Browsing Tag

bio extratus

0 em Beleza/ Cabelo/ Patrocinador no dia 14.11.2018

Chegou a Linha Umectante com óleo de coco e alto poder antiressecamento

Geralmente eu venho aqui falar de produtos da Bio Extratus que eu já usei, já aprovei e recomendo. Hoje eu farei o caminho contrário e vou falar de um produto que foi lançado semana passada. Ele ainda não chegou na minha casa, mas já estou louca pra contar? O motivo: realizaram meu sonho!

Explico: há uns meses atrás, estava andando na farmácia com uma amiga e me deparei com uma cena curiosa. Uma prateleira onde TODOS os produtos tinham um ativo em comum: COCO. Sim, eu já li sobre os milhões de benefícios do óleo de coco. Sei que ele é ótimo para varias situações. E também sei que o segredo do cabelo da Yasmin Brunet é óleo de coco. Mas eu não imaginava que o bendito estava fazendo o maior sucesso aqui pelos EUA também.

Quando vi, a primeira coisa que fiz foi falar com as meninas do marketing da Bio Extratus. Afinal, eu só uso produtos da marca, então se algo ainda não existe, a gente sugere. “Vem cá, até aqui o coco tá fazendo sucesso. Quando a Bio Extratus vai lançar a própria linha??”. Isso foi em Julho. Recebi como resposta “Fala com a Janaína, ela que é responsável por isso”. Sim, Janaina é a farmacêutica responsável por cada um desses produtos que vocês veem a gente falando (e acabam amando também.)

Falei meio por alto sobre o assunto quando encontrei com ela na fábrica, mas a conversa não me pareceu ter dado em nada. Pois bem, eis que descubro no final do mês passado que eles estavam era mantendo segredo. E semana passada meu desejo se tornou realidade.

A Linha Umectante já é uma realidade que estará chegando em breve nas prateleiras.

linha-umectante-bio-extratus

E por quê esse nome, umectante? O que é a umectação?

Quem está familiarizada com tratamentos capilares, sabe que existe um procedimento com esse nome e o óleo de coco é um dos óleos mais indicados para ele.

Para quem não conhece, umectação é uma forma de nutrir e hidratar os cabelos, principalmente os cacheados – que são naturalmente mais ressecados. Ela consiste em umedecer os cabelos com óleos, de forma que eles cresçam saudáveis e sem danos.

A Linha Umectante visa fazer exatamente isso tudo, de uma forma bem mais completa do que apenas usar óleo de coco. Ela conta com shampoo, condicionador, banho de creme, finalizador e a manteiga de coco.

E quais são seus produtos?

A linha inteira tem alto poder antiressecamento, mas cada produto tem sua importância no passo-a-passo. O shampoo é feito para agir na fibra capilar de dentro para fora, iniciando o processo de nutrição e hidratação. O condicionador age, além da hidratação, na regeneração dos fios. O banho de creme é altamente umectante. Ele garante a hidratação máxima, além de nutrição profunda.

A manteiga é aquele sachê de 60 segundos, perfeita para aqueles dias de pressa e com umectação máxima. Por último, o finalizador, que conta com proteção solar e, além de ser antiressecamento, protege os fios das agressões externas. Vento, calor, chapinha? Protege de tudo.

Para quem gosta de fazer outros tipos de tratamentos no cabelo, essa linha é perfeita para a etapa de Nutrição do Cronograma Capilar. E todos os produtos – menos o shampoo – estão liberados para quem faz low poo.

linha-umectante-bio-extratus-3

A Joana vai começar a experimentar antes de mim, mas eu só sei que estou maluca para testar. Meu cabelo funciona muito bem na etapa de nutrição e eu estou louca para ver o poder do óleo de coco. Quando eu finalmente conseguir experimentar, pode ter certeza que volto aqui para contar!

0 em Beleza/ corpo/ Destaque no dia 02.11.2018

Propomel para áreas ressecadas, espinhas, queimaduras, mordida de mosquito…sim, basicamente em tudo!

A gente já falou algumas vezes sobre o Propomel, um produto da Bio Extratus que é basicamente milagroso. Segundo o site da Bio Extratus, ela suaviza, protege e age para combater irritações da pele, principalmente pés e lábios. Eu acho que eles estão sendo muito modestos na explicação dessa pomada.

Só para vocês terem uma ideia, peguei o primeiro post que fizemos sobre ele, lá em 2015, e resolvi mostrar para vocês alguns dos comentários que fizeram. Só para vocês entenderem que ele serve para basicamente tudo!

comentarios-propomel

Sim, quando a gente fala que ele é 1001 utilidades, a gente não está brincando. Como o nome já diz, o Propomel é feito com apenas dois ingredientes.

O própolis, que é um ativo completo com efeito cicatrizante, antimicótico e anti-séptico.

E o mel silvestre, uma substância rica e nutritiva com função calmante.

Eu nunca usei para espinhas nem machucados, mas tenho usado bastante para áreas ressecadas e mordidas de mosquito, e funciona muito bem toda vez. Mas hoje, ao invés de ficar aqui, falando todas as maravilhas que ele é capaz, eu vim mostrar os resultados.

Passei uma semana usando em algumas áreas ressecadas do meu corpo, como calcanhares, boca e em uma queimadura. Essa última surgiu no meio do teste e resolvi registrar também. Várias pessoas relataram que funcionam para queimaduras, então pensei: “por que não?”.

foto tirada de um dia para o outro, depois de ter passado a noite com Propomel + meia

foto tirada de um dia para o outro, depois de ter passado a noite com Propomel + meia

Desde que mudei, tenho percebido que meus pés foram os que mais sofreram. O tempo as vezes não ajuda, eu ando à pé infinitamente mais do que eu andava quando morava no Brasil. Para fechar, se antes eu ia à pedicura de 15 em 15 dias, hoje eu faço uma vez por mês. O resultado disso são pés beeeem ressecados, principalmente na área do calcanhar.

Quando isso acontece, mais ou menos umas 3 vezes na semana eu passo Propomel quando vou me deitar e durmo de meia.

A diferença é gritante já a partir da primeira noite, como dá para ver pela foto!

A boca fica super hidratada e os cortes por ressecamento melhoram rapidinho. Mas o melhor é usar Propomel antes de dormir. Para usar durante o dia ele pode ficar um pouco melecado.

A boca fica super hidratada e os cortes por ressecamento melhoram rapidinho. Mas o melhor é usar Propomel antes de dormir. Para usar durante o dia ele pode ficar um pouco melecado.

Agora que o frio está chegando é a hora que minha boca mais sofre. A combinação tempo seco + calefação é destruidora e a única coisa que resolve é Propomel.  Volta e meia eu gosto de misturá-lo com açucar para fazer uma esfoliação hidratante, e super funciona! Esse antes e depois é imediato, é passar na boca e já sentir a hidratação. Mas eu ainda prefiro dormir com Propomel, porque para o dia ele não é o produto mais prático para a região da boca (sem contar que fica com gosto de mel e propólis em tudo, o que não é ruim hahaha)

a segunda foto foi tirada dois dias depois. No caso, eu passei Propomel várias vezes por dia e durante a noite.

a segunda foto foi tirada dois dias depois. No caso, eu passei Propomel várias vezes por dia e durante a noite.

Esse post atrasou porque no meio do caminho eu acabei queimando meu dedo e a área logo ficou vermelha e sensível. Tudo bem que queimar o dedo nunca vai ser bom, mas como queimadura era a única coisa que eu nunca tinha testado passar Propomel – e é uma das utilidades do produto que mais falavam – achei que pelo menos pra isso valeu a pena! Em 2 dias usando várias vezes por dia, a vermelhidão já tinha ido embora e a queimadura estava praticamente curada.

Lá no post de 2015 uma das maiores reclamações que recebemos era sobre a dificuldade de encontrar o Propomel. De fato, por mais maravilhoso que ele seja, muitos revendedores compram apenas produtos para cabelo, e por causa disso, fica realmente bem difícil de achar.

A boa notícia é que agora dá para encontrá-lo na loja online da Bio Extratus! A embalagem de 30g custa R$20,90 e justamente por ser um produto bem espesso – e por causa disso não precisa passar muito – a durabilidade dele é bem boa. Aproveitem!

E quem conhece a Propomel, usa de outras formas?

3 em Autoestima/ Patrocinador no dia 27.07.2018

Uma semana especial que me fez rever minha autoestima profissional

Preciso confessar uma coisinha para vocês. Ao contrário da Jô, nunca tive grandes problemas com autoaceitação corporal. Claro que já me senti inadequada em diversos ambientes, já entrei e saí de dietas e tenho uma questão com meus peitos que até hoje descubro que tem coisa que ainda está mal resolvida, mas nada disso me fez adoecer para conseguir me encaixar em um padrão.

Em contrapartida, tenho questões de autoestima que vão muito além da aparência, e em vários momentos minha maior questão se encontra no ramo profissional. Por inseguranças que eu ainda não entendi, nunca me achei boa no que fazia, tampouco achava que o meu trabalho era digno de grandes feitos. Em entrevistas de emprego eu sempre fui o poço da insegurança, apresentava meu portfolio como se estivesse apresentando um trabalho mal feito para o professor, morrendo de vergonha.

Inclusive, um dos motivos para criarmos o Futi foi justamente arrumar uma outra forma de apresentar o nosso trabalho para as marcas. Nossa ideia era que o blog nos ajudasse a conseguirmos trabalhos dentro da indústria da moda, e conseguimos. Entramos na área e trabalhei por anos fazendo produção de conteúdo para marcas, mas o Futi sempre permaneceu firme, forte e o trabalho principal. Mesmo assim demorou para eu falar com todas as letras o que eu era. Eu sempre dava outros nomes para o trabalho, antes de falar que eu era blogueira. Toda vez que falava essa palavra, vinha à tona na minha cabeça todas as críticas e deboches que já ouvi (detalhe: nenhum direcionado à mim) nesses 8 anos de blogueiragem. Ainda levava na minha cabeça a imagem da mulher desocupada, fútil (é até irônico perceber que eu pensei no nome do blog como uma ironia às críticas e mesmo assim me deixei afetar) e que não precisava trabalhar – e praticamente esquecia que nós duas temos uma empresa real, com cash flow, impostos mil a pagar e varias pendências para entregar.

Em 2016, me mudei de país e virei mãe/dona de casa em tempo integral. É engraçado pensar que o blog me salvou nessa época, porque me manteve ativa profissionalmente e com objetivos além das tarefas domesticas. Mas ainda assim me pegava falando que “eu tinha um blog” ao invés de dizer a tal palavra “blogueira” toda vez que me perguntavam o que eu fazia.

Daí veio o #paposobreautoestima e tudo mudou. Foram eventos, pool parties, piqueniques, matérias em veículos que juraram para a gente que nunca sairíamos, envolvimento cada vez maior com as leitoras, milhões de responsabilidades que nunca tivemos e nossa carreira de blogueira praticamente alçando níveis nunca imaginados por nós quando criamos o Futi lá em 2010. Mesmo assim, toda vez que ia falar de cada conquista que tivemos, parecia que tinha algo dentro de mim que me incentivava a não falar muito sobre meu trabalho. Uma voz chamada insegurança me fazia crer que era melhor eu ser humilde e não ficar me gabando das minhas conquistas. Imagina só, foi recentemente que me peguei surpresa de saber que amigas minhas queriam ir para os eventos que eu fazia porque de fato elas gostavam do meu trabalho, e não porque elas estavam ali apenas para me prestigiar! Já deu pra ver que existia um problema de autoestima profissional ali, né?

bio-extratus-2

Essa semana que passou, algo mudou de verdade na minha autoestima no que tange a percepção da minha carreira. Foram 4 dias de trabalho intenso com a Bio Extratus e eu jurava que o motivo da mudança era a viagem em si. Foi significativa por ter sido a primeira pós maternidade, a primeira que eu senti que larguei tudo para me dedicar exclusivamente ao trabalho, a primeira que me fez ficar dividida, porém realizada.

Mas não foi só isso. Ali, em meio às mais de 12 horas de trabalho por dia, pude ver com meus próprios olhos algo que a Joana já me falava há séculos, mas que eu, com a minha nuvem de insegurança profissional, não conseguia entender. Mesmo sabendo no quanto a equipe de Bio Extratus acredita na gente (afinal, já são 4 anos trabalhando juntos, né, se isso não é acreditar…) foi só ali, olhando nos olhos de cada pessoa que participou da maratona e convivendo com elas que eu consegui alcançar do tamanho da nossa importância. Do quanto o tom do nosso trabalho com o papo sobre autoestima é importante pra marca. Ficou claro o quanto a empresa acha fundamental que levemos a nossa mensagem pra mais longe e o como era importante que contássemos sobre nossos aprendizados para todas as pessoas envolvidas na campanha #amesuanatureza.

bio-extratus-4

E de repente me vi ali, logo eu, que sempre me senti desconfortável em frente às câmeras, estava topando tudo. Inclusive topei fazer uma campanha – SOZINHA. Gravando, tirando foto, praticamente me sentindo em um episódio de Bio Extratus’s Next Top Model e, para minha surpresa, estando completamente à vontade naquele ambiente. Em nenhum momento me peguei em hábitos que eu tinha há alguns anos, isso é, achando erros, me sentindo inferior, com as orelhas fervendo de tanta vergonha e querendo simplesmente sumir e desistir de tudo. Eu não sei se consigo passar nesse parágrafo o tamanho da minha surpresa com essa versão minha que eu nem sabia que existia, mas só posso assegurar que foi grande. 

Só sei que voltei com uma autoconfiança que eu nem sabia que existia, completa como me senti no último piquenique em Nova York ou até mesmo no bate papo que fiz com a Nina Gabriella e a Fabi Saba por lá. Aos poucos consigo ver que valorizar o que eu faço não tem nada a ver com não ser humilde. Eu posso, sim, falar em voz alta sobre as lindas mensagens que recebemos ou sobre o quanto percebo como nosso trabalho faz diferença na vida de várias pessoas. Sai dali mais confiante que nunca de que a Bio Extratus confia em mim tanto quanto eu confio neles e me fez ver a real importância de ser embaixadora de uma marca como essa.

A semana que passou mexeu ainda mais na minha autoestima, foi um marco que me ajudou a deixar ainda mais claro tudo que o #papo tem feito por mim. Ao abrir tantas inseguranças para vocês nesse post só me resta dizer que cuidar da minha autoestima profissional tem sido muito importante para me deixar mais autoconfiante. Para todas foram muitas fotos, vídeos e conteúdos que vocês verão ao longo do semestre, para mim foi muito mais do que isso, consegui enxergar em mim um valor que estava um pouco perdido.