18 em Europa/ Paris/ tt/ Viagem no dia 02.07.2012

(f)uti em Paris: Passeio a Giverny

Pelo visto todo mundo notou que eu tirei “mini férias”. De quarta-feira até domingo foi impossível parar para postar, rascunhar ou preparar um post lindo para vocês.

De qualquer maneira a Ca cuidou super bem no blog e até arrasou no look, eu amei (eu sei que sou suspeita, né?). Agora acabou a farra e, principalmente, a comilança. Foram muitos passeios e restaurantes que valem post, já estou pensando como agrupar as coisas e logo mostro tudo para vocês.

Hoje resolvi contar sobre um passeio que eu nunca havia feito e amei. Ir a Giverny conhecer o Jardim de Monet foi a primeira coisa que sonhei em fazer na França. Infelizmente, sempre vim no inverno e até sábado, ainda não tinha conseguido realizar esse sonho!

No look: Camisa e Shorts Le Lis Blanc | Óculos Miu Miu | Bolsa Chloé | Sapatilha Chanel

Desde criança, com o livro “Linéia no Jardim de Monet“, eu já estava apaixonada pelo artista, que pouco depois teve suas obras expostas em uma exposição fantástica no Rio. Foi naquela etapa da minha vida que me descobri envolvida por Monet, pelo impressionismo e pela história da arte. Dali em diante eu não deixo de ver os quadros das Ninféias sempre que posso.

Neste sábado foi diferente, nós fomos conhecer as verdadeiras ninféias, a casa e o jardim de Claude Monet. Me senti conhecendo um lugar dos sonhos.

Como fazer para chegar lá?

Vale a pena conferir os horários dos trens que saem de Paris (na Gare Saint Lazare) para Vermon. Os tickets não são comprados nas máquinas, eles são encontrados na bilheteria de longas distâncias perto da plataforma 27.

Os bilhetes de trem custam em torno de 13 euros cada trecho e a viagem dura em torno de 45 minutos. Chegando em Vermon,  já tem um grupo de ônibus que vai para Giverny que custam 13 euros ida e volta. A viagem de ônibus dura mais 15 minutos e de lá, todos vão caminhando juntos para a casa de Claude (a íntima).

Nós não enfrentamos fila pois compramos nossos bilhetes junto com a entrada do museu L’Orangerie (assunto para outro post). O tempo estava querendo fechar então corremos para ver as ninféias, por lá esquecemos da vida e demoramos uma hora para dar a volta no lago. Tiramos dezenas de fotos e observamos vários detalhes. Eu me surpreendi totalmente, foi tão maravilhoso quanto no meu sonho de criança. A única coisa que eu esperava que fosse um pouco diferente era a ponte japonesa, mas tudo foi perfeito.

Me apaixonei pela casa, pelas flores, pelo jardim japonês, pelas gravuras japonesas, pela vista da janela… Por fim, tudo valeu a viagem. O passeio durou mais ou menos duas horas e ainda deu para lancharmos no museu dos impressionistas, foi bem gostosinho.

Depois fizemos o mesmo caminho para voltar, foi muito tranqüilo. Saímos de Paris às 12:20 e chegamos por volta das 18:45. A gente recomenda ir mais cedo e voltar mais cedo, mas como precisávamos descansar um pouco, foi perfeito.

Infelizmente, o passeio não fica aberto o ano inteiro. Antes de planejar a viagem a Giverny vale a pena conferir as datas. Sei que na primavera e no verão as visitas rolam soltas. :)

Beijos

Para maiores informações eu indico o blog Conexão Paris.

Gostou? Você pode gostar também desses!

18 Comentários

  • RESPONDER
    Fany
    02.07.2012 às 12:03

    Jo, concordo em genero e número: Ginerny é um sonho! Amei o post, assim pude relembrar do passeio que fiz há 2 anos.É imperdíve.Aproveite bastante! Bjks, Fany

    • RESPONDER
      Joana
      02.07.2012 às 18:18

      Obrigada Fany!
      Fizemos suas comprinhas.
      :)

  • RESPONDER
    Rosana
    02.07.2012 às 12:04

    Oi JOana,

    Amei as dicas…lindas fotos…no mês que vem estou indo para Paris e já anotei as suas dicas. Queria saber onde vc comprou a sua Marcie da Chloe aí em Paris e se foi absurdamente cara como vemos nos sites que entregam aqui no Brasil..
    Beijos, Rosana

    • RESPONDER
      Joana
      02.07.2012 às 18:20

      Rosana,
      Eu comprei por um preço consideravelmente mais barato que no net a porter, me manda um email que te falo direitinho.
      Ela vende no Bon Marché, mas eu comprei na Chloé da Avenue Montagne, pois queria ter mais opções. No caso comprei ano passado, em março. Posso te dar o preço daquele ano.

      Esse ano vi a Paraty, que na sua versão pequena/média está 1.150 euros, mas não amei tanto então não comprei.

      Vão rolar muito mais dicas aqui no blog, pode ficar ligada.

    • RESPONDER
      Rosana
      02.07.2012 às 20:26

      JOana, obrigada mesmo…vou procurar quando for aí…tb adoro o modelo Paraty…beijos e aproveita bastante tudo!!!!

  • RESPONDER
    Anna Beatriz Friedl
    02.07.2012 às 13:13

    Giverny é mágico mesmo, acho um lugar perfeito para ler, esperando o por do sol.
    Esse curso é em francês ou em inglês? Fiquei curiosa!
    E se joga em todas as comilanças por aí! A vida cotidiana já nos exige o suficiente, assim quando temos uma pausa, não devemos fazer qq exigências a nós mesmas!
    Ah! O L’Orangerie é pequeno, mas vale pela obra ;)

    Je t’embrasse,
    beijos!

    • RESPONDER
      Joana
      02.07.2012 às 18:31

      Anna,
      O curso é em Inglês e rola uma tradução simultânea para Português, vou postar sobre isso. Já adiantando eu optei pela tradução na inscrição mas não estou usando, deixei em stand by caso precise com algum professor de sotaque mais acentuado. A galera que esta usando a tradução para português está curtindo.

      Agora a comilança tem que parar, se não volto rolando pro Rio.

      Ah eu já fui no L’Orangerie! Tipo <3 <3

      Beijos

    • RESPONDER
      Anna Beatriz Friedl
      04.07.2012 às 10:46

      Que bom que o curso tem tradução, porque fica bem mais acessível! Vou correndo dizer para uma amigas q temem o francês e estão em busca de cursos no exterior.
      E qnt a comilança, eu concordo com vc, pois pelo fato de que ficarás aí por um bom tempo, não é saudável extrapolar todos os dias. Acho o modo da francesa encarar a comida um grande aprendizado: comer é desfrutar. Elas comem bem (igredientes de extrema qualidade), não se privando de nada. Comem o suficiente e não para se empanturrar! Por isso permanecem macérrimas!

      Tenho certeza de que o curso será um sucesso ;)
      bjs!

  • RESPONDER
    Carol Alfinetes de Morango
    02.07.2012 às 17:31

    Hoje eu ainda vi uma foto minha lá…Amo esse lugar é lindo.
    bjs

    • RESPONDER
      Joana
      02.07.2012 às 18:23

      Que delícia Carol.
      Eu amei conhecer :)

  • RESPONDER
    Carol Thiesen
    02.07.2012 às 17:46

    Amigaaa…
    Tava fechado quando eu fui em março :( queria muito ter ido…
    Disseram na época que estava fechado, pois estavam arrumando uma exposição do Monet… tava rolando ainda?

    Ameiiii as fotos!

    Beijoss

    • RESPONDER
      Joana
      02.07.2012 às 18:34

      Não estava não friend! :)
      Beijocas e amo você. <3

  • RESPONDER
    Dani Villanova
    02.07.2012 às 20:55

    Comenta aí!

  • RESPONDER
    Fabiana
    03.07.2012 às 10:32

    Jo, que lugar incrível! Nunca tinha ouvido falar, mas é certo que quando for à Paris, vai estar no meu roteiro.

    Beijos!!!

  • RESPONDER
    Leila Figueiredo
    03.07.2012 às 15:28

    Jo, se ainda não foi talvez vc goste de conhecer o museu com as esculturas de Rodin e Camille Claudel, e um sossego conseguir se afastar daquele zilhao de turistas, uma viagem no mundo dos dois artistas através de suas esculturas, e para variar um pouquinho tem um cafe bem legal, vale a visita, bju meninas

    • RESPONDER
      Joana
      03.07.2012 às 16:52

      O museu é o musee Rodin?
      Se for já fui e AMO, só que ainda não fui desta vez. :)
      Obrigada por compartilhar esta dica!

    • RESPONDER
      Valéria Vieira Beirouth
      03.07.2012 às 16:55

      Também indico o Musée Rodin, que funciona no maravilhoso Hotel Biron, que ele usava como sua oficina. No dia em que estive lá, estava lotado de turistas, mas nem por isso o programa foi menos agradável. Recomendo!

  • RESPONDER
    Valéria Vieira Beirouth
    04.07.2012 às 23:32

    Meninas, tem um pouco de Giverny aqui também: http://beirouth.wordpress.com/2011/08/05/visitando-a-casa-e-os-jardins-de-monet/
    Beijos!

  • Deixe uma resposta