1 em Autoconhecimento no dia 03.09.2018

Porque você segue quem você segue?

Se você conseguir responder essa pergunta com todos os motivos que te levam a seguir alguém provavelmente você fará um tremendo exercício de autoconhecimento. É preciso conhecer suas motivações – conscientes e inconscientes – para poder responder essa pergunta. Algumas pessoas serão objeto de inspiração, outras de inveja, outras de saudades, outras de amor e todas elas refletem um pouco de tudo que temos dentro de nós, mas precisamos ficar atentas para não cairmos em uma armadilha.

Você se lembra o primeiro dia em que você entrou no Instagram? Eu não, mas sei que certamente neste dia tanto eu quanto vocês saíram seguindo pessoas. Alguns escolheram seguir poucas e próximas, outros resolveram sair seguindo o máximo de pessoas possível. Porém, independente do seu critério, todo mundo em algum momento seguiu alguém sem ter uma razão específica, ou até com uma razão, mas um motivo diferente do que se imagina racionalmente.

insta

No Futi, a Carla e a Jo fazem a gente pensar muito no discurso de quem seguimos para não acabarmos nos autosabotando com mensagens que não ajudam em nada no processo de desenvolver e manter nossa autoestima num bom lugar. Mas agora, quero te convidar a pensar no que te leva a seguir todo mundo que você segue. Vou explicar porque.

Todo mundo, em alguma escala, segue alguém por querer sonhar um pouco. É a garota que vive na ponte aérea, a que tem o marido dos sonhos, ou a casa dos sonhos, ou o emprego dos sonhos. Dos seus sonhos, no caso. Essas pessoas podem nos dar uma perspectiva de como é ter aquela vida, servir como válvula de escape num dia estressante. Porém, muitas vezes a gente acha mesmo é que aquela pessoa tem uma vida perfeita e na verdade, ela pode até ser mesmo – mas não é do jeito que você acredita que seja.

É nessa hora que mora o perigo, porque criamos um discurso sobre aquela pessoa na nossa mente, e tomamos aquilo como verdade. E claro, começamos a comparar. E a gente já entendeu que a comparação é praticamente a base dos problemas de autoestima. É quando você acha que o seu boy não é tão legal assim, seu emprego não é tão bacana, sua casa não é bonita o suficiente e por aí vai.

Por isso eu falo tanto sobre a responsabilidade que temos por quem a gente segue, e que esse poder está na nossa mão. A culpa nesse caso não é de quem está ali mostrando sua vida, muitas vezes a pessoa nem quer passar essa ideia de perfeição, somos nós que construímos isso ao redor dela e criamos uma projeção, muitas vezes através da comparação alimentando um obstáculo maior para a nossa própria sensação de satisfação com nós mesmas e nossa vida. A vida do outro tem pouco a ver com a nossa e o processo de consciência ajuda nisso!

Fica aqui, então, o convite para reflexão: observe bem as pessoas que você segue e pense no real motivo que faz com que você as siga. Pode ser que você descubra mais sobre você mesma! Pode ser também que sua lista mude um bocado.

Gostou? Você pode gostar também desses!

1 Comentário

  • RESPONDER
    Pâmela Lenoir dos Anjos
    04.09.2018 às 17:10

    Verdade. Faz pouco tempo que fiz uma limpa no meu instagram. Deixei de seguir muita gente que só postava foto “dos sonhos” sem qualquer conteúdo pra oferecer. Foi ótimo.

  • Deixe uma resposta