Browsing Tag

cílios

155 em Beleza/ Comportamento/ Saúde no dia 05.09.2012

Desvendando os mitos e verdades sobre o Latisse!

Nós ficamos muito felizes de compartilhar com vocês uma experiência bem legal que o (f)uti passou durante essa semana! O blog foi convidado pela Allergan (fabricante de produtos como o Botox e o Latisse) para um café da manhã exclusivo com um representante da empresa e o super dermatologista Dr. André Braz.

O (f)uti foi muito bem recebida pela Allergan, e o Dr. André. Eles tiraram todas as dúvidas referentes ao Latisse (que eram muitas) e ainda esclareceram várias coisas sobre o botox em casos de hiperidrose (problema que a Jô tem e pode ser assunto para depois).

Nosso encontro aconteceu durante uma manhã de segunda-feira, um dos dias do Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O bate-papo foi super interessante, do tipo que renderia muitos posts. Ficamos bem impressionadas com o universo das possibilidades em termos de tecnologia e produtos que são usados por dermatologistas sérios.  Hoje o foco é falar dos mistérios, verdades e mentiras que cercam o Latisse.

Para quem não conhece o Latisse vale uma pequena introdução. Esse produto foi criado a partir de um colírio para glaucoma que tinha como efeito colateral o crescimento dos cílios. Os médios e cientistas exploraram esse “efeito” e desenvolveram o Latisse, que não deve ser usado como colírio e tem suas dosagens muito exatas para fazer com que os pêlos ciliares cresçam, ganhem volume e espessura sem riscos como alterar a pressão do olho ou a pigmentação da íris. Nós duas já tínhamos ouvido falar algumas histórias de “telefone sem fio” que envolviam esses efeitos.

Depois dessa conversa com eles, nós entendemos muitos detalhes sobre o processo de uso desse medicamento e passamos a ver esse produto com outros olhos. Os dois foram muito sérios esclarecendo todos os detalhes.

Quem tem cílios muito pequenos, que não valorizam o rosto, deve conversar com seu dermatologista. No nosso ponto de vista isso é um tratamento médico e deve ser prescrito pelo seu dermato de confiança!

Como funciona o crescimento dos cílios (sem e com o Latisse)?

Em geral os pêlos crescem durante 2 meses e demoram mais dois meses para começar a cair e dar espaço para novos fios e assim sucessivamente. Com o Latisse esse processo muda, durante os dois meses de crescimento os cílios crescem duas vezes mais. Além do tamanho do pêlo aumentar, acontece também o aumento de espessura (ganhando volume) e a maior pigmentação do fio (que fica mais escuro). Ou seja, ele promete cílios naturais com um efeito incrível.

O produto deve ser usado a longo prazo para que os pêlos que estão nascendo cheguem no mesmo tamanho dos demais, mas isso nunca deve ser determinado pelo paciente. Os médicos devem ir administrando a peridiocidade do uso de acordo com o resultado, no nosso ponto de vista o acompanhamento do dermatologista é fundamental.

Os tais mitos que lemos por aí:

Nós tínhamos medo do produto por conta dos mitos que rolam “via disse que me disse”. Muitos diziam que a ANVISA não havia liberado o produto por aqui – o que pelo que eles conversaram conosco é mentira e o produto está sendo comercializado nas farmácias. O produto é liberado como medicamento (estético – para o crescimento de cílios) nos EUA, na Europa e em vários lugares, inclusive no Brasil. Ele é categorizado como medicamento pois precisa/ deve ter um acompanhamento do dermatologista, por esse motivo, ele não está na categoria de cosméticos.

Outro mito bem popular é que diziam que pessoas de olhos claros são contra indicadas. Na verdade não é bem por aí. Falavam que a pigmentação dos olhos pode ser alterada com o uso do produto. Eles nos explicaram que na verdade isso pode acontecer com quem usa há muito tempo o colírio para glaucoma (com o mesmo princípio) diretamente no globo ocular. Como o Latisse não deve ser aplicado nos olhos e sim na pele acima dos cílios isso não é um problema. Se uma gotinha cair eventualmente não é um problema. Nem mesmo é um risco para a saúde, mas é FUNDAMENTAL seguir as regras detalhadas de aplicação.

Várias vezes eles ressaltaram que o segredo do bom resultado está na aplicação cuidadosa. Na maioria dos casos o resultado é promissor e maravilhoso.

O que de fato pode acontecer com uma parcela pequena das pacientes é uma pequena irritabilidade inicial. Como com alguns produtos tópicos de pele ou mesmo os cremes anti idade da região dos olhos. Quando isso acontece o médico tem que espaçar mais os dias de uso e daí parece que qualquer desconforto passa. O Dr. André diz que quando necessário, ele reorganiza um novo cronograma de uso e normalmente todas as pacientes se adaptam e amam o resultado.

Os cuidados necessários:

Na grande maioria dos casos o produto não tem nenhum efeito colateral. O importante é cuidar de fazer todos os passos da aplicação conforme a bula. Cada aplicação demanda um pincel diferente para cada olho. Não vale economizar pois um pincel mais umedecido pode deixar vestígios do produto cair nos olhos e isso deve ser evitado, para garantir que não haja nenhum efeito colateral. Cada gotinha precisa de um pincel.

O pincel deve ser usado para passar o produto como se ele fosse um delineador. Ou seja, na pele rente aos cílios. Por isso os efeitos colaterais não são os mesmos das dosagens do colírio do glaucoma, que é pingado diretamente no globo ocular.

De acordo com eles a aplicação correta é o segredo do bom resultado do Latisse.

Nós não temos muitos problemas com os nossos cílios, mas como sabemos que esse produto já deu o que falar adoramos ter sido convidadas para essa conversa. Achamos bem legal compartilhar com vocês o que aprendemos sobre o produto, sempre rola alguém interessada no assunto.

Quem já usou pode compartilhar a experiência conosco! 

Importante: O (f)utilidades adverte, não compre esse medicamento sem um acompanhamento do seu dermatologista! Um profissional sério é quem pode te ajudar a obter um resultado incrível.