2 em Comportamento/ Devaneios da Mari/ Sem categoria no dia 25.01.2017

Devaneios da Mari: A gente atrai o que transmite, então bora transmitir coisas boas!

Já falei aqui sobre como o sofrimento gosta de companhia. Mas e as alegrias? A gente parece ser meio viciado em dramatizar as coisas, em arrastar as situações e hiper compartilhar cada detalhe das chatices e tristezas que vivemos…

Claro que não é pra migrar pro extremo oposto. Botar pra fora é necessário. Mas com os poucos e bons que realmente estão interessados no que você tem a dizer e a te ajudar. Agora… já pensou se um belo dia o mundo acordasse diferente e as pessoas resolvessem buscar a identificação, a criação de laços e a empatia pelas coisas boas e não pelos seus dramas?

Repare… na praia a gente comenta com a pessoa na barraca do lado como está quente ou como mar está sujo, no cabeleireiro a nossa tendência é comentar nossos dramas capilares (ou falar mal da vida dos famosos que aparecem nas revistas espalhadas por ali), na fila do quilo a gente olha pro companheiro de espera logo atras e comenta sorrateiramente como o fulaninho lá na frente demora pra decidir o que vai comer.

Já pensou se ao invés disso a gente buscasse socializar com as pessoas na fila do quilo perguntando se tal prato é bom? E se no cabeleireiro a gente compartilhasse tratamentos ou penteados que deram certo pro nosso cabelo? E na praia, que podemos elogiar o biquíni da moça ao lado – que secretamente a gente estava admirando – ao invés de lamentar a maior das obviedades, afinal, se não estivesse quente, dificilmente vocês estariam na praia.

Claro, que essas situações que coloquei são as mais superficiais. Envolvendo pessoas com quem não temos intimidade. Aliás, que na maioria das vezes nunca vimos na vida. Mas esse é o primeiro passo pra gente levar essa ideia para os círculos mais íntimos de amigos e família. E por que não ao contrário? Por que começar com estranhos? Por um motivo meio triste até… porque você precisa já estar mais afiada na arte de trazer assuntos bons pra divulgar para os outros as suas alegria pessoais. Não sou a dona da verdade absoluta do mundo, loooonge disso; mas pra mim um dos principais motivos pelos quais preferimos resmungar sobre coisas chatas ou que não vão bem é porque isso não ofende a ninguém.

É uma constatação triste, mas a felicidade pode ofender. E ao começar a trazer essa ideia pra sua vida com assuntos mais corriqueiros, você vai desenvolvendo o seu tato e aprendendo até onde dá pra ir com cada grupo. Porque a ideia não é você gerar inveja ou mostrar pra ninguém que você é melhor. E sim aprender a compartilhar alegrias e ouvir de peito aberto as alegrias dos outros sem estimular a inveja nem em você mesma nem no outro.

Porque eu penso o seguinte: a gente rapidamente angaria empatia pelo drama porque é implícito que todo mundo tem dramas na vida. Mas, veja só, todo mundo tem alegrias também! Alegrias, assuntos agradáveis, ideias legais. Vou te dar agora alguns exemplos: todo mundo tem aquela amiga de quem discorda totalmente quando o assunto é política. Ao invés de alimentar a amargura sobre esse ponto de atrito e pegar bode dela, procure saber mais o que ela anda fazendo de legal e quando se falarem comente que adorou as fotos da viagem que ela fez ou que achou o máximo que o negócio dela está dando super certo. Quando você reparar, vão estar conversando há horas sobre dicas de viagem ou sobre ideias geniais para empreender e não vão ter perdido um minuto sequer cultivando o afastamento que cresce quando decidem focar no que não concordam.

Resumindo, não é pra fingir que o mundo é cor de rosa, mas pra tentar suavizar o que dá pra ser suavizado, sabe? Elogiar quando tiver vontade tanto quanto abertamente falaríamos mal sem pensar duas vezes… virar a chavinha. Porque a gente atrai o que transmite e vamos combinar que todo mundo quer atrair coisa boa. Né não?

Gostou? Você pode gostar também desses!

2 Comentários

  • RESPONDER
    BARBARA FERREIRA CAVALCANTE
    26.01.2017 às 14:58

    Que texto maravilhoso!!

    • RESPONDER
      Mariana Coelho
      26.01.2017 às 17:53

      Que bom que curtiu ❤ Vamos todas focar no bem que a vida vai ser muito mais leve! ✨✨✨✨✨

    Deixe uma resposta