4 em Comportamento/ entretenimento no dia 09.08.2015

Filmes da Sil: Quarteto Fantástico

Esse ano está sendo um ano de refilmagens, remakes e muitos altos e baixos para Hollywood. O último filme na berlinda, e que me tirou o “sono”,  foi a nova versão do Quarteto Fantástico. O filme, apesar de ser propriedade da Marvel, é produzido pela FOX, diferente dos Vingadores que é produzido pela própria Marvel/Disney (complicado esse mundo, né?). E para dar sentido no por quê de tanta crítica negativa, eu vou  tentar explicar para vocês um pouco mais desse universo. Quem sabe vocês terão paciência para me acompanhar e entender tanta polêmica? =)

capaquarteto

Além dos dois filmes já conhecidos de 2005 e 2007 – aqueles com o Chris Evans lembram? – esse é o quarto filme da saga dos super-heróis. Pois é, em meio a uma enorme briga legal entre os estúdios, eles são obrigados a fazer filmes daquelas franquias para manter os direitos, e foi mais ou menos isso que aconteceu com “Quarteto Fantástico” – e por isso temos um filme em meados dos anos 90 que praticamente ninguém viu sobre os heróis.

Já que você tem que fazer um filme de uma franquia famosa e que já não foi um super sucesso de crítica da primeira vez, o que você faz na segunda vez? Contrata um elenco jovem expoente como Miles Teller, Michael B. Jordan, Jaime Bell e Kate Mara, um diretor iniciante mas com tudo para despontar, e assim faz um filme que atraia não só o público “nerd”, que costuma ir mais pelos heróis ao invés de pelo elenco. Miles é o novo queridinho de Hollywood e faz sucesso com nós meninas, só ele já é capaz de atrair boa parte dos espectadores, após o sucesso de Whiplash. Michael parece estar despontando, Kate foi bem aclamada em House of Cards, e Jaime já é conhecido desde o sucesso de Billy Elliot. Então, apesar da minha implicância pessoal com Mara – e de achar que ela não combina com a personagem – não posso negar que o elenco tem peso.

Então o que deu errado em “Quarteto Fantástico”? Uma breve recapitulação: cinco personagens depois de uma viagem “espacial” desenvolvem super poderes, Reed Richards (Miles) vira um “homem de borracha”, Ben Grimm (Jaime) se transforma em um “monstro” de pedra super forte, os irmãos Johnny (Michael) e Sue Storm (Kate) viram, respectivamente, o Tocha Humana e a Mulher Invisível. E o quinto personagem? Victor “Dr Doom” (Toby Kebbell) é quem tem a origem mais variável, mas é sempre o principal antagonista do grupo. Até aí, ok, podem ter mudado um pouco a origem dos poderes mas isso não chegou a me incomodar, afinal quem acreditaria em 2015 que eles viajariam para outro planeta apenas e voltariam com os novos poderes? Essa questão ficou bem resolvida para mim. Mas esse é um filme de origem, certo? Onde tomaram a estranha decisão de tornar o grupo bem mais jovem do que deveria ser, então a história e a motivação de cada um deveria ser melhor explorada.

Eu juro que fui para o cinema sem preconceitos e quando o filme começou, achei bacana, interessante e cheguei a pensar que poderia ser muito melhor do que eu esperava. Entretanto, conforme a história vai avançando, a decisão de fazer a versão “Muppet Babies” – alguém lembra desse desenho? – dos heróis, não se sustentou. E bastava eles terem envelhecido um ou dois anos, para acomodar uma história mais coesa e mais fiel às personalidades originais. Apesar de todos reclamarem da mudança dos irmãos Sue e Johnny, foi a escolha de Jaime para fazer Ben Grimm a que mais me incomodou. Bell é famoso por ser Billy Elliot e eu só conseguia imaginar em como aquele menininho iria dar piruetas agora em forma de pedra. Mas mais do que isso, Ben é atormentado por virar um monstro pois antes ele era um atleta, militar e um rapaz forte e bonito. Jaime é um rapaz bonito, mas longe dos padrões clássicos de beleza “GI Joe” americano.

Por último, o que eu acho que realmente atrapalhou o filme: os efeitos especiais. Na minha opinião estão péssimos! O Tocha Humana parece um “Curupira do mal”, esquisito, sem olho e sem boca. Os efeitos de Miles ficaram estranhos – já não tinham acertado os efeitos do Sr. Fantástico nos outros dois filmes – e acredito que por causa desses “defeitos” foram tomadas algumas decisões e mudanças de enredo, que desagradaram muito os críticos que estavam comigo no cinema. O Coisa está OK, e Sue tem o efeito mais fácil e portanto o que ficou mais bem feito.

A primeira coisa que eu falei para o Erick sobre filme é que ele não era ruim, mas era desnecessário. Ouvi vários críticos reclamando muito enquanto saia da cabine e alguns dizendo que o filme não foi em IMAX porque a FOX sabia que seria um fracasso. A boataria já está tão grande, que o diretor Josh Trank teria publicado uma nota no Twitter culpando os executivos da FOX pelo desastre do filme. É lógico que a nota já foi apagada. Ao mesmo tempo, a FOX reclama que Josh teria demorado e gastado muito além do combinado. Esse tipo de briga sempre prejudica muito um filme, e nesse caso atrapalhou ainda mais pois os heróis do Quarteto Fantástico não são tão carismáticos para sustentar um filme que não sabe para onde vai. Acho que um bom exemplo é que não teve cena pós créditos e nem a famosa aparição do Stan Lee, criador das personagens.

Talvez para quem não conheça a história e seja fã de um dos atores, o filme seja interessante. Mas honestamente, nenhum deles está particularmente brilhante em seus papéis. Sendo muito sincera, eu esperaria o filme sair na TV a cabo ou no Netflix para assistir. Porque desnecessário é um dos termos mais tristes que pode se empregar para descrever um filme…

Beijos!

PS: Tem mais um filme essa semana! =) Será que esse vai ser mais divertido?

Gostou? Você pode gostar também desses!

4 Comentários

  • RESPONDER
    Paola Alves
    10.08.2015 às 10:57

    Nunca me liguei muito nesse quarteto pra falar a verdade e é bem difícil um filme de super herói me pegar HAHAHAHAHA! To ouvindo bastante gente decepcionada com o filme e apesar de entender, fico bem triste quando trocam os atores HAHAHAHAHA! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    • RESPONDER
      Sil
      03.09.2015 às 21:50

      Oie Paola! Desculpa a demora! Realmente, apesar dos filmes de super heróis estarem com tudo, eles não são realmente unanimidade. E confesso que “Quarteto Fantástico” já é complicadinho desde os quadrinhos… Imagina passar para o cinema! Eles funcionam melhor em conjunto com o resto da Marvel, mas como expliquei, cada estúdio tá com uma parte da franquia…
      Enfim, é esperar que se fizerem outro filme, seja melhor que esse!

      Beijocas!

  • RESPONDER
    Susana
    17.08.2015 às 16:37

    Oi Sil!
    Então… Não conheço nada dos quadrinhos e da história do Quarteto. Ainda por cima, não tinha gostado muito dos dois filmes anteriores, então fui ao cinema com expectativa quase zero pra esse.

    E me surpreendi muito. Eu adorei o filme!!! Adorei os atores novatos e tudo mais!!! Achei que a forma como foi contada a história foi bem legal. Curti bastante.
    Por sinal, achei esse bem melhor do que aqueles com o Chris Evans e a Jessica Alba.

    Quando cheguei em casa e fui dar uma pesquisada sobre o filme vi que a crítica tava caindo em cima e não entendi nada.
    Acho que é mesmo a questão da expectativa que vc põe no filme e do seu momento estar mais receptivo ou não à história. Hehehehehe

    Mil bjs!!

    • RESPONDER
      Sil
      03.09.2015 às 22:15

      Oi Susana,

      Que bacana ouvir alguém que gostou do filme! Eu acho que tinha muito para dar certo, mas realmente os “defeitos especiais” me incomodaram muito! Acho que também faltou um bom diretor, para dar mais espaço para os atores – poxa, poderíamos ter visto mais do Jaime e do Michael, né? Conhecer melhor os personagens, sei lá.

      Enfim, eu fui com baixa expectativa também mas é complicado, pelo menos para mim – que também tenho uma base nerd – não analisar um pouco da parte dos super heróis. Mas concordo que a expectativa e a nossa receptividade para o filme influenciam muito mesmo! Agora sempre tem aqueles que nos surpreendem, risos, e que simplesmente continuam ruins. Mas fica tranquila que eu espero já ter saído dessa fase “Trash” da minha vida!! =)

      Beijocas!

    Deixe uma resposta