0 em Autoestima/ Relacionamento no dia 28.03.2019

Aquele momento antes de ser apresentada à família

Quando a gente engata em um relacionamento, tem sempre aquela expectativa de ser apresentada à família. É aquele momento que a gente espera, porque é uma prova que a relação está ficando mais séria. Mas também é um momento de apreensão. É um novo ambiente, são pessoas que queremos que tenham uma boa impressão nossa, uma nova dinâmica familiar diferente da nossa, com outros hábitos e regras.

Dito isso, é claro que o momento de ser apresentada à família mexe com a nossa auto confiança.

Foto: Jenna Jacobs

A gente quer que gostem da gente igual o nosso amor gosta, não é mesmo? Queremos que vejam em nós tudo aquilo que o (a) filho (a) deles viram. E também sabemos que, de alguma forma, os pais tem expectativas para os filhos. Alguns deles, inclusive, criam essa expectativa inclusive em relação aos parceiros dos filhos.

Porém, essa pressão não pode – nem deve – cair sobre os filhos, muito menos sobre o relacionamento de vocês. Claro que a gente vai se preocupar em se arrumar para ser apresentada à família. Mostraremos o melhor da nossa educação, seremos gentis, porque é natural querermos causar uma boa impressão. E só.

Jamais pense que seu jeito de ser, seu corpo ou mesmo o fato de você não ser do sexo que a família dele (a) esperava, se tornem fatores que venham atrapalhar o seu relacionamento.

Sim, eu sei que a gente se relaciona com a família também. Podemos fingir que não, mas na prática não temos como fugir. No entanto, ser apresentada à família e começar a se relacionar com ela é completamente diferente de permitir que eles tentem dizer – ainda que indiretamente – como você deve ser ou parecer para que atenda às expectativas deles. As únicas expectativas que precisam ser atendidas são a das duas pessoas que formam o casal e pronto. Você já é aceita e amada por quem precisa ser.

Quando a gente se sente confortável na nossa própria pele, passamos a segurança necessária para que momentos como esses não nos abalem a ponto de atrapalhar nossas relações. Conseguimos enxergar com mais clareza que as expectativas dos outros são…dos outros. E que nós não temos que lidar com isso. Nos sentimos firmes o suficiente para sermos o melhor que podemos com os outros e até mesmo melhorar relações que parecem fadadas ao fracasso. 

Nunca se esqueçam que a nossa relação com nós mesmas é que pauta a nossa relação com o mundo!

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta