9 em Comportamento/ entretenimento no dia 19.07.2015

Filmes da Sil: Cidades de Papel

Quentin é um menino que mora na cidade de Orlando, Flórida, até que um dia sua vida muda completamente com a chegada de Margo, sua nova vizinha. Logo eles se tornam bons amigos e até parceiros de travessuras, por mais que Q – seu apelido, não seja muito chegado a se meter em encrencas como sua nova amiga.

poster-cidades-de-papelAssim começa o mais novo filme, baseado na obra de John Green, famoso aqui por “A Culpa é das Estrelas”. Como eu não li nenhuma das duas obras do autor, fica mais fácil avaliar somente os filmes. Com a modelo Cara Delevingne como Margo e o ator Nat Wolff – que muita gente já conhecia como Isaac, o melhor amigo de Gus em “A Culpa é das Estrelas” – como Q, “Cidades de Papel” mostra uma diversidade interessante do autor. Ambas as histórias falam sobre aproveitar a vida e a juventude, mas enquanto o primeiro filme é um drama, esse tem um gosto de filme dos anos 80 como “Clube dos Cinco” ou “Curtindo a Vida Adoidado”.

tumblr_nrec196ziI1tnjtx4o2_540“Margo não era um milagre. Ela não era uma aventura. Não era uma coisa sofisticada e preciosa. Ela era uma menina”

A história de Q e Margo dá um salto temporal para os dias atuais, onde eles já não são mais amigos e mal se falam. Margo é um espírito livre, enquanto Q é meio careta, super certinho e morre de medo de sair da linha. Entretanto, uma certa noite, Margo aparece e chama Q para ajudá-la em algumas missões. Ele vai, passa a melhor noite da vida dele, e no dia seguinte descobre que Margo fugiu de casa, foi embora sem dar notícias – mas deixou pistas bem discretas. E foi seguindo essas dicas que Quentin, como bom mocinho apaixonado, decide chamar seus amigos para ir atrás dela e ter seu final feliz na formatura do colégio junto do seu verdadeiro amor.

A inocência e os laços de amizade que “Cidades de Papel” mostra é que me lembrou esse lado gostoso dos filmes mais antigos que eu assistia na televisão. É o famoso filme clássico sobre a entrada na idade adulta e o ato de encarar os fantasmas do nosso passado antes de seguir adiante. Achei bem no estilo do filme/livro “As vantagens de ser invisível”, apesar desse último tratar do tema de uma forma mais pesada.

Eu sei que são muitos os fãs da história de amor de Gus (aliás, Ansel Elgort aparece em um pedaço do filme, fiquem de olho!) e Hazel, mas eu me lembro que Isaac tinha conquistado um espaço enorme no meu coração com seu carisma em “A Culpa é das estrelas”. Não tenho certeza se Q tem o mesmo charme, mas a sua certeza inabalável de que tudo vai acabar bem é igualmente encantadora, tornando assim o filme um romance gostoso de assistir no cinema.

Beijos!

Sil

Gostou? Você pode gostar também desses!

9 Comentários

  • RESPONDER
    Fany
    19.07.2015 às 15:58

    Oba! Tipo do filme que gosto de assistir. Bjks, Fany

    • RESPONDER
      Silvia
      19.07.2015 às 17:19

      Fany, pode ir tranquila que ele é bem gostoso de ver! A história tem um passo legal e é divertidinho. Acho que até foi refrescante no meio de tantos filmes de ação que saíram! Acho que temos espaço para os dois, mas tem aqueles dias q a gente só quer relaxar e sair “leve” do cinema, né?!

      Beijos!

    • RESPONDER
      Fany
      19.07.2015 às 18:14

      Estou exatamente nesse momento ” relaxar e sair leve do cinema “. Bjks

  • RESPONDER
    May
    20.07.2015 às 11:06

    Ao contrário do que normalmente acontece, curti mais o filme do que o livro. Não que aconteça algo de diferente, mas achei (achei, gente, é minha opinião) o final do filme mais claro e mais animado, mais para cima, mais UHU, VAMOS VIVER A VIDA do que o final que li no livro.

    De qualquer jeito, amei o filme. É bobinho, mas é um bobinho gostoso, inteligente e bom de ver. Daqueles filmes que a gente sai bem do cinema! E sempre achei a Cara meio Margo, então curti a atuação!

    ps: só não curti que você estragou a surpresa do Ansel! Hahahahaha o cinema inteiro suspirou quando ele apareceu <3

    • RESPONDER
      Carla
      20.07.2015 às 11:08

      May, em defesa da Sil, fui eu que botei a parte do Ansel! hahahah Mas para minha defesa, não disse quando acontece, quem não quiser perder não pode dormir nem ir ao banheiro! rsrs

    • RESPONDER
      May
      22.07.2015 às 15:53

      Hahahahaha sem problemas, Cá! É que achei tão legal a MINHA reação de tipo “WHAT THE HELL, QUE IDEIA GENIAL” que só falo pras pessoas que tem uma ótima surpresa durante o filme! Mas foi mais uma crítica de brincadeira, não foi séria não! <3

      • RESPONDER
        Carla
        22.07.2015 às 19:49

        Eu seiii, imagina, né, May?? Eu fiquei na dúvida se botava ou não, mas quem tava na dúvida se valia a pena ver ou não, com essa informação acaba vendo! ahahaha

  • RESPONDER
    Paola Alves
    20.07.2015 às 12:43

    Não sei o que esperar porque não tinha visto nada do filme, até agora HEHEHE nem livro e nem trailer! Espero que me conquiste, porque sinto falta de filmes assim hoje em dia HEHEHE http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  • RESPONDER
    Bia
    20.07.2015 às 20:38

    Eu ADOREI esse filme! Fui ver completamente sem expectativa, apenas pq não ia ao cinema há bastante tempo. Ele é super leve, desses que o tempo passa super rápido, e sem nenhuma parte que parece que estavam apenas querendo encher linguiça. Recomendo!

  • Deixe uma resposta