10 em Acessórios/ Moda no dia 08.02.2013

É tempo de verão: chapéu Panamá

Uma das coisas mais legais do instagram, twitter ou facebook é o compartilhamento on time de novidades e a resposta que isso pode trazer. Quando planejamos a “série de posts” de É Tempo de Verão conversamos sobre chapéus Panamá, sabíamos que faríamos esta pauta, mas estávamos esperando a minha visita à uma loja no centro do Rio.

A ideia era compartilhar fotos com vocês, reafirmando o quanto nós achavamos que esse chapéu é sempre aposta certa para os meses de sol e calor. Mas depois que postei a foto no instagram, reparei que existiam outras questões além do “como usar” ou “como ficar estilosa”.

Eu desabafei sempre tive problema em encontrar um chapéu deste modelo para o tamanho da minha cabeça (grandona). O inusitado de TUDO foi ver várias mulheres dizendo que tinham o mesmo problema, eu e meus #complexos não esperávamos por isso.

Eu procurei uma chapelaria especializada por uma série de motivos. O primeiro? O tamanho fora do padrão da minha cabeça. O segundo? Para proteger a pele contra os raios UV é de extrema importância ter um chapéu de material aprovado pelos dermatologistas (esse tem). O terceiro? Não me parecia inteligente pagar metade do preço por um chapéu que não fosse o verdadeiro Panamá, com a garantia da palha especial. O meu é montado no Brasil, mas tem a palha vinda do Equador.

Como fui parar na Chapelaria Alberto? A casa é um clássico que fica no Centro do Rio há 119 anos. Pelo que li e entendi eles faziam seus próprios chapéus Panamá, mas hoje não os confeccionam mais. Eles compram de uma marca de excelência que garante o mesmo produto de qualidade que eles faziam.

A marca se chama Pralana e a história dela é bem legal. Uma família de sobrenome Prada possuía uma empresa chamada Prada Chapéus, que era muito antiga e tradicional. Quando a Prada italiana veio para o Brasil, ela comprou os direitos de uso do nome. Assim, a Prada brasileira se fundiu com a Lanobrasil e se tornou a Pralana Chapéus. Com mais de 120 anos de experiência em fazer chapéus, hoje a fabrica fica em Limeira, no estado de São Paulo e faz modelos dos mais diferentes modelos e materiais.

Sei que não paguei barato, o chapéu saiu R$190, mas só tenho certeza que estou mais do que satisfeita. Todos os modelos que eu havia gostado até hoje não eram originais e custavam por volta de R$100. Eu sei que no calor do momento eu teria comprado desses, então feliz que minha cabeça não permitou a compra por impulso e só consegui comprar o meu agora.

Só estou meio tensa pois existem várias formas de cuidar desse chapéu. Se não eu não fizer tudo certinho ele pode durar muito pouco. Ele não pode amassar, dobrar, guardar molhado, entre outras coisas mais. Definitivamente vou redobrar os cuidados nos meus dias de areia, vento, sol e mar.

Agora só falta um de palha com a aba maior para completar os meus desejos por chapéu de praia, mas isso é papo para depois. Uma compra de cada vez!

A Chapelaria Alberto fica na Rua Buenos Aires 73, no instagram algumas pessoas pediram o telefone de lá e no site tem, (21) 2552-9939. Outro endereço muito indicado é a Chapelaria Porto, que trabalha sob encomenda, também quero conhecer essa.

Gostou? Você pode gostar também desses!

10 Comentários

  • RESPONDER
    Lari
    08.02.2013 às 10:08

    Adorei o post Jô! Amo chapéu Panamá, mas tenho dificuldade de encontrar os originais, e me jogava nos “imitações”. Bom saber desse local. Mas, toma muuuito cuidado mesmo, só de outubro para cá consegui estragar 3, acredita? Dois o vento levou para o mar em Angra e o último meu irmão “afundou” na cabeça de cabelo molhado hahaha. Bom carnaval! Beijos

  • RESPONDER
    Nathalia T. | Coisas que Amamos
    08.02.2013 às 12:23

    Jô!! Amo esse modelo da Pralana. Uso a muito tempo e recomendo de verdade.
    Há uns 5 anos atras comprei o meu em uma chapelaria que fica na rua da alfândega. Se eu nao me engano, o nome é Mr. Obey.
    Os chapéus lá são um pouco mais baratos (em torno de R$90).
    Vale a pena a visita.

    Beijos e vc vai amar o seu chapéu!

  • RESPONDER
    Helena
    08.02.2013 às 14:35

    mas como o dessa marca ( Pralana) que tb uso, fica meio complicado afirmar, pois se dedicam há anos com esse acessório, e que meu pai tb. usava, qdo ainda era Prada. bjs.

  • RESPONDER
    Mariana (@andpizzazz)
    08.02.2013 às 16:16

    Que dica muito boa!!! Eu não achei caro, considerando que é algo que dura a vida toda, se você cuidar bem. Eu tenho um beeem não-verdadeiro, que comprei em uma lojinha em Buenos Aires faz uns anos. Ele é bem bonito, mas eu acho que não guardei direito e ficou meio amarelo, nem acho que dê para usar mais… :-(

  • RESPONDER
    Clara
    09.02.2013 às 2:48

    Ei Jo! minha tia foi agora para o Panamá e trouxe de presente para o meu pai um chapeu panamá legítimo (que eu vou me apropriar, já que o meu pai n curte)… E ele pode ser dobrado sim! Tipo inclusive ele veio dobrado em uma caixinha de maderia em forma de um retangulo e é o orginal! Já que o seu tambem é original deve poder dobrar tambem! Bjo!

    • RESPONDER
      Paty
      21.04.2013 às 15:17

      Esclarecimento: O chapéu Panamá original é fabricado no Equador.

  • RESPONDER
    bruna
    11.02.2013 às 1:40

    nati vozza é a blogueiras mais linda!!!!!!!

  • RESPONDER
    bruna
    11.02.2013 às 1:41

    nati vozza blogueira mais lindaa!!!!!

  • RESPONDER
    Marcio Lima de Santana
    18.05.2015 às 15:39

    Agora só está faltando vcs conhecerem a Confraria do Chapeu Panamá, na rua do ouvidor 47 , O Presidente da Confraria Cesar Fraga ,está todos os Sábados no seu atelier para mostrar o que tem de melhor do Chapéu Panamá. Confira o facebook da Confraria do Chapéu Panamá

  • RESPONDER
    JORGE
    23.01.2016 às 21:50

    gostaria de saber se vocês tem o numero 54?

  • Deixe uma resposta