Browsing Tag

outubro rosa

0 em Comportamento no dia 26.10.2018

Outubro Rosa: Aline Martins e o congelamento de óvulos

Fui diagnosticada com câncer de mama em março do ano passado, depois de sentir um nódulo no auto exame.

ilustra: Ju Ali

ilustra: Ju Ali

Fui no médico fazer o ultrassom e a mamografia e ele me disse que provavelmente não era câncer. O nódulo estava bem redondinho e não era irregular, porém ele quis pedir uma biopsia só pra desencargo de consciência. Graças a Deus ele pediu, porque lá veio escrito: Carcinoma.

O susto foi muito grande, pois pela minha idade – 29 anos – ninguém espera desenvolver uma doença dessas. Meu tratamento foi todo no IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer) e logo na primeira consulta a médica me passou todos os exames a serem feitos. Precísavamos deles para saber o grau que estava a doença e se havia metástase, além dos primeiros passos para a quimioterapia.

Minha médica também me perguntou se eu queria ser mãe. Sim, eu respondi sem nem pensar muito. Com essa resposta, fui encaminhada para o congelamento de óvulos, pois devido a quimioterapia poderia ser que eu não conseguisse engravidar após o tratamento. Ela me informou que a Faculdade de Medicina do ABC fazia esse procedimento gratuitamente para pacientes oncológicas. Só precisaria ser rápida pra poder começar o tratamento logo.

Marquei a consulta e já começamos os procedimentos para a produção de óvulos. A Faculdade forneceu toda a medicação. Na primeira semana era uma injeção na barriga a cada dois dias e fui uma vez fazer o ultrassom pra ver como andava a produção. Na segunda semana era uma injeção um dia sim outro não, e fui até a clínica dias em intercalados também pra acompanhar com ultrassom.

Não foi fácil. Fiquei muito inchada, tinha dores de cabeça e na lombar, mas consegui produzir 18 óvulos em duas semanas. Foi aí que os médicos acharam que o número era suficiente e marcamos a retirada no final daquela segunda semana. A retirada é muito tranquila, ficamos na posição ginecológica e somos sedadas. Após a retirada, quando passou a sedação, senti apenas um pouco de cólica.

Os óvulos podem ficar armazenados na Faculdade por tempo indeterminado, porém é preciso entrar em contato com eles pelo menos uma vez por ano. Se a paciente ficar até 5 anos sem contato, eles descartam os óvulos. Para colocar o óvulo fertilizado, o valor para paciente é de R$4 mil reais. Porém posso tentar engravidar naturalmente, o congelamento é como se fosse uma poupança e eu não me arrependo dessa minha escolha.

Entre a descoberta e a primeira quimioterapia foram 42 dias, os exames não identificaram metástase. Realizei 13 sessões de quimioterapia, mastectomia da mama afetada, 6 meses de quimioterapia oral e 25 sessões de radioterapia.

O tratamento de câncer não é fácil. Sentir os enjoos, ficar careca, sem sobrancelha, ter sua mama retirada são situações difíceis, mas diria que vai além do físico. O emocional as vezes fica mais doente do que seu corpo. Graças a Deus tenho uma família, um marido e amigos maravilhosos. Me descobri nessa fase. Descobri que podemos ser lindas de qualquer jeito. Hoje vejo que precisava passar por isso pra entender muita coisa e poder ajudar outras mulheres. Se toque, conheça seu corpo. Não tenha medo de descobrir, afinal, se você achar algo logo poderá ter mais chances de tratamento.

0 em Autoestima/ Saúde no dia 17.10.2018

Outubro Rosa: Lu Curtinovi

Olá! Eu sou a Lu Curtinovi, tenho 38 anos e estou aqui, no mês do Outubro Rosa, pra falar um pouquinho da minha experiência com o câncer de mama 

Quando eu tinha 20 anos, minha mãe foi diagnosticada com um CA de mama com diagnóstico tardio, já em estágio avançado. Ela fez o tratamento todo, porém 2 anos depois apareceu metástase e ela veio a óbito.

Na época a médica dela disse que eu e minhas irmãs, deveríamos fazer um acompanhamento anual devido a história familiar. Eu fugi da minha gineco por uns 2 anos de medo do diagnóstico. Confesso, eu tinha esse bloqueio. Depois tive coragem e iniciei a rotina de exames anual.

Quando eu tinha 30 anos, durante uma eco mamária foi encontrado um pequeno tumor que a princípio, pela aparência, era benigno, porém pelo meu histórico familiar, foi solicitada biopsia… sorte a minha!! Obs: eu não sentia nada!

outubro-rosa-lu-curtinovi

Eu fui sozinha ao médico receber o resultado porque tinha a certeza que era benigno. Porém era um tumor maligno, pequeno (8 milímetros) em um estágio muito inicial, porém de um tipo muito agressivo. Naquele momento o médico me deu a opção de operar ou não (eu poderia procurar a opinião de um outro profissional se eu quisesse). Decidi operar.

Eu já saí da consulta com a minha cirurgia agendada. Desci do prédio procurando clínicas próximas e realizei alguns exames pré-operatórios. Eu não tive tempo de “surtar”, foi tudo muito rápido!

Um vídeo que eu fiz para a prefeitura de Osório sobre o Outubro Rosa

Após o diagnóstico, em 48 horas eu estava operada e tecnicamente curada, como disse o meu médico. Eu tinha um tumor e ele foi retirado, o tratamento que eu viria a fazer seria preventivo para evitar metástase.

Vocês podem imaginar o quão difícil foi pra mim ouvir as palavras biópsia, maligno, metástase. Toda a história da minha mãe voltava. Mas de certa forma, por incrível que pareça, foi bom… Eu arranjei forças por ela, eu me comprometi a vencer por ela. Se ela não conseguiu, eu iria conseguir por ela!!

Com o resultado da análise do tipo do tumor eu tinha alguns parâmetros para realizar quimioterapia e alguns pra não realizar. O médico me deu a opção de fazer ou não, mas decidi fazer. Eu não ficaria tranquila se não fizesse sabendo que talvez não fiz tudo que poderia…

O tratamento todo durou 8 meses. Eu fiz 4 quimios e 33 radios. Apesar de tudo, foi um dos melhores anos da minha vida! Estive sempre rodeada de amigos, tenho um milhão de histórias engraçadas e de histórias lindas pra contar desse período.

Eu entendia que eu não estava doente, era apenas reação da medicação que eu estava tomando e que no momento que cessasse o tratamento, todos os sintomas desapareceriam… A fraqueza não era minha! A queda do cabelo não era minha! O enjoo não era meu! A queda na imunidade a quase zero não era minha…era tudo do medicamento! Meu corpo estava perfeito, apenas respondendo a medicação.

Eu venci por mim, eu venci pela minha mãe!

Depois do tratamento, eu fiz revisões trimestrais, depois semestrais e agora são revisões anuais. Sempre dá um medinho, e é normal, eu não sei o dia de amanhã, mas a verdade é que ninguém sabe.

Eu acredito que a prevenção é o caminho. O que eu entendi pra minha vida e pra vida de todo mundo, é que a prevenção deve ser a mesma, os cuidados também. Devemos ter uma vida leve, menos estressada, uma alimentação saudável, praticar atividade física regular, ter amigos, dar muitas risadas, dormir bem, beber água e realizar exames de rotina com coragem.

outubro-rosa-lu-curtinovi-2

Hoje eu tenho 38 anos, já ganhei quase 8 anos de vida…8 anos incríveis, onde realizei uma viagem dos sonhos, comecei e terminei a faculdade de Nutrição e vi o João nascer, crescer, me chamar de dinda, dizer que me ama e me encher do amor mais puro que pode existir!!

O Outubro Rosa traz a conscientização do cancer de mama, e eu sou a prova viva que prevenção vale a pena! Tem muita coisa linda pra ser vivida!

0 em Moda/ Patrocinador no dia 09.10.2018

Outubro Rosa Marcyn, uma campanha onde todas ganham

Ano passado a Marcyn lançou uma coleção especial para o Outubro Rosa. Eram 2 conjuntos rosas que tinham parte de suas vendas destinadas para o instituto Imama, uma organização sem fins lucrativos do Rio Grande do Sul que é reconhecida por sua habilidade em promover uma mobilização social consciente e colaboradora, além de atuar como articuladora de políticas públicas. Alguns dos seus projetos mais importantes são o de levar atendimento qualificado para as mulheres da zona rural de Porto Alegre e desde o ano passado, quando falamos sobre isso nesse post, o IMAMA vem fazendo campanhas para conseguir comprar um mamógrafo digital para uma unidade móvel que oferecerá mamografias gratuitas para mulheres de baixa renda.

Esse ano, a parceria de Marcyn com o IMAMA continua, maior, melhor e com muito mais opções. Ao invés de uma coleção específica, nesse ano todos os sutiãs disponíveis no site (sim, TODOS) terão parte de sua venda revertida para o instituto. 

Com bojo? TODOS

sutia-com-bojo-outubro-rosaSutiã 1 | Sutiã 2 | Sutiã 3 | Sutiã 4

Sem bojo mas cheio de estilo? Ou estilo top para ficar bem confortável dentro de casa?

sutia-sem-bojo-outubro-rosa-marcyn

Sutiã 1 | Sutiã 2 | Sutiã 3 | Sutiã 4

Ou então, vamos dizer que você está afim de uns modelos mais diferentes, com detalhes interessantes ou estampas marcantes? Também estão na campanha de Outubro Rosa!

estilos-sutias-marcyn-outubro-rosa

Sutiã 1 | Sutiã 2 | Sutiã 3 | Sutiã 4

Isso quer dizer que se você estava enrolando para trocar seus sutiãs, ou se você já estava de olho em algum modelo que mostramos e estava esperando algum momento especial para comprar, bem…talvez esse seja o momento!

Uma outra coisa muito especial do Outubro Rosa de Marcyn é que, nesse ano, eles irão dar voz à várias histórias de mulheres que venceram o cancer de mama. Nós selecionamos algumas dessas para publicarmos aqui no blog durante todo esse mês de outubro, mas quem já quiser ir acompanhando, não deixe de seguir a @marcyn_online no instagram. Se você tiver vontade, pode inclusive compartilhar a sua história com a hashtag #MarcynMaisRosa. Se tem uma coisa que a gente aprendeu com a #paposobreautoestima é que aprendemos muito quando lemos cada história compartilhada por lá (tanto que sempre trazemos as melhores para cá), mas esse movimento só funciona e só vira uma espiral de inspiração se todo mundo fizer sua parte.

E como não poderia deixar de ser, não tem como falarmos de outubro rosa e não lembrarmos da importância do autoexame. Cuidar de si mesma vai muito além de usar produtos de beleza, fazer exercícios ou ter uma alimentação balanceada e em paz. Cuidar de si também engloba conhecer o próprio corpo, e é aí que ele entra.

O autoexame não substitui de forma alguma os exames periódicos que todas devemos fazer junto ao ginecologista porque, mesmo com ele, a forma mais eficiente de encontrar qualquer nódulo (mesmo o de milímetros que não sentimos no toque) é a mamografia! Mesmo assim, conhecer seu corpo é importantíssimo.

Vamos deixar aqui um passo a passo de como se autoexaminar, afinal, nunca é demais lembrar:

autoexame

Aproveitem que a campanha Marcyn Mais Rosa irá até o final de Outubro para escolher as peças mais lindas e, de quebra, ajudar uma instituição com um trabalho super sério no combate ao cancer de mama. Além disso, você tem direito a frete grátis na sua primeira compra acima de R$59 (ou em qualquer compra acima de R$99), e caso a compra for acima de R$150, você também ganha uma ecobag super linda com a estampa da coleção.