2 em Autoestima/ Destaque no dia 17.02.2017

9 provas de que padrões de beleza são uma furada

Com que frequência você se cobra pelo seu peso, suas roupas, cabelo, maquiagem e até mesmo por alguns comportamentos e atitudes? Provavelmente a sua resposta foi: quase sempre.

Se você ainda não se convenceu de que seguir um padrão social de beleza é uma furada, selecionamos nove motivos:

1. Seguir esses padrões têm levado milhares de mulheres à infelicidade
Mais do que isso, muitas pessoas têm desenvolvido distúrbios e doenças. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos (NIMH, na sigla em inglês) 70 milhões de pessoas no mundo sofrem de algum tipo de transtorno alimentar.

2. O número de mortes por distúrbios alimentares é alarmante
Ainda mais alarmantes são os estudos à longo prazo, nos quais o índice de mortes provocado por esses transtornos é alto: entre 18% e 20%. De acordo com o Centro Nacional de Informações sobre Transtornos Alimentares do Canadá (Nedic, na sigla em inglês), o número de mortes relacionadas à anorexia em mulheres entre 15 e 24 anos em todo o mundo é 12 vezes maior que qualquer outra causa nessa faixa etária.

3. O sentimento de inadequação é uma das causas de transtornos alimentares
“Importantes psicólogos sistêmicos, como Hilde Bruch, Selvini Palazzoli e Minuchin, através de seus estudos, correlacionaram alguns transtornos à falta de autoestima, sentimento de inadequação e de incompetência e perfeccionismo. Os estudos feitos sobre a anorexia, bulimia e obesidade apontaram questões referentes a autoestima como causa desses transtornos”, alerta uma das psicólogas que atende por videochamada no Zenklub, Milena Lhano.

4. Mulheres vêm provando que não seguir um padrão não faz delas pessoas menos bonitas
O movimento feminista têm ganhado cada vez mais voz. Iniciativas como o Think Olga, a Revista AzMina e o próprio Futilidades vêm reforçando o quanto os padrões de beleza têm causado sofrimento em mulheres de todo o mundo e de que maneira se libertar dessa estética pode tornar as mulheres mais livres e mais satisfeitas consigo mesmas.

“Eu ouvi dizer que meu corpo foi motivo de conversas, então eu queria dizer que tenho orgulho do meu corpo e você deveria ter do seu também. Não importa quem você é ou o que você faz. Eu poderia te dar um milhão de motivos pelos quais você não precisa atender à ninguém ou a qualquer coisa para ter sucesso. Seja você, e seja implacavelmente você. Isso é coisa de campeões. Muito obrigado a todos por me apoiarem. Eu amo vocês, caras. Beijos, Gaga”

5. Muitas divas do pop não seguem padrões
Se não conhece, tá na hora de conhecer. As cantoras Preta Gil e Gaby Amarantos e a blogueira Ju Romano são apenas algumas mulheres que assumiram suas características justamente como aquilo que as fazem únicas e vivem em paz consigo mesmas. Elas têm inspirado milhares de mulheres a se aceitar como são e a serem felizes dessa maneira. A cantora Lady Gaga também é referência no assunto e não perde oportunidades de dizer que as pessoas têm que se amar como são. Foi o que ela fez quando criticaram seu corpo na apresentação do Super Bowl.

6. A diferença é o que te faz única
Tudo bem se você é gorda, se é magra, se está um pouco acima do peso, não tem o corte de cabelo da moda ou se veste de um jeito super diferente. São exatamente essas diferenças que te transformam em alguém única e autêntica. Mais do que isso: você é muito mais do que a sua aparência. “Uma pessoa com baixa estima se compara com as modelos e com o que é exposto nas propagandas e nas revistas e se sente inseguro e inferior, a sua imagem real é muito diferente da imagem que ele gostaria de ter”, diz Milena Lhano.

7. Alguns dos projetos mais bacanas da atualidade foram feitos por mulheres consideradas “fora do padrão”
Sabe aquela série brasileira da Netflix chamada 3%? Então, ela foi feita pela diretora Dani Libardi, de 31 anos. “Ninguém imagina que, por trás de uma série distópica como 3%, está uma mulher gorda e feminista que nasceu em Piracicaba, no interior de São Paulo. Mas estou aqui, ocupando esse espaço.”, disse ela à revista Trip. Isso nos leva diretamente ao próximo tópico.

8. Você é muito mais do que um corpo
“Você é muito mais que um corpo, você tem muito mais para dar do que o seu físico. Óbvio que é importante ter saúde, mas essa é a primeira coisa que você perde quando tem transtornos alimentares. Você vê o seu cabelo maravilhoso caindo, você vê a sua unha quebrando, você vê a sua pele ficando cada dia pior. Eu aconselho essas pessoas a procurarem ajuda de um profissional, ou da família, que é o mais importante”. Esse foi o conselho dado por Luana Gouveia, que venceu a anorexia e a bulimia com ajuda profissional.

9. Seguir um padrão de beleza não te faz uma pessoa feliz
Felicidade não tem nada a ver com beleza. Uma pesquisa feita pela Universidade de Harvard durante 75 anos descobriu o segredo da felicidade, e a resposta não tem nada a ver com dinheiro, carreira ou status: o segredo da felicidade são as relações pessoais. Dentre as pessoas avaliadas no estudo, quem criou laços com outras pessoas viveu mais e melhor.

* O Zenklub é uma plataforma que promove bem-estar e democratiza o acesso ao atendimento psicológico com consultas por vídeo-chamada. Possui mais de 80 psicólogos e produz conteúdo sobre saúde mental. Entre em contato: [email protected]

————————————— Esse post foi feito pelo nosso parceiro de conteúdo Zenklub <3 ——————————————

Gostou? Você pode gostar também desses!

2 Comentários

  • RESPONDER
    arthur,advogado no rio de janeiro
    19.02.2017 às 18:06

    olha tenho que dizer que sempre acompanho as postagens deste site e sempre saio satisfeito com a qualidade dos artigos “posts” e hoje não foi diferente ,mas como sou fanático por conteúdo sempre quero mais kkkk.deus abençõe este projeto,amém e parabéns.

  • RESPONDER
    Gaby Melo
    06.03.2017 às 21:22

    Eu acompanho o site há pouco tempo, mas tô adorando!

  • Deixe uma resposta