0 em Sem categoria no dia 11.12.2018

Não ache logo de primeira que a culpa de uma rejeição é sua

Quando falamos em relacionamentos, especialmente os que ainda não se concretizaram, acredito que o maior medo dos envolvidos é o da rejeição. Seja o receio de ouvir um não caso tenha tomado a iniciativa, como já falamos aqui. Ou então de ouvir que a química não rolou, o que não era isso que a pessoa estava procurando. Nesses dois últimos exemplos o outro lado fica a ver navios. E esse é justamente o lado em que ninguém quer estar. Mas acontece.

O que a gente precisa parar de associar nessas histórias é que terá um lado que vai sair perdendo. Porque em qualquer tipo de relacionamento, até mesmo num casamento consolidado há muitos anos, nada é certo. A gente já teve essa conversa sobre controle ser uma ilusão e isso se aplica aos relacionamentos também. Tá tudo bem o outro não te querer. Ou não querer mais.

Rejeição não é o fim do mundo.

Lógico que você tem todo direito de ficar triste. De viver o luto necessário. Mas acho que está mais do que na hora da gente aprender que quando falam “o problema não é você, sou eu”, geralmente está na pessoa mesmo! 

rejeicao

Falo isso porque geralmente quando a gente é rejeitada, a nossa tendência é achar que a questão é sempre com a gente. Que a rejeição está na nossa conta. Seja em um relacionamento amoroso, uma amizade, no trabalho.

É claro que eu acho super importante que a gente faça uma autocrítica. Tentar entender se existe algum comportamento ou forma de pensar que possamos rever dentro de nós. Mas o que nunca se pode pensar é que isso aconteceu por algum fator externo e que você precisa mudar pra ser aceita. Seja de volta ou por outra pessoa.

Essas coisas mexem mesmo com a nossa autoconfiança e até mesmo com a autoestima. Mas salvo os casos onde cabe a autocrítica e uma evolução, precisamos ficar atentas para não cairmos no erro do “o que falta em mim?”.

Muitas vezes – quase todas, arrisco dizer – não falta nada. Dificilmente tem a ver com o que somos, tem sempre a ver com o outro. Relações envolvem pessoas, e como também já falamos por aqui, cada um tem seu tempo e seu caminho. Muitas vezes alguém vai em uma direção de evolução diferente da sua. Ou simplesmente as ideias ou os objetivos passam a se desencontrar.

Seja sempre a a melhor pessoa que puder para todos. De maneira que quando alguma situação de rejeição aconteça, você possa sair dela ciente de que fins podem acontecer e que você fez o melhor que poderia ter feito. Isso evita que a nossa confiança fique abalada e facilita o processo de seguirmos em frente. Prontas para a próxima aventura?

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta