44 em Comportamento/ Gravidez no dia 04.08.2015

Gravidez (do ponto de vista dele): A notícia

Desde que eu dei a notícia aqui no blog, eu fiquei na cabeça que queria falar sobre o assunto de uma outra forma. Adoro ler diários alheios, mas nunca pensei que conseguiria fazer isso, até porque quando eu vejo, já pulei várias etapas. Claro que quero falar sobre o assunto, mas talvez de forma mais leve e menos romantizada, sem me obrigar a seguir um script, apenas deixar fluir e ver o que acontece.
Mas um certo dia, me veio a ideia de incluir o Bernardo nessa brincadeira. A ficha dele caiu há muito mais tempo que a minha (que ainda não caiu totalmente) e confesso que fiquei curiosa em saber melhor sobre o que se passa na cabeça do pai, ainda mais de um pai cuja mente não para um segundo! Fiz a proposta, ele adorou a ideia e fez o texto em tempo recorde! Continuo sem saber o que se passa dentro daquela caixola, mas dei boas risadas. rs Na verdade, nem sei onde eu estava com a cabeça quando pensei que ele poderia fazer um texto mais sério, isso é zero a cara dele! Espero que gostem dessa ideia – e se curtirem, comentem para que ele participe mais, tá?!

E finalmente chegou aquele tão esperado dia para alguns, e tão pavoroso para outros: aquele que você descobre que vai ser pai.

No meu caso, estou no primeiro grupo. De fato, eu sempre quis ser pai. E essa vontade se manifestou pela primeira vez aos 8 anos, quando ganhei uma das minhas três tartarugas. E todas morreram do mesmo jeito: na descarga do meu vaso sanitário, numa viagem sem volta para o esgoto. Aí você pode pensar, “o Bernardo era um menino perverso, o pior pai de tartaruga do mundo”. Mas aí eu te respondo: não, não era.

tumblr_nae9h5eivL1rtvb79o1_500

Explico. Na verdade, eu era fã das Tartarugas Ninja na época e além delas morarem no esgoto, lá elas tinham aulas de lutas marciais e eram educadas pelo mestre Splinter, um grande sábio. Quer vida melhor? Pois é, você concorda que eu era um pai exemplar mandando meus filhos pro esgoto? É tipo mandar seu filho pra estudar em Harvard – só que no mundo das tartarugas, poxa!

Minha segunda experiência como pai aconteceu um tempo depois. Minha mãe comprou um goldfish pra mim. Goldfish é aquele peixinho dourado que, ná época, vinha numa sacolinha de plástico com um pouquinho de água. Assim que cheguei em casa com meu novo filho, tratei logo de batizá-lo de “Atchim”. Sim, Atchim, um dos anões da Branca de Neve. Afinal, ele era pequeno, ficava soltando umas bolhas pela boca que parecia que ele estava espirrando e tinha escamas douradas, lembrando o tom da roupa do personagem. Logo no dia seguinte, Atchim amanheceu boiando de barriga pra cima no aquário. Ele não soltava mais bolhas pela boca, estava com uma cor azulada e parecia dormir o dia inteiro. Prontamente mudei o nome dele de Atchim pra Soneca e esse foi o fim da minha segunda experiência paterna.

Muitos anos se passaram, minhas experiências ruins como progenitor ficaram para trás, eu virei um bem sucedido pai de cachorro (o Jack, vocês conhecem), mas nada me preparou para o dia que soube que, de fato, realizaria o meu sonho de ser pai de um humano. E adivinha quem me deu a tão esperada notícia? Um tal de Clear Blue.

1c866f8dc8c72e18b4a45543977b150cDurante toda minha vida acreditei que notícias importantes eram dadas por nomes conhecidos, por profissionais respeitados do meu País. Por exemplo, quando o Senna faleceu, quem deu a notícia foi Sergio Chapelen. Quando o Supla ganhou a Casa dos Artistas, quem deu a notícia foi o Silvio Santos, e por aí vai.

O Clear Blue pra quem não sabe é uma espécie de Nelson Rubens preso num corpo de um termômetro. Sim, é mais ou menos isso. É um aparelho cujo formato é de um termômetro e cuja função é fofocar sobre a vida alheia. Mas ao contrario do Nelson Rubens, em 99% dos casos a fofoca está correta e ele ainda te poupa de escutar bordões sem graça, como “Okey Okey” e “Eu aumento mas não invento”.

De qualquer forma, eu até poderia aceitar que essa notícia me fosse revelada por alguém com um pouco menos de relevância, poderia até ser do mundo infantil. Mas que tivesse um pouco mais de glamour, sabe? Sei lá. Fiquei imaginando a Galinha Pintadinha vindo me contar. Ela não é Clear, mas é Blue. E além de azul, ela é mais animada do que um simples objeto. E não é a toa que ela é tão animada. Ela nunca escreveu uma música e é milionária. Que ela é uma galinha a gente já sabe, mas pela quantidade de dinheiro que ela tem, deve ter sido pintadinha pelo Picasso ou pelo Monet. E se ela viesse aqui na minha casa me dar essa notícia, eu com certeza iria convidá-la pra ser madrinha da criança. Aí minha vida estaria completa. Não precisaria gastar um centavo em produtos de hipnotização infantil e ainda teria contato direto com a Peppa Pig, que deve ser muito brother da Galinha Pintadinha, o que me renderia mais uns 3 anos de economia.

Enfim, isso é só o começo da minha saga paterna. E apesar de parecer que eu desprezei o Clear Blue, quero deixar bem claro o meu apreço, afinal, foi ele que deixou a minha vida um pouco mais clara, e azul também.

Bernardo

PS: Não, isso não foi um comercial de Clear Blue, tá? A ideia só surgiu depois que eu revi a foto e reparei que o nome da marca era maior que o anúncio em si.

Gostou? Você pode gostar também desses!

44 Comentários

  • RESPONDER
    Amanda
    04.08.2015 às 18:32

    Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o texto!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:41

      Que bom, Amanda! :)))

  • RESPONDER
    Mariana Borges
    04.08.2015 às 18:58

    Queremos mais textos do Bernardo: SIM! Lembro que ele já escreveu um ótimo de viagem….

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:42

      Já falei que ele precisa ser mais participativo por aqui! hahaha

  • RESPONDER
    Juliana
    04.08.2015 às 18:59

    Gente, muito bom o texto! Ri demais! Com certeza esse lado da percepção paterna tem que aparecer por aqui de novo!
    Beijos pra vcs!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:42

      Vai aparecer, Juliana!! Beijos e obrigada!

  • RESPONDER
    Margarida Neri
    04.08.2015 às 19:37

    Carla, o texto está ótimo . Acho que o Bernado deve continuar contando a suas experiências de futuro pai. Bjs Margarida

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:43

      Pode deixar, tia! Vai contar!

  • RESPONDER
    Pamela
    04.08.2015 às 20:08

    Adorei! Texto super bem humorado.

  • RESPONDER
    Fany
    04.08.2015 às 20:37

    Concordo com a Margarida. Queremos saber tudo que o futuro papai está sentindo. E o Bernardo, escreve muito bem. Bjks aos futuros papais, Fany

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:44

      Obrigada, Fany! Vou mostrar pra ele! :)

  • RESPONDER
    Patricia Gomes
    04.08.2015 às 20:49

    Sou leitora faz tempo mas nunca comentei! Hoje não resisti… Ameeeei o texto do pai! Muito bom! Felicidades p essa família linda!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:44

      Obrigada, Patricia! Apareça mais vezes! Beijoos

  • RESPONDER
    Thaís Lima
    04.08.2015 às 21:27

    Que texto incrível! Ri muito com ele! :)
    É muito bom ver a história por outro ângulo, e se ele for super engraçado melhor ainda!
    Espero ver muitos posts do Bernado no blog tanto sobre a gravidez quanto após o nascimento do baby.

    Carla, que vc tenha uma ótima gravidez e que seu bebê nasça cheio de saúde! :*

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:45

      Obrigada, Thais! Pode deixar que vou fazer com que ele apareça mais vezes! Bjsss

  • RESPONDER
    Amanda Figueiredo
    04.08.2015 às 22:08

    Muito bom! Lindo texto e super bem humorado!!! Vai ser um ótimo pai com certeza!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:45

      Também acho, Amanda! :) OBrigada!

  • RESPONDER
    Bruna
    04.08.2015 às 23:32

    Amei o texto! Escreva mais, Bernardo!

  • RESPONDER
    Lyanna
    05.08.2015 às 8:33

    Carlinha muito cuidado quando o pai te contar que quer mandar o filho de vcs para Harvard!!!!! hahhahahahahah
    AMEI!!!
    Parabéns de novo pra vcs e pro Jack que vai ganhar um irmão humano.

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:46

      hahhahaha imagina? Vai para Yale, mas pra Harvard não vai!
      Obrigada, Ly, muito feliz de ver que vc realmente acompanha todas as nossas fases desde o comecinho!
      Beijooos

  • RESPONDER
    Priscila
    05.08.2015 às 8:48

    Que texto mais maravilhoso do Universo! Por muito mais posts do Bernardo!!!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:47

      hahaha pode deixar!

  • RESPONDER
    Selma
    05.08.2015 às 8:55

    Fofo, texto super bem humorado… Continue escrevendo!
    Ps. Onde quer que as tartarugas(agora ninjas) estejam, elas estão felizes! Hahaha

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:48

      Nem quero pensar nas tartarugas, coitadas! hahahaha Que bom que hoje em dia elas não são mais tão famosas, agora tenho que me preocupar é com galinhas e porcos! hehe

  • RESPONDER
    Paola Alves
    05.08.2015 às 9:36

    Ai que lindo <3333 Amei o texto! Pode falar pra ele escrever mais sim HEHEHE! Quando li que mesmo após o texto você não fazia idéia do que se passava na cabeça dele, pensei UÉ. Mas agora que li entendi tudo HAHAHAHA! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:48

      Né? hahahah Já falei e já dei sugestão de alguns temas. Se quiser sugerir também, vou mostrar tudo pra ele!

  • RESPONDER
    Nanzica
    05.08.2015 às 9:58

    Maaaaaaaaaaas…quem ganhou a casa dos artistas foi a Barbara Paz!!!

  • RESPONDER
    Tatiana Queli da Fonseca Silva
    05.08.2015 às 10:58

    Adorei o texto! Ótimo humor! Parabéns ao casal e felicidades!

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:49

      Obrigada, Tati! Beijos!

  • RESPONDER
    Juliana Sala
    05.08.2015 às 11:15

    Carla,
    Que legal a ideia que você incluir o pai nos diários.
    Estou pensando em engravidar ano que vem, e desde já leio todos os diários de grávida que acho (Nati Vozza, Lu Ferreira, Flavia Calina entra outras), mas acho sensacional o pai participar, até porque se todos forem igual ao meu marido, eles querem fazer parte da gravidez, o filho também é deles rsrs.
    Parabéns pela inciativa e queremos sim mais textos do Bernado.
    Beijos

    • RESPONDER
      Carla
      05.08.2015 às 11:50

      Pois é, né? Até porque eu tenho consciência que ele vai conseguir abordar esse assunto de forma muito mais leve do que eu, e acho que precisa disso para contrabalançar! Pode deixar que já falei para ele pensar nos próximos!

  • RESPONDER
    Narda
    05.08.2015 às 12:08

    Nossa gargalhei DEMAIS com a parte das Tartarugas Ninja!
    Super entendo o Bernardo… tive um caraguejo (sim, um caranguejo! Rs) que durou 1 dia e se chamava Michelangelo (sim, por causa das Tartarugas tbm).
    Amei ver o assunto sobre a ótica dele! ;)
    Beijos

  • RESPONDER
    Juliana Andrade
    05.08.2015 às 12:28

    Muitooooooooo bom!!!!! Não poderia ser mais perfeito!!!

  • RESPONDER
    Gabryelly
    05.08.2015 às 14:03

    Carla,
    Que maravilhosa essa sua ideia de incluir o Bernardo nesse diário!
    Que venham mais textos e muitas risadas!
    E pra você e sua família muito amor e saúde!
    Beijos

  • RESPONDER
    juliane martinello
    05.08.2015 às 16:44

    que legal!! Sempre lemos sobre o que passa na cabeça das mamães, ficou genial a ideia! beijos e mta saude pra vcs ♥

  • RESPONDER
    Sandra Luz
    05.08.2015 às 17:01

    Adorei adorei adorei o post!!!
    Bernardo tratou de forma simples e divertida o assunto, sem contar que foi de um ponto de vista bem diferente do que estamos acostumadas a ver.
    Tomara que ele anime e escreva mais no blog!

  • RESPONDER
    Ludmila Cortez
    05.08.2015 às 22:44

    hahahaha com não amar esse texto ?! Morri de ri com o fato de ter jogados as tartarugas mo esgoto, grande ideia! Muitas felicidades pra vocês! :*

    ps: acompanho vc e a Jo há algum tempo, mas até então nunca tive coragem de comentar! kkkkkkkkkk Gosto muito do trabalho de vocês! <3 :*

  • RESPONDER
    Luzia Cardoso
    06.08.2015 às 0:55

    kkkkkkkkkkkkkk, que espirituoso esse Bernardo, rs. Confesso que ri bastante do texto, mas ao mesmo tempo, achei fofo, pois foi a forma que ele encontrou de dizer que estava feliz com a ideia de ser pai. Desejo de coração muitas felicidades a nova família que estão formando Carla, e que essa criança venha trazer mais amor e união ao casal. Um beijo, Lu

  • RESPONDER
    Renata Gouveia
    06.08.2015 às 8:30

    Gentem! Amei seu marido Cá!
    Super divertido, e engraçado!!
    Esperamos mais textos do Bernardo!!

    Amo muito você e a Jo! São duas fofas, lindas e inteligentes!!

  • RESPONDER
    Patrícia
    06.08.2015 às 14:22

    Tbm sou do time que lê e nunca comenta, mas gente…Morri de rir!!!
    O pior é q achei q o texto poderia ser do meu marido hahahahahaha…
    Que venham mais textos!
    Parabéns Cá, saúde pra vcs!

  • RESPONDER
    Joseane
    06.08.2015 às 21:41

    Nossa, adorei!!!
    Sou leitora e também nunca comentei, mas hoje não podia deixar de fazê-lo.
    Muito engraçado teu marido, Carla :D
    A parte das tartarugas tá hilária!!!

  • RESPONDER
    Ilana
    07.08.2015 às 14:50

    amei!! Melhor ideia ever!

  • RESPONDER
    Evelyn Moura
    13.08.2015 às 14:11

    Serio Cá, foi hilariooooooo……kkkkkkkkkkkkkkkkkk…Amei o texto gente!!!! Pode fazer toda semana “A saga de um pai” meu Deus fico imaginando como ele deve ser como marido, rsrs…super divertido!!

    Bjãoo pra vcs dois e pro Bernardo :)

  • RESPONDER
    Carina Costa
    18.08.2015 às 16:26

    AHAHAAHAHA

    Lendo o texto mega atrasada, mas chorando de rir com as tartarugas ninja!! G-E-N-I-A-L!! :D

    Quero mais textos do Bernardo!!

    Ca, também gosto do fato de você só escrever quando tiver vontade sobre o assunto, sem aquela pressão de postar um diário toda hora por obrigação ou mais do mesmo que a gente sempre lê por aí sobre gravidez ;)

    Beijão <3

  • Deixe uma resposta