5 em Acessórios/ Bolsas no dia 09.01.2014

E a onda das bolsas transparentes continua…

A primeira bolsa transparente que chamou nossa atenção e que não era uma clutch rígida como a Pandora, da Charlotte Olympia foi o modelo com detalhes de pedrarias da Shourouk. Logo depois, a Chanel lançou uma versão de couro e PVC, mas na nossa opinião, o plástico não agregou valor nenhum ao modelo clássico. A Burberry também tentou versões coloridas que não fizeram muito sucesso por aí (ok, o shape da bolsa também não era dos mais atraentes).

A gente achava que tudo não passava de tendência passageira, daquelas que a gente olha daqui a um tempo e torce o nariz, mas pelo jeito, várias outras marcas resolveram apostar tardiamente nesse material!

BOLSAS-TRANSPARENTESD&G | Marc by Marc Jacobs | Jil Sander | DVF | Marc by Marc Jacobs | Alexander Wang

Nós curtimos os modelos menores, tipo o da DVF, mas essas totes enormes e transparentes têm muita cara de bolsa de praia (só a cara, porque o $$..), não acham?

Sem contar que quanto maior a bolsa transparente for, pior vai ser para esconder a bagunça que uma bolsa grande costuma ser. A Jô é bem mais organizada nesse sentido, separa tudo em mini necessaires, uma coisa linda de ser ver, ela é o tipo de pessoa que poderia usar uma bolsa dessas tranquilamente!  Já eu sou um desastre, em poucos minutos de uso eu faço parecer que o Tazmania passou dentro dela, acho que morreria de vergonha de mostrar para o mundo como eu sou desorganizada! hahaha

Vocês curtem esse tipo de bolsa ou acham que ela só fica bonitinha enquanto está sem uso?

 

Gostou? Você pode gostar também desses!

5 Comentários

  • RESPONDER
    Maria Helena
    10.01.2014 às 13:51

    Oi meninas,

    Aproveitando o post sobre bolsas, estou indo viajar agora e sempre tive vontade de comprar a Falabella bag da Stella McCartney. Vcs acham que vale a pena ou já é so last year? hehe

    Com relação as bolsas transparentes, não curto essa moda não, acho que vai ser que nem os snickers, depois ninguém vai aguentar ver! haha

    Beijos

    • RESPONDER
      Carla
      10.01.2014 às 16:13

      Oi, Maria Helena! Eu acho essa bolsa linda, e eu não sou muito de ligar pra isso de last year, não. rsrs Se eu gosto e se me deixa feliz ela pode ter 50 anos que eu vou continuar amando! Se vc gostou muito, eu diria pra ir fundo! Só dou uma dica: Quando vc for pensar em comprar, dá uma olhada nela antes, veja se é prática, se a alça não corre o risco de doer depois de um tempo, se vai servir para os seus propósitos, etc. Já perdi a conta de quantas bolsas eu desisti de comprar porque não achei elas tão práticas quanto eu pensava!

      Beijos!!

  • RESPONDER
    mary
    10.01.2014 às 17:00

    Comenta aí!

    • RESPONDER
      Carla
      10.01.2014 às 17:02

      Mary, seu comentário deu problema! :(

  • RESPONDER
    Silvia
    11.01.2014 às 15:53

    Eu ganhei uma no no natal de 2012 e nunca consegui usar com dignidade! A minha é simples meio bowling mas aí que já começa o problema pq eu ando mto na rua e bolsa de “madame”, ou seja que não dá para pendurar no ombro, não combina ainda mais transparente!

    Talvez usasse a minha se fosse a praia, mas confesso que AMO bolsa grande e teria na boa essas totes (especialmente a vermelha da DG, as outras são meio “infantis”). No fim acho que transparencia funciona melhor ou na informalidade total tipo a DG, ou em looks muito verão e com um quê futurista! (Fez algum sentido?)

    Beijos!

  • Deixe uma resposta