0 em Autoconhecimento/ Autoestima/ Destaque no dia 23.05.2019

4 coisas para a gente fazer quando está em um dia ruim

Tem vezes que a gente acorda já sabendo que vamos ter um dia ruim. Seja por um acontecimento, estado de espírito ou por uma noite mal dormida. O que não falta são diferentes fatores que podem resultar em um dia não muito bom.

Não sei se com vocês é assim, mas toda vez que tenho um dia desses, quanto mais eu tento ignorar e fingir que nada está acontecendo, mais ele vai piorando. Parece até uma forma de lembrar que não vai ter jeito. Durante um desses dias horríveis, resolvi tentar quebrar essa espiral e tomei algumas atitudes para ajudar a melhorar.

Vou dividir com vocês, vai que alguém também está num desses dias e tá precisando de ajuda.

1 – Eu evitei qualquer rede social

Sabe aquele ditado que diz que a ignorância é uma benção? Eu não concordo com ele na maior parte do tempo, mas pra esses casos, eu assino embaixo. Nesse dia, eu não quis saber de nada.

Não quis ver o que as pessoas estavam fazendo. Não quis ler o que estava acontecendo – até porque as notícias andam cada dia mais desanimadoras. Não quis ver fofocas, não quis ver polêmicas. E não queria cair na armadilha da comparação por nenhuma razão e me poupei disso. É difícil, especialmente para quem trabalha com redes sociais, mas não é impossível, acreditem.

Ao invés disso, foquei no trabalho, na interação com as pessoas, em assistir Netflix. O dia não passou mais rápido, mas foi muito bom aproveitar esse detox.

2 – Aproveitei o dia ruim para me cuidar com carinho

Fiz o chá que eu mais gosto. Comi minha comida preferida. Tomei um banho relaxante com todos os produtos mais cheirosos que eu tenho, sem pressa. Usei roupas confortáveis (só quem já usou algo desconfortável um dia inteiro sabe o quanto isso afeta o nosso humor). Ouvi música.

Tratar a gente com amor e cuidado em dias em que as coisas não vão bem faz com que tudo fique um pouco mais fácil. Entrar no ciclo de se sabotar “já que está tudo ruim mesmo” é roubada.

3 – Eu foquei no que poderia ser bom

Eu tratei de me cercar do que tinha de bom ao meu alcance. O que não deixa de ser uma extensão do autocuidado que eu falei ali em cima. Resolvi falar mais com uma amiga que só conta coisas boas e interessantes. Aproveitei a volta do trabalho para ir em lugar que eu gosto. Valorizei o abraço de alguém querido. Até mesmo optei por ir dormir mais cedo. O bom é que encerra logo o dia ruim e ainda garante pelo menos a parte do sono em dia para que amanhã seja um dia melhor.

4 – Eu acolhi o dia ruim

Como eu falei ali em cima, quanto mais a gente tenta passar por cima do do ruim, pior ele vai ficando. E a verdade é que a gente tem muito mais facilidade em acolher as coisas boas que nos acontecem do que as ruins. Sendo que são elas que, de fato, precisam de acolhimento.

Parar para respirar e botar as coisas em perspectiva é uma forma de acolhimento. Saber que é só um dia que as coisas estão desajustadas e aceitar esse fato, ajuda. Pode acreditar!

Podem parecer sugestões simples, mas em dias difíceis é importante ter esse tipo de lembrete, não acham?

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta