1 em Autoestima/ Zenklub no dia 10.03.2017

Sexo: como conhecer o seu corpo pode aumentar o seu prazer

Não há como negar: sexo e autoestima caminham de mãos dadas. Não importa o quanto você esteja apaixonada ou envolvida sexualmente em uma relação; se sua autoestima estiver comprometida, muito provavelmente o sexo não será bom. Autoestima pode ser definida como nossa capacidade de aceitar quem somos e por isso, fica difícil aceitarmos um corpo do qual não somos íntimas e que culturalmente aprendemos a não tocar.

Um dos caminhos para elevar a autoestima é o autoconhecimento, tanto emocional como físico. Pode parecer clichê dizer que é preciso conhecer o nosso corpo, mas quantas mulheres, de fato, se dedicam ao processo de tentativas e descobertas em busca do que dá mais prazer para elas? Abaixo, separamos seis dicas de como se conhecer melhor e aumentar o prazer durante o sexo:

1 – Perca a vergonha de se olhar no espelho

Ao se olhar, não foque em julgamentos, inseguranças e na vergonha que você pode sentir. Olhe para você com curiosidade e com amor. Procure ângulos que você desconhece, sinta as diferentes texturas do seu próprio corpo e não tenha medo das sensações que você pode sentir.

2 – Masturbação não é coisa de mulher assanhada, mas sim de mulher que se ama se conhece

A estimulação do clitóris é a chave para alcançar o orgasmo e por isso a masturbação feminina não deve causar constrangimento. Ela deve ser praticada como um exercício e nele vale o método mais confortável para você: estimulação com as mãos, chuveirinho ou vibradores são as alternativas mais populares.

3 – Não tenha vergonha de dizer do que você gosta

Apenas 30% das mulheres afirmam chegar ao orgasmo com penetração. O grande responsável pelo orgasmo feminino é o clitóris e, portanto, não há motivos para restringir sua relação sexual à penetração. Não sinta vergonha de, durante o sexo, pedir para ser tocada, pedir por sexo oral. Vergonha é fazer sexo sem prazer.

4 – Ao se tocar, seja delicada e entenda sua anatomia

Algumas mulheres afirmam não sentir prazer ou sentir um incômodo ao estimular o clitóris, mas a pergunta é: será que elas conhecem o próprio clitóris? Cada mulher tem uma anatomia única e o prazer com o toque está diretamente ligado ao conhecimento do corpo. Ao se masturbar, comece lentamente, com o objetivo de descobrir a maneira mais prazerosa para você.

5 – Toque o seu corpo inteiro em busca de novas sensações

O maior órgão sexual que temos é a nossa pele. São inúmeras terminações nervosas e possibilidades infinitas de sentir prazer. Tem mulheres que preferem ser tocadas nos mamilos, outras gostam mais de uma massagem sensual. Por isso, não restrinja seu exercício de conhecimento às zonas erógenas tradicionais.

6 – Fale sobre sexo com o seu psicólogo e, se necessário, invista em terapia sexual

” Em geral, a terapia começa com a educação do paciente, envolvendo temas como o próprio corpo e também o do outro. Sim, muitas pessoas não conhecem seu corpo e como ele funciona na hora do sexo. Por exemplo, é comum muitas mulheres passarem por isso e, consequentemente, não sabem que parte delas lhes dá prazer, quais os estímulos certos, onde e como gostam de ser tocadas, até para poder pedir ao parceiro/a na hora do sexo. E o resultado é que muitos homens também ficam sem saber e acabam seguindo mecanicamente como acham que deve ser. Assim, uma aulinha sobre a anatomia feminina e masculina e sobre a fisiologia básica ajuda a esclarecer muita coisa logo de cara. Também são discutidos a resposta sexual, a ansiedade de desempenho, desejos sexuais e necessidades. Esse é um momento para tirar dúvidas e receber informações, esclarecimentos e orientações”, explica Marjorie Carvalho , psicóloga do Zenklub.

O Zenklub é uma plataforma que promove bem-estar e democratiza o acesso ao atendimento psicológico com consultas por vídeo-chamada. Possui mais de 80 psicólogos e produz conteúdo sobre saúde mental. Entre em contato: [email protected]

————————————— Esse post foi feito pelo nosso parceiro de conteúdo Zenklub <3

Gostou? Você pode gostar também desses!

1 Comentário

  • RESPONDER
    Olavo
    27.10.2017 às 10:44

    Interessante.

  • Deixe uma resposta