Browsing Tag

dermatologista

56 em Beleza/ Comportamento/ Experiência/ Parceria/ pele no dia 05.08.2014

Olheiras: Preenchimento com ácido hialurônico

Se tinha um assunto de pele sobre o qual eu era ignorante até pouco tempo era o “preenchimento facial”. Sei que cirurgiões plásticos e dermatologistas trabalham com botox e ácido hialurônico para melhorar os aspectos da idade, as marcas de expressão e afins, mas tudo isso sempre foi muito distante da minha realidade. Nunca achei que fosse encarar nada disso tão cedo e minha mãe nunca havia feito nada disso, então tinha pouco interesse no assunto.

Até que no ano passado eu comecei a ter umas semanas de trabalho muito puxadas e passei a ficar com uma cara de cansada que nenhuma maquiagem dava um jeito de verdade. Resolvi contar meus dramas de olheiras para minha dermatologista, Dra. Vanessa Metz, e ver o que ela tinha para me dizer.

Eu me sentia com 50 anos na área dos olhos,  muitas dobrinhas e sulco abaixo dos olhos (nas olheiras), e quando me toquei, vi que queria dar um jeito nisso.

Logo de cara a Vanessa alinhou expectativas comigo. Explicou quais partes que me incomodavam e que poderíamos mexer e quais não seriam viáveis cuidar com preenchimento. Ela marcou com um lápis o sulco que ela poderia preencher e deixou claro que toda e qualquer melhora possível seria buscando um resultado de naturalidade.

Eu tive problemas de alergia respiratória a vida toda, e essas minhas “dobras” ou rugas nos olhos (seja lá como se chamam) estão diretamente relacionadas a esse fato. Eu as tenho desde novinha e elas ajudam na minha “cara de abatida sem maquiagem”, e também são mais difíceis de resolver. A profundidade do sulco das olheiras também, mas esse nós resolvemos na semana passada.

Eu e a Dra. Vanessa decidimos que ela iria fazer o preenchimento desse “afundamento” com o ácido hialurônico, que dura em média 1 ano. Fui na cara e na coragem para o consultório, com as expectativas bem controladas.

olheiras-preenchimento
Na mesma hora (mesmo inchadinha) eu vi que já havia uma diferença, mesmo imediatamente depois. Ela preencheu o afundamento do sulco nasojugal, que aumenta as sombras nesta área e piora o aspecto das olheiras. A ideia era acabar com esse afundamento e garantir que tudo ficasse “na mesma altura”, com uma aparência melhor.

Eu já confio na Vanessa há muito tempo, mas como ela sabe que eu sou neurótica com olhos (tenho aflição na região), ela me contou um pouco mais sobre sua história com esse procedimento e sobre o curso que ela fez fora do país, com o Dr. André Braz. Ela me contou como eram as aulas e como ela adquiriu uma super experiência com esse tipo de procedimento, confesso que sou dessas que fico mais tranquila com esse tipo de informação em mente.

No mesmo dia, ainda inchada, eu já estava mostrando o “antes e depois” para todas as minhas amigas, ali vi que já era um sinal de que isso iria ajudar na relação com as olheiras.

Resolvi esperar uns dias para postar aqui e mostrar o resultado para vocês.

preenchimento-antes-depois-dra-vanessa-metzConfesso que adorei, definitivamente entrou na lista de coisas que eu não sei porque demorei tanto para fazer.

Agora quanto as “ruguinhas”, eu só tenho a dizer que resolvi que vou ficar muito mais neurótica com creme dos olhos. Definitivamente vou prevenir essas malvadas para fugir da faca por uns anos (sim, se eu não ficar feliz com meus olhos quando eu estiver mais velha eu irei considerar a plástica, que tem resultados fantásticos nessa parte).

Por enquanto vou cuidando com cremes e curtindo meu preenchimento. Eu não pensei que faria um aos 27 anos, mas adorei que tomei coragem e fiz.

Só vamos lembrar que é super importante alinhar expectativas com seu médico, assim como é fundamental conhecer a competência do mesmo, sem falar que ele (ou ela, como no meu caso) é quem dita o jogo. Nós, pacientes, temos que dançar conforme a música das possibilidades. Esse assunto é sério e não pode ser tratado como algo leviano.

Compartilhei ele aqui porque assim como me ajudou na minha auto estima, sei que isso pode fazer a diferença na vida de outras pessoas, mas é fundamental procurar um profissional credenciado e competente.

Obrigada Dra. Vanessa por ter me dado essa ideia e por ter me proporcionado mais essa mudança rápida, depois dos vasos que tiramos com a luz pulsada achei que nada mais seria tão simples. ;)

Beijos

Para quem quiser o contato da Dra. Vanessa Metz o site dela fica aqui, o consultório é no Fórum de Ipanema (sala 620) & o telefone de contato é (21) 2521-0772 / (21) 2513-3068. Para quem não sabe ela é parceira do blog há mais de um ano e tem sido incrível ter uma profissional de qualidade tão dedicada do meu lado durante esse tempo. Para quem quiser entender como funcionam nossas parcerias é só ler o nosso FAQ.
84 em Beleza/ Comportamento/ Experiência/ Parceria/ pele no dia 27.11.2013

Tratamento de pele: Antes e depois da luz pulsada

Lá vou eu começar do começo… (Juro que queria tanto ser daquelas que não liga para contexto). Eu comecei a me consultar com a Dra. Vanessa Metz há alguns meses, fazendo depilação a laser com o Light Sheer Duet. Durante esse processo nós conversamos sobre muitas coisas e numa dessas, acabei soltando meus desejos de mudança da pele do rosto e algumas cicatrizes que eu tenho pelo corpo.

Contei para ela que eu tenho algumas (poucas) cicatrizes de acne, poros infinitos no nariz, manchinhas de sol (visíveis e não visíveis a olho nu), além de um vasinho horroroso que me incomodava há anos e, para minha surpresa, foi a primeira coisa que ela resolveu.

De cara me senti meio bocó, não sabia que era tão simples acabar com esse patife que tanto me incomodou.  Foi pa-pum, na primeira sessão de luz pulsada o tal já sumiu. Um mês depois ele tentou me atormentar de novo, mas fomos mais rápidas e na segunda sessão me livrei do vasinho de vez. Novamente, parece bobo, mas só eu sei como fiquei feliz de me livrar dele.

vasinho

Depois perdi o medo e comecei a pensar em seguir os passos que a Dra Vanessa sugeriu: Luz pulsada para as manchas + Laser Fracionado para os poros e cicatrizes. Contei para a Dra. Karla Assed, e ela deu o sinal verde. Para quem não lembra, a Dra. Karla foi a responsável por me salvar da acne e, hoje em dia, não faço nem passo nada no rosto sem a aprovação dela.

Nosso alvo de 2013 foram as manchas, tanto as que eu vejo e quanto as que são vistas na foto com filtro para manchas marrons do aparelho REVEAL. Quando eu olhei essa imagem imediatamente me lembrei da história de que o sol que você toma quando criança e adolescente determina muita coisa na sua pele, afinal eu não tomo sol sem protetor há mais de 10 anos e ainda assim, estava mais “sardenta” do que eu imaginava.

foto-manchas

Primeiro, vou mostrar a foto com o filtro de manchas, a antes normal (sem filtro algum) e a depois da segunda sessão. O tratamento foi de 3 sessões, mas com duas já achei o resultado ótimo.

luz-pulsada

A Dra. Vanessa contou que a Luz Pulsada é indicada para os seguintes casos:

O tratamento com Luz Intensa Pulsada parte do conceito de utilizar luz em um comprimento de onda específico para um tipo de cromóforo/alvo que pode ser a melanina das manchas de pele, da raiz dos pelos (no caso da fotodepilação) e a hemoxihemoglobina dentro dos vasos sanguíneos.  Portanto, as indicações da Luz Intensa Pulsada são clareamento de manchas, fotodepilação e diminuição de telangectasias (vasinhos do rosto).

Atenção: só faça esse tipo de tratamento com dermatologistas membros da Sociedade Brasileira de Dermatologia!

No meu caso, eu senti uma melhora a cada sessão. Meu rosto clareou e até a olheira ficou melhor, pois tinha muita manchinha invisível a olho nu que sombreava a área. Após cada sessão eu fiz um protocolo iluminador muito relaxante, quem cuida dessa parte é a Gabi, super querida que trabalha na clínica. Eu avisei que tenho a pele oleosa e deu tudo certo.

luz-pulsada-duranteOlhando assim é pior do que parece, mas tinha que compartilhar tudo, né? Não valia ser só o glamour da pele sem manchinhas! hehehhee

O que eu achei do tratamento:

Em termos de dor: Não achei que dói muito, na verdade achei que dói pouco, para não dizer nada. Acho que posso estar comparando com o laser fracionado usados nas minhas cicatrizes do corpo, que dói muito! Além disso a Vanessa e a Gabi passam uma pomada que ajuda a anestesiar a pele, funciona muito. Meu único nervoso com o aparelho é a luz, mesmo usando o óculos de chumbo ficava receosa com meus olhos, mas isso é neurose que eu tenho desde criança.

Após as sessões: Super simples de cuidar. Variei entre o Cicaplast Baume B5, Bepantol e o líquido Hydrating B5 da Skin Ceuticals (que foi o melhor para não me dar espinhas nesse caso).

Depois das sessões, você fica parecendo mais sardenta mesmo, mas é tudo bem leve, nada que protetor e base não resolvam. Em aproximadamente 5-7 dias as casquinhas caem e a mancha ou está mais clara, ou sumiu. Acho que o laser fracionado vai dar mais trabalho nesse sentido.

Resultado: Como já sofri muito com a pele, estou adorando vê-la mais homogênea. A meu ver, foi das melhores coisas que já fiz. Pode ser que para muitos não faça muita diferença, mas eu fiquei feliz demais.

luz-pulsada-resultado-final

Na prática, minha pele está mais clara e luminosa.

Cuidados a longo prazo: Fazer esse tratamento e não caprichar no protetor solar no verão não faz sentido. Aliás, tem que caprichar todo dia, principalmente até as casquinhas sumirem.

Depois de melhorar tanto, olhando a comparação do meu antes e depois, eu resolvi planejar o que pretendo para esse verão 2014:

–       Não tomar sol NENHUM no rosto (no máximo vou caprichar na base e no make)
–       Vou usar bastante protetor no corpo e me jogar no St Tropez.
–       Manter a pele mais clara, cuidando bem dela. Procurar a manutenção indicada.

Não tenho nada contra as morenas, acho lindas e tem momentos que dá inveja do bronze, mas decidi me manter “Branca de Neve” para evitar envelhecimento precoce, além de garantir uma pele mais lisinha, iluminada e uniforme. Vamos torcer para que eu consiga cuidar muito bem dela!

Se vocês quiserem, posso pedir a foto da terceira sessão para a Dra. Vanessa e dar um update aqui no post ou nas redes sociais. É só falar! Só não esperei para a 3a. foto porque eu estava bem ansiosa para mostrar o resultado!

Alguma de vocês já fez sessão de Luz Pulsada? Se sim, como foi?

Beijos

Update: Contatos do consultório da Dra. Vanessa Metz, que fica no Fórum de Ipanema:
(21) 2521-0772 e 2513-3068

154 em Beleza/ Comportamento/ Saúde no dia 05.09.2012

Desvendando os mitos e verdades sobre o Latisse!

Nós ficamos muito felizes de compartilhar com vocês uma experiência bem legal que o (f)uti passou durante essa semana! O blog foi convidado pela Allergan (fabricante de produtos como o Botox e o Latisse) para um café da manhã exclusivo com um representante da empresa e o super dermatologista Dr. André Braz.

O (f)uti foi muito bem recebida pela Allergan, e o Dr. André. Eles tiraram todas as dúvidas referentes ao Latisse (que eram muitas) e ainda esclareceram várias coisas sobre o botox em casos de hiperidrose (problema que a Jô tem e pode ser assunto para depois).

Nosso encontro aconteceu durante uma manhã de segunda-feira, um dos dias do Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O bate-papo foi super interessante, do tipo que renderia muitos posts. Ficamos bem impressionadas com o universo das possibilidades em termos de tecnologia e produtos que são usados por dermatologistas sérios.  Hoje o foco é falar dos mistérios, verdades e mentiras que cercam o Latisse.

Para quem não conhece o Latisse vale uma pequena introdução. Esse produto foi criado a partir de um colírio para glaucoma que tinha como efeito colateral o crescimento dos cílios. Os médios e cientistas exploraram esse “efeito” e desenvolveram o Latisse, que não deve ser usado como colírio e tem suas dosagens muito exatas para fazer com que os pêlos ciliares cresçam, ganhem volume e espessura sem riscos como alterar a pressão do olho ou a pigmentação da íris. Nós duas já tínhamos ouvido falar algumas histórias de “telefone sem fio” que envolviam esses efeitos.

Depois dessa conversa com eles, nós entendemos muitos detalhes sobre o processo de uso desse medicamento e passamos a ver esse produto com outros olhos. Os dois foram muito sérios esclarecendo todos os detalhes.

Quem tem cílios muito pequenos, que não valorizam o rosto, deve conversar com seu dermatologista. No nosso ponto de vista isso é um tratamento médico e deve ser prescrito pelo seu dermato de confiança!

Como funciona o crescimento dos cílios (sem e com o Latisse)?

Em geral os pêlos crescem durante 2 meses e demoram mais dois meses para começar a cair e dar espaço para novos fios e assim sucessivamente. Com o Latisse esse processo muda, durante os dois meses de crescimento os cílios crescem duas vezes mais. Além do tamanho do pêlo aumentar, acontece também o aumento de espessura (ganhando volume) e a maior pigmentação do fio (que fica mais escuro). Ou seja, ele promete cílios naturais com um efeito incrível.

O produto deve ser usado a longo prazo para que os pêlos que estão nascendo cheguem no mesmo tamanho dos demais, mas isso nunca deve ser determinado pelo paciente. Os médicos devem ir administrando a peridiocidade do uso de acordo com o resultado, no nosso ponto de vista o acompanhamento do dermatologista é fundamental.

Os tais mitos que lemos por aí:

Nós tínhamos medo do produto por conta dos mitos que rolam “via disse que me disse”. Muitos diziam que a ANVISA não havia liberado o produto por aqui – o que pelo que eles conversaram conosco é mentira e o produto está sendo comercializado nas farmácias. O produto é liberado como medicamento (estético – para o crescimento de cílios) nos EUA, na Europa e em vários lugares, inclusive no Brasil. Ele é categorizado como medicamento pois precisa/ deve ter um acompanhamento do dermatologista, por esse motivo, ele não está na categoria de cosméticos.

Outro mito bem popular é que diziam que pessoas de olhos claros são contra indicadas. Na verdade não é bem por aí. Falavam que a pigmentação dos olhos pode ser alterada com o uso do produto. Eles nos explicaram que na verdade isso pode acontecer com quem usa há muito tempo o colírio para glaucoma (com o mesmo princípio) diretamente no globo ocular. Como o Latisse não deve ser aplicado nos olhos e sim na pele acima dos cílios isso não é um problema. Se uma gotinha cair eventualmente não é um problema. Nem mesmo é um risco para a saúde, mas é FUNDAMENTAL seguir as regras detalhadas de aplicação.

Várias vezes eles ressaltaram que o segredo do bom resultado está na aplicação cuidadosa. Na maioria dos casos o resultado é promissor e maravilhoso.

O que de fato pode acontecer com uma parcela pequena das pacientes é uma pequena irritabilidade inicial. Como com alguns produtos tópicos de pele ou mesmo os cremes anti idade da região dos olhos. Quando isso acontece o médico tem que espaçar mais os dias de uso e daí parece que qualquer desconforto passa. O Dr. André diz que quando necessário, ele reorganiza um novo cronograma de uso e normalmente todas as pacientes se adaptam e amam o resultado.

Os cuidados necessários:

Na grande maioria dos casos o produto não tem nenhum efeito colateral. O importante é cuidar de fazer todos os passos da aplicação conforme a bula. Cada aplicação demanda um pincel diferente para cada olho. Não vale economizar pois um pincel mais umedecido pode deixar vestígios do produto cair nos olhos e isso deve ser evitado, para garantir que não haja nenhum efeito colateral. Cada gotinha precisa de um pincel.

O pincel deve ser usado para passar o produto como se ele fosse um delineador. Ou seja, na pele rente aos cílios. Por isso os efeitos colaterais não são os mesmos das dosagens do colírio do glaucoma, que é pingado diretamente no globo ocular.

De acordo com eles a aplicação correta é o segredo do bom resultado do Latisse.

Nós não temos muitos problemas com os nossos cílios, mas como sabemos que esse produto já deu o que falar adoramos ter sido convidadas para essa conversa. Achamos bem legal compartilhar com vocês o que aprendemos sobre o produto, sempre rola alguém interessada no assunto.

Quem já usou pode compartilhar a experiência conosco! 

Importante: O (f)utilidades adverte, não compre esse medicamento sem um acompanhamento do seu dermatologista! Um profissional sério é quem pode te ajudar a obter um resultado incrível.