5 em Brasil/ Comportamento/ desafio de peso/ rio de janeiro/ Viagem no dia 13.10.2015

Feriadão no Rio de Janeiro: diário das trilhas!

No instagram e no snapchat me pediram para fazer um post meio inusitado contando mais sobre as trilhas que eu fiz no Rio de Janeiro durante o feriado prolongado. Bom, para quem não me acompanha no instagram, vale dizer que meu personal, o Arthur Alegre, me leva para fazer trilhas com uma certa frequência.

No último ano fizemos a trilha do Morro da Urca durante uma aula e a subida do Parque da Catacumba também foi cenário de algumas das nossas aulas. Ele monta treinos funcionais vinculados a essas trilhas e eu adoro. Malhar com ele na Lagoa é algo que me faz não desistir do exercício.

Como agora quero entrar num foco maior de saúde estou querendo mesclar nossos treinos com alguma aula de dança boa de queimar calorias e trilhas nos fins de semana. Foi assim que ele me chamou para ir com uma galera para a Pedra Bonita, uma das trilhas mais legais que faltavam para a gente fazer.

Sábado: pôr do sol na Pedra Bonita.

O ideal seria a gente ter saído do Zona Sul de São Conrado as 15:00. Como não conseguimos, acabamos ficando pouco tempo na Pedra Bonita, mas valeu muito a pena.

Subimos de carro até onde conseguimos, não foi possível parar no estacionamento da área de voo livre, por isso malhamos mais e queimamos mais calorias. Eu recomendo estacionar por lá para quem não está muito afim de fazer exercícios, já ajuda muito não ter que encarar algumas subidas íngremes. Fomos primeiro na pista de decolagem, ver os corajosos prontos para voar. Tem uma subidinha bem mortal, eu odeio rampa então pra mim essa foi a pior parte.

Depois entramos na trilha de fato, que demora entre 25 e 30 minutos. Como fiquei mais de um mês quase parada, levei mais do que isso. A Amazônia, NYC e Paris não saíram impunes nem para o meu peso e nem para o meu condicionamento. Tudo bem que eu já tinha andado toda a Praia do Leblon e de Ipanema nesse dia, sem contar que paramos o carro longe. Acho que malhei minhas pernas como nunca! rs

Untitled-1

Sem dúvida foi o pôr do sol mais lindo que eu já vi no Rio e olha que eu sou uma entusiasta dessa cidade e já vi alguns maravilhosos. Curtimos, tiramos muitas fotos e eu tentei ter um tempinho para a minha meditação, mas como atrasamos, tive que encurtar esse momento. Ou seja? Vou voltar, preciso voltar! Desde a Amazônia que eu estava esperando uma boa conexão com a natureza, lá eu senti.

Pedra-Bonita-2

Eu, a Isabela (minha amiga mineira que passou o feriado todo comigo), o Arthur e nossos amigos amamos o programa. Como não tivemos tempo de fazer o picnic lá em cima, fizemos num gramado à noite na Praia de São Conrado. Foi um dia maravilhoso.

Pedra-bonita-1

Obs: descer ou subir no escuro é tranquilo com uma lanterninha. Não fica BREU muito rápido, não. Nós fomos sem numa boa, só usamos a do celular em alguns momentos. No quesito segurança, como era fim de semana e estava mais cheio, achamos o clima bem tranquilo, mas vale frisar que descemos assim que o sol se pôs e não demos bobeira.

Domingo: Subida do Parque da Catacumba

Essa é a mais fácil de todas. Você para o carro na Lagoa, bem pertinho tem um estacionamento e pronto, é só entrar no parque e começar a seguir as placas para os mirantes. Os dois são bonitos, mas o do Urubu é meu preferido. Quem quer malhar um pouco mais pode fazer como eu e o Arthur fazemos e levar uma corda para pular lá em cima.

Joana2 Joana

Nesse dia eu e a Isabela tínhamos menos tempo, então escolhemos fazer a mais curta. Eu senti bastante por motivos de: dormi pouco na outra noite, estava cansada de sábado e eu estava parada há muito tempo. Para quem está com o condicionamento bom, ela é muito fácil, para quem não está, nem tanto, mas ela é rápida, conta apenas com degraus e a volta é por dentro da floresta, bem mais rápido e prático.

Joana-3-

Eu acho as vistas lindas, bem focado na Lagoa, no Cristo e na Zona Sul do Rio. É bom fazer também em fins de semana, quando está mais cheio e aparentemente é mais seguro.

Segunda: Trilha do Morro da Urca

Essa trilha seria média a meu ver, mas o povo fit diz que ela é mole. Acho que para turistas e cariocas de primeira viagem, não é tão boba assim. Dá para cansar e assim como a da Pedra Bonita demanda que você leve uma água, um protetor e quem sabe um repelente.

Morro-Urca

Fomos no feriado e o trânsito de pessoas nos atrapalhou um pouco, não conseguimos pegar o ritmo que gostaríamos porque paramos bastante, mas ajudou porque assim não ficamos mortas, apenas botamos a perna e os glúteos para trabalhar.

Urca

Eu já tinha feito ela numa aula com o Arthur, então eu tirei de letra o caminho, mas para quem não conhece, acho ela bem sinalizada, sem muito erro, sabe? Jamais falaria isso da trilha da Praia do Perigoso que eu já fiz algumas vezes, por exemplo. Essa tem que ir com alguém que conhece.

No final você chega num dos pontos turísticos mais badalados do Rio, pode comer um Açaí e até mesmo ir ao banheiro –  essa parte eu confesso que acho boa para quem deseja um pouco de comodidade.

URCA

A descida demanda atenção, assim como a subida, diferente das duas anteriores, onde a descida é extremamente mais fácil que a subida.

A Isabela, que tem um excelente condicionamento e nem suou na do Parque da Catacumba, achou a trilha menos fácil do que todo mundo descreveu, eu concordo com ela… No entanto, a gente sempre vê crianças e adultos subindo de chinelo. Tem de tudo.

Eu e o Arthur somos chegados nessas coisas, então a cada treino desse tipo eu fico mais safa. Por isso foi tranquilo fazer os passeios da Chapada Diamantina e vai ser legal curtir as trilhas do Vale do Matutu, para onde vou fazer um retiro cheio de trilhas esse ano.

A Bela deu mais um pitaco que acho válido, ela acha que uma ordem boa seria: Parque da Catacumba, Morro da Urca e Pedra Bonita. Pois depois de se encantar com vistas como a Pedra Bonita, você fica um pouco menos boba com o resto. Eu concordo, pra mim a Pedra Bonita é linda no mesmo nível da Pedra da Gávea, mas a trilha é muitas vezes melhor (a meu ver).

A Pedra da Gávea eu subi em 2010 e acho que não subo mais, caso eu venha a morder minha língua eu compartilho com vocês depois.

E vocês, alguém me indica alguma trilha legal? Com uma vista linda? Só não pode ter escalada (média/grande) ou ambiente muito apertado para passar!

Beijos

Gostou? Você pode gostar também desses!

5 Comentários

  • RESPONDER
    Paulinha Werneck
    13.10.2015 às 20:59

    Uma leve e legal e que rende boas fotos é a da Pedra do Telégrafo, em Guaratiba. Podia marcar uma subida lá com quem lê o blog e quer curtir com vcs! bjinho

  • RESPONDER
    Laura Hue
    14.10.2015 às 15:20

    Tava com a ideia de subir a Pedra Bonita antes do feriado começar e vendo as suas fotos decidi ir de vez :) é realmente MARA! Pena que tinham umas nuvens no meio do caminho, mas tudo bem hahaha
    A próxima que eu quero fazer é a dos Dois Irmãos.

    Beijos!

  • RESPONDER
    Juliana
    20.10.2015 às 11:21

    Jô, que lindas as fotos!!! Pena que eu perdi essa! Amei seu post todo detalhadinho…mara! Alías, estou amando tudo: o blog, o snap, o insta!! Sucesso, bjs mil!

  • RESPONDER
    Monica Amorim
    20.10.2015 às 22:49

    Jo, já tinha comentado no instagram. Amo a trilha da Pedra Bonita! Deve ser lindo ver o sol se pondo de lá (ou nascendo!). Muita coragem descer no escuro (eu teria medo de encontrar bichinhos ou ladrão rs). Também acho o máximo a galera saltando de lá, mas isso é muito longe da minha realidade. Tenho vontade de fazer essa da Urca. Meu namorado diz que é tranquila.
    Eu fui a outras com meu grupo do funcional. Fomos na Pedra da Tartaruga, da Pedra do Telégrafo (achei essa bem puxada, mais íngreme e eu tinha feito da Tartaruga antes, além de ter ido meio virada rsrs) e na Pedra da Proa (essa é na Floresta da Tijuca, perto da Mesa do Imperador; bem íngreme mas curta).
    Muito legal ver o Rio de cima!
    Se fizer um programa do Futi com trilhas pode me chamar!!!!

    • RESPONDER
      Carla
      21.10.2015 às 10:32

      Eu super acho que Jo devia de organizar isso! hahahaha

    Deixe uma resposta