Browsing Tag

amor

0 em Relacionamento no dia 07.11.2018

Uma história de amor não precisa ser triste para ser bonita

Recentemente fui ao cinema assistir “Nasce Uma Estrela”. Desde que comecei a ler os primeiros elogios, fiquei curiosa até o momento que eu pisei na sala. Achei o filme lindo. Estou impressionada tanto com Bradley Cooper quanto com Lady Gaga. E sim, a trilha sonora não sai da minha cabeça – e da minha playlist. Mas na verdade fiquei pensando mesmo foi na história, que apesar de ser ótima para o cinema, não deve ser algo nada legal de se viver pessoalmente. Calma, não vou dar spoiler.

Quero ir além da crítica do cinema e da história em particular, mas usar o exemplo da história do filme pra conversar sobre relacionamentos. Temos uma ideia de que toda história de amor é mais bonita quando é sofrida, ou triste. Olha ao seu redor. Pense em filmes clássicos de romances e me diz se isso não te passa a ideia de que o amor, para ser grande, precisa ser muito sofrido? Ou na ideia que o amor de uma mulher é capaz de mudar um homem? Então.

"Você pode ferrar a sua vida, mas você não vai ferrar a minha

“Você pode ferrar a sua vida, mas você não vai ferrar a minha”

Eu acredito, sim, que o amor pode crescer nas dificuldades. Mas acredito que as chances dele acabar são proporcionais. Eu sei que a vida não é só um mar de rosas. Mas eu acho que um amor não é maior ou menor pelo tamanho do sofrimento de quem o vive. O único problema é que esse pensamento ainda é bem perpetuado, e muita gente se sujeita a situações que não precisam estar, acreditando que vivem um amor bonito só porque ele é sofrido.

Amor é pra ser bom, é pra ser um alento no meio das dificuldades da vida.

A pessoa que você ama precisa, sim, te amar de volta. E não de uma forma que te faça sofrer ou que te faça abrir mão do que é importante para você. Que não te afaste de quem você goste, que não te mude. O relacionamento pode até tirar algumas lágrimas, pode até ter momentos em que um lado tem que ser mais forte para equilibrar o outro, mas isso não pode ser uma constante. Não em um relacionamento saudável.

>>>>>> Veja também: Em um relacionamento, eu quero ser uma laranja inteira <<<<<<

Não permita que alguém te faça acreditar que o seu sofrimento faz o seu amor ser maior. Não deixem que alguém te faça acreditar que seu amor só tem valor se vier carregado de sofrimento. Essas histórias tristes não precisam fazer parte da sua vida. Amor bom é simples, é descomplicado. Que passa por dificuldades, pode ter momentos muito difíceis e até tristes, mas não é feito disso. O amor cresce na tristeza quando os dois têm um ao outro para vestirem juntos a camisa diante dos momentos ruins. Se um lado está levando nas costas todos os problemas sempre, se apenas um lado está sofrendo, dica: esse amor não é engrandecedor. E dica: muitas vezes esse tipo de amor não vai te trazer nada além de sofrimento. É melhor deixar isso para os filmes mesmo.

8 em Convidadas/ Mayara Oksman/ Relacionamento no dia 01.02.2018

Minha última carta para você

Oi,

Estou ensaiando essa carta na minha cabeça há algum tempo. Decidi, para me proteger, que apenas colocaria tudo no papel quando estivesse bem o suficiente para isso. Quando estivesse forte o suficiente para colocar esses sentimentos em palavras, sem gastar tanta energia para isso. Quando fosse mais simples e menos doloroso.

Há algumas semanas me sinto pronta, mas só hoje, diante dessa insônia que me atacou, decidi escrever. E sendo a louca das datas que sou, me dei conta de que completei seis meses sem você. Seis meses sem você mais ou menos, né, porque nesse meio tempo você fez questão de não sumir da minha vida. Você fez questão de me dar migalhas de esperança. Você ia e voltava, você me manipulava.

E você achou que ia continuar nessa, mas eu cansei. Exausta, já bem no fundo do buraco criado no meu coração, eu cansei. Cansei de achar que um dia você ia mudar, que um dia você ia amadurecer, ser menos egoísta, menos abusivo, menos mau caráter. É muito duro para mim escrever isso sobre você, mas infelizmente é a verdade.

Demorei para cansar porque achava que o amor que você sentia por mim era maior que tudo isso. Que o respeito por mim era maior que tudo isso. Que, no final, eu e você, você e eu, era o que realmente importava. Que você estava só passando por um momento difícil (como se eu estivesse navegando em mares tranquilos) e que tudo ia passar.

mayara-1

 

Também demorei para cansar porque insisti em ignorar meu instinto. Eu sabia, acho. Bem lá no fundo eu sabia, em dado momento do nosso namoro, que algumas coisas estavam erradas. Que não deveria ser daquele jeito. Que eu merecia mais do que o que eu estava recebendo. Mas eu ignorei meu instinto e lutei. Talvez tenha errado ao lutar, mas senti que era o melhor a fazer.

Lutei pelo que eu achava que valia à pena lutar. Lutei pelo meu primeiro amor, pelas coisas lindas que eu sentia ao estar do seu lado, pelo que eu achava que a gente podia se tornar no futuro, por todos os esforços que fizemos. Minto. Hoje vejo que, na verdade, lutei por todos os esforços que eu fiz. Sozinha, na maioria das vezes.

Gostaria de poder escrever essa carta apenas com gratidão no meu coração. Gratidão pelos momentos realmente mágicos, pelas risadas, pelo amor que eu senti cruzar oceano, que fez meu coração bater mais forte. Eu sei que eu fui amada.

Mas apesar da gratidão, hoje eu escrevo também com pesar. Pesar em saber que você não vai mudar tão cedo. Pesar em saber que você já quebrou um coração antes do meu. E que ainda vai machucar outro depois.

Espero, de verdade, que eu esteja errada. Mas, infelizmente, é isso que você faz. Esse é o seu padrão. Você chega chegando, arrancando suspiros, encantando fácil, criando laços, sendo apaixonante. E, de uma hora para outra, decide ir embora como um furacão, abalando todas as estruturas, fazendo tudo ir ao chão e deixando devastação por onde passa.

Considerando que você não vai mudar tão cedo, passo a falar agora com o próximo coração que decidir se entregar para você. Que esse coração seja mais cauteloso. Que esse coração dê mais atenção ao seu instinto. Que esse coração não ignore o alarme silencioso quando este tocar dentro do corpo. Que esse coração saiba que merece ser muito feliz e que não se contente com as migalhas que você bem sabe distribuir.

WhatsApp-Image-2018-01-22-at-14.34

Quanto a mim, espero que eu tenha aprendido algumas (muitas) lições. Espero conseguir olhar bem fundo dentro de mim e entender por que aguentei algumas atitudes suas. Espero ter aprendido a seguir minha intuição, porque caramba! A intuição nunca erra. E espero que eu não tenha medo de sentir de novo, de me jogar de novo, de amar e de deixar outros me amarem, de deixar um novo alguém entrar na minha vida.

Um super beijo para o coração sorridente e alegre que veio antes de mim. Muita sorte e força para o coração que vier depois.

E apesar de tudo, não te desejo nada de ruim não. Desejo além! Desejo que você tenha mais consciência das consequências dos seus atos, mais maturidade, mais cuidado com os outros e que seja menos egoísta. Desejo, no fundo, que você também seja feliz.

Falei mais do que imaginava, então fico por aqui. Um beijo, um cheiro, tchau.

5 em Inspire-se!/ Moda no dia 14.02.2010

Inspire-se! Love tees

Com a correria de carnaval/feriado, quase tinha me esquecido que já tinha preparado um post para o dia de hoje! Sim, porque hoje comemora-se em vários países do mundo o Valentine’s Day, o equivalente do nosso dia dos namorados (que só nós comemoramos dia 12 de junho, vai entender…).

E como românticas que somos, não queríamos deixar essa data de fora. E apesar de não haver troca de presentes ou jantares à luz de velas, o jeito que encontramos para entrar no clima foi simples: t-shirts! Além de práticas, populares, elas são a forma mais fácil de mostrar a mensagem que queremos passar.

Se não servir pra hoje, fica a dica pra junho, tanto pra vestir, quanto pra dar de presente (alô, namorados de plantão!)