6 em Book do dia/ Comportamento/ Cultura no dia 24.10.2013

Book do dia – 1808, de Laurentino Gomes

Estou fazendo resenha de livro que li há quase um ano atrás só porque agora eu estou lendo um MARAVILHOSO, mas um pouco grande. Espero que semana que vem eu consiga terminar a tempo de mais um book do dia!

Na verdade, só pensei em falar desse livro porque meu marido se interessou, resolveu comprar semana passada e em vários sites ele estava esgotado! Provavelmente pelo fato de Laurentino Gomes ter lançado há pouco tempo o 1889, seu terceiro livro depois de 1808 e 1822. Aí, quando ele me perguntou sobre o primeiro de todos, eu comecei a me empolgar e achei que valia virar post!

RESENHA-LIVRO-1808-LAURENTINO-GOMES

O subtítulo do livro já instiga a ponto de nem querer ler a sinopse: “Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil”.

Mesmo com essa explicação breve porém genial, lembro que demorei muito pra comprar. Toda vez que ia na livraria (porque na época que ele foi lançado eu nem pensava em ler pelo Ipad) eu pegava, olhava a capa, folheava e botava de volta na pilha. Não sei nem explicar muito bem o motivo.

Apesar da minha memória fraquíssima para datas, acontecimentos e afins, eu gosto de História. Na época de colégio era uma das matérias que eu mais gostava, mesmo tendo que apelar pra decoreba na hora da prova (decoreba esta que era esquecida no momento que eu saía da sala). Mas achei que não ia gostar muito desse livro por pensar que não ia ser muito diferente do que eu passei anos estudando, decorando e redecorando.

Ledo engano.

Laurentino Gomes é jornalista e conseguiu narrar a História do Brasil de uma forma muito clara, agradável e em diversos momentos, divertida. São 400 e poucas páginas de fatos, casos e relatos retirados de cartas escritas por cidadãos dos dois países que viveram na época da vinda da Família Real Portuguesa veio para o Brasil. Apesar de parecer grande, a fonte é relativamente grande e a diagramação é um pouco mais espaçada, o que faz a leitura ser bem mais rápida do que você imagina vendo o livro por fora.

Não é um livro didático, muito menos acadêmico e, apesar de muita gente ter achado uma leitura rasa, eu não concordo. Claro, ele não serve para pesquisa nem para estudo, mas consegue fazer até quem dormia nas aulas se interessar pela História do Brasil.

Aliás, acho que esse foi o maior trunfo do autor, afinal, não é fácil fazer com que um assunto que não costuma ser dos mais atrativos tenha atraído tantos leitores a ponto de ter feito 1808 um best seller.

Também não sei porque eu ainda não comprei 1822, mas é algo que devo fazer em breve. De qualquer forma, já li por aí que 1889 – o livro que fala sobre Dom Pedro II – é um dos melhores da série!

Vocês já leram? O que acharam???

Beijos!

Carla

Gostou? Você pode gostar também desses!

6 Comentários

  • RESPONDER
    Bruna
    24.10.2013 às 21:35

    Bom, como namorada de um Historiador me sinto na obrigação de dizer isso: o livro pode ser realmente interessante para leigos, mas não acredite que é a verdade sobre a história do Brasil. É um livro apenas para vender, ele não tem nenhum compromisso com pesquisas históricas realizadas de forma reconhecida cientificamente, já que não utiliza de nenhum método avalizado pela academia. É apenas uma narração feita por um jornalista. E como disse um historiador e professor universitário que eu conheço: “Qualquer um pode escrever história, mas com método para isso só historiador”. Isso faz sentido pois há toda uma teoria para pesquisar e escrever a história que leigos não conhecem, e o Laurentino não tem formação na área…

    • RESPONDER
      Carla
      27.10.2013 às 12:17

      Bruna, não consegui responder antes mas a Mariana acabou respondendo com todos os argumentos que eu iria usar. Como falei no texto, não acho que ele vá substituir livros didáticos, tampouco acho que ele serve para estudo ou pesquisa.

      É claro que como jornalista apaixonado pela História do Brasil, ele não terá a mesma abordagem de alguém que estudou anos na área, mas não acho que isso invalida ou desmerece o trabalho dele com esse livro.

      Ao contrário, acho que ele teve um mérito absurdo de ter gerado interesse em uma área que nem sempre é atrativa e, dependendo de quem ensina/conta, uma história super interessante pode virar algo maçante!

  • RESPONDER
    Mariana Borges
    25.10.2013 às 10:32

    Eu adoro esse livro. Ele não é um livro acadêmico e nem tem nenhuma pretensão de ser. Ele fez uma pesquisa jornalística, sim, mas extensa, que incluiu bibliotecas no exterior, documentos antigos…Além de citar com MUITA DEFERÊNCIA vários historiadores renomados.

    A partir do trabalho da academia e com muito respeito a ela, ele conseguiu fazer uma obra divertida, interessante e que não é desrespeitosa com a história de nosso país, ao contrário de outros títulos literários e séries de TV que avacalham tudo.

    Bruna, entendo seu ponto de vista e sua afinidade com o estudo científico da história, mas dá uma olhadinha na bibliografia do 1808 e no próprio conteúdo dela e você vai perceber o que falei acima.

  • RESPONDER
    Carina Pedro
    26.10.2013 às 21:33

    Os livros “best sellers” sobre a História do Brasil são bem polêmicos, já ouvi descrições apaixonadas de pessoas que defendem os autores, a pesquisa realizada e recomendam para “deus e o mundo” a leitura dessas obras. Como historiadora posso dizer que já fui questionada por não ter lido nenhum deles. Confesso que não li na faculdade e ainda não sinto vontade de ler, quem sabe um dia…. Já me sacio nestes temas por meio de trabalhos acadêmicos que fazem mais sentido pra mim. Já para quem não é historiador de profissão talvez seja um bom passatempo e até mesmo abra as portas para leituras mais profundas ou estimule a fazer algum curso de História. Outra questão é que de fato há poucos historiadores brasileiros que se dedicam a escrever livros para um público mais abrangente, o que é uma pena, pois há muitas pessoas interessadas neste tema. Entre os poucos, indico a historiadora Mary del Priori que já tem alguns dos seus livros sobre a História do Brasil no formato ebook. Vale a pena, meninas! Boas leituras! http://www.carinapedro.com

    • RESPONDER
      Carla
      27.10.2013 às 12:09

      Obrigada pela dica, Carina! Beijos!

  • RESPONDER
    Silvia
    29.10.2013 às 15:58

    Quem leu aqui em casa foi o Erick, que já está no terceiro. Ele disse que gostou mas achou o politicamente incorreto e um outro sobre a história do Brasil no nordeste, melhores. Acho que é questão de estilo narrativo mesmo. Mas quer saber um fato “interessante”? Nós qdo casamos, basicamente juntamos livros, tivemos que vender, dar e achar espaço para acomodar todos pq eram mts e muitos repetidos! Dos repetidos eu acabei vendendo alguns dos meus só “bati o pé” na minha coleção de livros SciFi vintage e de livros sobre o Rei Arthur (sou apaixonada e tenho mais de uns 20 diferentes!). Bem, fato é que lemos vários livros dos mesmos autores e até livros da mesma saga e 90% das vezes nós discordamos sobre qual a melhor obra de um autor – para o Assimov eu AMO as crônicas de Robôs e ele Fundação, Tolkien eu não suportei Silmarilion e o Hobbit (pq odeio o Bilbo) e são os preferidos dele! Então mesmo que duas pessoas possam gostar do mesmo livro, raramente elas vão concordar em seus personagens preferidos ou em todos os detalhes! Particularmente eu não tenho muita paciência para história do Brasil e já sei q SE entrar no mestrado vou ter que estudar mais do q gosto, então eu tô dispensando qq livro de história que não seja didático agora e eu tb prefiro romances históricos, então meu fraco é sempre pela Inglaterra seja a Inglaterra de Eleonora de Aquitania e Ricardo Coração de leão, seja qq sobre os Tudors ou até a ficcional Inglaterra arthuriana! Mas apesar de não ter lido, Erick e minha mãe leram e acharam um livro interessante. Na família do Erick o pessoal adorou tb! Então acho q é um livro interessante e daria de presente para alguém fácil!

    Aliás sábado dei de presente de aniversário para o meu irmão aquele livro sobre os diretores da Ambev. Ele adorou! Disse que estava louco para ler o livro e que apesar de não querer trabalhar na empresa deles (meu irmão hoje trabalha na Natura e ele acha importante o que a empresa faz) ele acha a história deles muito interessante. Obrigada pela dica! :)

    Beijos enormes!

  • Deixe uma resposta