Browsing Tag

Looks

6 em Looks/ Moda no dia 24.04.2017

Musas de estilo: Maraisa Fidelis

Eu sei, faz tempo que eu não faço um post sobre minhas musas de estilo, mas há uma explicação, meio triste na verdade: eu fui parando de procurar inspiração. Essa época do inverno realmente me pegou de jeito e, quando eu vi, eu estava sem vontade de procurar referências e ideias. O motivo? A maioria estava postando roupas que eu tinha certeza que só conseguiria usar meses depois e daí fui perdendo a vontade de me inspirar.

Até que de uns dias pra cá, depois que a temperatura começou a oscilar entre dias super agradáveis e outros nem tanto, eu me peguei salvando looks de uma pessoa bem próxima a mim. E quem é ela? Maraisa Fidelis!

A dona do blog Beleza Interior? tem usado seu instagram (@blzinterior) para postar produções maravilhosos, e alguns em especial realmente têm me inspirado demais. O mais engraçado é que na teoria, nossos corpos são completamente diferentes, ela é muito mais ousada e colorida do que eu, e boa parte do que ela usa tem um elemento bem difícil de ser usado no meu dia a dia atual: salto alto.

Se na teoria somos tão opostas nesse quesito, eu diria que na prática tudo faz sentido para nomeá-la como uma musa de estilo. O motivo? Porque ela me inspira de diversas formas que vão muito além de apenas tirar print de um look e copiá-lo. Vou mostrar alguns exemplos para explicar melhor:

Esse foi um dos últimos looks que ela postou e me inspirou, a começar pelo tricô, que me deu vontade de entrar no site da Farm e comprar um igual AGORA. Depois me apeguei na calça florida, na bolsa de franjas e desejei entrar nessa vibe “70’s sem parecer fantasia” junto com ela. Isso porque faz tempo (pra não dizer que eu não lembro mesmo) que eu não incorporo essa década em algum look meu.

Sabe quando você vê um look e fala “UOU, QUERO USAR IGUAL?”. Foi essa a minha reação quando eu me deparei com esse. Tenho certeza que se eu tivesse todas essas peças, dificilmente pensaria em usá-las juntas. Provavelmente eu combinaria a camiseta com um jeans e a calça verde com uma blusa branca porque eu sou dessas, vocês sabem. E é ótimo ter essas referências mais ousadas com ideias de combinações de cores que fogem da nossa zona de conforto, justamente para sairmos da caixinha sem nos sentirmos completamente perdidas. Ah, e mais uma coisa. Nem tenho usado salto, mas já quero um scarpin desse tom de azul!

Quem acompanha meus looks sabe que vestido para o dia a dia é algo raro. Eu acabo optando por shorts ou calças, mas não nego um vestido larguinho e confortável. A chemise é o tipo de peça que eu acabaria usando solta, até porque eu costumo me sentir muito incomodada com cintos largos que marcam bem a cintura, me sinto presa, esmagada, sei lá. Mas aí vem Maraísa, me postando uma foto dessas e me fazendo morrer de vontade de ter uma chemise preta com um cinto preto largo para fazer a diferença, mesmo eu sabendo que me sinto incomodada com esse acessório. Se isso não é ser musa inspiradora de estilo, nem sei mais o que é.

Acho o máximo quem consegue criar um look esportivo e ainda por cima ficar chic. Eu já tentei algumas vezes, até na época que eu usava salto com mais frequência, mas nunca me achava arrumada o suficiente, sabem? Fiquei com vontade de copiar só para tirar a prova dos 9 e ver se eu consigo ficar elegante assim. Se eu conseguisse passar 1/3 dessa elegância acho que já ficaria feliz.

Porque até na piscina a bicha sabe dar close certo. E não tem nada que eu ache mais chic do que um conjunto de biquini hot pants e camisa branca longa e aberta. Lembro que quando eu vi ela assim no dia da pool party, achei uma deusa, e essa foto reflete bem a plenitude que eu senti! rs

Olha aí um look sem salto que tem tudo a ver comigo! Quando vi esse look eu só conseguia pensar na regata gola alta. Eu acho o máximo para o verão, fica ótima com calças e shorts de cintura alta, sem contar que esse decote fechado no pescoço sempre me cativa. O único problema é que ela é justa demais para os meus padrões de roupas sempre largas, mas até isso eu to pensando em rever, sabia? Queria ter uma regata desse tipo só para ver se eu consigo perder o medo de usar peças mais coladas ao corpo, e a responsável por eu querer vencer uma barreira dessas (que pra mim é gigante) é ela. Musa de estilo, né mores. :)

Toda vez que olho esse look eu vejo uma mulher poderosa. Essa pantacourt levinha e cintura alta e essa regata larguinha na medida com a renda aparecendo parece que nasceram para viverem juntas, e eu fiquei morrendo de vontade de dar mais uma chance às pantacourts. Confesso que essa é uma peça que ainda acho ousada demais para mim, mas aí, quando vejo uma foto dessas, me dá a ideia de que é tão simples que inspira. E eu amo quando isso acontece.

Além de ser musa de estilo, diria que ela também é uma verdadeira musa capilar, por mais que meu cabelo não seja crespo e não tenha uma cor diferente a cada 15 dias. Acho incrível como ela não tem medo de mudar e como ela descobriu nas cores e uma forma de se empoderar, e isso é inspirador pra caramba. E eu, particularmente, adoro notar como mudar a cor não influencia no seu estilo e nas escolhas das roupas.

E é assim que eu diria que Maraísa é uma das minhas musa de estilo, que mesmo sendo tão diferente de mim na altura, na numeração e até mesmo na ousadia, sempre me faz pensar fora do quadrado. :)

2 em Looks/ Moda no dia 19.04.2017

Look da Cá: pernas de fora e um look simbólico

Usei esse look no domingo, quando saímos para celebrar que os termômetros chegaram a – até muito pouco tempo atrás inimagináveis – 27 graus. Ele não tem nada demais, nenhum segredo de styling inovador, nenhum mix de texturas ou estampas interessantes, inclusive na hora de fotografar esqueci a bolsa que estava pendurada no carrinho do Arthur, mas ele é tão simbólico que precisava aparecer por aqui.

Semana passada eu falei sobre como o inverno me pegou de jeito e como eu me senti outra pessoa quando substituí os casacos pesados e roupas térmicas por camisetas de manga curta e jaquetas levinhas. Daí, quando eu vi que a temperatura ia chegar a 28 graus em um dia com muito sol, as minhas expectativas foram lá em cima. Só que na hora de me arrumar pra sair, sabem o que aconteceu? EU TRAVEI.

Sim, surpreendentemente eu tive aquele momento de “não tenho nada pra vestir”, onde experimentei dezenas de looks que foram ficados empilhados em cima da cama à medida que eu não sabia o que mais poderia tirar do armário. Botei um vestido de manga comprida, achei que ia ficar com calor. Botei uma camiseta regata, achei que eu poderia sentir frio (afinal, agora estamos na estação que faz calor de dia e esfria pra caramba à noite). Aí decidi ir de camiseta branca, porque nunca tem erro.

Camiseta Madewell | Short Le Lis Blanc | Sapato Steve Madden | Óculos RayBan | Pulseiras J. Crew e Francesca Romana Diana

>>>>> nos afiliados <<<<<<

 

 

Poderia ter ficado mais interessante? Acho que sim. Esse short tem uma cor versátil pra caramba. Eu quase ia sair de casa com uma blusa do Guns n Roses, mas quando me olhei no espelho, não me senti eu.

Engraçado como recentemente eu estou tendo verdadeiros casos de amor com blusas, camisas  e camisetas brancas (aliás, desde o post da Thassia eu acho). E se eu estou me sentindo segura com elas – e apenas com elas – pra quê eu vou forçar estilos diferentes?

Para fechar, a pulseira escolhida também também foi simbólica. Um pedacinho do Rio de Janeiro para celebrar uma temperatura digna do verão carioca. Isso não foi por acaso mesmo. :)

E essa é a história de um look que pode até não ter nada demais, mas estava me fazendo sentir sensacional.

3 em Looks/ Moda no dia 17.04.2017

Look da Jô: oncinha + preto e branco

Verdade seja dita, eu combino oncinha como se fosse uma cor neutra, tipo preto, branco ou cinza. Eu simplesmente finjo que é preto e uso. Nos últimos 7 anos conviver com a Carla me fez passar a enxergar a oncinha de forma neutra, acabou que descobri que essa estampa é minha “animal print” preferida. Adoro usar com listra, com outras estampas, com rosa pink e também com tons básicos. Não tenho o mesmo talento que a Cá para coordenar estampas, mas a gente se vira, tenta e arrisca.

Sábado usei pela primeira vez uma camiseta estampada que minha mãe trouxe de viagem pra mim. Me deu vontade de combinar a peça com itens básicos, mas mais fora da minha zona de conforto (oncinha + preto ou jeans).  Tentei com branco e pronto, gostei, sem nem imaginar que ia gostar.
 
camiseta H&M | colete Maria Filó | short Calvin Klein
óculos Celine | bolsa Gucci | tênis Cavage
>>>>>> nos afiliados <<<<<<

 

Misturei meu short branco + colete branco com meu tênis preto e bolsa preta. Ou seja, podemos dizer que foi uma combinação bem simples, bem sem erro, mas ao mesmo tempo com um toque menos clichê do que seria meu usual.

No fim meu look continuou básico, mas menos previsível. Ele trouxe uma claridade de verão pra combinar com o sol lá fora, mas ao mesmo tempo teve uma pegada um pouco mais urbana.

Eu sei que dei uma engordadinha agora mais desconfortável por conta de umas peças que estão mais apertadas, antigamente isso seria um super motivo para não usar um short branco, para não usar uma estampa grande ou pra me aprisionar em regras de moda. Dessa vez não deixei ser assim.

Quero voltar a vestir de forma mais confortável minhas peças? Quero, mas vou tentar fazer isso com calma, sem crenças limitantes, sem me tolir ou deixar de usar a moda de um jeito livre e gostoso. Me senti ótima de branco e no fim isso é o que importa, além de estar confortável, claro.

Aliás, falando em conforto, acho que mais uma vez esse é o sobrenome desse tênis moderninho da Cavage. <3 Se não estou enganada seremos bons companheiros de viagem.

Foi assim que curti meu sábado no feriado e aproveitei para fotografar o look e compartilhar com vocês.

Beijos