4 em Deu o Que Falar no dia 19.10.2015

Deu o que falar…

1 – A família Jolie-Pitt na Vogue

Perdemos as contas de quantas vezes nessa última semana nós vimos as fotos que a família Jolie-Pitt fez para a Vogue americana, em que Angelina Jolie será a capa de Novembro. Foi muito compartilhada, muito! Com o olhar de Annie Leibovitz, o ensaio na praia ganhou todo um clima meio fantasia, uma delícia de acompanhar.

angelina-jolie-pitt-november-2015-cover-05

E quem achou que só as fotos eram motivos de suspiros, tudo indica que a entrevista também merece ser lida. Segundo o site da Vogue Brasil (ou o da Vogue America, para quem quiser ler a matéria completa), ela desmistificou que seu novo filme, By the Sea – onde ela contracena novamente com Brad Pitt e eles interpretam um casal em crise – tenha relação com o casamento deles, contou sobre a forma que educa seus filhos e ainda abriu seu coração em relação à retirada das mamas e dos ovários e à doença de sua mãe e avó.

angelina-jolie-pitt-november-2015-cover-x1

Fazia tempo que não ficávamos com vontade de comprar uma revista só para poder ver a matéria da capa, e nem acreditamos que foi Angelina – uma atriz que a gente admira, mas nem somos fãs – que fez com que essa vontade surgisse!

2 – Arte chupada

Provavelmente todo designer que publica seus trabalhos online já vivenciou ou se deparou com algum caso parecido com o que aconteceu com Phellipe Wanderley, mais conhecido por ser o artista por trás do perfil Coisas Boas Acontecem, que tem mais de 67 mil curtidas na sua fanpage e quase 100 mil seguidores no instagram.

Com frases inspiradoras escritas à mão e super compartilhadas nas redes sociais, o trabalho do Phellipe já foi transformado em canecas, almofadas e, agora, uma de suas artes virou camiseta e está sendo vendida por R$19,90 na C&A. O problema é que a marca não chamou o designer para fazer a peçaprovavelmente terceirizou a peça de alguma fábrica que não tem um designer profissional por trás das artes, já que em qualquer faculdade essa é a lição número 0 – e o que poderia ser uma parceria bem interessante e rentável para os dois lados, terminou em stress, já que Phellipe pensa em processar a C&A por plágio.

ca

 

O Buzzfeed explicou o caso e até mostrou uma outra peça que está sendo vendida nas lojas que também parece ser cópia da arte de um Tumblr, mas a nosso ver, são casos completamente diferentes.

A arte do Phellipe foi feita com caligrafia própria enquanto o segundo exemplo dado pelo Buzzfeed foi feito com uma fonte que pode ser facilmente encontrada em sites que oferecem fontes de graça (e aí entra um outro problema, já que essas fontes grátis não podem ser reproduzidas para fins comerciais, mas isso é outra história). Enquanto o primeiro caso é uso indevido da imagem e cai na história de violação dos direitos autorais, o segundo estaria mais para uma inspiração e, pelo o que a gente imagina, não dá margem para processo (alguma advogada no grupo que saiba explicar melhor essa parte?).

De qualquer forma, é inegável a preguiça de quem fez a arte dessas camisetas, né? A C&A podia ter ficado sem essa dor de cabeça!

3 – Chega dessa história de boa moça, né J.Law?

Quando a gente acha que não pode amar mais Jennifer Lawrence, ela vai lá e nos impressiona novamente. Dessa vez, a atriz resolveu soltar o verbo em relação à disparidade salarial entre atrizes e atores de Hollywood. Ela, que foi a atriz mais bem paga do último ano, ganhou cerca de 30 milhões a menos que o ator mais pago no mesmo período.

giphy-5

Para muitos pode parecer besteira, afinal, o que são alguns milhões a menos para alguém que ganhou mais em um ano do que muitos de nós vão ganhar durante a vida toda? Mas não é, já que o motivo de Jennifer e tantas outras atrizes ganharem tão menos, é igual ao que acontece com muitas de nós: a dificuldade de se impor.

carta-jennifer-lawrence Quem nunca teve medo de expor sua opinião em uma reunião? Quem nunca se sentiu desconfortável ao tentar se impor? E o pior, quem já se impôs e depois teve que ouvir se estava de TPM ou alguma gracinha do tipo?

Pois é, provavelmente toda mulher já passou por alguma dessas situações, e pelo jeito, não importa seu status ou conta bancária, isso acontece com todas as mulheres. Também não importa se fomos criadas por pais que nos ensinaram a ter voz, o problema é que principalmente no mercado de trabalho, ainda têm muitos homens que encaram as mulheres como seres inferiores e quando uma resolve se impor, é taxada de histérica, louca, descompensada, difícil, mimada. 

Achamos essa carta da Jennifer Lawrence bem inspiradora, não só para as atrizes de Hollywood, mas para qualquer mulher que se sente intimidada quando se vê em uma situação que precisa levantar a voz para ser ouvida, principalmente por homens.

Gostou? Você pode gostar também desses!

4 Comentários

  • RESPONDER
    Roberta
    20.10.2015 às 9:34

    Amei MUITO o texto da Jennifer e o posicionamento de vcs a respeito! Me sinto extremamente representada e acho que isso é um relato fiel da vida profissional (e pessoal tb) feminina atualmente

  • RESPONDER
    Gabriela
    20.10.2015 às 13:17

    Amo as fotos da Annie Leibovitz, tão lindas essas com a Angelina. http://www.alemdolookdodia.com

  • RESPONDER
    Paola Alves
    20.10.2015 às 17:05

    Só amor por JLaw <3333 E só decepção por C&A né? HAHAHAHA! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  • RESPONDER
    Gih
    22.10.2015 às 14:01

    Genty mas o que MAIS tem no Bom Retiro é copia de estampa!!
    Trabalhei anos em estamparia de coreanos e eles chegam lá com fotos (ou com a própria peça comprada na loja X) e pedem pra copiar TUDO, da cor ao modelo. E se você informa que é crime te dizem “pra fazer o seu trabalho”. Falta fiscalização.. um pulinho ali e rende vários processos.

  • Deixe uma resposta