Browsing Tag

celular

0 em Autoconhecimento no dia 09.10.2018

Celular assim que acordar? Parei. E vou contar o que eu aprendi com isso

Como é a rotina de vocês antes de acordar? Provavelmente igual a minha: abre o olho, pega no celular e quando vê, faz tudo voando. Eu não sei vocês mas se tem algo que acaba com o meu humor é justamente isso, ter que fazer tudo correndo porque perdeu tempo. Começar o dia fazendo as coisas no piloto automático sempre me dá uma sensação ruim, de correria, de que nada está sendo feito da maneira que deveria e isso me frustra muito. Então, comecei a tentar me planejar melhor e calculei quanto tempo preciso pra fazer todas as coisas necessárias antes de sair de casa – e sem me tirar horas de sono.

Tinha tudo para dar certo, eu consegui acordar todos os dias no horário proposto, porém, em algum momento – ok, muitas vezes – a primeira coisa que eu fazia no dia envolvia pegar o celular. Seja com a desculpa de ler as notícia do dia ou responder mensagens, acabei descobrindo que pegar o celular era o que mais atrapalhava minha manhãs em esferas que iam além do tempo. 

Me propus, a princípio por um mês, a só pegar no telefone quando fosse a hora de sair de casa. E isso teve efeitos muito positivos em diversas áreas da minha vida: vou dividir com vocês.

foto: Ella Jardim

foto: Ella Jardim

Sem celular, tive tempo para fazer as coisas

Não é à toa que o tempo é o ativo mais valioso na vida das pessoas. Sem pegar no celular, tive tempo para fazer todas as coisas que eu gostaria na manhã, sem pressa. Pude preparar meu café da manhã sem ir na opção mais prática e óbvia, escolhi melhor minhas roupas, tive tempo até mesmo de passar delineador sem pressa! Esses momentos comigo mesma fizeram meu dia melhorar consideravelmente.

Não começo o dia me julgando

Se vou em algum portal de notícias, ou até mesmo no Instagram, sei que em algum momento, acabo correndo o risco de me comparar. Por mais que eu esteja atenta a essa movimentação e por mais que eu considere essa questão controlada na minha vida, por mais que eu saiba a roubada que é se comparar. Sem olhar nada, não me sinto menos na moda ou menos produzida, ou menos o que quer que seja. Me sinto sendo eu mesma, conectada comigo, vivendo o que gostaria de fazer e não o que estão me sugerindo fazer.

Posso incluir uma atividade no meu dia

Yoga, pilates, uma caminhada na beira da praia ou até ler um capítulo de um livro. Todas essas coisas me fazem sentir bem, melhoram a minha saúde e a minha qualidade de vida. Agora tenho tempo pra elas, justamente porque não estou mais olhando meu celular por uma parte do meu dia. Em dias que trabalho até mais tarde, uso esse tempo para dormir mais um pouco também, acho justo e importante para o meu dia seguinte. São 20 ou 30 minutos que passavam muito rápido enquanto eu estava ali, apenas subindo a tela do celular deitada na cama.

Desacelerei (no bom sentido)

Minha rotina é corrida (se a de alguém aqui não for, meus parabéns!), e celular já dá pra gente um senso de urgência. É mensagem pra responder, grupo pra se atualizar, email do trabalho que a gente não resiste e dá uma olhada e quando vê tá respondendo e…correndo. Gera uma ansiedade dentro da gente que muitas vezes a gente nem sabe de onde está vindo. Sem mexer no telefone pela manhã, descobri que nada é tão urgente que não possa esperar um pouco, que vou conseguir responder todo mundo na maioria dos dias, que as tarefas não vão se acumular se eu não começar a resolvê-las naquela hora. E isso me deixou menos ansiosa, mais concentrada e mais tranquila de saber que é possível realizar tudo sem correr tanto.

Já pensou em fazer esse teste? Experimenta e depois me conta!

2 em Brasil/ Publieditorial/ rio de janeiro no dia 09.02.2015

Desafio GALAXY K ZOOM CLICKS: O Rio do futilidades (2)!

Em setembro, dividi com vocês minha experiência com o Samsung Galaxy K Zoom durante a semana de moda de NYC e contei por aqui quais foram minhas primeiras impressões. Em outubro, o aparelho chegou aqui em casa e me joguei nessa primeira experiência full time com o Android. Vim usando essa plataforma e gostando bastante.

primeira imagem

foto dele no meu look no SPFW | olhem como o zoom funciona

joana

Foto mostrando ele para vocês durante o passeio de dezembro!

Como disse desde o começo, o maior diferencial desse celular é sua câmera. Todo mundo à minha volta fica curioso quando o zoom abre. As pessoas acham que é uma lente acoplada no celular e quando elas vêem que é de fato uma câmera, ficam impressionadas. A verdade é que é difícil definir se o aparelho é uma câmera que é smartphone ou se é um smartphone com uma super câmera. Na prática tanto faz, ele acaba sendo um pouco de tudo isso.

No post de novembro contei um pouco sobre o desafio de fotos entre o Rio e SP que a Samsung lançou. A brincadeira se chama Galaxy K Zoom Clicks e eu tirei um dia de folga para fazer altas fotos, pode vir espiar aqui.

Desta vez não foi muito diferente, eu e Gabi tiramos uma tarde de dezembro para curtir o Pão de Açúcar, passear nos bondinhos, ver a vista e terminamos o dia na mureta da Urca. Esse dia carioca bem turístico rendeu muitas risadas.

selfie

Logo que chegamos com o tempo ainda melhor! :P

samsung fotos rio

Vista do segundo morro! :)

samsung K Zoom Rio

E a altura? #tenso

samsung-zoom-

O zoom da câmera é CHOCANTE!

samsung-7

brincando com os filtros e modos da própria câmera!

samsung-5-zoom

Mais um detalhe para mostrar o Zoom!

rio de janeiro

A vista do morro da Urca, o primeiro!

rio de janeiro pão de açucar

Mais uma vista do segundo, do Pão de Açúcar! ;)

samsung-por-do-sol

O por do sol, com o modo de pôr do sol da própria câmera!

samsung-2

fotografando os acessórios no fim de tarde na Mureta da Urca!

Por incrível que pareça, as fotos do fim de tarde não têm nenhum filtro, elas foram tiradas no modo por do sol, que transforma qualquer por do sol bonitinho em algo deslumbrante. #quemnunca

Você não precisa ser nenhum fotógrafo para entender o que o aparelho pode oferecer, os modos fotográficos são muito legais e é simples e intuitivo navegar de um para o outro. Sem contar que você pode organizar os modos do jeito que quiser, na ordem que desejar, deixando sempre a mão os que você usa mais.

Para quem me perguntou como foi a adaptação para o Android, eu digo o seguinte; minha vida ficou muito mais fácil com tudo vinculado aos meus e-mails do Google. Minha agenda do celular ficou a mesma do meu email (sincronizada simultaneamente), minha loja de aplicativos ficou vinculada à minha conta no Google e assim pude baixar e subir arquivos diretamente do meu Google Drive com a maior facilidade. A verdade é que essa “amizade” entre o Google e o meu Samsung deixou minha vida mais fácil.

ultima arte

A verdade é que sempre é fácil se acostumar com coisa boa, né?

Se vocês quiserem, depois eu conto quais aplicativos que mais usei nesses meses  e quais deixaram tudo ainda mais fácil!

Quem será que vai levar esse desafio? Nós, cariocas ou as nossas amigas paulistas? Vocês podem espiar mais posts com fotos do Rio no Fashionismo e no Starving!

Beijos

publipost

0 em Comportamento/ Publieditorial/ Variadas (f)utilidades no dia 18.11.2014

Desafio Galaxy K Zoom Clicks: O Rio do Futilidades!

Lembram do Galaxy K Zoom, o celular que experimentamos durante a NYFW e contamos tudo aqui no blog? Então, a Samsung criou uma brincadeira super legal com esse aparelho! O Galaxy K Zoom Clicks é um desafio super legal onde bloggers do Rio vão enfrentar bloggers de SP, buscando as melhores fotos possíveis.

Nessa história tem 6 blogs envolvidos, no Rio somos nós, Starving e Fashionismo. Em SP, temos Lalá, Cris Tamer e Mari Saad. Nós adoramos as meninas, mas não vamos negar que queremos ver o Rio campeão nessa! Até a Carla, que mora em SP e ama, acha que a Cidade Maravilhosa tem que ganhar da Terra da Garoa (que não tem garoado muito, mas isso é assunto para outra hora). Sim, somos bairristas apaixonadas mesmo!

rio-de-janeiro

Para caprichar muito nesse primeiro post, eu e a Gabi resolvemos dividir com vocês um perfeito dia de folga no Rio de Janeiro.

Assim, passamos o dia 13 de outubro nas ruas curtindo um monte de coisa que a gente ama nessa cidade. Tudo nas lentes desse celular que mais parece uma câmera, e que registra fotos como nenhum outro faz.

Eu busquei a Gabi em casa e juntas resolvemos começar nosso dia de folga no Mirante do Leblon, perfeito para tomar uma água de coco e ver o Rio de Janeiro de uma vista linda!

E a brincadeira de fotos começou assim:

mirante-do-leblon-2 Mirante-leblon-HDR

Depois de encarar um modo paisagem, resolvi ver como funcionava o modo panorâmico. Fiquei encantada com o 360º e mais ainda com os recortes de tal foto, que é super rica em detalhes e, mesmo com um super zoom, não perdeu qualidade!

Separei o recorte para vocês:

uma-foto-e-seus-recortes

Conversa vai, conversa vem, a gente sentou para tomar um coco e lá fomos nós encarar o modo de auto retrato (que a gente apelidou carinhosamente de modo Selfie).

Nele, você é avisado pelo selfie alarm quando os rostos estão reconhecidos e o foco está pronto e daí, 3 fotos seguidas são tiradas. Parece que até que o celular faz milagre, as fotos abaixo não tem NENHUM tratamento, elas saíram assim do celular.

selfie-2 selfie-1

Depois eu e a Gabi colocamos a câmera no modo de “embelezar” e saiu essa foto super legal minha, que reflete a alegria de estar passeando nessa minha cidade que eu amo:

modo-embelezar

Após o mirante fomos para a praia de Ipanema, acompanhamos uns jogos de altinha contra a luz, ficamos namorando o visual do Morro Dois Irmãos na paisagem e por fim, comemos biscoito Globo, tomei mate e fiquei curtindo a paisagem, como todo carioca deveria fazer…

Quando você liga a câmera, aparecem umas dicas para você explorar ao máximo todos os recursos disponíveis (quando você já estiver craque, pode desmarcar essa opção). Na NYFW eu não dei muita bola para isso, mas dessa vez resolvi prestar atenção e brincar mais um pouquinho. Fiz uns testes com o quadradinho do foco e da exposição para conseguir diferentes tipos de fundo.

calçadão praia-altinha-1 praia-2

E quem achou que parou por aí, se engana. Ainda subimos o Horto, fomos na Vista Chinesa (que com a névoa de segunda não estava tão linda), fizemos muitas fotos, testamos vários filtros e depois descemos.

vista-chinesa-0 vista-chinesa

A vista com um filtro do celular!

vista-panoramica-2

Para fechar as fotos com luz natural, fomos ver o pôr do sol na Lagoa, um dos meus lugares favoritos da cidade. Achei o fim do dia abençoado e uma delicia poder dividir aqui com vocês.

lagoa-por-do-sol

Depois que o sol “caiu” fomos para a Cobal do Humaitá fazer uma horinha, ver a feira e as flores e esperar para jantar… Lá, resolvemos brincar com a função macro, para capturar detalhes com a câmera.

lirio-macro bromelia feira-2 alho-foto-macro

Por fim, fomos jantar num restaurante que a gente ama, o Irajá Gastrô. Aproveitamos para fotografar a entrada com pouca luz (o pão de queijo de tapioca) e o meu prato – uma massa de baroa com funghi – com flash. No próximo post vou por mais fotos com flash, mas já gostaria de deixar claro minha súbita preferência pelo flash desse aparelho. E isso que eu nem sou a mais fã de flash.

pao-de-queijo

Foto em ambiente fechado sem flash, com a luz de lá

prato

Foto com Flash para mostrar a função.

Assim terminou nosso perfeito dia de folga que nós preparamos para dividir um pouco do nosso Rio com vocês! Amamos esse desafio, foi das coisas mais legais que já fiz com o blog.

Para quem ama uma boa câmera em um smartphone, eu recomendo estudar o Samsung Galaxy K Zoom com muito carinho. Com uma conta do Google eu baixei todos os apps que adoro (eles foram usados nesse post) e assim ficou fácil brincar de fotografa por um dia.

A câmera dele é indiscutivelmente a melhor que já usei em um celular, com 10x de zoom óptico e 20.7 Megapixels. As fotos são de altíssima resolução, o foco é mesmo um diferencial e as funções são tão boas – ou melhores – do que muita câmera de bolso. Vale a pena explorar todos os modos que ele sugere, aos poucos você começa a se sentir um Mario Testino no celular.

Gostaram do nosso Rio nessas lentes? A gente amou!

Beijos

publipost