Browsing Category

Decor

2 em Comportamento/ Decor no dia 13.12.2013

Decor no (f)uti: Banheiros!

Eu poderia ficar até 2015 (não que fosse demorar muito, uma vez que os anos estão passando cada vez mais rápido), escrevendo sobre banheiro porque ele é sempre um assunto à parte nos projetos residenciais, principalmente para as mulheres. E sobre a boa organização de um banheiro? Ficaria facilmente um semestre inteiro trazendo tópicos bacanas sobre isso, mas como tenho muitos outros assuntos de grande importância dentro do meu “mundinho arquitetônico”, vou me ater em dicas, pontos e observações, sempre naquela linha de raciocínio: soluções para o melhor aproveitamento espacial e orçamentário, e enveredando para um pensamento de “vamos descobrir a sua melhor versão” que os maquiadores fashionistas adoram dizer.

Dito isso podemos dividir esse assunto em duas situações:  a primeira voltada para quando a reforma é total, ou seja, estamos repensando o banheiro do marco zero e a segunda é para quando a reforma é parcial ou superficial. Acima de tudo, como os posts são sempre um espaço para criatividade, as imagens dos banheiros são acima de tudo inspiradoras e ilustrativas no ponto de vista de algumas dicas e truques.

Tendo em vista a reforma completa de um banheiro, defendo em primeiro lugar a escolha da troca dos revestimentos de parede e teto por opções de cores claras, que além do óbvio em deixar o espaço mais claro, essa escolha promove uma amplitude maior para o ambiente já que estamos falando de um compartimento que possui pouca metragem quadrada.

reforma-completa-banheiro-ideias

A cor clara irá refletir e absorver menos a potência da cor da lâmpada usada em seu ambiente, por isso, a iluminação estará trabalhando com o seu melhor potencial, o que poderá acarretar em uma menor quantidade de luminárias no espaço.

Ainda no que abrange o assunto iluminação, sabe aquela luz perfeita de espelho de camarim, que tudo se pode ver e que não faz sombra no seu rosto? Então, ela pode ser sua de um jeito menos literal se você preferir.

Existe alguns truques básicos para ter essa “luz perfeita”:
– pode ser através de um detalhe de marcenaria no qual são encaixadas lâmpadas fluorescentes tubulares atrás da estrutura do espelho, que faz o papel de afastador do mesmo em relação à parede.
– o outro truque é a colocação de luminária do tipo “arandela” em uma dimensão mais retangular e comprida. Em suma a iluminação que de certa forma vem frontal ao corpo, irá acentuar a percepção dos detalhes, uma vez que a mesma não fará sombras, nem curvas no rosto.

Já na nossa segunda situação, onde a reforma do banheiro vem a ser mais superficial, as escolhas têm de ser certeiras, uma vez que os ambientes são pequenos e os detalhes sempre ficarão mais gritantes. A intenção da vez é: remendar menos o que é existente.

Por isso selecionei alguns pontos estratégicos para rápidas mudanças. Começo pelo mais difícil, a troca de revestimento, que nesse caso não poderia acontecer de forma usual então o jeito é a sobreposição de planos, ou seja, criar um cenário. Nesse caso, o que acho mais interessante e atual é o uso de painéis de marcenaria laváveis ou laminados imitando madeira, onde se pode criar composições de réguas com cor de madeira ou até mesmo coloridos.

A troca daquele espelho antigo é sempre renovadora, seja colocando uma nova moldura nele, seja mudando o formato do mesmo e as dimensões. O importante é que ele tenha um tamanho proporcional ao seu espaço, dando uma maior amplitude para o banheiro.

Os adesivos para azulejo vêm sendo figurinha certa em reformas rápidas e básicas de áreas molhadas, mas acredito que usá-lo com parcimônia é o melhor caminho. Eles tendem a ser muito coloridos e bastante estampados, por isso podem dar a sensação de diminuição interna espacial. Uma boa pedida, é usá-lo em uma única parede, melhor ainda se for onde o espelho está locado, assim a área dele fica ainda menor e o toque de cor fica mais sutil e interessante.

reforma-rapida-banheiro

Já pensou em uma luminária pendente ou até mesmo de apoio, algo que você nunca pensaria em colocar no seu banheiro? Então é hora de ampliar os seus pensamentos, pois isso tem sido tendência já há algum tempo, e o resultado é surpreendente. O banheiro imediatamente muda de figura só porque você pensou que a luminária que iria para a sua sala de estar ou para o seu quarto, foi parar sem mais nem menos no seu banheiro ou no seu lavabo (lavabo=post mais longo ainda em um futuro próximo…só por que eu adoro esse lugar minúsculo mas que é sempre muito interessante e divertido de se projetar).

ideias-banheiros-luminarias

Por último, e não menos fundamental e importante, é a disposição de uma estante ou prateleiras funcionais, que darão o tom da organização de itens de higiene pessoal, principalmente àqueles de embalagens lindas e os que você mais usa na sua rotina. Se a falta de um armário abaixo da bancada é um problema, essas estantes podem fazer o papel de local para estocagem também, basta fazer o uso mais uma vez de caixas organizadoras, as quais podem ainda ser o ponto de cor do seu banheiro.

Beijos!

Aninha.

selo-aninha-colaboradores

3 em Comportamento/ Decor no dia 14.11.2013

Decor no (f)uti: O “boom” dos azulejos

As semanas de moda acabaram, graças a Deus e o (f)uti começa a voltar para sua rotina de posts de sempre, um pouco menos de looks e um pouco mais de conteúdo! Vocês lembram que a Aninha está tocando uma coluna de decor por aqui? Se não lembra vem nesse post… 

Como começar a escrever sobre “azulejos” e não ser regionalista?  A resposta é muito simples para mim; é impossível pensar nesse revestimento e não se lembrar de Athos Bulcão. Como artista, nascido no Rio de Janeiro, ele foi o responsável não só pelo grafismo dos azulejos em fachadas e empenas de construções históricas de Brasília, como, por exemplo, o Salão do Itamaraty e o Congresso Nacional, mas acima de tudo ele injetou cor e muita vida no “skyline” e no cenário urbano de muitas cidades brasileiras, principalmente da capital nacional.

Athos Bulcão foi fonte de inspiração para diversos estilistas, uma vez que tornou atemporal o seu rigor gráfico. Uma coleção incrível e super recente foi a última da estilista de sapatos e acessórios, Constança Bastos, tem no look da Jô aqui. A partir da escolha de uma padronagem bastante clássica e simples do artista, ela se concentrou em poucos tons de cores para abordar os grafismos que envolveram, de forma bastante atual, os mais diversos tipos de calçados que a sua coleção apresentou.

Athos

Para mim foi e ainda está sendo super interessante de acompanhar a ascensão, ou melhor, a volta do uso do “azulejo” no mundo... Sim a escala é exatamente essa… Principalmente os azulejos padrões de 15x15cm e os retangulares e finos assentados com juntas desencontradas “tipo tijolinho”. Para um revestimento que ficou por uns longos anos, praticamente renegado por uma grande parcela da sociedade, voltar com esse “sentimento cool” que ele está trazendo consigo, não é para qualquer um não!

Esse distanciamento do seu uso se deu muito por conta de ele ter se tornado um revestimento barato, portanto acessível, e figurinha certa em quase todas as áreas molhadas (banheiro, cozinha e áreas externas) de residências e espaços públicos.

Como tudo de um passado remoto que volta a ser usado, seja na moda ou na arquitetura, tende a ter dois caminhos: o rastro vintage  porém “cool” que a peça possui, ou o ato de incorporar uma nova leitura, sendo assim contemporânea e super atual. Como não seria diferente com o nosso objeto de discussão da vez, o azulejo possui esses dois papéis no cenário do design de interiores.

decor-azulejps

Mais empolgante ainda é ver essa maneira de enxergar novos usos, novas formas reestruturadas e repaginadas para a composição espacial utilizando esse revestimento.  Podemos observar o seu emprego da forma mais “fun”  e “moderninha” possível em fachadas, interiores de lojas, em áreas secas de residências e de formas super interessantes e gráficas nos pisos.

AZULEJOS azulejos-2

Defendo acima de tudo o uso do azulejo como forma de revestimento menos tecnológico, simples, e quase “engraçado” nos ambientes. Utilizá-lo de forma inusitada, como em uma parede de “home office” na qual você pode fazer dele o seu quadro-negro (escreveu em cima dele com canetinha de lousa – é só usar um paninho úmido ou com detergente, que está limpo novamente) ou usar e abusar de rejuntes coloridos para o assentamento das peças (há uma paleta de cores com opções como o vermelho e o azul) que “graças ao Deus da civil” já vende em muitas lojas de material de construção e não possuem grandes ciências para a colocação.

Beijos

Aninha

assinatura-provisotia

5 em Comportamento/ Decor no dia 03.10.2013

Decor no (f)uti: Home Offices & Workspaces

Lembram desse post de apresentação da nova coluna quinzenal do blog? Então, hoje o assunto é sobre um tipo de espaço que está ficando cada vez mais comum nas casas e apartamentos: o home office ou, caso não tenha espaço suficiente, um workspace bem aconchegante. Fala, Aninha!

Em tempos de apartamentos cada vez menores – que geram a árdua tarefa de encontrar metragem quadrada para encaixar uma vida inteira – o jeito é otimizar os espaços de forma inteligente. Diga-se de passagem, essa é a máxima da vez no mundo da arquitetura.

Isso se aplica de forma muito clara nas pequenas porções de espaços que acabam quase sobrando em qualquer ambiente residencial. Com alguns detalhes, esses espaços podem virar estações de trabalho, home offices, “escritórios pocket” ou como queiram denominar esse espaço que pode mudar o humor de qualquer pessoa naquele momento de: “tive que trazer trabalho para casa neste fim de semana!”

03.Apart-3

Para os “workaholics” de plantão, nunca foi tão fácil trabalhar de casa. Se bem que nem precisamos chegar nesse patamar dos amantes por trabalho, basta começar a sonhar com a sua própria empresa e querer começá-la em um simples canto ou ambiente do seu apartamento, para entender que o espaço de estudo e trabalho deve ser organizado, gostoso, confortável, simples e, por que não, inspirador?

São soluções simples e objetivas que irão transformar ou simplesmente por em ordem aquele espaço que se tornará o ambiente onde, muitas vezes, você passará muitas horas. E são essas soluções que irão te inspirar, seja pela organização, seja pela cor, seja pelo mobiliário ou pela vista sensacional a qual você elegeu que teria ao trabalhar ali.

Posso dizer que muitas vezes as possibilidades são infinitas para a solução espacial de um ambiente, mas vou me focar em algumas, básicas e interessantes, com uma pegada repaginada-contemporânea: a dupla – prateleiras encaixadas em suportes verticais ou cremalheiras ou mão-francesa, conjugadas com mesa de tampo solto + cavaletes de apoio, pode deixar o seu espaço “eternamente atemporal”. Esse duo verticaliza e ao mesmo tempo horizontaliza a sua organização.

home-office-workspace-2

Sabemos que nem todos os aparatos pessoais ou de trabalho são incríveis de se expor. Por isso use e abuse de caixas de tamanhos e cores diversas, nomeando-as com tags charmosos ou uma simples etiqueta.

home-office-workspace-solucoes

Comentando sobre outra escala de trabalho, quando você compra aquela casinha ou aquele apartamento para virar um escritório ou ateliê, mas que é pequeno para comportar o número de pessoas e/ou funções destinadas para aquele espaço, não hesite em deixá-lo com circulações fluidas e ambientes setorizados de forma funcional e menos compartimentada, ou seja, com poucas paredes construídas. As imagens inspiradoras que separei mostram um escritório onde a solução arquitetônica foi a locação de uma “ilha” funcional, onde se encontram as instalações de copa/cozinha e banheiro, separando os ambientes de forma menos convencional e pesada. Os móveis do tipo “dupla face” são excelentes na divisão de espaços, seguindo o mesmo raciocínio da “ilha”.

APARTAMENTO-ESCRITORIO

A iluminação nesse tipo de ambiente é algo fundamental para a saúde humana (!!). Então, se o seu ambiente é desprovido de uma boa iluminação, caia de cabeça em luminárias de mesa, de altura média – elas te darão uma luz focada e intimista. Se o caso for outro, e uma “obrinha” não te fará mal, abuse da iluminação indireta;  ela deixará a sua vista menos cansada lavando a parede onde a sua mesa se encontra. Já se a intenção for um móvel funcional, uma solução bastante corriqueira é a inserção de lâmpadas fluorescentes, no interior do fundo do primeiro nível de prateleira (a mais próxima à mesa) – ela iluminará o trecho atrás do monitor do computador sem refletir na tela.

ed4861be7aa12b11ca9e31ba822d6939

Nunca deixem que um espaço desorganize a criatividade e a sua concentração. Deixe que ele te inspire da forma mais simples que seja.

Beijos!

Aninha