11 em entretenimento/ séries no dia 05.12.2016

Netflix: Rever para repensar

Semana passada eu resolvi recomeçar Mad Men. Falei da Joan por aqui outro dia e me deu muita vontade de rever os personagens de uma série que curti tanto. E como estou tentando fazer meu marido curtir séries comigo, achei que essa seria uma ótima porta de entrada.

Imaginem minha surpresa quando vi uma Joan cujo sonho era arrumar um marido rico, uma Peggy completamente submissa e várias passagens extremamente machistas de personagens que eu terminei me afeiçoando com o passar dos anos?

she-starts-dating-again-she-willing-settle

 

Eu não consigo acreditar nisso. Você é tão decepcionante.

Apesar da série ter começado em 2007, eu só comecei a ver apenas em 2011. Nem faz tanto tempo assim, como eu pude esquecer essas cenas?

Aí me toquei que a questão é mais grave ainda. O problema não foi eu ter esquecido, foi eu não ter me importado. A Carla de 2011 era tão alheia à esse tipo de assunto que só conseguia me chocar com o Peter Campbell, que era o pior de todos ali, o jovem privilegiado sem limites que queria se dar bem em cima de todos – e principalmente, de todas. Mas as cantadas inapropriadas,  a falta de voz das mulheres, até mesmo a forma que educavam os filhos. Tudo isso passou completamente despercebido há quase 6 anos e outro detalhes machistas tão comuns anos atrás (e tão bem retratados na série) foram ignorados por mim. Que bom que os personagens não foram os únicos que evoluíram, né?

E se eu demorei para engrenar Mad Men lá atrás, dessa vez que eu to devorando, vendo tudo com outros olhos. E posso falar? To amando enxergar tudo atráves de óculos problematizadores – e essa série tem muitas coisas para questionar. Depois dessa, confesso que fiquei com vontade de fazer isso com outras, principalmente aquelas que eu não via problemas.

Então tá com um tempinho livre? Reveja séries que você amava. Séries de anos atrás, aquelas que você não perdia um capítulo e achava tudo perfeito. Veja os defeitos, assista com olhar crítico, não tenha medo de se desapaixonar pelos seus personagens preferidos do passado. Acho que é um ótimo exercício de desconstrução, um jeito eficiente de ver o que acontecia ao seu redor, de repensar quem você era há alguns anos e uma ótima forma de consumir entretenimento com consciência e realidade.

Vocês já fizeram isso??

banner-SNAP-ca

Gostou? Você pode gostar também desses!

11 Comentários

  • RESPONDER
    nathália
    05.12.2016 às 19:40

    tô fazendo o mesmo com the oc. assisti quando tinha uns 13 anos, por aí. achava aquela vida que eles tinham o máximo. viajando, saindo, bebendo e tal. hoje em dia vendo eu percebo que eles (os protagonistas) tinham 16 anos. Os pais de adolescentes deixaram eles viajarem sozinhos para Tihuana, a filha teve overdose e ficou de boa, nem castigo teve. Eu confesso que tô bem impressionada com as coisas que acontecem na série, principalmente essa parte de descaso dos pais, que parecem que deixam os filhos fazerem tudo pra não ter que se aborrecer, sabe? E o pior é que isso deve acontecer e muito na vida desse povo cheio de dinheiro.

    • RESPONDER
      Carla
      07.12.2016 às 13:57

      Gossip Girl tem a mesma questão!! É verdade!

  • RESPONDER
    Caroline®
    06.12.2016 às 13:46

    Se tem uma série que resiste a qualquer reassistida, e permanece linda, é Grey’s Anatomy. Não por acaso, a geração Netflix tem se apaixonado por ela.

    • RESPONDER
      Carla
      07.12.2016 às 13:57

      Eu amo Grey’s! Não consigo largar, nem quando a Shonda faz de propósito para matar a gente junto! hahaha

  • RESPONDER
    Lica
    06.12.2016 às 19:50

    Olha, esse fim de semana assisti uma série que infelizmente fez muito pouco barulho. Chama-se Good girls revolt, da Amazon.
    Sobre as “career girls” dos anos 60/70, mais especificamente, mulheres que trabalhavam em uma revista ficticia, a News of the Week.
    Sobre a luta delas em poderem ser reconhecidas, sobre igualdade de pagamento, e ao mesmo tempo a descoberta dos seus corpos, seus sonhos..enfim..sensacional
    Infelizmente, a serie nao foi renovada para uma nova temporada, mas recomendo muito. Me lembrou muito Mad Men.

    A serie é majoritariamente ficticia, mas tem personagens reais como a Nora Ephron e uma advogada pela causa feminista que virou congressista

    http://www.rollingstone.com/culture/news/good-girls-revolt-inside-lawsuit-that-inspired-amazon-show-w447701

    • RESPONDER
      Carla
      07.12.2016 às 13:56

      Adorei a dica, Lica! Vou procurar!!

  • RESPONDER
    Denise
    06.12.2016 às 22:55

    Sabe, não consegui assistir a Mad Men justamente pelo carácter machista e por ver todo mundo fumando loucamente o tempo todo. Sabe quando incomoda tanto que você acha que não vale a pena insistir? :(

    • RESPONDER
      Carla
      07.12.2016 às 13:56

      Se é por causa disso, insiste! A série é muito boa mesmo, mas infelizmente retrata (até bem demais) uma época que era assim mesmo!

  • RESPONDER
    Tamy
    07.12.2016 às 14:39

    Eu adoro Friends, mas que ela é um tanto machista é sim… hj eu acho muito menos graça nas piadas, tente rever a série, Carla!

  • Deixe uma resposta