9 em Book do dia no dia 07.04.2015

Book do dia: Os assassinos do cartão postal, de James Patterson

Acho que perdi a conta de quantas pessoas me indicaram esse livro, por isso, vou agradecer as duas últimas leitoras que me deram essa dica aqui no blog: Ana e Marcela, meus sinceros agradecimentos! hehehe

Aliás, muito obrigada mesmo, já que depois da leitura arrastada do último book do dia, confesso que estava precisando de um livro que eu sentisse vontade de largar minhas séries, minha televisão, meu joguinho de celular, e até mesmo meu sono, só para acabar em tempo recorde! Acho que consegui isso, pois terminei em menos de 2 dias!

resenha-livro-assassinos-cartao-postal

Pausa para a sinopse: Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Frankfurt e Estolcomo.
Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.

Foi só coisa da minha cabeça ou eu achei que o James Patterson tem uma pegada muito Dan Brownesca de escrever (ou Dan Brown que imitou, sei lá, realmente não parei para ver quem foi o primeiro!)? Na verdade, qualquer livro de thriller policial com elementos de arte já abririam espaço para comparações, né? No fim das contas eu nem fiquei comparando muito, até porque eu amo esse estilo de narrativa com capítulos pequenos e cheios de pontos para serem ligados nas próximas páginas. É preciso ter uma força de vontade do tamanho do mundo para conseguir deixar para depois, e eu não tenho, confesso. rs

Outra coisa que eu amei em “Assassinos” foi que cada capítulo você via o que estava acontecendo com um personagem, incluindo aí o ponto de vista dos próprios assassinos. Eu adorei essa dinâmica que, por incrível que pareça, não deixa o livro menos intrigante ou com menos mistérios para serem explicados.

A única coisa que me incomodou foi —— acho que é mini spoiler, quem ainda não leu, pula esse parágrafo se preferir!  ——- a tentativa de casal que James Patterson tentou criar. Juro que não entendi o casal. A menina (não vou citar nomes para tentar amenizar o spoiler) parecia a Amanda do BBB de tão carente que ela ficou depois que o cara começou a dar um pouquinho mais de atenção. E gente, o cara só apareceu na história desgrenhado e fedendo, não tomava banho….que borogodó é esse??? hahaha Enfim…não consegui ver química entre esses personagens, mas isso não alterou em nada a minha opinião sobre o livro.

Acho que “Assassinos…” é a leitura perfeita para quem está procurando algo intrigante, dinâmico e rápido, mas sem compromissos. É total entretenimento!

Preciso repetir que quem quiser dar suas dicas, é mais do que bem vinda? Eu leio de tudo, mesmo! rs E quem resolver começar Assassinos, depois me conta se gostou!

Beijos!

Carla

Gostou? Você pode gostar também desses!

9 Comentários

  • RESPONDER
    Nome (obrigatório) :Bruna
    07.04.2015 às 11:36

    Recomendações de livros:
    1. Trilogia “O Século” com os livros “A Queda de Gigantes”, “O inverno do mundo” e “Eternidade por um Fio” do Ken Follet – são grandes, mas vale muitooo a leitura de romance e história agradam; Os livros acompanham a vida de 5 famílias de diferentes nacionalidades do momento que antecede a Primeira Guerra, ao final da Guerra Fria, passando obviamente pela Segunda Guerra. As personagens e histórias são fictícias, mas todas poderiam ter acontecido. Os eventos narrados são reais.
    2. Trilogia “1Q84” do Haruki Murakami – completamente diferente de tudo o que eu já tinha lido, acabei o terceiro livro nesse domingo chuvoso, vale muito a leitura. Não tenho habilidade suficiente para fazer uma sinopse sem dar mto spoiler, mas tem relação com o clássico 1984.
    3. “Nem Só de Caviar Vive o Homem” – J.M. Simmel – meu livro favorito de todos os tempos. Li a primeira vez quanto eu tinha 12 anos, e continuo lendo pelo menos uma vez no ano (sou dessas que lê 500 vezes um livro que gostou). O livro se passa na Segunda Guerra, e o personagem principal é Thomas Lieven, um banqueiro que se vê obrigado de uma hora para outra a virar agente secreto. É sensacional. O personagem é ultra carismático.
    4. “Agente ZigZag”, na mesma linha de segunda guerra e espionagem, leitura super rápida.

    • RESPONDER
      Carla
      07.04.2015 às 11:54

      Amei suas dicas, Bruna! Uma amiga minha sempre me fala para ler a trilogia do Ken Follet, acho que vou fazer isso! Quanto ao 1Q84, já me indicaram também e acho que estava na listinha que eu perdi. Já botei de volta! :)
      O resto também me interessou rsrs
      Beijos!

    • RESPONDER
      Silvia
      08.04.2015 às 3:53

      Eu sempre fiquei me perguntando se o 1Q84 tinha alguma relação com o 1984! Agora fiquei mais curiosa!

      Eu ando tão atrasada nas minhas leituras, só ando lendo blogs, sites de entretenimento e estou tão viciada em uma série que não consigo parar para ler nada! E quando começo durmo (é o único jeito de eu dormir muitas vezes). Enfim, depois eu tenho q anotar as várias dicas aqui!

      Beijos!

  • RESPONDER
    Paula
    09.04.2015 às 18:28

    Ca, aonde vc está comprando os livros e que leitor usa? Eu usava o Iba mas agora não tem mais a opção de livro e não sei o que usar. Bj!

    • RESPONDER
      Carla
      10.04.2015 às 9:41

      Ibooks e Saraiva Reader! To AMANDO o segundo! Muita gente está indicando o app do Kindle também, mas estou gostando tanto dos preços dos e-books da Saraiva que ainda não fiquei com curiosidade de baixar mais um!

  • RESPONDER
    Nome (obrigatório) :Sonia
    10.04.2015 às 9:44

    Oi Carla, tudo bem? Eu amo ler, principalmente suspense/terror e policial, e o livro que mais amei nos últimos tempos foi The Killing. Não sei se você já leu ou viu a série…vale muito a pena! Bjks

    • RESPONDER
      Carla
      10.04.2015 às 9:57

      Já ouvi falar da série, mas não sabia que tinha livro! O nome em português é The Killing mesmo??
      Beijos!

    • RESPONDER
      Nome (obrigatório) :Sonia
      10.04.2015 às 11:30

      Isso mesmo…em português é The Killing. Bjks!! :)

  • RESPONDER
    Ana Rodrigues
    15.04.2015 às 17:34

    Eu adoro ler. No momento estou lendo o 3º volume do 1Q84 do Haruki Murakami, e já vi que você já recebeu essa dica. Sim ele é bom, mas Caçando Carneiros do mesmo autor mexeu bem mais comigo.

    Tem um livro muito bacana chamado O Museu da Inocência, do Omar Pamuk, que é turco e prêmio Nobel de literatura. Esse livro tem uma história muito interessante, ele conta uma história de amor e vai descrevendo os objetos e no fim o autor construiu de fato um museu em Istambul com os objetos. Ele parte do conceito que um museu pode ser feito também com objetos que descrevam a vida de uma pessoa normal e não só de obras de arte. O livro está esgotado mas talvez vc encontre no Estante Virtual.

    Sobre livros de detetive gosto muito do Luiz Alfredo Garcia Roza e seu Inspetor Espinosa. O autor é carioca e as histórias se passam no Rio, uma delícia ler um livro q descreve lugares que conheço tão bem.

    Atualmente meu querido é o Valter Hugo Mãe. Li O Filho de Mil Homens em 3 dias. Chorei como louca de tanta beleza e passei uns 5 dias em estado alfa. É um livro que me balançou muito. Todo mundo que conheço que leu se apaixonou pelo autor e suas escolhas de palavras.

    beijos e obrigada pela dica

  • Deixe uma resposta