8 em Beleza/ pele no dia 28.05.2014

O perfume, sua história e minha história com ele!

Quem já leu o nosso #bookdodia do “O segredo do Chanel número 5”  sabe que nós amamos o assunto perfume. Quem ama a história da moda misturada a história do mundo moderno pode e deve se interessar pela história do perfume no mundo contemporâneo!

Essa semana o Futi foi convidado para conhecer a fábrica de O Boticário em Curitiba, e entre uma programação e outra, nós tivemos uma verdadeira aula sobre perfume, sobre sua história e não só aprendemos como cada fragrância é única, como também nos ensinaram o processo!

lilly-boticarioNo “berçário” dos lírios, elemento fundamental do perfume Lilly!

Claro que não conseguirei passar nem um décimo do que eu aprendi nesses dias, por isso, resolvi pegar algumas dicas de bibliografia para quem se interessa pelo assunto. O Perfume, romance policial que vai à fundo na história da perfumaria para contar a história é uma super opção. Para acompanhar uma cronologia vale a pena ler o “Brasilessência, a cultura do perfume“.

A verdade é que durante a História, as essências acompanham grandes mulheres, desde os tempos de Cleóprata as fragrâncias e os banhos com cheiros já eram importantes. Sem contar a queima de incensos, madeiras e outras ervas aromáticas que já iniciava a história do perfume e começaram a ser usados para a adoração dos Deuses e depois foi dando lugar ao profano relacionado à desejo, algo mais “sexy”.

A perfumaria moderna nasceu no Renascimento Florentino, na Itália, não na França como todo mundo imagina. A realeza começou a usar perfume e, posteriormente, a industrialização permitiu que no século XIX o hábito de se perfumar começasse a chegar para todos.

Nessa palestra incrível, nós viajamos por todos os perfumes mais famosos dos anos 60, 70, 80, 90 até hoje. Sentimos várias dessas fragrâncias que nos permitiram viajar no tempo e nas nossas histórias. Fiquei tão empolgada que quis trazer um pouco da palestra aqui para o blog!

Depois dessa imersão na história do perfume, nós acabamos vendo e revendo os perfumes de O Boticário. Foi quase uma sessão nostalgia, já que algumas das 104 fragrâncias fazem parte da minha história e essas eu vou compartilhar com vocês.

perfumes-historia

Minha história de cheiros cruza muito com algumas fragrâncias da marca. O primeiro perfume que me lembro de ter era o “perfume do boto cor de rosa”, quando eu ainda era bem criança. Além dele eu usava a espuma de banho (com embalagem de boto). Depois passei para o Aqua Fresca, primeiro perfume de “mocinha” que eu usei! 

Depois desses dois eu passei para o Thaty, queridinho das minhas épocas de escola e das pré adolescentes. Depois disso, passei muitos anos usando perfumes importados mas ano passado, voltei a eleger uma outra fragrância nacional como queridinha, o Make B., eu diria que é um clássico moderno que eu acho que vale muito a pena experimentar.

A verdade é muitos perfumes fazem parte da nossa história, sejam eles nacionais, importados e afins, cada um representa um ano, uma época ou uma fase. É muito especial passear por tudo isso e mais ainda ver o quanto uma empresa tão importante no mercado nacional investe para ter uma fábrica e profissionais de ponta por aqui.

Fiquei com muita vontade de saber quais são os cheiros de vocês! Aposto que nós todas usamos vários perfumes em comum, né? 

Beijos

PS da Carla: Sei que a Jô pediu para que vocês compartilhassem seus perfumes, e não eu, mas não resisti porque choquei com a lista dela, é muito parecida com a minha! Principalmente a parte de quando a gente era mais nova, passei por todos: Thaty, Tartine et Chocolat, Issey Miyake, Ralph Lauren (incluo nessa quatro clássicos da adolescência, o feminino da Tommy Hilfiger, Cool Water da Davidoff e o CK One e CK Be da Calvin Klein!). Hoje a gente procura fragrâncias que nos diferenciem, mas na adolescência a gente queria usar o mesmo perfume que todo mundo usava, né?

Já que estou aqui, vou aproveitar para contar os meus preferidos atualmente, que são apenas 3: Coco Mademoiselle da Chanel, La Petite Robe Noire da Guerlain e o Lilly do Boticário!

Gostou? Você pode gostar também desses!

8 Comentários

  • RESPONDER
    Silvia
    28.05.2014 às 21:55

    Primeiro: O perfume é um baita livro! Fiquei sem dormir direito uma semana qdo acabei! Ele é bem pesado e na minha opinião é mais a história de um psicopata. Quem encara Hannibal e suas versões pode ler o livro tranquila. Quem se incomoda, tente pq é MUITO bem escrito, você chega a sentir o cheiro que descrevem, mas saibam que o livro é pesado. Já o filme é bonzinho, só recomendo para quem já leu o livro.

    Quem não começou com Thaty?! Hahaha!!!! Eu sou chegada num perfume desde bebê e sempre amei homem cheiroso tb!!! ;) Agora o perfume mais “emblemático” da minha vida é o Tiffany’s. Eu ganhei um vidro mínimo da minha tia (aquela que eu já falei aqui) de 15 anos e o perfume além de ficar que era uma maravilha, ficava uma delicia em mim – eu nasci para usar cheiro doce! Virou meio que meu sonho de consumo. Quando fui casar, viajei com a minha mãe que me deu um vidro enorme dele comprado na própria Tiffany’s – viajamos só nós duas alguns meses antes de eu casar. Lógico que usei o perfume no meu casamento e além de ser especial pq era azul Tiffany’s e novo, foi uma lembrança da minha tia, uma forma de te-la participando daquele dia. Lógico que agora na nossa renovação em Vegas eu tive que levar o perfume e usá-lo!

    Eu adoro saber a história dos perfumes, acho o máximo saber que as cortesãs usam como “arma de sedução” essências desde sei lá quando!!! Esse passeio na fábrica deve ter sido uma delicia!

    Beijos!

  • RESPONDER
    Carolina
    29.05.2014 às 19:55

    Da Boticário me lembro mesmo do Thaty na adolescência, depois como vcs usei o Issey Myiake, Ck one, Ck Be, Miracle da Lancome, marcam o inicio da fase adulta, hj uso 3, Chance, Jo Malone Fig and Cassis e Gucci Guilty para noite!

    Beijoss

  • RESPONDER
    Nome (obrigatório) :Carol
    30.05.2014 às 15:04

    Aaaah, sou uma eterna órfã do Ralph Lauren Cool! Fez muita parte da minha adolescência.. e dos 12 aos 15 anos só dava Thaty do Boticário! Quanta saudade ;)

  • RESPONDER
    Marcia Aguiar
    30.05.2014 às 16:15

    Sempre fui a louca do perfume e ficaria horas aqui relatando os perfumes da minha vida. hahaha! Não sou do tipo fiel a um cheiro apenas. Depende do meu humor. Sou tão louca por perfume que sempre que viajo compro no mínimo 10 perfumes no dutyfree na volta, isso porque só podemos comprar 10 itens de perfumaria. Dos seus perfumes, vários deles fizeram parte da minha vida. Acqua Fresca, usei muito quando estava na faculdade (você era criança ainda. =) ); também usei Thaty durante um época. Polo Sport foi meu cheiro oficial em 1998/1999; tenho ótimas lembranças dessa época (relaciono perfumes com namorados ♥); Ralph eu uso até hoje (foi descontinuado, mas ainda tenho um vidro grande); L’Eau de Issey me lembra outro ♥; usei muito em 1996/1997; e o Bulgari também marcou minha vida, mas gostava mais do Eau Thé Vert. Mas como disse, sou volúvel em relação a perfumes. Ontem estava usando Saharienne, de YSL, e hoje estou usando La Vie est Belle, de Lancôme. =) Amanhã usarei outro, com certeza.

    • RESPONDER
      Joana
      30.05.2014 às 16:42

      Vou experimentar o seu Bulgari! <3
      Gente, já quero testar todos! :)

  • RESPONDER
    Cristiano
    31.05.2014 às 9:20

    Bom dia Gurias.

    Mesmo sendo homem vou comentar os meus! Haha.
    Da infância à adolescência não tem nenhum especial, mas lembro perfeitamente do Musk e daquelas vidros de perfume amarelo que toda vó tinha na cabeceira ou penteadeira! Huahua.

    Meus queridinhos atuais são dois: Uomini Black e Arbo, do Boticário. Em épocas de temperatura amena a fria prefiro Uomini, já em dias mais quentes dou preferência para o Arbo. No trabalho já ouvi de mulheres coisas como “Nossa Cris, como está cheiroso, sempre!”, ou “Que cheiro bom, quem foi que passou por aqui?!”, adoro! Como atrativo sedutor funciona super bem! Huahuaha.

    Abraço! =D

    • RESPONDER
      Joana
      31.05.2014 às 11:23

      Eu amava o Musk, estou APAIXONADA novamente pelos Arbo e Malbec(que vou comprovar pro namorado).

      Eu dei um tal de CH da CaroliNa Herrera maravilhoso pra ele tb!

      Perfumes masculinos são demais!!!!!

    Deixe uma resposta