1 em Europa/ Paris/ Viagem no dia 09.10.2015

Trip tips: dicas de viagens de Paris

Essa viagem à Paris rendeu algumas dicas e experiências que sem dúvida nenhuma mereciam estar aqui no nosso “trip tips” de toda semana.

1- Transfer e/ou motorista agendado: Blacklane

Um pouco antes da viagem, fomos apresentadas a um site chamado Blacklane, que agenda corridas com motoristas que atendem super bem, em carros de diferentes tamanhos e perfeitos para serviços de transfer ou agendamento de corridas prévios. Depois descobrimos que existia o aplicativo também. Agendamos um carro maior para nos levar ao aeroporto Charles de Gaulle, que fica um pouco mais longe, no final da viagem. Ele cabia tranquilamente 5 pessoas (e suas malas) e a corrida custou 87 euros, um preço que achamos bem justo se comparados aos serviços dessa categoria.

blacklane

Carla no carro que escolhemos para 5 pessoas (porque tínhamos mais volumes de mala)

Esse serviço está disponível em Paris e em mais 180 cidades, incluindo Rio e São Paulo. Depois que usarmos aqui no Brasil vamos contar para vocês.

Só lembrando, o Blacklane funciona apenas para compromissos combinados previamente, tem que marcar no site ou no app com antecedência para garantir seu carro.

2- Aplicativo para andar de ônibus e metrô integrado: RATP

Em 2012, quando passei um mês em Paris, descobri um livro que continha todas as linhas de ônibus da cidade e cada página contava tudo sobre cada linha. Foi assim que eu aprendi a andar de ônibus por lá, apesar de não ser muito prática a história de ter que ficar andando com o livrinho para cima e para baixo.

ratp

Parece complicado mas não é. Tudo é “clicável” e se desdobra. É muito fácil e bom de usar, já não sei andar na cidade sem ele.

Dessa vez eu deixei esse meu lado analógico para lá e foquei num aplicativo bem interessante. No RATP você dá a sua localização atual, digita onde você quer ir e ele te dá o tempo de travessia mais rápido, seja usando apenas o metrô, só o ônibus ou uma combinação entre os dois meios de transporte, caso essa seja a opção que levará menos tempo. Se tem caminhada no meio do trajeto, ele te possibilita encaminhar para o Google Maps com o mapa já traçado. É uma modernidade prática e maravilhosa!

3- Cartão para o metrô e o ônibus: Navigo.

Se você vai passar uns 4 ou 5 dias na cidade já vale fazer o cartão de transporte público, o Navigo. Uma vez feito o cartão, você não precisará repetir esse processo nas próximas viagens, apenas recarregar. Para fazer é preciso comprar o cartão (5 euros) e fazer uma foto (você pode levar do Brasil ou pagar mais 5 euros para fazer, no caso, demos a sorte de ter uma cabine para isso na estação que fizemos o nosso cartão). Depois disso, você carrega por viagem ou por tempo de uso, o que eu recomendo.

navigo

Eu e Carla fizemos o Navigo para uma semana e com certeza ele se pagou. Usamos metrô e ônibus à vontade, só não dá para esquecer o cartão para uma próxima viagem! Eu sou super organizada, sempre viajo com meu Oyster para Londres, mas esqueci meu Navigo de 2012 em casa dessa vez. Agora já não esqueço mais. :)

4- chip de internet: Travel Mobile, agora dá para comprar antes.

A gente já falou aqui que AMA comprar o chip da Travel Mobile para ir para os EUA. Você compra antes de viajar e em poucos dias ele chega na sua casa, você entra no site, habilita com o plano escolhido antes de viajar e já sai do avião com o chip funcionando. Não nos imaginamos mais indo para os Estados Unidos sem ele.

chip-travel-mobile

Pois bem, agora tem uma novidade: eles já têm chip para ser usado na Europa. O custo benefício ainda não consegue acompanhar os valores dos EUA, mas quem precisa chegar conectado, essa é uma boa saída!

5- Chip de internet comprado lá: Orange

Dessa vez, como meu iPhone estava bloqueado, não quis pedir um chip da Travel Mobile. Só consegui desbloqueá-lo na véspera da viagem, assim sendo, não pude usar o mesmo chip da TM que a Carla usou. Como não queria ficar desconectada, assim que cheguei em Paris fui na Orange, companhia telefônica de lá que tem várias lojas espalhadas pela cidade, inclusive na Champs Elysèes.

O chip custa 10 euros + 10 euros por cada 1GB (no plano só de dados). No meu caso, eu comprei 4 Gigas então deixei bons 50 euros por lá. Uma pessoa que não use a internet de forma pesada como eu pode comprar 2GB + o chip, o que vai dar em torno de uns 30 euros. É importante pedir para que eles coloquem os créditos para vocês, para quem não fala francês, não é fácil!

Gostou? Você pode gostar também desses!

1 Comentário

  • RESPONDER
    Rosana Rocco
    09.10.2015 às 17:47

    Excelente todas as dicas..principalmente as do chip. Agora em Miami usamos o plano de 2G da T-Mobile e foi a salvação da lavoura em diversas situações que estávamos na rua, e precisávamos consultar alguma informação importante, o waze funcionou maravilhosamente lá (muito melhor que a porcaria do GPS que não indicava o trânsito)! Os 2GB deu e sobrou!!! Esse cartão só com dados foi 20 dólares! Valeu a pena mesmo!
    Beijosssss

  • Deixe uma resposta