6 em Comportamento/ Moda/ Reflexões no dia 24.01.2013

E viva os básicos!

Tem uma frasezinha que é compartilhada por aí desde os primórdios do Pinterest (pelo menos foi quando eu tomei conhecimento da frase) onde se diz:

Tem até uma citação de Oscar Wilde falando sobre isso também.

Na época eu até achei as frases bonitinhas, se bobear devo ter sido uma das pessoas que compartilharam (não resisto à frases em layouts fofos, desculpa! rs), mas depois parei pra pensar e me toquei que não concordo com nenhuma das duas frases (tirando a parte da educação, realmente, ser mais educada que o esperado nunca é demais).

Desde que eu me mudei pra SP, já me deparei com várias situações que me deixaram na dúvida sobre o que vestir. E toda vez que eu resolvi me produzir a mais, eu me arrependi, me senti com um holofote em cima de mim (pra quem é tímida, isso é horrível! rs).

Assim como já aconteceu de eu estar com um visual “super carioca no fim de semana” (ou seja, short jeans, chinelo e camiseta) e me sentir desleixada perto das outras pessoas, mesmo que eu estivesse em um ambiente descontraído.

Pra mim, essa sensação de não parecer apropriada para o lugar é uma das piores que existem.

Vocês viram Mulheres Ricas essa semana (me deixa, adoro “televisão de qualidade” hahaha)? Aconteceu exatamente isso. Todas foram em uma festa na casa de uma socialite e, enquanto a anfitriã estava com um vestido digno de Oscar, uma estava de macacão longo, outra estava com vestido super curto e ainda teve gente com vestido de cauda e pedrarias, decotes e afins. Claro que rolou alfinetada de todos os lados pelo simples fato de ninguém saber qual traje seria o mais adequado para a festa! #MulheresRicastambémécultura

Na realidade, nada em exagero é bom. Por isso, eu cheguei à conclusão que, quando estou na dúvida, a melhor coisa a se fazer é apostar nos básicos. Quais são meus básicos?

Tentei escolher um exemplo menos clichê pra ilustrar, mas fazer o quê… Olivia sabe usar o básico sem deixá-lo monótono ou com jeitinho de “estava com preguiça, dá licença”. E isso tudo sem precisar apelar pro jeans – coisa que eu faço demais, aliás…apesar de ter inconscientemente abolido as calças jeans do meu armário!

Agora me contem, quais são os seus básicos?

Beijos!

Carla

Gostou? Você pode gostar também desses!

6 Comentários

  • RESPONDER
    Fernanda Rodrigues
    24.01.2013 às 15:40

    eu tenho uns vestidinhos pouco acima do joelho, de renda não muito trabalhada, que vão bem com sapatilha e saltos não tão altos. Sabe?
    São os meus curingas. Se é a noite, até apelo pro salto mais alto. (:

    • RESPONDER
      Carla
      24.01.2013 às 17:11

      Seii! Esses são os melhores, Fernanda!

  • RESPONDER
    Camyla Mendes
    24.01.2013 às 15:56

    Super concordo com você, Carla! Ainda mais vendo os looks da Olivia, e o combo cabelo arrumado + make boa ajudam muiiito no resultado final, né? O negócio é deixar a preguiça de lado e caprichar nesses detalhes, também não suporto a sensação de não parecer apropriada para determinado lugar, hehe. bjs

    • RESPONDER
      Carla
      24.01.2013 às 17:12

      Acho que cabelo e make bem feito (tb não precisa ser exagerado) já ajuda a melhorar a imagem, mesmo q vc não esteja suuuper bem arrumada!

  • RESPONDER
    Luiza de Moraes
    26.01.2013 às 23:26

    Vemos tantos looks no LookBook, nas gringas, tudo misturao e cheio de coisa… e os básicos sempre são os mais bonitos e elegantes !

  • RESPONDER
    Mariana (@andpizzazz)
    29.01.2013 às 17:18

    Vergonha alheia dessas mulheres ricas rsrsrs..e esse eu nem assisti, mas o outro já era bafão! Agora apesar de amar Oscar Wilde eu também não concordo com essa frase dele, acho que menos é mais! Quanto ao meu básico, acho que o meu mais básico sem dúvida é calça jeans skinny com sapatilha, camiseta e blazer ou cardigan se estiver frio, meio sem gracinha né? Mas eu diria que no caso de uma festa/evento que eu não sei se vai ser muito arrumado (ou não) eu costumo ir de vestido preto e sapatilha: o vestido preto é arrumado, a sapatilha deixa mais casual. Se o lugar for arrumado, fica aquela atitude meio nem-aí (nonchalance como a vogue gosta de dizer rsrs) mas sem estar desrespeitoso!

    Bjs, mari

    PS: que comentário giga!

  • Deixe uma resposta