24 em Comportamento/ Deu o Que Falar no dia 25.02.2013

Deu o que falar…

1 – Walter Rodrigues #chatiado

Neste domingo o estilista Walter Rodrigues publicou um comentário no seu facebook que nós achamos muito complicado. O ponto que ele levantou merece mesmo uma crítica, construtiva de preferência. A montação dos looks do dia incomodam muita gente e hoje em dia, temos a sensação que se apontarem que estampa…sei lá…de barata é o último grito da moda, elas vão se reproduzir por osmose nesses tipos de blog.

Apesar de concordarmos que falta senso crítico e conteúdo em muitos posts de looks do dia, nós continuamos acreditando que nada deve ser generalizado. Existem blogs de moda, com e sem look do dia, que merecem respeito por um trabalho bem feito e não devem ser jogados no mesmo saco.

Ele pode ter sua razão, ainda mais se pensarmos que as pessoas quase não usam um filtro de estilo pessoal e saem quase um ctrl c + ctrl v de produções já vistas. Porém, para nós, ele perdeu razão ao se posicionar desse jeito.

Ele poderia brincar dizendo que as coroas iriam ganhar vida nos looks do dia mas, na prática, a postura dele soou debochada. E o pior é que todos os comentários seguiram essa linha. Estamos ficando cansadas desta “caça às blogueiras” e nem é tão pessoal esse cansaço, até porque não vivemos exclusivamente do blog. Mas nós conhecemos várias pessoas que fazem um trabalho sério e dedicado que não merecem essa ojeriza, quase que despeito.

Pelo visto, Walter vê o novo mercado de mídia/imprensa com uma postura mais conservadora, mas não precisava fazer do seu incômodo uma piada pública. Mais uma vez, um ponto bom abordado de uma forma inadequada.

2 – Manifesto contra a cópia da Adô

Semana passada nos deparamos com um assunto muito delicado e, infelizmente, mais recorrente do que deveria, no universo da moda: a cópia. Vimos que a marca mineira, Adô, divulgou um manifesto contra a cópia em seu Facebook  falando sobre uma bolsa, praticamente igual ao modelo Otto, lançada pela marca em setembro de 2012, e que apareceu em Salve Jorge com os créditos para a marca carioca Zibba. Essa marca, por sua vez, pertence à Alice Tapajós, conhecida por uma ficha questionável.

Na hora levantamos a pauta como possibilidade para o DQF, mas não queríamos ser levianas ou atacar marca nenhuma sem evidências. Até porque seria uma decepção para nós ver que a Zibba não se posicionaria, afinal, quem cala consente.

Enquanto isso, a marca Adô foi perfeita, usou suas midias sociais para provar a legitimidade de seu argumento, procurou o engajamento dos seus clientes e fãs e ainda deu a cara para bater com a originalidade do seu design. Não é de hoje que as bolsas da marca nos chamam a atenção, nós admiramos marcas que prezam pela criatividade, originalidade e exclusividade. Nada contra se inspirar um pouco, mas copiar é dose. Nessa história toda, a Adô ganhou muitos pontos conosco.

Quem perdeu ainda mais pontos conosco foi o site Chic, que vive aparecendo por aqui com suas escorregadas para ganhar audiência. Desta vez, a turma da Glória fez 3 posts sobre o assunto, um segundo como errata do primeiro e um final para esclarecer tudo, que no fim, não esclareceu nada.

O post do “mistério” ficou inconclusivo, sem  provas da declaração da Zibba (dizendo que a bolsa é de praia, da coleção de verão) e sem falar nas provas que a Adô divulgou várias vezes nas suas redes sociais, como essa que botamos como imagem do assunto, onde mostra um croqui da tal bolsa, feito há mais de 40 semanas.

A não ser que a Zibba prove sua inocência, todas as evidências demonstram que a mesma plagiou a Adô. O Site Chic foi altamente criticado nos comentários por não ter assumido uma postura mais jornalística e nós concordamos com quase tudo o que lemos ali.

3 – Rio para turista ver 

Essa semana um dos assuntos que mais deu o que falar no facebook não tem nada a ver com moda, mas pode ser enquadrado como comportamento. Uma matéria, meio absurda meio irônica, da Veja Rio contou um pouco sobre o mais novo empreendimento carioca, o Beach Club Aqueloo.

A matéria foi de mal a pior, do início ao fim. Para nós parece mesmo que tudo se tratou de um deboche completo com esse novo espaço de praia privada no Rio. O beach club tem música eletrônica, sofás, praia e bebidas diversas, querendo dar ares da Europa.

Ao ler a matéria, a ostentação em relação aos atrativos do local nos chocou. Cada um mais sem noção que o outro e todos evidenciando que ter dinheiro e mostrá-lo nesse local é o mais novo hit do verão. Exemplo? Essa frase: “Todos podem vir ao Aqueloo sem medo de usar seu relógio Rolex ou sua bolsa Louis Vuitton” #cafonices

Além disso, ainda temos os preços absurdos para entrar e consumir, do aluguel do roupão (R$300). Sem contar o local em si, dentro do Forte do Exército, que muitos questionam não ser tão particular assim. Pelo que lemos e nos informamos a questão é bem delicada, já que o forte pode alugar vários locais.

Na Europa, a grande maioria dos beach clubs custa o que você consumir (com exceção de espreguiçadeiras e guarda sol). Em cidades como Mykonos ou Ibiza esses lugares são mais baratos que a versão carioca e mais condizentes com o estilo da cidade.

A matéria e os seus comentários já falam por si só, apesar dela ser bem tendenciosa.

E aí cariocas, vocês acham que esse lugar pega no Rio ou é só pra turista ver?

Gostou? Você pode gostar também desses!

24 Comentários

  • RESPONDER
    Juliana Dias
    25.02.2013 às 22:47

    Achei uma grande palhaçada essa matéria da Aqueloo..
    Onde é que vamos parar???

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 9:44

      Eu juro que depois de uma super polêmica no meu facebook pessoal eu fiquei levemente curiosa para ver a coisa funcionar, mas esse lance de ostentação não tem nada a ver com o Rio, não na praia!

  • RESPONDER
    Gabriela Ganem
    25.02.2013 às 23:13

    Só destaque ruim, né gente?
    Saudades das notícias boas… Mas andam escassas!
    Cadê os vídeos dos vendedores da Arbecrombie? rs

    Esse Beach Club e seus frequentadores se merecem! Que fiquem por lá…
    Beijosss G.

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 9:43

      Prometo que vamos procurar coisa boa semana que vem!
      Ainda não vi o dos vencedores da Arbercrombie!!!! Vou catar aqui…

      Amiga,
      Estou com suas coisas no meu carro, quero te ver! <3

      Beijão

    • RESPONDER
      Gabriela Ganem
      26.02.2013 às 14:57

      Amiga!
      Mil desculpas!!!
      Tinha até esquecido das coisas, rs. Sorry!!!

      O vídeo que eu tava falando vocês já postaram faz tempo! ;) Era o do Call Me Maybe!! Saudades dele… Hahahaha
      Vamos sair?
      Beijosss <3

  • RESPONDER
    Letícia
    25.02.2013 às 23:25

    Sobre o beach club: zzzzzzzzzzzzzzzzz
    Gente que só quer ver, ser visto e se exibir, se merece, então deixemos esse povo ser feliz com suas bolsas e relógios…
    Quanto ao Walter Rodrigues, confesso que achei hilário o comentário dele! Mas não posso deixar de dar razão a vcs, caberia no discurso dele uma diferenciação, pois tem muita blogueira fazendo um trabalho bem legal e de (f)utilidade pública rsrs

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 9:46

      Engraçado foi, mas seguiu uma linha de quase despeito meio desnecessária!

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 9:47

      Ah! obrigada pelo carinho! <3

  • RESPONDER
    Aninha
    26.02.2013 às 8:58

    Achei o comentário do Walter Rodrigues super maldoso, realmente tem muita gente boa nos blogs, não dá para generalizar!
    A Adô teve uma postura bem bacana, ponto pra ela! Já o Chic, credibilidade rolandoo ladeira abaixo hein…
    Sobre o beach club, mesma opinião da Leticia: zzzzzzzzzzzzz

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 9:47

      O chic está indo ladeira a baixo, mas vamos ver qual parceria questionável a turma da Glória vai fazer nesse SPFW! Esperemos as cenas dos próximos capítulos!

  • RESPONDER
    26.02.2013 às 10:23

    Nas duas primeiras polêmicas, concordo totalmente com a posição do blog. O Chic também está demais… pra quem curte no facebook e recebe as atualizações sempre com a mesma matéria ‘errada’ é mais chato ainda. Quanto ao Aqueloo: meu deus! Acho que isso sai totalmente de uma das coisas que o carioca sempre pôde se orgulhar: não-segregação. Não se trata de hipocrisia, todos sabemos que restaurantes/boates/shoppings criados especificamente para uma classe social já são uma forma de segregação, mas a praia sempre foi um espaço onde se juntava tudo – e todos sempre pareceram felizes com isso. Acho que a minha maior aversão à essa ideia é por um motivo simples: a mim, não parece que ele foi criado pra quem realmente quer curtir uma música na praia ou ficar com mais conforto. Parece que foi criado para pessoas esnobes (e isso é tão brega!) exibirem bens materiais.

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 10:26

      Eu juro que concordo com você, mas como não fomos, não vimos e tudo mais fica complicado adotar uma postura tão radical. Ainda mais conhecendo gente que foi e gostou… De qualquer maneira, por mais que gostemos de Beach Clubs, pra nós praia no Rio é para todos!

  • RESPONDER
    Fernanda
    26.02.2013 às 10:23

    Por incrível que possa parecer, mediante os fatos, são poucos que até agora como vocês se manifestaram posicionando frente às evidências! Parabéns por provarem que os blogs podem ser ferramentas importantes de informação e que, sem a pretensão de grandes nomes e veículos, conseguem atingir as pessoas de forma mais real e menos fútil.

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 10:28

      Fernanda,
      É bem legal termos alguém da Adô por aqui.
      O DQF é conhecido por ser um post onde nós nos posicionamos e tentamos o fazer baseadas em argumentos válidos e responsabilidade.
      Obrigada por aparecer por aqui.
      Bjos

  • RESPONDER
    Marcela
    26.02.2013 às 10:31

    Sobre o comentário do Walter, acho que a crítica contra blogs de moda já generalizou. E como diz o ditado: ‘toda generalização é burra’. O povo acha que só existe blog de look do dia (ok, são os que fazem mais suce$$o), mas não é bem assim. Outra coisa, muitos sites de moda, surgiram pela onda cibernética dos blogs. Antes de 2007, o que tinha de bom? Apenas sites que não atingiam a necessidade da maioria da população brasileira ou que eram muitos conceituais e não falavam aquilo que queríamos ver: coisas na prática/vida real. No começo, devo ser sincera, tinha muitas críticas sobre blogs de look do dia, principalmente por eles enaltecerem o ctrl c e ctrl v, consequentemente, as meninas nunca seguiam seu estilo pessoal e personalidade. Mas agora, vejo na prática que eles mudaram o cenário da moda no Brasil, assim, como os blogs que NÃO fazem look do dia. Outra coisa, temos que começar a diferenciar este tipo de postagem, blog do look do dia é blog de moda? Ou é blog comercial que se utilizada da moda para publicidade? Existem essas diferenças que devem ser avaliadas, para não colocarmos tudo em um saco só! Amo blogs de tudo quanto é tema e se formos avaliar, acredito que os de moda, são os mais ativos e por isso, sofrem críticas severas e muitas vezes desnecessárias só para alguém/alguma marca ter mais ibope! Quer fazer sucesso na rede? Fale mal dos blogs de moda!

    Beijos meninas, amei o post!

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 10:40

      Eu sou dessa opinião também!
      Quer aumentar os números para caprichar no midia kit? Então esculhambe as blogueiras de moda, você vai achar o ibope que está procurando.
      E é isso de mais grave que tenho visto no chic nas últimas temporadas.

      Acho que todo blog pode ganhar dinheiro com publicidade, mas deve fazer isso de forma responsável E CLARA para o leitor.

      Vamos torcer para o ano de 2013 ser um ano mais criativo nos blogs de conteúdos gerais do universo feminino, moda e beleza, e nos de estilo pessoal!

      Beijos

  • RESPONDER
    marta pimentel
    26.02.2013 às 10:33

    Achei a critica do Walter mal explicada, mas mto válida, realmente é como vcs disseram, não podemos colocar tudo no mesmo saco! Mas se eu, que não trabalho com moda, sou só apaixonada por moda e a sua história, já fico revoltada de ver certas coisas, imagina ele ne?! Agora por exemplo, eu penso: quem é lala noleto, thassia naves, natty vozza, pra frequentar desfile da prada?????? se fossem grandes consumidoras eu até entenderia, mas para comentar sobre os desfiles em questão eu gostaria de ver alguem que conhece a historia da marca, que estudou moda/jornalismo, que sabe que este é o melhor/pior momento do estilista, que consegue relacionar essa coleção com a coleção de 2000, me entendem?? Aí elas são pagas pra viajar e fazer comentarios do tipo “trench coat vem com tudo” e “morri nesse vestido” NAAAAAAAO, nao quero mais ler essas coisas!!! Obrigada Carla e Jô por não se deslumbrarem com isso tudo e por fazerem do futi um blog leve de se ler, informativo e zero metido! beijão!

    • RESPONDER
      Joana
      26.02.2013 às 10:44

      Marta,
      Eu entendo ele, sua postura também e concordo que existem muitas questões em cheque.
      Ainda sim, se nos patrocinassem hoje para cobrir uma semana de moda, vermos desfiles que gostamos, juntarmos dicas de turismo e restaurantes de uma cidade nós iríamos sabe? Não julgo quem vai, só acho que as vezes a galera podia voltar com mais conteúdo.

      Se você acompanhar a semana de moda do MODICES em NYC (essa última) você vai ver que mesmo debaixo de chuva a Carla e o Vitor conseguiram fazer posts bem únicos sobre o Brooklyn e coisas do tipo. Assim como a Camila, que falou de backstages e tudo mais com muito cuidado, na última semana de moda de Paris, que ela foi com a Dona Santa. Acho que existe esse espaço e ele é maravilhoso, o que a blogueira vai fazer dele é que faz a diferença.

      Nós duas estamos sempre na torcida de uma blogosfera mais transparente e de trabalho duro!

  • RESPONDER
    Gih
    26.02.2013 às 11:39

    Preciso comentar sobre o Walter Rodrigues, tenho ele no facebook e acho que ele debocha demais de tudo (estilistas, desfiles, blogueiras, sites..) tudo pra ele não está “aos pés” do trabalho “unico, exclusivo e autentico” que ele diz fazer.
    Acho que um estilista com a postura que ele passa fica na verdade parecendo um adolescente mal criado.

  • RESPONDER
    Camila Gomes
    26.02.2013 às 12:00

    Sabe o que eu acho? Que é bom um estilista se posicionar. Pois bem, mas que ele saiba que tudo que é dito em redes sociais pode cair no espaço público. Eu vejo que este tipo de posicionamento é tão coleção passada, aliás, é um posicionamento de muitos, tanto de estilistas, marcas, agências… Blog de moda não é só look do dia, nem todo mundo faz look cosplay de passarela. E tem sim gente que faz look do dia, de usar mesmo que sabe muito bem o seu estilo e não entra neste tipo de cilada, de tendência biruta. Este tipo de comentário me parece até mágoa de caboclo, do tipo: ninguém prestigia a minha marca que é boa e ai a D&G faz qualquer porcaria e estas loucas usam como se fosse a supremacia de estilo. Meu amigo, vamos fazer um site, ter uma assessoria bacana, acho que tem um tanto de blog sério que teria gosto de falar do seu trabalho e até mesmo usar suas criações em looks reais do dia. Que tal?

    O bom que no mesmo post mostra um site, que tem fama muito grande junto a opinião publica e mercado deslizar deste jeito. Faltou ao Chic o bom senso e esforço para apurar o fato, mas por motivos que desconhecemos, o site ficou em cima do muro. Gostaria muito de ver o Sr Walter Rodrigues passar por uma desta no Chic, na Lillian Pacce… Aposto que a opinião muda radicalmente.

  • RESPONDER
    Juliana
    26.02.2013 às 12:33

    Não sei o que é mais cafona naquela matéria: o rolex na praia ou aquela pessoa dizendo que dá um mergulho e vai fazer uma escova no cabelo! Mais um lugar brega onde os bonecos vão exibir as blusas da abercrombie pras meninas embaladas a vácuo! Aff! hahahaha

    • RESPONDER
      Carla
      26.02.2013 às 13:22

      ahahaha, adorei seu comentário Juliana! E vamos botar um adendo: a pessoa nào só vai dar um mergulho no mar e fazer esconva no cabelo. Ela vai pagar (caro!) por isso! rs

  • RESPONDER
    Mariana (@andpizzazz)
    26.02.2013 às 14:03

    Sobre o Chic, nem confiança…

    E eu admito que gosto dos tais beach clubs pq sou uma pessoa um tanto preguiçosa e gosto do conforto deles mas não acho q combina muito com o Rio de Janeiro não. Além disso acho ostentação na praia a coisa mais cafona. Praia é para estar com o cabelo bagunçado, bolsa de pano ou palha…rolex e LV de couro na praia é ser muito ridículo… Não vi essa reportagem da Veja, mas em geral essas reportagens neste tom afundam o local, eu lembro q na época da inauguração da Daslu nova foi algo assim e todo mundo sabe o que deu. Esses lugares mais luxo deviam fugir de aparecer em revistas como a veja.

  • RESPONDER
    Mariana (@andpizzazz)
    26.02.2013 às 14:06

    ps: li a reportagem na veja e fiquei com vergonha alheia de tudo…. e olha que já fui muito nos clubes deste tipo em jurere.

  • Deixe uma resposta