que fiquei 100% sedentária e meus exames ficaram péssimos. Resolvi dar um basta, recomeçar sem metas, sem projetos, sem platéia ou uma busca de um corpo perfeito (em relação ao que, né?). Sem criar expectativa em vocês, porque isso criava uma pressão ruim pra mim. Se eu malhar e ficar exatamente como estou, tudo bem. Só quero buscar ter saúde, disposição e ânimo. Não andei lidando bem com a demanda de ser uma “blogueira” magra, com barriga de gominhos e fazendo fotos de biquini como parece que parte do mundo quer ver. Meu foco é apenas um: me cuidar sendo eu mesma, aceitando meu corpo. Se tiver algum resultado visível, ótimo! Se não tiver, já estarei muito feliz se estiver saudável.

Para isso resolvi voltar a me mexer e decidi que vou testar várias coisas. Crossfit com a amiga, pedalar com o boy, luta com qualquer um que me convidar ou corrida sozinha. Declaro oficialmente aberta a fase de descobertas.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Foto: Paulo Herédia na pedalada da Glamour Brasil com o Rio Design Leblon

Quando decidi tudo isso, chegou aqui em casa um tênis novo da Mizuno e eu acabei encarando como o sinal que faltava para eu começar a deixar o sedentarismo pra lá. Ok, ainda tenho que comprar umas roupas de ginástica, mas vou resolver isso aos poucos.

De cara provei o tênis, ele pareceu muito confortável. Usei pela primeira vez no mutirão de trabalho voluntário que fiz há um tempo e adorei. Depois já fiz esteira com inclinação, caminhei, dei pequenos trotes de corrida e pedalei (na rua e na academia). Entre um exercício e outro me peguei gostando muito do modelo e por isso resolvi escrever sobre esse jabá. Não fazia isso há um tempo, já que usei por anos o último tênis que resenhei aqui no blog.

O Synchro MX tem uma tecnologia inovadora para os corredores, sua proposta é combinar perfeitamente o amortecimento e a estabilidade. 

synchromx-mizuno

Ele é muito leve – segundo o release, 280 gramas! –  confortável e bonito. A cor que eu e a Carla estamos usando é linda. De fato me senti amortecida em todos os testes que fiz com o tênis, não entendo muito sobre a estabilidade, nunca parei para prestar atenção nisso, mas estou gostando muito da experiência. Sempre busquei usar tênis bom para proteger meu joelho e nunca achei que dava para economizar nisso. Brinco que a gente paga caro pra evitar cirurgias caras no futuro, o mesmo vale para bons profissionais de saúde que ajudam a corrigir nossa postura e afins.

“Indicado para corredores com pisada neutra, o Synchro MX foi idealizado após um intenso e longo estudo de mapeamento do pé, que nos permitiu posicionar com precisão materiais de diferentes densidades na entressola que garantem maciez e segurança para o corredor. Esse é o primeiro lançamento da ‘família Synchro’ da Mizuno, que se inicia a partir do MX (máximo Amortecimento) ”, afirma Rodrigo Barreiros, gerente de calçados da Mizuno.

Pouco entendo de densidade de materiais, mas eu estou adorando o tênis. A Ca, que malha muito mais sério do que eu e também ganhou um, disse que ela prefere não usar muito para correr porque sua pisada não é neutra, mas que ele é ótimo para todos os outros exercícios que ela faz na academia. Estamos aproveitando bem a novidade e ele está servindo bem para meus experimentos e para a malhação dela.

Quanto ao Mizuno, nós adoramos ver marcas comprando essa ideia de apresentar novidades como essas a meninas normais, gente como eu, como a Cá e como você.

Adorei o presente, to sempre mostrando o quanto estou usando no snap e se você está naquela fase de trocar de tênis, pode ser uma alternativa experimentar o Mizuno Synchro MX! Não só de musas fit são feitas as consumidoras de material de esportes não é mesmo?

Beijos

banner-snap

 

 

3 em #futiindica/ Comportamento/ treinos no dia 09.06.2014

Playlist: Músicas para malhar!

Outro dia, a Sil, leitora antiga que virou amiga virtual (pelo menos pra mim, a Jô ela já conhece) e que sempre está por aqui comentando, sugeriu que eu indicasse algumas músicas para ouvir na academia.

De fato, eu não sei malhar sem música. MESMO! Só para vocês terem uma ideia, já teve um dia que eu esqueci meu fone de ouvido em casa e só subi na esteira depois de comprar outro (vantagens de ter um shopping embaixo da academia). Por isso, achei uma ótima ideia compartilhar mais essa parte da minha vida com vocês!

Eu não tenho uma playlist definida para a academia, eu dou o shuffle e vou passando as músicas que não têm a ver com o momento. O problema é que meu Ipod é beeem eclético, em um momento está tocando Avicii e no outro, Raimundos.

Por isso, resolvi definir um tema para esse primeiro post: músicas antigas! A maioria dos anos 80 e 90, as minhas preferidas para dar um gás no spinning ou na corrida (mais spinning, confesso). Espero que gostem e divirtam-se!

Treinando com as antigas from carlaparedes on 8tracks Radio.

As músicas são:

– This is How We Do It: Montell Jordan
– Kiss – Prince
– Wake Me Up Before You Go Go – Wham!
– Karma Chameleon – Culture Club
– Walking on Sunshine – Katrina & The Waves
– Beat It – Michael Jackson
– Push It – Salt N Pepa
– Walk of Life – Dire Straits
– Footloose – Kenny Loggins
– Dancing With Myself – Billy Idol
– Major Tom – Peter Schilling
– Pet Shop Boys ao vivo com Lady Gaga e Brandon Flowers (vale ver o video da apresentação!!)
– Faith – George Michael
– I Want to Break Free – Queen
– Two Princes – Spin Doctors
– Never Gonna Wake You Up – Mashup maravilhoso que combinou Avicii com Rick Astley!

Se vocês gostarem dessa ideia, eu já tenho algumas playlists planejadas (rock clássico, pop, eletrônica, funk, etc)! E se quiserem me dar mais ideias, estou aberta à sugestões!

Beijos!

Carla

4 em Comportamento/ desafio de peso/ Saúde/ treinos no dia 06.02.2014

Já pensou em fazer Pole Dance?

Muita gente fala do “pole dance” como alternativa de apimentar relacionamento, se sentir mais sensual e por aí vai… O que muita gente esquece é que interagir com essa barra exige muito esforço de toda a musculatura do corpo e, por isso, essa prática se tornou o exercício físico queridinho de muitas mulheres. Uma dessas mulheres que se apaixonou pelo pole dancing foi nossa amiga e também blogueira Carol, do Toque de Neon.

Depois que vimos essa foto dela no instagram (pode seguir também: @carolheinrichs) resolvemos convidá-la para contar mais sobre esse assunto aqui no blog. Lembramos que o post da Ca sobre o Ballet Fitness foi um sucesso e quisemos trazer mais esse tipo de “exercício do momento” para o blog. Mas deixa a Carol falar!

“Meninas, eu comecei o pole há 6 meses, mas já andava de paquera com essa modalidade há algum tempo. Como o studio (chama-se Studio Manaus Pole Dance) fica dentro da academia que frequento, sempre passava pra dar uma olhadinha.

Morria de insegurança por pensar que não tinha coordenação motora ou força no braço suficientes, mas um dia criei coragem e fiz uma aula experimental, à convite da professora que na verdade é jornalista e apresentadora, mas se apaixonou pelo pole, se profissionalizou e hoje dá aulas. Foi amor à primeira vista!

carol-heinrichs

Nunca encarei o pole unicamente como uma arte sensual, mas principalmente como modalidade esportiva. E é de fato o que fazemos nas aulas!

Faço duas vezes por semana, mas por mim faria todos os dias da minha vida! É viciante demais.

Desde o início das aulas até hoje evoluí bastante. No início a dificuldade é maior, mas com duas aulas já conseguimos evoluir muito! Hoje em dia consigo fazer movimentos mais difíceis e “figuras” (é assim que chamamos as poses!) mais complicadas. Quando fiz inversão (fiquei de cabeça para baixo!) foi uma festa! E a cada aula aprendo uma coisa nova, por isso é estimulante. Mas ainda tenho muito pra aprender!

carol-2

O legal é que lá no studio todas se ajudam! Tem as menos flexíveis, tem gordinhas, magrinhas, as que não têm muita força… tem de tudo! E somos muito unidas.

carol-1

Quanto aos benefícios, senti que meu corpo ficou mais definido, principalmente braços, abdomen e parte interna da coxa. Mas uma das coisas que mais gostei foi que minha postura melhorou MUITO. Também existem aqueles outros benefícios, como concentração, determinação e superação de limites. É assim que eu encaro o pole!

E o lado ruim? Pra mim não tem nenhum. Há quem diga que os roxos são a parte ruim do pole, mas uma “pole dancer” de verdade vê seus roxos como troféus!”

Nós amamos saber de tudo isso, de verdade. Ficamos super interessadas! Nós acompanhamos “de pertinho” a mudança de corpo da Carol e de verdade é super notável, arrasou Carol. 

Não é diferente? E vocês, curtem a ideia? Alguém aqui mais faz?