0 em #paposobremulheres/ Comportamento/ Moda no dia 02.03.2018

Papo sobre mulheres: A moda que não limita, que liberta!

Nós mulheres aprendemos desde pequenas que há certas coisas que não são feitas para nós. Não podemos fazer, não podemos falar, não podemos usar. Com a moda não é diferente. Desde os primórdios, a mídia sempre usou de seus privilégios de alcance para ditar o que podemos ou não usar. Seja por ocasião, por época do ano, por idade ou por tipo de corpo, durante anos nós mulheres nos sentimos limitadas na hora de nos vestir, e ai de quem viesse quebrar esse padrãozinho. Pois já não era hora de mudar?

moda-antes

Na década de 40, conseguimos conquistar o direito de voto e o direito de uso de biquínis em praias. Em 50, já desfilávamos com maior liberdade nossos biquininhos em toda costa brasileira, com menos olhares de julgamento em nossa volta. Em 60 a minisaia e as calças compridas chegaram com tudo no guarda-roupa feminino, trazendo uma imagem de empoderamento e de liberdade para as mulheres. Em 70 a moda voltou os olhares mais para se despir do que para se vestir, trazendo as tangas como moda praia forte no Brasil.  Toda essa revolução em menos de 4 décadas serviu para que a moda, que antes era limitante e ditadora, começasse a se tornar libertadora para o sexo feminino.

moda-para-libertar

Embora atualmente ainda existam alguns padrões e regras chatos na sociedade no quesito vestimenta, temos muito mais liberdade para usar e ousar na hora de nos vestir do que há menos de 1 século atrás. Temos várias opções de marcas e lojas, físicas e online, à nossa disposição. Vemos muitas delas investindo em moda petit, moda plus size, moda fitness, moda praia, moda moda. Vemos campanhas e mais campanhas voltando o foco para a liberdade de vestirmos o que a gente quiser, uma moda sem regras, sem barreiras e sem preconceito.

Como amante do tema, em todos os estudos que faço a respeito, sempre me choco com o tanto que hoje consigo entender a moda como algo que diz respeito à minha personalidade e a imagem que quero passar para os outros. Consigo trazer para meu guarda-roupa peças que descrevam quem sou, sem medo de reprovação. Usar a moda com esse viés libertador só traz benefícios à nos mulheres, uma vez que a roupa deixa de ser apenas um tecido para cobrir nosso corpo e passa a ser nosso meio de comunicação inicial em qualquer ambiente.

ana-luiza-palhares

Comecei a entender que a moda é uma grande aliada em meu dia a dia, inclusive no que diz respeito à minha autoestima. Hoje consigo montar looks para todas as ocasiões que tenham total relação com a marca que quero deixar na sociedade como mulher, de 22 anos, blogueira, estudante de marketing, gorda. Quando nos entendemos donas de nossos corpos, o ato de se vestir se torna ainda mais prazeroso e empoderador. Montamos um guarda-roupa com peças que nos valorizam em todos os aspectos e que nos fazem sentir confortáveis em todo ambiente, mesmo em cima do salto agulha. Afinal, esse conforto tem muito mais a ver com o que vem de dentro, com o que estamos sentindo e com o que nos faz bem de verdade.

E você mulher, já experimentou usar a liberdade em seu favor? Essa tendência nunca sai de moda!

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta