1 em Autoestima/ Comportamento no dia 14.01.2020

Onde estão as pessoas fora do padrão?

Esses dias estava na piscina do prédio com os meus filhos e comecei a reparar nas pessoas que estavam lá. A piscina estava lotada, e boa parte dessas pessoas eram mães e pais cujos filhos estavam disputando um espacinho no água.

O que me deixou pensativa foi: 95% das pessoas eram pessoas tidas como perfeitamente dentro do padrão. Magras, barriga sequinha, peitos nem grandes demais, nem pequenos demais, cabelos hidratados, lisos com ondas de capa de revista, todos por volta dos 35 aos 45 anos. Looks incríveis, dignos de uma pool party em Mônaco. Nem sei isso existe, nunca tive em Mônaco, mas vcs me entenderam, né?

E eu, sendo eu como sempre, rs. Estava com um coque alto pra aguentar o tranco de enfrentar piscina com duas crianças + calor, o vestido do dia a dia por cima de um biquini que acabou nem vendo a luz do sol e óculos de grau.

Vale dizer que assim que me liguei que não estava com os óculos de sol e que não montei nenhum look para ir na piscina, nem me preocupei muito. Imediatamente pensei comigo: “tudo bem, com certeza eu não serei a única mãe da piscina assim”.

Como vocês já sabem, me enganei. Quando me acomodei dei de cara com o cenário que descrevi pra vocês.

Aí fiquei tentando entender: ONDE estão essas mães? Onde estão essas pessoas que não estão dentro do padrão? Ou que não são planejadas e organizadas estrategicamente pra passar 2 horas na piscina?

ilAntes que você pense que estou julgando as pessoas lindas que estavam na piscina do meu prédio, por favor, entenda que esse texto não é sobre elas. É sobre quem não estava lá.

ilustra: @agathesorlet

Meu condomínio tem 3 torres. Cada torre tem 22 andares. Cada andar tem 4 apartamentos. Isso significa que, se eu tiver feito a conta certa e a lotação estiver em sua capacidade máxima, 264 famílias moram lá. Se cada família contar com 2 adultos, em média, temos 500 pessoas adultas morando no condomínio. Nesse dia da piscina lotada, devo ter contado 30 adultos. Mas fiquei pensando comigo, cadê o resto?

Pois bem, só observei e deixei quieto. Resolvi que isso seria um estudo científico e decidi reparar nessa piscina semanalmente. E o padrão se repete, semana após semana.

O que me fez acreditar que essas quase 500 pessoas que moram lá no meu condomínio, das duas, uma:

1. Não gostam de piscina (exatamente como eu)

2. Não se sentem à vontade para estarem em uma piscina.

Eu acredito que temos em mãos o segundo caso. Apesar de eu mais do que entender quem detesta piscina, acho altamente improvável que essa maioria esmagadora não goste de algo tão popular como piscina no verão.

Quem me conhece sabe que eu não encano por não estar 100% dentro do padrão. Mas de certa forma, fiquei me sentindo sozinha ali.

Aí fiquei imaginando como se sentiria quem não é livre o suficiente pra estar num ambiente em que estar fora do padrão fica tão escancarado como na piscina do meu condomínio.

Essa pessoa deixa de ir e curtir algo que ela adora por causa disso?Infelizmente, por todos os relatos que já li no grupo do Papo Sobre Autoestima, por tantos comentários de seguidoras e de clientes, acabei chegando à triste conclusão de que sim. Muita gente deixa de estar nesses lugares por sentirem que não pertencem a eles. 

O quão insano é isso?

Por isso quero propor a vocês um desafio nesse verão: vamos ocupar os espaços?

Vamos mostrar que a piscina, praia ou qualquer outro espaço semelhante, não é privilégio de quem usa 36? Ou de quem tem o corpo perfeitamente bronzeado e monta looks incríveis? Que todo mundo tem direito a estar nesses lugares? E ser feliz?

Eu não tenho a menor dúvida de que estarmos nesses lugares vai incentivar muita gente que acredita estar fora do padrão a estar também. E assim, todos vamos ter um verão mais livre e leve! Apesar de eu detestar o verão (isso é assunto para outro post), vou amar saber que estamos contribuindo pra que outras pessoas se permitam fazer isso. Bora?

Gostou? Você pode gostar também desses!

1 Comentário

  • RESPONDER
    Rachel
    14.01.2020 às 14:37

    Tenho a mesma sensação quando vou à academia do meu prédio…todo mundo com corpo sarado e looks de malhar de blogueiras…

  • Deixe uma resposta