15 em Colaboradores no dia 28.08.2010

(f)utilidades e a História da Moda

Aos sábados muitas vezes o blog fica sem conteúdo novo mas não sem visitas e para resolver esse “problema” tivemos mais uma nova ideia! Nós duas resolvemos convidar uma pessoa querida para vir escrever aqui para vocês:

A nova colunista do (f)utilidades é a Bel Sant’Anna do Louboutin Girl .

A origem do Militarismo

Não é só na vida offline que o mundo dá voltas, na moda também.

As tendências e estilos que conhecemos hoje serão influência de algum novo momento amanhã, o caminho que leva um modismo às massas pode ser lento ou rápido demais e sempre envolve pontos interessantes no percurso. Isso se chama história da moda e todo sábado vamos viajar por ela afim de descobrir porque hoje você deseja aquela saruel de marca X, um vestido floral da marca Y…
Começamos hoje com o militarismo que “marchava” timidamente há algumas temporadas para o seu armário e agora está com força total! Engana-se porém, quem pensa que foi Christophe Decarnin, o designer da Balmain, o único responsável por isso. Tudo começou no início do século passado mais precisamente no período das Grandes Guerras
As mulheres dessa época sofreram um bocado já que viveram no glamour e ostentação de uma década inteira e, de uma hora para outra, passaram a ter que trabalhar no lugar de seus maridos. Essa mudança afetou também o armário delas que passaram a usar peças austeras e simples. Um uniforme usado dentro e fora das fábricas.

Na década de 30, as peças com inspiração militar passaram a ser utilizadas pelas mulheres. Explicando: A indústria têxtil produziu tantos uniformes para os soldados que passou a ter que vendê-los no mercado feminino. Até aí, as peças militares foram usadas por necessidade.
A guerra acabou e Marlene Dietrich, atriz famosa nos anos 40, glamourizou todos aqueles quepes, jaquetas, calças antes vistas como “roupa masculina usada por mulher” com uma sensualidade nunca pensada para as tais peças.
Com as transformações que os soldados tiveram em seus uniformes, nós também passamos a usar nas ruas e passarelas calças cargo utilitárias (aquelas cheias de bolso) e a estampa de camuflagem também característica do militarismo.


Um século depois, os últimos acontecimentos como o terrorismo e as tensões políticas no Iraque e em todo o mundo levaram mais uma vez a um retorno dos questionamentos  sobre a guerra (Lembre sempre: Moda é todo uma conjectura e é sempre inspirada pelo meio em que está inserida). Daí, Balmain criou uma mulher que ia à batalha e resgatou a tendência militar, a Burberry retomou com o trench coat e não demorou quase nada pra as jaquetas sgt. Peppers aparecerem como item número 1 no armário das celebridades lá de fora.

No Brasil, demorou um pouco para as lojas traduzirem essa tendência em peças usáveis. No inverno desse ano vimos uma evolução chegando com opções para todos os bolsos e estilos tendo a jaqueta militar como carro-chefe. E passamos mais uma vez a nos inspirar em alguma referência do grande baú que é a moda e está sempre cheio de momentos e detalhes ligados ao passado, presente e futuro…
No próximo sábado, a gente embarca até a Holanda pra descobrir de onde vieram os famosos tamancos, quer dizer, clogs que andam levando a gente à loucura. No bom ou mal sentido!


Gostou? Você pode gostar também desses!

15 Comentários

  • RESPONDER
    Julie
    28.08.2010 às 12:49

    Parabéns Bel, por mais essa conquista!

    A coluna está maravilhosa!

    beijos

  • RESPONDER
    Cinthia Pascueto
    28.08.2010 às 12:53

    Olá Meninas! Adorei o post!

    É uma ótima ideia a de apresentar a história – que muitas vezes, sequer imaginávamos – das peças que hoje amamos e que fazem parte do nosso guarda-roupa. Muitas vezes sequer percebemos o quanto o que vestimos traduz nossa História e nossos costumes – tanto do passado quanto de nosso presente.

    Já estou na expectativa de conhecer a história por trás das clogs!

    Beijos!!

  • RESPONDER
    Camila NTF
    28.08.2010 às 13:08

    Adoro a tendencia do militarismo! Acho super fashion!

  • RESPONDER
    Lari Jasbick
    28.08.2010 às 14:26

    geeeeente, amei a nova coluna! a Bel é realmente demais, escreve muito bem!
    adorei!

    beijocas

  • RESPONDER
    Mel Salvi
    29.08.2010 às 0:10

    Eu sou suspeita pra falar da Bel! Fã número um!!
    Parabéns pela nova idéia!!
    Bjks
    Mel

  • RESPONDER
    Laís Vergilio
    29.08.2010 às 13:20

    Adorei o post! já conheço o blog da bel e sou suspeita para flar por ela foi super simpática e se interessou a beça pelo meu trabalho… q está só se iniciando. Parabens! todo sábado/domingo darei pulos aqui pra ler as reportagens!!!

    Beijocas meninas;*

  • RESPONDER
    Carol Lancelloti
    29.08.2010 às 18:07

    Eee, que legal a Bel por aqui! Parabens. Adoro esse tipo de conteúdo.

    Beijo!

  • RESPONDER
    (f)utilidades
    29.08.2010 às 18:55

    Nós duas também amamos e ficamos muito felizes de ter a Bel por aqui! ;)
    Bjao
    J.

  • RESPONDER
    Bel
    29.08.2010 às 20:07

    Ai, que tudo ver que vcs gostaram porque ter a oportunidade de estar aqui no F-utilidades como colunista é uma honra já que sou muito fã desse blog e dessas meninas!

  • RESPONDER
    Natália de Oliveira
    30.08.2010 às 10:31

    Adorei o post…super bem explicadinho. Bel mandou super bem no assunto. Bjusss

  • RESPONDER
    Thamara
    30.08.2010 às 17:13

    Bel, parabéns! Sou sua fã número 1 :)

  • RESPONDER
    Squeeze Me
    30.08.2010 às 18:38

    Mto boa a matéria!!
    Parabéns para vcs!! E mais ainda para Bel!!
    Sucesso!
    squeeeezes

  • RESPONDER
    Barbara Pinheiro
    07.09.2010 às 18:10

    nao tinha visto nao! adorei! :)

  • Deixe uma resposta