5 em Comportamento/ Experiência no dia 27.08.2014

As dores e as delícias de trabalhar em home office

Quando me mudei para São Paulo, há quatro anos e meio, cheguei sem saber se o que me esperava no quesito trabalho. Estava começando a minha pós, o futi ainda era um baby blog e vim para cá ainda vinculada com meu antigo emprego do Rio, só que como freela.

Nesse tempo em que eu fiquei exclusivamente como freelancer eu acabei arrumando um outro cliente além do blog (que está comigo até hoje) e, quando me vi, já estava trabalhando no esquema home office.

trabalhando em home office
Super desregrada, claro, afinal eu nunca tinha feito isso antes na vida. Apesar de eu amar essa história de não precisar sair de casa, o resultado inicial foi catastrófico. Eu trabalhava de pijama, eu esquecia de fazer as refeições (e acabava comendo qualquer besteira na hora que a fome batia), eu me distraía facilmente, o blog começou a ser chamado para eventos e eu me enrolava toda para cumprir os prazos, eu virava a noite e quando eu focava no cliente eu esquecia do blog e vice-versa.

Depois de um ano nesse oba-oba, resolvi tomar vergonha na cara e me organizar. Vamos dizer que eu melhorei 70%, mas para mim isso já é um avanço e tanto! As dicas que funcionaram para mim foram:

– Nada de trabalhar de pijama: As vezes é irresístivel, eu admito, mas me sinto melhor e mais produtiva quando eu estou vestida de uma maneira mais adequada. Meu maior obstáculo para isso era sair da cama e sentar direto no computador, e resolvi essa questão mudando meu horário da academia. Vou pela manhã, volto para casa, tomo banho, me visto e começo a trabalhar “decente” hehe.

– Arrume um canto para chamar de home office: Pode ser um pedacinho da mesa de jantar, uma escrivaninha ou um quarto arrumado só para isso. É bem provável que um dia ou outro você resolva ficar no sofá ou até mesmo na sua cama, mas saber que você tem um lugar que dá para focar é essencial!

– Organize seu tempo: Para mim, essa continua sendo a parte mais difícil de seguir, porque eu sempre fui desorganizada com meu tempo, mas eu sei que é a dica de ouro. Estabelecer uma rotina é fundamental e ver com antecedência todos os compromissos que você vai ter é a melhor forma de não deixar acumular trabalho ou fazer tudo em cima da hora. Nunca pensei que diria isso, mas a minha agenda virou minha melhor amiga!

– Não esqueça das refeições: Todo mundo sabe que é importante comer de 3 em 3 horas, mas para mim, elas são mais importantes do que isso porque acabam virando o meu momento off work. É quando eu paro o que estou fazendo e me concentro em outras coisas.

– Tente fazer com que a madrugada não vire rotina: É claro que pode acontecer de ter que trabalhar em horários atípicos. Um dia que não foi muito produtivo (principalmente se você trabalha com criatividade), um imprevisto, um atraso que foi além do esperado. Tudo isso acontece de vez em quando e a gente se vê obrigada a mudar nossa rotina e passar uma boa parte da noite em claro. Ok se for um dia aqui outro lá, mas se você trabalha para um cliente (e que costuma ter um horário normal!), não acho uma boa que a madrugada vire rotina!

– Se o trabalho empacou, descanse! – Não é algo para fazer com frequência (senão até briga com o tópico acima! rs), mas é uma das vantagens de se ter um horário mais flexível. Muitas vezes eu já me frustrei por ter perdido horas e horas em frente ao computador porque o trabalho simplesmente não estava fluindo. Quando vi, tinha gasto um tempo precioso vendo besteiras que não ajudavam em nada. Hoje, quando eu vejo que não adianta insistir, eu resolvo ver uma série (40 minutinhos de distração), fazer a unha, sair de casa e dar uma andada, etc. Dificilmente não funciona – e já reparei que eu gasto menos tempo para voltar ao trabalho do que quando eu gastava horas e horas improdutivas em frente ao computador!

Mas Carla, se eu seguir cada passo, vou conseguir trabalhar perfeitamente em home office?

Sinto informar, mas não sei. Cada pessoa é diferente da outra, mas posso dizer que o meu caso não é dos mais animadores. Mesmo sabendo disso tudo, volta e meia eu me pego super enrolada e com deadlines apertados, mas isso acontece porque eu sempre fui uma pessoa bem desorganizada e agora que estou apanhando é que estou aprendendo.

Só sei que a cada dia que passa, eu acho a minha escolha de ter optado por um home office cada vez mais acertada!!

Alguém também trabalha de casa? Quais dicas mudaram sua forma de trabalhar?

Beijos!

Carla

Gostou? Você pode gostar também desses!

5 Comentários

  • RESPONDER
    Mariana Borges
    27.08.2014 às 12:03

    Carla, essa é uma situação nova e cada vez mais comum, principalmente para quem trabalha na sua área – criatividade. Muito bacana você falar das suas dificuldades, porque muita gente ainda acha que é só moleza e vida mansa.

    A Marina do 2 Beauty também abordou a rotina dela como blogueira em alguns vídeos e é impressionante como ela é organizada – ela tem hora até para jogar Candy Crush rsrsrsrsrs.

  • RESPONDER
    Ale Garattoni
    27.08.2014 às 14:26

    Adorei! Eu admito que antes de ser mãe eu sempre funcionei bem no esquema home-office. Ou melhor, eu achava que funcionava bem. Busquei o escritório fora porque, em casa, ninguém entendia que o que eu fazia era trabalho – e aí, com as obrigações de casa e maternidade, eu era sempre a “disponível”, a que não faz nada e pode ficar em casa para qualquer coisa, a que não tem obrigações. Decidi “sair” mais por isso, mas acabei percebendo que passei a produzir muito mais (não tem como fugir de produzir num lugar em que só tenho isso pra fazer) e, principalmente, passei a me desligar mais de computador e trabalho nos horários em que não devo fazer isso. Mas mesmo sendo mega disciplinada e mesmo reconhecendo os benefícios, preciso me policiar pra não “matar trabalho e ficar em casa”: a saída que encontrei foi deixar um laptop no escritório e manter coisas importantes só nele. Em muitos dias eu sou obrigada a sair rumo ao escritório só por isso!!
    bjooo

  • RESPONDER
    Silvia
    27.08.2014 às 16:58

    Home office é uma politca que até empresas grandes e daquelas que todo mundo usa terno, tem adotado como prática. É ótimo mas exige disciplina, organização e força de vontade – de não ficar horas se distraindo com outras coisas.

    Eu, particularmente, sou vampira assumida: as 3h da manhã costuma dar meu pico de criatividade. É péssimo, mas ainda não descobri como resolver esse problema. Sem falar que, aparentemente desde bebê, eu tenho ciclos de sono onde durmo um pouco a cada X horas. Mas eu nunca deixei de ir a aula, trabalhar ou qq outra função por causa dessas minhas “diferenças”! Agora que as vezes eu durmo as 20h e acordo 23h disposta e trabalho até as 5h, isso eu não posso negar!

    Adorei as dicas, amei a plaquinha e o cartão do Futi!!!! Pode dar mais dicas viu?!

    Beijão!

  • RESPONDER
    Deisi
    28.08.2014 às 10:41

    OI Carla, nossa me identifiquei muito… tenho um home office que inclusive trabalha eu e o meu “namorido” hehehe.E vários desses tópicos nos seguimos a risca e funciona mesmo. Temos uma rotina bem puxada mas temos um quarto reservado e todo decorado como home office(isso ajuda vc separar a casa do trabalho) a rotina de nos vestir adequadamente e as refeições na hora certa. E funciona muito. Realmente trabalhar de pijama nao dá. eu me sinto muito mal! beijos adoro seu blog

  • RESPONDER
    Mariana Santiago
    21.09.2014 às 23:05

    Oi, Carla.
    Eu tenho trabalhado de home office há algum tempo e super me identifiquei com todos os tópicos. Praticamente faço as mesmas coisas, e fui descobrindo no dia a dia mesmo.
    É bem isso mesmo, cada um descobre o que é melhor pra você, para sua rotina, seu tipo de trabalho, etc…
    Eu tenho um espaço em meu quarto, que inclusive é super aconchegante, e uma cadeira maravilhosa. Parece bobagem, mas o investimento em uma boa cadeira é essencial, pois assim como a “agenda”, a cadeira será sua BFF.
    Também sou muito desorganizada (vamos dar às mãos e sair andando! kkkkkk), e colocar tudooo o que eu tenho que fazer na agenda é o que ainda me faz seguir todos os pontos importantes do dia.
    Parar um pouco quando o trabalha “empaca” também, é quase terapêutico! rs
    Acho que ao colocar na balança, ainda assim continuo optando pelo home office.

    Adoro o blog! Leio sempre! :)

    Bjo,

    Mariana

  • Deixe uma resposta