0 em carreira/ Comportamento/ Convidadas no dia 21.04.2016

Especial Carreira & Coaching: Escolhas conscientes

Vocês curtiram meu post sobre o meu processo de Coaching não é? Por isso pedi para a Pollyana, responsável pelo meu coaching na AZ consult, pensar em alguns temas para falarmos aqui no blog! O primeiro foi esse, sobre escolhas conscientes. :)

No momento de uma decisão sobre carreira ou escolher o que de fato, “fazer de sua vida”, muitos consideram como fundamental a estabilidade e o retorno financeiro.

Considerando esses aspectos, compreende-se o motivo de uma grande quantidade de jovens optando pelo concurso público, e com certeza apoiados pelos seus pais e avôs, que caracterizam bem uma geração onde a estabilidade sempre foi fator essencial na vida profissional.

Eu prefiro acreditar que ao fazer o que se ama, trabalhar por ideologia ou amor, a consequência virá de várias formas, nos atingindo por todos os lados. Através da realização pessoal e profissional, da energia que emanamos, do brilho no olho e disposição, da forma como impactamos o outro e naturalmente através do dinheiro. Quando estamos engajados, nossa prontidão e comprometimento aumentam exponencialmente.

Mas, quando me sinto engajado? Como saber se é isso mesmo o que eu quero? Através do autoconhecimento.

Não se trata de terapia, coaching e/ou outras ferramentas que existem que, com certeza, ajudam a nos conhecer melhor. A ideia é ir além das ferramentas e entender os benefícios.

Quando o objetivo é conhecer algum assunto específico, as pessoas estudam sobre ele. Leem, participam de palestras, treinamentos e cursos. Absorvem o quanto conseguem de informações. A partir dai se sentem capazes de fazer escolhas e discutir sobre determinado tema.

Quando se trata de nossas escolhas pessoais, sobre nossa vida, o nível de conhecimento tem que ser igual ou maior. Temos que ter o máximo de respostas possíveis sobre nós mesmos.  O que eu gosto ou o que não gosto? O que me traz felicidade, ou que me indigna? O que aturo e o que é essencial para mim? Quais são os meus valores? Do que não abro mão? Quais são os meus pontos fortes e fracos? Quais são meus sonhos? Onde me vejo daqui alguns anos?

coaching-2Fazer tais perguntas nos leva a uma auto-reflexão que só trará benefícios. A consciência nos leva a ação.

A partir do momento em que sei que quero alcançar determinado resultado, minha atitude muda. Minha forma de ver o mundo e os impactos que ele tem no meu objetivo muda. A pergunta, a partir de agora é, o que de fato depende de mim para chegar lá?

As respostas nos levam a realização.

As respostas nos levam ao planejamento, a um controle maior da própria vida. O comandante é você. Definir se seguirá o caminho A ou B, decidir de forma consciente traz conforto e clareza. E quando necessário, saber recuar, saber voltar atrás.

Acreditar na sua causa. E isso não importa se você decidiu por uma carreira como autônomo, empreendedor ou funcionário de uma empresa. Não depende do cargo que você tem e nem de quanto você ganha. Acreditar em uma causa, te faz acordar cedo sem reclamar, te faz trabalhar mais horas sem se queixar, te faz ter brilho nos olhos ao ver um resultado alcançado, faz você vibrar e sentir aquele frio na barriga. Dá sentido ao que você está fazendo.

Maus dias e até desilusões podem e vão acontecer. As incertezas fazem parte da nossa vida e se encaradas de maneira positiva, nos trazem novas reflexões. E novas reflexões nos levarão a um maior nível de consciência. Ou seja, dias assim precisam acontecer.

O processo é continuo e não tem fim. Quando você achar que resolveu tudo, virão novos desafios.

Estimular essas reflexões nos jovens, fará com que eles venham a ter uma certeza maior do que realmente querem no futuro. Não apenas considerar suas aptidões, mas entender suas paixões e desafios. Compreendendo isso será mais fácil descobrir quais são as causas que engajam de verdade em suas vidas. As escolhas se tornam mais fáceis e mais leves quando desprovidas de dúvidas e expectativas. Livra-se da palavra “culpa”.

A escolha faz parte da nossa vida o tempo inteiro, até quando escolhemos não escolher.

Assumir a responsabilidade por nossas escolhas nos traz liberdade, mas pode nos trazer desconforto. Entender que muitas vezes somos nós mesmos que escolhemos seguir o caminho que estamos seguindo, nos traz a consciência que nós mesmos podemos estar causando o que não nos agrada.

“O quanto você não é responsável pela desordem que causa na sua própria vida?”

O ser humano é um eterno insatisfeito. Sempre quer mais ou diferente. Olhar ao lado e achar que é melhor faz parte da natureza humana. No entanto vale refletir, o que de fato você vem fazendo para mudar a sua situação? Tome as rédeas da sua vida.

Ser responsável pelas suas escolhas, através da autoconsciência pode ser o caminho que te levará a chegar aonde você quer. Entender que as dificuldades existem, mas ver sentido por trás, dá forças para continuar lutando pelo o que queremos.

Na vida, temos a oportunidade de recomeçar todos os dias. Temos a oportunidade de errar e aprender com nossos erros. Não se trata de desistir de um sonho, mas às vezes, é necessário redirecioná-lo.

No fim das contas, se conhecer melhor pode ser a chave do sucesso para mudar a sua vida e consequentemente a sua carreira. O objetivo final será alcançado (ou não), mas o ideal é que o desfecho se dê sempre através de escolhas conscientes.

banner pollyana
Para saber mais sobre o trabalho da Pollyana você pode ir no perfil do linked in ou no site da AZ consult

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta