21 em Comportamento/ Deu o Que Falar no dia 04.11.2013

Deu o que falar…

1. Tendencioso ou não, eles têm sua razão!

Durante essa temporada de SPFW, a Glamour fez um vídeo super polêmico que deu mesmo o que falar nas nossas redes sociais! O vídeo é inspirado no trabalho do Jimmy Kimmel durante o Coachella, onde o entrevistador fazia perguntas sobre bandas que não tocaram no festival, visando tirar um sarro da galera que se fazia de hypster e descolada que analisavam shows que não existiram.

Vimos o CQC seguir essa linha, mostrando que profissionais do congresso assinavam projetos de leis sem ver o que era e depois não sabiam explicar para a jornalista o que tinham feito. Nesse caso, era uma crítica a forma como parte da turma de Brasilia trabalha.

Já a Glamour teve uma ideia boa, que foi mostrar o quanto a galera fala de moda, desfile e conceitos sem entender dos assuntos. Ao que nos parece uma crítica importante, é fundamental se informar um pouco para falar de qualquer assunto. Na moda isso é muito recorrente e muita gente dita regra sem entender das coisas.

Tudo parecia genial, inclusive a frase final convidando a turma a ler a revista para se informar! O único porém que nos deixou na dúvida e também dividiu opiniões nos grupos em que participamos no facebook foi: Por que só colocar blogueiras de moda (que em grande parte pareciam novatas)? Algumas amigas acham que era uma crítica descarada às bloggers, aquela velha história das diferenças entre revistas e blogs. Para nós, não é necessariamente assim, até porque a publicação sempre dá muito valor a categoria, que ajudou a tornar a revista a queridinha do mercado.

Enquanto ponderávamos surgiu a melhor pergunta: será que se eles tivessem feito outras perguntas fictícias, claro que não usando a bota de um pé só ou o Paulo Borges como exemplo, não teríamos visto parte das equipes das maiores publicações e sites do país inventarem boas respostas? Muito provavelmente, talvez por outro nível de desinformação ou falta de pesquisa ou mesmo se a pessoa se sentiu acuada a responder “não sei, não vi esse desfile”.

Independente da intenção, achamos válido realizar que é preciso estudar, pesquisar ou  se informar antes de sair avaliando o trabalho dos outros por ai. Claro que uma gafe ou outra podem acontecer com qualquer um, mas quanto maior a responsabilidade, menor a chance de erro né?

De qualquer forma, para nós, o fato da revista só ter entrevistado blogueiras de moda foi um erro. Colocou na berlinda uma categoria que é amiga da publicação e deixou de mostrar que sites e revistas também tem profissionais que falam das coisas sem saber. Achamos que a revista tinha mesmo um ponto para criticar, mas pode ser que o tiro tenha saído pela culatra.

2. O rei do camarote

Ok, não tem muito o que dizer sobre o Alexandre, o Rei do Camarote. Não sabe do que estamos falando? Vem nesse link da Veja SP antes de qualquer coisa.

Se você viu o vídeo, sabe que a gente pensa exatamente de forma oposta ao Rei as avessas. Concordamos que em muitas carreiras a imagem é importante, mas tem que ter muito cuidado com o limite do “valor normal da imagem” e a super valorização do que o seu dinheiro pode comprar.

A Ale Garattoni levantou um ponto importante também. Ela lembrou que existem mulheres e homens que alimentam o reinado desses personagens, gente que acha que ser o rei do camarote é atributo para ser considerado na hora de namorar ou não alguém. Quem nunca viu uma menina que gostava do cara que pagava as bebidas da boate?! Ou um cara que colava no amigo que bancava todo mundo na festa?! Essas pessoas que ajudam a soprar o balão do ego dos reis e rainhas da noite por todo o Brasil?!

Podemos falar também da audiência que idolatra uma blogueira por ter 10 bolsas da Hermés ao invés de dar valor ao seu estilo pessoal ou mesmo ao que ela escreve no seu veículo. Para variar, precisamos lembrar que uma pessoa não pode ser resumida a quantidade de cifras que ela tem no banco. Isso é o que ela tem, não o que ela é!

Para nós, Alexandre, 39 anos de idade, pode ter muito dinheiro para gastar, mas é um pobre coitado, que precisa de um cenário de ilusão comprado para sentir que é “diferenciado”! Assim, com seu Amex que não é nem gold e nem black, ele compra os amigos, mulheres e experiências que por mais absurdo que possa parecer, causa inveja em outras pessoas.

Gostou? Você pode gostar também desses!

21 Comentários

  • RESPONDER
    Letícia
    04.11.2013 às 23:28

    Em relação à Glamour, acho que ela não procurou fazer as perguntas a outros veículos como revistas e sites, pois poderia ser consideradomum “ataque à concorrência”, podendo não só ser mal visto como também questionado legalmente. Acho que abriria espaço para um questionamento até de publicidade disfarçada e desleal. Então, não acredito que tenha sido focado nas blogueiras e nem um preconceito velado, mas um impedimento de abordar os outros “comentaristas” de moda.

    Quanto à reportagem da Veja, fiquei com muita pena desse cara. É uma vida muito vazia não só de valores, mas de afeto também. Quero estar rodeada de pessoas que gostam de mim por quem sou e não pelo que posso ter ou comprar…

    • RESPONDER
      Joana
      04.11.2013 às 23:48

      Você tem um ponto Letícia, não tinha pensado que poderia ser isso. :)

  • RESPONDER
    Marcela
    05.11.2013 às 0:14

    Adorei!
    A parte do Alexander vocês falaram exatamente o que eu penso! tem gente que gosta de viver pra fazer inveja aos outros e não pra ser feliz pra si! tão ricos mas tão pobres em espírito…
    Enquanto a Glamour… ia comentar a mesma coisa que a Letícia disse aí em cima.
    Estou super acompanhando o blog agora, entro todo dia! adoro o “deu o que falar”! gosto dele particularmente porque não teria essa sabedoria em escrever dando a opinião de uma forma leve hahahah!

    vocês estão de parabéns, estava sentindo falta de blogs com coisas pra LER(conteúdo), sem ter aquela quantidade enoooorme de imagens sem graça ( já vejo muita imagem por dia no trabalho e no pinterest !) e dicas que todo mundo já conhece.

  • RESPONDER
    Mariana
    05.11.2013 às 9:05

    Sobre a Glamour, pensei a mesma coisa que as meninas aí de cima.. Que não foi uma questão de crítica às blogueiras, mas sim que eles quiseram evitar maiores dores de cabeça que poderiam acontecer caso fizessem a brincadeira com o pessoal de revistas, etc.

    E quanto ao Alexandre, bem.. Sabem aquela frase clichê “Ele era tão pobre, mas tão pobre, que tudo que ele tinha era dinheiro”? Pra mim, esse cara foi a personificação da frase :)

  • RESPONDER
    Patricia Fernanda
    05.11.2013 às 9:26

    Que pessoinha ridícula, digno de pena!

  • RESPONDER
    Rapha Betine
    05.11.2013 às 10:30

    Vergonha alheia desse fera aí…..
    E na boa…quem que acreditou que ele “transou” no banheiro da balada com uma mulher!?!?!?!Fala sério….o cara é uma biba…sem comentário…como disse, rico no status….pobre no espírito!!

    • RESPONDER
      Joana
      05.11.2013 às 12:01

      Não tenho nenhum preconceito com gays, mas esse cara é gay né?
      Será que só a gente notou? hahahahahhaa

    • RESPONDER
      Rapha Betine
      08.11.2013 às 8:56

      eheheeh tbm não tenho nenhum…pelo contrário…adoro eles..
      mais mentir na caruda assim…é demais neh!?ehehe beijos

  • RESPONDER
    Gabi
    05.11.2013 às 10:37

    Eu ainda não tinha visto esse vídeo. Que deprimente ver um homem de quase 40 anos com uma vida vazia, comprando amigos e atenção. O que mais me assusta é que com o passando tempo as pessoas estão fugindo da vida adulta, com síndrome de Peter Pan, buscando uma vida de “adolescente” eterna! Triste!

  • RESPONDER
    Calleuyl Coelho
    05.11.2013 às 11:54

    Pra ele, no mundo dele, ta certo isso. É a única maneira dele conseguir atenção e “amigos” momentaneamente. Ridículo é esse sorriso forçado dele durante o vídeo… rsrs Tomara que ele nunca perca o dinheiro dele, se não vai querer se matar.

  • RESPONDER
    mari (andpizzazz)
    05.11.2013 às 15:52

    Eu nao vi o video da Glamour, mas realmente eles deveriam ter entrevistado outras pessoas, nem necessariamente jornalista, mas, sei la, estudante de moda, comprador… enfim! Mas e uma revista que sempre da atencao a blogueiros, entao nao sei porque as atacariam.

    E do Reeeei do camarote eu ri tanto disso ontem mas hoje estou quase com pena dela. Alem de concordar com tudo que voces falaram, acho que ele nao pensou na dimensao que isso tomaria – ainda que alguem de 39 anos devia ser mais espero! Sorte dele a internet tem memoria curta e daqui uma semana ninguem mais lembra disso.

  • RESPONDER
    Ana Carolina
    05.11.2013 às 20:22

    Será que agora ser “paga-lanche” é chique? Vergonha alheia desse homem.

  • RESPONDER
    nina
    05.11.2013 às 22:08

    Sobre a Glamour… bom, espero que eles tenham tido que entrevistar muitas pessoas até conseguir essas pérolas! É o que eu espero hahah não sei qual o problema de falar “não sei, não vi ainda, não tive tempo”

    Bjss

  • RESPONDER
    Bia
    06.11.2013 às 14:56

    Olha, com tanta gente babaca e porradeira por aí, confesso que achei ele até fofinho, meio ingênuo, meio bobo alegre…

  • RESPONDER
    Silvia
    07.11.2013 às 15:46

    Eu ia falar a mesma coisa que a Rapha ali em cima, será que ele acreditou que era mulher?! Eu não tenho nada contra homossexuais, mas acho ridículo o cara que tem a maior cara de Tiozinho da Sukita UVA, ficar insistindo tanto que que já pegou mulher bonita no banheiro. Conheço algumas pessoas que fizeram no meio da pista de dança…. E assim, tem Vodka tão cara qto Champgne, que eu nem vi a marca mas não parecia marca dessas que vocês reconhece logo (o da garrafa transparente meio amarelão) então qual é o ponto? Pedir cidra pq faz bolinha?! E por último, grandes porcarias cartão platina Amex, meu marido que ganha menos do que o que ele diz que gasta por balada, tem pq a empresa dele dá Amex platina! E assim, até onde eu sei, se você consegue ver no site a cor do Amex, (hoje o melhor seria o black, né?) é pq existe pelo menos uns dois para cima que nós mortais não conhecemos.

    Confesso que ri muito com o vídeo da Glamour! E para mim o pior é que a maioria disse que estudava e trabalhava com Moda! Me lembrei dos meus anos na faculdade onde o pessoal não sabia o que era Tratado de Tordesilhas e nem o que era burguesia – uma aluna uma vez disse “eu tenho sangue azul! Sou burguesa!” e eu me segurei muito para não rir dela. Nem o professor conseguiu explicar a diferença para ela e ela já era mais velha e estava na segunda faculdade! -Mas poxa, nos meus anos de faculdade as pessoas sabiam de cor e salteado quem era quem e o que tinham desfilado! Eu era a mais desinformada mas mesmo assim, não chegava a tanto! E a menina dizendo q pele era sustentável?! Gente o que foi isso?!

    Particularmente eu acho o Paulo polêmico – não gosto dele, acho que destruiu o Fashion Rio que era muito melhor qdo era da Dupla Assessoria e algumas das entrevistas dele achei q só falou besteira (nem vou falar do vexame que ele deu no Brazil’s Next top Model) – mas isso tudo é a minha opinião dele como empresário, nunca achei que ele fosse estilista!

    Mas acho que a Glamour que vive com conteúdo sobre blogueiras não deveria ter feito isso. Foi o que? Filosofia da Lalá Rudge aplicada aos blogs? “se o blog for podrinho, eu nem leio”? Era para exaltar as blogueiras das quais a revista fala bem? Não sei qual a estratégia, mas ri MUITO, muito mesmo e fiquei com a percepção de que a maioria estudava ou trabalhava com moda e por acaso tb tinha blog e não que foi uma critica aos blogs. Talvez o que tenha acontecido é que o blog de moda ficou meio “banal” qq um tem um mesmo, sem entender nada de moda. Mas ainda acho que isso tem a maior cara de coisa da Gloria Kalil, que tem recalque com as blogueiras.

    Enfim, adorei a Uniboot! Eu já quase consigo fazer isso com os sapatos da minha mãe! Se eu comprar uma tamanho 42/43 vai ficar perfeito! ;)

    Beijos!

    • RESPONDER
      Rapha Betine
      08.11.2013 às 8:58

      Concordo em tudo!

  • RESPONDER
    Nome (obrigatório) :yara
    10.11.2013 às 18:18

    gente, só pra explicar que o Amex Platinum está acima do Gold hein!! O único melhor é o Centurion (black)!!

    • RESPONDER
      Silvia
      11.11.2013 às 2:21

      Yara, eu jurava que tinha um acima do Black que seria algo tipo Diamante… Lembro que qdo eu era pequena o máximo era ter Amex Platina! Mas isso já faz mto tempo :) Hoje a ordem é verde, gold, platina, black e eu tinha quase certeza que tem um que só aquelas poucas pessoas que a gente nem sabe quem são tem! Que seria o platina da minha época! Alguém me contou q nessa época – final da década de 80 – tudo o que o cara tinha no bolso era o Amex platina dele, mal precisava de identidade pq eram rarissimas as pessoas que tinham um! E bem, esse tipo de gente anda só de motorista, então não precisa carteira do DETRAN!

      Mas vc me deu uma ideia vou perguntar para uma amiga q trabalhava com um serviço para o Amex e saber se é lenda urbana ou existe o Super mega VIP!!!

      Beijos!

  • RESPONDER
    Letícia
    13.11.2013 às 22:16

    Então, esse vídeo da Glamour foi exatamente igual ao do Jimmy Kimmel, na verdade. A “inspiração” não foi de vídeo do Coachella, foi desse video aqui na última NYFW, onde as perguntas são inclusive as mesmas (uniboot e sei lá o que): http://www.youtube.com/watch?v=Y1-4xJdCt5U

    Achei que no vídeo do Kimmel ficou claro que ele queria pegar aquelas pessoas meio “trying too hard”, querendo chamar atenção e pagar de entendidos. Não sei se foi a mesma estratégia da Glamour, pra falar a verdade não tive saco de ver o vídeo inteiro rs.

    • RESPONDER
      Carla
      15.11.2013 às 7:36

      Verdade, Leticia! Só depois que publicamos que ficamos sabendo que ele fez na NYFW, só tinhamos visto a do Coachella! Vamos mudar!
      Bjss

  • RESPONDER
    Ana Carolina
    29.12.2013 às 23:48

    Só gostaria de saber porque não fizeram a mesma “pegadinha” com as blogueiras do Fhits.

  • Deixe uma resposta