Browsing Tag

Look do Dia

0 em Autoestima/ Looks/ Moda no dia 15.06.2017

Look da Cá: quando uma blusa poderosa faz toda a diferença

Apesar de eu ser fã número 1 das amadas camisetas podrinhas, recentemente eu entrei em um caso de amor sério com blusas poderosas. Pode ser ombro a ombro, ter uma manga diferentona, decote “ombrinho gelado” ou como no look de hoje, com decote e manga aparecida!

Eu já mostrei parte dessa blusa quando contei que estava encantada com estampa de vichy p&b, e desde então eu não paro de ver esse tipo de xadrez em tudo que é loja. E mesmo tentada a comprar outras peças da mesma estampa, eu tenho certeza que já encontrei a blusa que eu queria.

Adoro usar com calça preta skinny, em um look mais noite e mais elegantezinho, daí outro dia fui tentar com short jeans e não é que eu gostei? Aproveitei para registrar exatamente o mesmo look que eu tinha usado outro dia com a Adriana Carolina, na sessão que fizemos na Rough Trade, uma loja de discos com espaço para shows e até mesmo um café aqui em Williamsburg, super linda e vale a visita para quem estiver pensando em dar um pulinho por essas bandas! <3

>>>> nos afiliados <<<<<

Enquanto eu escolhia esse look para levar para a sessão, confesso que testei com um sapato de salto fino e ficou IN-CRÍ-VEL. Modéstia à parte, era o tipo de look que eu daria pin no Pinterest, eu fiquei me achando, me senti linda e tudo o mais. Só que aí eu parei para pensar se eu realmente queria fotografar um look que eu de fato não teria como usar por aqui. Acho legal ter fotos com produções diferentes, mais aspiracionais, mas eu realmente não estava no clima para isso.

Acho que ter levado o Arthur para a sessão ajudou nessa sensação de querer fazer algo mais a ver com o meu dia a dia. Aí literalmente botei meus pés no chão e preferi fotografar um look não tão incrível ou inspirador quanto o original, mas que tem tudo a ver com o meu estilo de vida atual.

E no fim ficou bem eu: confortável, prático e a blusa sendo o ponto poderoso entre o short jeans e a sandália. Melhor assim, né? :)

Beijos!

0 em Looks/ Moda no dia 07.06.2017

Look da Cá: Cintura alta e blusa ombro a ombro em um look todo azul

Recentemente notei uma cor que invadiu meu armário. Eu sempre curti coisas azuis, mas acho que nunca tive tantas peças com as mais diferentes variações do tom. Não sei se essa cor me acalma, que mais me chama atenção depois de um inverno recheado de looks pretos, se eu acho que é a cor que mais me valoriza, se é a tendência que está nas lojas ou se é uma combinação de todos esses fatores, a verdade é que outro dia fui reparar e vi que agora tenho short, vestido, algumas blusas e até mesmo sapato. Azul claro, jeans, marinho, acho que só não tenho turquesa porque eu quase não uso cores muito “iluminadas”. E o resultado disso é uma infinidade de looks azuis. Esse é mais um deles para a minha coleção. :)

A blusa é novidade no meu armário e eu estava doida para usar! Já contei aqui que outro vício recorrente é o ombro a ombro, né? Teoricamente não é a modelagem que mais me favorece, mas na prática eu me sinto tão bonita com esse tipo de decote que eu ignoro o fato de ter ombros largos. E quanto aos babados em cima dos peitos para quem tem seios grandes? Li uma matéria falando para evitar isso outro dia e quase cuspi minha água. Ignorei lindamente também – e acho que fiz bem, porque AMEI. É por essas e outras que eu tenho um certo pavor de regras de consultoria.

Acho que saber me valorizar é super importante, conhecer os pontos fortes do meu tipo físico também e acho que é o tipo de informação que é sempre bom ter e deixar guardada na manga. Mas a partir do momento que essas regras me limitam e me aprisionam, eu prefiro repensar se o que eu quero mais é atingir uma harmonia ou experimentar e me jogar. Dificilmente eu escolho a primeira opção.

Poxa, eu já sou tão básica na maior parte do tempo, porque eu vou ficar me preocupando se peitos acima do tamanho X devem evitar babados na região? Obrigada, mas não obrigada. :)

 Blusa PS love Stripes | Short J.Crew | Alpargata Cavage

>>>>> nos afiliados <<<<<<

Provavelmente se eu tivesse que mudar um coisa, seria o short. Amo ele, cintura alta do jeito que eu gosto e tem o detalhe do laço que deixa tudo mais charmoso – a não ser quando pego o Arthur no colo e ele quer sair, se contorce e deixa o laço destruído, como na segunda foto hahaha #realidades. Mas depois de ter visto as fotos, eu tive a impressão que essa blusa ficaria mais valorizada com um short menos molenga. E é assim que a gente aprende, errando, testando, aprendendo com o próprio armário.

Eu adoro ver looks meus, mesmo aqueles que eu considero 100% bem resolvidos, e estudar o que poderia mudar ou melhorar. E acho que trazer para cá para a gente conversar sobre é mais legal ainda, não acham?

Beijos!

Fotos: Adriana Carolina
1 em Looks/ Moda no dia 25.05.2017

Look da Jô: uma bota pode mudar tudo!

Acho engraçado que todo mundo passou o último mês elogiando minhas botas, nenhuma delas é da coleção desse ano mas todas são da Cavage. Parece até que eu estava escondendo o jogo, mas para falar a verdade é o tempo do Rio que não me ajudou no último “inverno”.

Bom, verdade seja dita, assim como algumas cariocas, eu já tive umas 1.200 questões com botas antes de virar blogueira. Nunca fui de usar por aqui e as que tive na infância e adolescência eram da minha “versão vaqueira”, então rolou uma associação fashionística de um período onde meu estilo era muito mal resolvido.

Sim, para quem não sabe eu fui criada indo pra fazenda todo fim de semana, andando de galocha, subindo no cavalo, tirando leite da vaca, usando esporas quando necessário e ouvindo o CD Amigos. Sertanejo era uma paixão minha muito antes dessa moda do universitário. Ou seja, a contextualização serve pra eu dizer que além da minha cidade não ter muito a DEMANDA de botas, esse calçado sempre me fez lembrar da época que eu me vestia toda descombinada na roça.

O tempo passou, meu estilo ficou mal resolvido por outros motivos que eu ainda desconheço. Volta e meia eu montava looks caricatos de tão vintage tentando encontrar aquilo que comunicaria minha personalidade. Eu amo renda, amo peças românticas, modelagens femininas e um toque antigo, sim, mas descobri que acho tudo isso muito mais moderno, divertido e a ver comigo quando eu consigo dar um toque mais urbano ou rock and roll.

Ai voltamos às botas e chegamos no look de hoje.

Quando a Barbara, minha amiga do Ceará que é coordenadora de estilo de uma marca muito bacana de lá, me ajudou a resolver o problema que eu tinha com esse vestido.

Eu contei pra ela que adorava a peça, a modelagem, mas que tinha problemas de usar porque toda vez eu apostava numa bolsa delicada e um scarpin elegante. Fica ótimo, chique, mas ao mesmo tempo muito óbvio, não traz o outro lado da minha personalidade que eu tenho tentado trazer pro meu estilo, um toque mais moderninho.

Assim, ela sugeriu duas coisas: uma jaqueta de couro + uma bota bem moderna. Na hora lembrei que foi mesmo uma maravilha me livrar do preconceito com botas, porque elas realmente ajudam nesse tipo de proposta. Peguei minha bota envernizada com salto de madeira e coloquei pra jogo.

vestido Zara | jaqueta Naf Naf | bota Cavage (inverno 2016)

Não poso negar, eu AMEI a produção. O vestido perdeu o ar “boa moça” que eu queria tirar e trouxe um toque mais urbano, fashionista, que eu queria. Não é que tenha sido a descoberta da pólvora, mas foi o toque simples que fez a diferença. Se antes eu usaria esse look de sapatilha e blazer, em Curitiba aderi à ideia da Barbara e deixei tudo mais interessante.

Esse foi o look que usei para chegar em Curitiba e passear no Jardim Botânico. 

O que vocês acharam?

Beijos