8 em Comportamento/ Reflexões/ Relacionamento no dia 08.06.2016

A verdade é que ele não está tão a fim

Nunca esqueço da minha cara de tacho quando assisti aquele filme “Ele não está tão a fim de você“. Por mais que eu não concorde com tudo que se passa ali, o nome do filme já me dizia muito. Eu nunca havia parado para pensar que podia ser simples assim, ele apenas podia não estar a fim. As vezes essa frase é uma resposta curta e dolorosa para as teorias que nós mulheres criamos, alimentamos e em alguns casos ainda pedimos ajuda para as amigas alimentarem junto conosco esses devaneios.

Não quero mais ser uma amiga que incentiva isso.

Hoje venho abrindo mão do hábito de pensar demais, de criar teorias e buscar explicação pra tudo. Tenho tomado coragem para dizer pra mim e para as minhas amigas aquilo que todo mundo evita: o problema não é você, ele é que não está tão a fim.

3-Hes-Just-Not-That-Into-You-quotesOh, e tinha o Don, que terminava comigo toda sexta feira para que ele pudesse ter seus finais de semana livres.

Quem quer faz acontecer, quem não quer (tanto assim) dá desculpas. É simples, rápido e prático. Quase sempre isso é a verdade que ninguém quer considerar.

Seria muito mais fácil se os homens largassem da mania de sair de fininho, de inventar desculpas, de deixar cozinhando em banho maria ou qualquer coisa dessa natureza que enrola a outra pessoa. E desculpem estar generalizando, mas com base na minha vivência, vejo e fico sabendo de muito mais homens fazendo esse tipo de coisa do que mulheres. Ao conversar com amigas, conhecidas e entrar em papos com outras meninas, percebo que na grande maioria dos casos quando elas não querem mais, elas abrem o jogo e falam com todas as letras: não tá mais dando certo.

Hoje, se eu não estou tão a fim de fazer aquela relação acontecer, eu jogo limpo. Digo que o timing não foi favorável, que estou saindo com outra pessoa, que não tenho tanto a ver com ele ou algo que traga a verdade (daquele momento) com gentileza e educação. Sempre fui de deixar claro quando eu não queria mais fazer parte da relação, mas tem alguns meses que adotei a prática de explicar meus motivos e me sinto aliviada de agir com os outros como gostaria que agissem comigo.

Já acreditei que uma série de eventos poderiam impedir um casal que se gosta de ficar juntos, hoje acho que os eventos vão acontecer para todos os casais. Quando as duas pessoas querem mesmo ficar juntas, elas irão superar isso. No entanto, quando uma das partes não quer, vai se valer dessas barreiras para “decretar” o fim.

whats-wrong-with-meQual é o problema comigo??

Eu vejo muitas meninas enumerando seus erros para justificar desculpas da outra pessoa, eu inclusive já fui uma delas. Já vi também muita garota encontrar uma carapuça que não lhe serve e vestir. Afinal, sem entender, ela precisou de uma desculpa para um fim inesperado ou para uma esfriada básica na relação.

A gente tenta entender tudo, mas as vezes é tão mais simples do que a gente imagina. Se o cara se assustou e desistiu é porque ele não estava tão a fim. Ou se ele desistiu por qualquer outro motivo, ninguém vai morrer por isso. Desistir é passível de acontecer com qualquer pessoa, comigo, com ele, com você, mas se isso acontece seria legal criarmos o hábito de avisar.  Em geral, acho que a gente só desiste quando não encontramos motivos genuínos para tentar. 

Frases como “eu não quero um relacionamento sério”, “estou procurando uma relação casual”, “pra mim a gente é só sexo” ou “eu gosto de você, mas não tenho nenhuma intenção de namorar agora” não arrancam pedaço. Elas só permitem que nós mulheres optemos por ficar ou não nessa história (e vice versa), com plena consciência da proposta da coisa. O mundo está tão efêmero, não há razões para ficarmos numa relação onde as expectativas não estão alinhadas.

O trauma da ex, a viagem com os amigos, a jornada intensa no trabalho, o plantão que foi até tarde e o futebol com os amigos não deveriam ser usados como desculpas, mas já que são, temos que aprender a ler nas entrelinhas e acender o sinal amarelo quando o cara começa a dar desculpas demais e aparecer de menos.

Claro que quando você está gostando muito daquela pessoa que só te dá desculpas é difícil encarar os fatos. E é normal que o primeiro sentimento que venha seja a culpa. Será que eu assustei ele? Será que eu sou chata? Será que eu sou insegura demais? Mil perguntas surgem, sendo que muitas vezes a resposta é simples: você é ótima, ele que não estava gostando na mesma intensidade.

Na minha curta experiência desse último ano solteira eu já estive em diferentes lugares dessa história. Já ouvi “estou com saudades” de caras que eu não gostava e tive que dar meu jeito de pular fora com jeitinho. Já falei que estava com saudade para o cara que eu estava apaixonadinha e percebi que o cara deu defeito ali. Já estive com alguém por quem em sentia saudade mas não tinha coragem de falar para não atrapalhar as coisas (me senti ridícula quando ele falou, afinal, que eu poderia ter falado) e por fim me peguei conhecendo alguém para quem posso falar o que eu quiser.

No meu caso, olhando em retrospecto, consigo ver que em parte fui ingênua com o cara que eu estava apaixonadinha. Eu não precisava ter ido com tanta sede ao pote, mas honestamente? Se fosse pra ser, teria sido. Ficar buscando culpados – ou pior, culpando-se – é uma forma de não ver a realidade, de não enxergar o óbvio: ele gostava de mim, nos dávamos bem, mas não era o suficiente pra abrir mão do resto. Nem sempre é simples, até porque volta e meia cruzamos com pessoas que mexem com a gente de uma forma que nosso lado racional aceita o afastamento, mas o lado emocional continua alimentando uma esperança que um dia ele vai perceber que não vive sem nós.

tumblr_m8m0a0flhm1r81wtbo1_500Você merece um cara que, se precisasse, poderia mover montanhas só para estar contigo.

A verdade é que acaba comigo ver muitas meninas se munindo de tentativas e estratégias para conseguir um novo convite, para mais um encontro com um cara que claramente não está empolgado. O resultado disso é muita insegurança e uma autoestima em frangalhos.

É triste porque tem muito cara legal por aí para continuar focando justamente naquele que já teve sua chance e pareceu não estar tão afim, sabem? Precisamos aprender a nos desligar dessas histórias, entender que nem sempre temos a capacidade de fazer com que o outro queira largar o mundo dele para entrar na nossa vida.

Vamos fazer valer a máxima de que os dispostos se atraem? Que me desculpem meus professores de física!

Beijos

banner-snap

Gostou? Você pode gostar também desses!

8 Comentários

  • RESPONDER
    Tamy
    08.06.2016 às 9:51

    Adorei o texto! Já vivi tudo isso e uma amiga me salvou com a seguinte frase – que levo pra vida – não é questão de querer (namorar, ter um relacionamento, etc)…. é questão de simplesmente gostar.

    (uma correçãozinha: “a fim” nesse contexto é escrito separado! bjos)

  • RESPONDER
    LUCIANA
    08.06.2016 às 11:06

    Joana e seus textos sempre enriquecedor….Ja vivi essas situações também e muitas vezes me senti insegura, perdida e achando que a culpa era minha, o meu alivio é saber que com o passar do tempo e a idade vamos tomando coragem e dizendo o que verdadeiramente importa. Isso esta virando um exercício diário na minha vida.

  • RESPONDER
    Marina
    08.06.2016 às 13:20

    Não consigo não ler esse blog. Na minha opinião, o blog está cada vez melhor.
    Em relação ao texto, acho que toda mulher já passou por isso e já viu alguma passando. É dificil encarar a realidade quando ela não nos é favorável, mas acho que acaba doendo menos do que se enganar/iludir por mais tempo.
    Eu acho bem difícil terminar um relacionamento (digamos que coragem e confiança não sejam o meu forte), mas acho que é mais honesto com você e com o outro!!!

  • RESPONDER
    Maryana
    08.06.2016 às 14:33

    M A R A V I L H O S O! mais um pra eu salvar e ler e reler para absorver o máximo sempre!
    Obrigada Jô <3

  • RESPONDER
    Ana
    08.06.2016 às 15:48

    Olá! Já leio o blog de vocês há muito tempo, mas nunca tinha comentado. Gostei muito do seu texto, Jô.
    Me identifiquei demais com essa situação de ter tido dificuldade para entender que “nem sempre temos a capacidade de fazer com que o outro queira largar o mundo dele para entrar na nossa vida” e já fui dessas de tentar encontrar explicações diversas, principalmente colocando a culpa em mim mesma. Acabava sempre de coração partido e autoestima estraçalhada depois dos términos.
    Enfim, com o tempo a gente aprende a se reconstruir e a entender que é assim mesmo como você falou “quando as duas pessoas querem mesmo ficar juntas, elas irão superar” qualquer problema que se apresente.
    A ideia de que o outro, às vezes, simplesmente não está a fim me ajudou demais – é só analisar que, afinal, a gente também já dispensou algum carinha por esse motivo e que não havia nenhuma estratégia ou tentativa que nos fizesse mudar de ideia.
    Outro filme bem legal pra assistir sobre o tema é “500 Dias com Ela” – o personagem do Joseph Gordon-Levitt se ilude completamente, sofre horrores por querer quem não o queria.
    É difícil, mas a gente acaba achando alguém que a gente gosta e que gosta da gente de volta – só se é feliz de verdade quando há essa coincidência :)

  • RESPONDER
    PCL
    11.06.2016 às 8:23

    É tô vivendo isso… E sofrendo muito… Porque existem caras que gostam mas não assumem ou até mesmo falam que não tem sentimento mas não deixam de te procurar…acredito que este seria um bom tema pra se discutir… Porque ele diz que não gosta, mas não para de te procurar ???
    Um beijo

  • RESPONDER
    Tatiana
    13.06.2016 às 12:50

    O que eu mais vejo são amigas que ficam criando esperanças de que o cara quer ter algo mais sério com elas, mesmo depois deles terem dito com todas as palavras “NÃO ESTOU PROCURANDO ALGO SÉRIO”. Mas acreditam que com elas vai ser diferente, que ele realmente está interessado e não quer assumir pra não parecer vulnerável… Gente, vamos cair na real: se o cara deixou claro que não quer nada sério com você, cabe a você aceitar isso e continuar vivendo a relação nesses termos ou cair fora! Podem sim ocorrer casos de um rapaz falar que não quer nada sério e acabar se apaixonando por você e mudar esse posicionamento, mas eu sou da política de que o cara não ta falando aquilo à toa, ele pode estar sendo safado de deixar o relacionamento em aberto mesmo gostando de você porque quer ficar com outras, porém ao menos foi honesto né? E eu faria o mesmo em situação contrária.

  • RESPONDER
    Carla Z
    28.06.2016 às 2:48

    Ótimo texto Jô! Conheci o blog hoje, enquanto passeava na internet e adorei muito o conteúdo! Serei visita contínua a partir de agora, continuem a escrever, to amando <3

  • Deixe uma resposta