19 em Comportamento/ Experiência no dia 29.10.2012

Deu o que falar…

1. Tradição é tradição

Quem estava sem o que fazer na sexta feira e entrou no instagram pra ver a vida alheia, com certeza notou que só se falou em uma coisa: o casamento da Lala Rudge. Em meio à elogios e críticas teve um item muito polêmico, o vestido de noiva. O modelo, muito fechado e com direito a bordados coloridos, deu o que falar em muitos comentários no instagram, onde o evento aconteceu em paralelo à realidade. Teve desde aqueles que detestaram até aqueles que amaram, mas antes de qualquer opinião pessoal ser levada em conta, nós adoramos a declaração dada pelo próprio estilista, o Sandro Barros.

“Tradição é a transmissão de valores espirituais, familiares e culturais de geração em geração. Algo de valor que é seguido conservadoramente e com respeito através das gerações. Talvez seja algo fora de moda, ainda mais num país tão sem memória como o nosso, mas nunca e jamais sairá de moda na família Trussardi. D. Maricy conseguiu transmitir esses valores tão importantes para seus filhos, netos e bisnetos, formando uma das famílias mais unidas e fantástica que eu conheço. Em em pleno 2012, vemos a jovem e popular Lalá Rudge, neta de D.Maricy, subir ao altar homenageando o vestido da avó, feito nos anos 50 pela Casa Canadá, em veludo e bordado colorido, sempre nas cores de Nossa Senhora. Em 1.974 foi a vez de Gloria Trussardi Severiano Ribeiro fazer essa homenagem à mãe, e coube a Dener fazer o vestido colorido. Foi uma honra para mim executar essa homenagem nos dias de hoje. Contrariando todas as expectativas, de veu gigante, rendas rebordadas, transparências e tomara que caias, Lalá casou-se com um vestido de princesa, respeitando a tradição de sua família e prestando sua homenagem a Vovó Maricy e Tia Gloria. Sabem por que? Porque a moda passae os valores que importam são os que habitam nosso coração independente da opinião alheia…..e porque família é para sempre“.  Copiamos o texto do blog Say I do.

Depois de ler tudo isso, vale lembrar que é sempre importante respeitar os valores das pessoas. Para nós, um vestido fresco e confortável seria uma prioridade. Para a Lalá, a tradição veio em primeiro lugar. É muito importante respeitar o backgroung e a circunstância de cada um antes de sair criticando, mais uma vez, mais vale pensar, se informar e refletir antes de sair jogando pedras por aí. Nós admiramos o caminho que a Lalá escolheu, uma bela homenagem à sua família.

2 – Mais um casamento com um vestido polêmico!

Aliás, vamos combinar que essa foi a semana de casamentos com vestidos polêmicos!! Jessica Biel, aquela sortuda, resolveu contrariar qualquer tradição casamenteira e foi de rosa. Confessamos que não esperávamos isso dela, foi uma escolha, no mínimo, surpreendente!

Como toda polêmica, o vestido de Giambattista Valli dividiu opiniões. No começo achamos estranho afinal, não é algo comum uma noiva com outra cor além de branco/off white. Mas admiramos sua escolha ousada depois de lermos a declaração falando que ela mesmo se surpreendeu com a escolha do vestido mas resolveu apostar em um estilo único para o grande dia, afinal, ela só vai usar uma vez mesmo.

Será que vira moda?

 

3 – Por um SPFW “mais interessante”

Esse assunto não DEU exatamente o que falar, ele vem sendo tema de conversas diferentes em doses homeopáticas. Não sabemos se é porque esse ano, excepcionalmente, estamos na 3ª edição das semanas de moda ou se é por conta da saturação das notícias “muito mais do mesmo”, a verdade é que o “SPFW surpresa”, que começa hoje, não animou tanto.

Vimos tanta gente questionando sobre ir ou não ir, ficamos desanimadas. Queremos ver as notícias das passarelas, da moda de rua e dos eventos paralelos sob uma ótica diferente. Por conta de outras programações importantes, o (f)uti não estará cobrindo essa edição da semana de moda de São Paulo, mas nós desejamos ver nos veículos amigos pontos de vistas diferentes, looks com personalidade e moda de verdade!

Queremos mais novidades de moda (alow estilistas), estilo (criatividade, fashionistas) e novidades em geral! Se é para ter uma 3ª semana de moda e acertar o calendário, que ela seja para ser especial, para agregar informação.

Se você vai circular nos corredores da Bienal, nós te desejamos: doses de realidade, normalidade, criativade e conforto, sem deixar boas pitadas de estilo de lado. :)

Gostou? Você pode gostar também desses!

19 Comentários

  • RESPONDER
    Letícia
    29.10.2012 às 15:48

    Meu casamento não foi tradicional, afinal não teve igreja, véu e meu vestido tinha uma faixa rosa. Mas minha família esteve super presente. Minha tia me casou, minha mãe “abençoou” e na recepção coloquei portarretratos com fotos de antigos casamentos da família (pais, vós e bisavós). Quando a gente se casa, acho justo fazermos uma homenagem (tanto que me preocupei com isso) às nossas origens e aos casamentos que deram origem àquele casamento que é celebrado naquele dia.
    Para mim, não fazia sentido homenagear a minha família na escolha do vestido. Mas, no caso da Lalá, fazia muito sentido e achei que ficou lindo. O vestido realmente parece meio desconfortável e quente, mas é muito bonito, os bordados são extremamente delicados e o corte “princesa” é incrível.
    Por isso, acho que as críticas são excessivas e acho lindo que ela tenha feito uma homenagem tão bonita à família dela!
    Bjs,
    Letícia

    PS: Tem um monte de gente que reclama da falta de originalidade na “blogsfera”, mas sai atirando pedra justamente numa atitude que achei original, apesar de ser tradicional. Além, como já disse, de ter sido lindo tanto o ato de homenagear quanto o vestido.

  • RESPONDER
    Carol R.
    29.10.2012 às 17:17

    Meninas
    To nessa vibe do SPFW, resolvi não priorizar a ida dessa vez.
    Concordo com vocês , cansei do mais do mesmo.
    bjos

  • RESPONDER
    Lud
    29.10.2012 às 17:28

    Quem tem que gostar do vestido é a noiva. E ponto. Gente chata que fica transferindo suas preferências para os outros. Uma coisa é dizer que´ não casaria com o vestido pq não faz o estilo da pessoa, outra coisa é esculachar o vestido alheio, como li em vários sites.

  • RESPONDER
    Lari
    29.10.2012 às 17:47

    Concordo com o comentário acima. Quem tem que gostar do vestido é a noiva, se, como ela mesma disse no Instagram, ficou igual ao sonho dela, ponto para Sandro Barros! Beijos

  • RESPONDER
    Luiza
    29.10.2012 às 17:52

    Acho que o problema todo foi a super expectativa que estava em cima desse casamento, principalmente da noiva! Quando a noiva em questão é uma super blogueira que não deixa a desejar, as pessoas vão no minimo pensar que seu casamento e suas escolhas não serão diferentes! Não gostei do vestido, de fato ele foi muito bem feito, mas na minha opnião, ficou pesado e só de olhar, calorento, mas respeito a escolha dela… O que mais estranhei foi o fato de que quando me refiro a uma blogueira, sempre penso em alguém que sabe de todas as novidades e não tem medo de se arriscar, e alguém com esse perfil é meio estranho seguir o tradicionalismo… mas enfim… o dia era dela, e ela tinha todo o direito de escolher como queria ser!

    • RESPONDER
      (f)utilidades
      29.10.2012 às 20:24

      Eu também não amei Luiza, mas acho que ficou chique e eu respeito ela. Não acho que vale sair “jogando pedras” antes de entender. Para mim não daria pois eu precisaria dançar na minha festa, se eu não dançar com os meus amigos de nada terá valido o festão, então não se aplicaria ao meu caso. O negócio é que as pessoas não respeitam as diferenças, isso nos assusta! :)
      Beijos

  • RESPONDER
    Camyla Mendes
    29.10.2012 às 18:15

    Eu não casaria com o vestido da Lalá, mas achei incrível nela e mais incrível ainda a tradição familiar. Ao contrário do que Luiza falou acima, não acho que uma blogueira não tenha medo de se arriscar, e que seja estranho uma pessoa super antenada seguir o tradicionalismo.
    Nos tempos de hoje, seguir o tradicionalismo é sim uma novidade. Fora que, quem vê os looks da Lalá constata logo que ela é uma menina super clássica e em seu blog ela sempre falou que acha bonito noiva “toda coberta”, sua irmã casou assim, cunhada também…Enfim, acho que o bacana é você respeitar seus gostos pessoais acima de modismos, e por mais que o modelo em questão não faça meu estilo, não posso negar que se trata de uma peça primorosa e que se encaixou perfeitamente na Lalá. Penso o mesmo no caso do vestido da Jessica Biel!

    • RESPONDER
      (f)utilidades
      29.10.2012 às 20:26

      Camyla,
      Eu concordo, primeiro sou blogueira e sou bem clássica. Segundo a Lalá é bem conservadora em muitas de suas produções, muitas vezes ela é criticada por se vestir um pouco “velha demais” para sua idade, então em linhas gerais, pra mim, tudo foi muito coerente. Pelo menos pareceu ser.

      Beijos

  • RESPONDER
    Thálassa Coutinho
    29.10.2012 às 20:36

    Jô, adoro o DQF! Não gostei do vestido da Lalá, mas acho que respeitar a tradição de família significa o respeito que ela tem para com os familiares, e isso tá difícil hoje em dia. Sobre o vestido da Jessica: amei, amei e amei! Justamente por ir na contramão do que a gente pensa sobre ela é que ficou incrível. Romântico, e até um tanto divertido, rs.
    E sobre SPFW e semanas de moda e afins: pela primeira vez eu desanimei MESMO. Tanto que até espantei quando disseram que começava o SPFW hoje, haha. Não sei, mas é como se a fonte estivesse esgotada, sabe? Por enquanto tô preferindo ficar na minha, porque se eu tentar falar no blog eu realmente vou transmitir o que tô sentindo. Mas também torço por um diferencial, por um sopro fresco, estamos precisando!

    • RESPONDER
      (f)utilidades
      29.10.2012 às 20:40

      To na mesma vibe que você pro SPFW!
      A Ca vai ter dias ocupados e eu vou ficar sozinha no futi, não vou focar no SPFW pois sei que vou transmitir a onda errada. Não quero isso sabe? Quero aqui novidades, mais do futi e não mais do mesmo!
      Mas no próximo quero ir de energias renovadas! :)

  • RESPONDER
    Luzia Cardoso
    29.10.2012 às 22:43

    Arrasaram meninas (sempre né). Sou fã dessa tag, pq é realista, vai direto ao ponto, sem rodeios. Gosto de gente que fala o que pensa, na lata, sem se preocupar com choros e mimimis. Confesso que contrariando a muitos, gostei da Lalá de noiva. Gosto dos clássicos e dou muito valor a família e suas tradições. Respeito e admiro quem mantém esses laços, independente da opinião alheia. Ponto pra ela. Quanto a semana de moda em SP? Passo. Bjs!!

  • RESPONDER
    Silvia
    30.10.2012 às 3:50

    Eu como estava de cabelo raspado máquina 3 quando fui experimentar vestidos, optei por um modelo mais moderno e cheio de texturas ao invés da minha ideia inicial que era casar com um vestido liso a la Caoline Kennedy por baixo da capa de renda francesa que umadas minhas tia usou em seu casamento e que foi feita pela minha avó! Já que fugi da tradição aí usei brilhantes que eram da minha trisavó, uma das damas entrou com um crucifixo de cristal que é da família e optei por um buquê de hortênsias azuis homenageando a avó do meu marido que amava hortênsias! Acho que se pode homenagear a família de muitos jeitos e achei legal a atitude da Lalá, MAS acho que algumas coisas como a gola que ficou muito alta, deixando-a sem pescoço e a manga muito longa para um casamento em outubro (eu me casei no dia 31/10 e sei que é quente!) poderia ser mais suaves. Trocaria a manga por uma 3/4 com mais efeito da renda e faria a gola um pouco menor – até pq ficou pesado com o cabelo, coroa e véu. Mas de resto, achei muito bonito o vestido. Meu deu o que falar seria para a mãe dela que estava com um vestido super claro ( na foto tava quase branco) e mega bordado que poderia ser muito bem um vestido de noiva. Não curto mãe de noiva q gosta de aparecer muito, as mães tem que optarem por roupas elegantes, chiques, condizentes com a idade, de preferência atemporais e que não pareçar querer ofuscar a noiva!

    Qto o vestido da Biel não gostei e não é pq é rosa mas ela está sem corpo nele. Ficou meio esquisito na barriga, vi fotos que achatavam o peito e não curti o tecido estampado nesse excesso de babados! Ficou muito vestido de daminha essa saia! Achei o buquê boring e não combinou em nada com o vestido, e poxa não dava para ter passado uma base nas unhas?! E por fim a franjinha não ornou, ficou menininha demais! Casamento é uma vez na vida, ok? Mas daí não é para apelar, usasse um vestido assim em um red carpet, festa de 30 anos, sei lá! Se casamento é para sempre as fotos tb são e a moda passa mas o estilo fica!

    Tô muito mais com a Lalá que em 20/30/50 anos vai continuar uma noiva elegante e chique, enquanto a Jessica vai ter que dizer “era moda naquela época” para seus netos!

    Beijos enormes!

  • RESPONDER
    Mayarah
    30.10.2012 às 17:23

    Preciso comentar, eu simplesmente AMEI o vestido da Lalá, mais ainda, amei ler a história envolvendo a escolha. EU não me casaria com um vestido como o dela, até porque eu moro em Goiânia e se eu vestisse algo assim eu entraria DERRETENDO na igreja, fora de cogitação um vestido tão fechado assim nesse calor insuportável que tem feito em Goiânia.
    Eu acho que as pessoas precisam respeitar mais as escolhas alheias, o que eu gosto, outra pessoa pode não gostar, é tudo uma questão de gosto, e mais, é tudo uma questão de princípio. Quem acompanha a Lalá sabe o quanto ela e sua família são religiosas, isso é MUITO LINDO, porque é raridade ver isso nos tempos de hoje. Eu sou muito mais usar um vestido estilo Kate Middleton (rendado), mais recatado, ao MEU VER igreja é um local sagrado, não convém usar um vestido mostrando quase tudo, com um decote ULTRA PROFUNDO, mas isso é questão de gosto também, posso não gostar, mas também cada um faz o que quer.
    Quanto ao vestido da Jessica Biel eu não usaria também, começando pela cor, depois pelas camadas, eu ficaria parecendo uma baiana na igreja, mas se ela se sentiu bem com o vestido, o mais importante que o vestido estava no altar a esperando, casar com Justin Timberlake não é para qualquer uma.
    É a primeira vez que comento, mas acompanho sempre.
    Beeeijos ;*

  • RESPONDER
    Fernanda Bruno
    31.10.2012 às 2:03

    Polêmicas a parte quanto a comentários passados e personalidade, acho que a Lala é uma das blogueiras de `look do dia`que mais acerta. Ela é bem fiel a um estilo patricinha clássica `upper east side` , que usa tendências de leve, sempre mantendo o ar aristocrático. E no casamento ela se manteve fiel a isso e só posso dar parabéns. A menina é blogueira famosérrima, sem contar a grana que tem, só faz da vida mostrar roupas diferentes, tem todas as grifes e tendências a sua disposição e tem todos os dias da vida pra inventar moda literalmente… Ser extremamente tradicional em um meio desse foi uma ousadia e tanto e acho que ela foi bem fiel ao estilo dela. Quer coisa mais tradicional que casamento na Nossa Senhora do Brasil? Esse era o momento de ser clássica e tradicional e ela conseguiu. Na minha opinião, arrasou e essa vaca tinha q morrer pra parar de ser tão linda, Jesuis….

    2- Jessica Biel, não sei como as pessoas acham essa menina sem graça. Eu acho ela linda, linda, linda, nada sem graça com aquele bocão e bunda grande. E o Justin cabelo de querubim ( não adianta, não consigo esquecer aquele cabelo NSYNC), blé…..Só pega mulher pq é rico, quero ver vindo de van do Divino se alguém queria…

  • RESPONDER
    Mariana (@andpizzazz)
    01.11.2012 às 9:03

    Reza a lenda que o vestido rosa foi escolhido pelo Justin Timberlake, ele que escolhe as roupas dela…. Vai ver foi isso mesmo né? Uma amiga minha, ao escolher vestido, tinha amado um mais para bege, e a pessoa da loja sugeriu checar com o noivo antes de comprar, ela ligou e ele disse “ué, mas noiva não casa de branco?” .. nem preciso dizer que ela acabou escolhendo um branco mesmo!

    E achei o vestido da Lalá lindo e coerente! Entendo a questão do calor, mas a gente esquece que o noivo vai estar sempre lá de fraque, derretendo haha.. pelo menos o casal passa calor unido!

    Bjs!! Mari

  • RESPONDER
    Ana
    03.11.2012 às 22:46

    Gente vestido rosa é mais antigo do que andar para traz! Nos anos 70 era super moda casar de vestido colorido, minha mãe casou de amarelo, era vestido de todas as cores, azul, e muitos rosa! E qual o problema nisso? Eu não casei de branco, casei de perola, meu casamento já dura 15 anos, o de minha mãe 38, modelo de vestido e cor nada disso importa, adianta casar de branco e vestido decotado e fresquinho, casando apenas por casar em uma relação vazia sem respeito com seu companheiro, isso é o BONITO o CERTO?

  • Deixe uma resposta