0 em Comportamento/ Convidadas/ Reflexões/ Relacionamento no dia 04.02.2016

Relacionamento: As cinco importantes fases da fossa

Hoje quem vai contar um pouco sobre fidelidade à própria essência é a Karla, do Hey Cute! Ela já participou de um outro post no futilidades, você pode ler ele aqui.

Quem nunca passou por um término de relacionamento e viveu aquela fossa que atire a primeira pedra. Se você nunca passou, pode ter certeza que vai passar. Vai ser ruim, você vai chorar muito, vai sofrer, mas, quando aceitar, vai ver que nem tudo é tão ruim assim. Assim como em qualquer perda, a gente passa por fases de sofrimento. Pode não ser perceptível enquanto você está passando por elas, mas, quando para pra pensar, é possível distinguir e entender todas elas.

Denial

Primeiro vem a negação, em que você simplesmente não acredita que aquilo está acontecendo, que aquele relacionamento que você tanto amava acabou. Você fica incrédulo, sabe? Acha que é mentira, alguma pegadinha, que a pessoa que você ama vai aparecer na sua porta dizendo que tudo isso não passou de um mal entendido.

giphy

Depois disso, vem aquela tristeza incondicional. Quem você ama não apareceu na sua porta e aí cai a ficha que acabou mesmo. Você fica triste, abatido, chora bastante… É ruim, muito ruim. Acredito que seja a pior parte porque, a todo momento, é possível sentir aquele vazio estranho no peito, como se faltasse algo.

1423063379-anigif_enhanced-buzz-20303-1395949600-8

Quando você para de chorar, vem aquele sentimento que faz uma linha muito tênue com o amor: a raiva! Além de ficar enfurecido consigo mesmo por ter permitido que tantas lágrimas tivessem corrido pelo seu rosto, a fúria também é direcionada ao seu ex-companheiro por ele ter sido o motivo de tantas noites mal dormidas e olhos inchados de tanto chorar.

Passando raiva, vem a leveza da aceitação. Você vê que, realmente, acabou porque tinha que acabar, que você também, provavelmente, teve uma parcela de culpa no término e que tantas brigas, desentendimentos e desencontros já não iam levar mais aquele relacionamento a lugar algum.

giphy-1

E é aí que a vida segue e entra na fase da superação, aquela que você, durante aquela tristeza toda, achou nunca ia chegar. Mas ela chega, ôh se chega. Pode demorar para alguns, ser bem rápido para outros, mas o importante é que ela aparece como se fosse uma luzinha no final do túnel.

vire-a-pagina

Depois disso tudo, você tá pronto para novos amores e dolorosos desamores. Pode ser que doa tudo de novo. E vai doer. E você vai achar que não vai aguentar, mas lembra-se sempre da luzinha da superação. Ah, e viva a fossa! Todas estas fases só acontecem se você deixá-las acontecer. Fingir que a fossa não existe só vai gerar um sofrimento acumulado que pode explodir de uma maneira muito errada dentro de você.

Tudo que começa um dia pode acabar. Independentemente do tamanho da fossa que o fim deixa, o que a gente não pode é ter medo de começar de novo!

karla lopes

Acesse agora o Hey Cute!

Gostou? Você pode gostar também desses!

Sem Comentários

Deixe uma resposta