Browsing Tag

intrínseca

1 em Autoconhecimento/ Book do dia/ Comportamento/ Destaque no dia 12.03.2018

Book do dia: Uma pergunta por dia

Esse é um book do dia diferente porque esse livro não tem sinopse, não tem muitas palavras, tampouco tem uma história assim que você o compra.

Ganhei o meu em Outubro, no dia da pool party, um livrinho um tanto quanto especial da Raquel, uma das participantes da festa. O nome dele é “Uma pergunta por dia” e por coincidência, antes de eu ir para o Brasil, eu tinha visto em uma papelaria e ele tinha despertado a minha atenção. Inclusive pensei em comprar de presente pra Jo porque achei a cara dela, mas sabe aquelas compras que a gente vai deixando cada vez mais pra lá? Foi uma dessas.

Quando eu abri o presente nem acreditei o tamanho da coincidência – ou melhor, da sincronia. E fiquei feliz de não ter comprado pra Jo, porque foi bem mais especial ela ter ganhado o livro da Raquel do que de mim, né? rs

O nome do livro é autoexplicativo. São 365 perguntas, que vão desde coisas mais bobas como “o que você comeu hoje” ou “o que você fez” até perguntas mais complexas como “onde você se vê daqui a um ano”, “qual seu grau de ambição” ou até mesmo “quem você quer ser”. Você responde uma por dia e pronto, não tem segredo além de ser o mais verdadeira possível ao respondê-las.

uma-pergunta-por-dia

O que faz esse livro ser muito mais legal é que existem 5 espaços para respostas, ou seja, a ideia é você responder essas perguntas durante 5 anos e depois analisar o quanto você mudou (ou não) e o quanto as coisas mudaram ao longo desse tempo.

Pensar no futuro é algo que sempre me deixa muito ansiosa. Não sou uma pessoa de fazer planos a longo prazo e tenho muito problema em visualizar esse futuro. Enquanto abria a primeira página desse livro, só conseguia pensar que quando eu completasse as 1.825 respostas, o Arthur estaria com quase 7 anos (eu, por sua vez com 36) e eu sem a mínima noção do que vai acontecer além disso. Não sei se estarei morando no mesmo país, se terei outro filho, se ainda estarei casada, se o Futi vai continuar firme e forte. Claro que algumas dessas coisas, como o Futi e o meu casamento, eu espero que permaneçam na minha vida, não iguais, mas melhores. De resto, não tenho ideia e não tenho planejamentos.

Confesso que esse sentimento de ansiedade que veio quando comecei me deu um certo medinho de continuar respondendo as perguntas, só que depois que terminei a primeira, voltei para o meu confortável presente e entendi que vai ser muito bacana poder analisar cada resposta depois de um tempo. Desde então não perco um dia. Ou melhor, as vezes eu perco porque não sou tão disciplinada assim, mas aí eu respondo atrasada mesmo. :D

uma-pergunta-por-dia-2

Dia desses descobri que tem uma versão especial para mães, fiquei tentada a comprar.

É um exercício bem interessante de se fazer, sem contar que a sensação é gostosa como escrever num diário (saudades, pré adolescência) ou aquela brincadeira de perguntas e respostas que passava no caderno pela sala de aula. Quem está interessada nesse caminho de autoconhecimento ou quem simplesmente gosta de responder coisas sobre si, taí um jeito bem leve de começar.