2
fev
2016

Beleza: fragrâncias para chamar de minhas

Beleza, pele

Eu queria ser aquele tipo de pessoa que escolhe um ou dois perfumes (tipo, um para o dia outro para a noite) e os adotam para vida a ponto de conseguir fazer com que os outros lembrem dela apenas sentindo o cheiro. Até hoje eu nunca consegui! Tudo bem que até então eu nunca tinha me preocupado com isso e eu apenas usava o que tinha disponível ali no cantinho do banheiro. Tantos cheiros maravilhosos no mundo, acho muito complicado escolher apenas um ou dois para te definir.

Lembram do post das colônias? Então…desde que eu botei na cabeça que eu queria ser esse tipo de pessoa, até aquele eu consegui resumir (ok, a maioria acabou e eu não achei mais/não comprei mais) e hoje só estou usando a Nashi para ir à academia, quando vou ficar em casa mas vou receber alguém ou até mesmo antes de dormir.

Em relação à perfumes, ainda não cheguei no poder de síntese que eu gostaria de ter, mas já consegui diminuir minha coleção para 6 perfumes, o que estou considerando uma vitória! hehe

Como outro dia eu estava mostrando eles no snap (carlaparedesp), achei que valia a pena mostrá-los aqui também! Na verdade, acabei esquecendo de um que não falei por lá, mas vamos dizer que vai ser meu bônus para quem acompanha o blog! rs

perfumes

Coco Mademoiselle, Chanel – Esse foi o primeiro que eu decidi que tinha tudo a ver comigo e, desde então, devo estar no terceiro vidro. Apesar de não ser um perfume barato, acho que ele é um dos mais conhecidos e populares dessa minha coleçãozinha. Ele pode não ser o mais exclusivo, mas toda vez que eu uso eu me sinto bem, aconchegante e confortável com ele. Tenho o maior carinho! hehehe

Mon Exclusif, Guerlain – Ganhei esse perfume depois da visita que fizemos à maison Guerlain em Paris. Ele é super novo no mercado – foi lançado no ano passado – e sua fragrância doce mas zero enjoativa me cativou na hora, mas ainda tenho dúvidas se ele é um dos perfumes que eu quero levar para a vida. A exclusividade ele já tem, tanto no nome, na hora de achar para comprar (não achei aqui no Brasil e nem no site da Sephora Internacional) e na ideia de poder personalizar seu frasco gravando letras (se você comprar diretamente pelo site da Guerlain) ou utilizando os adesivos que vêm na embalagem. Apesar de eu amar a fragrância, não sei se ela me marcou o suficiente entre as minhas opções.

Petit Guerlain – Esse foi outro presente que eu ganhei no dia da visita à maison. Na verdade quem ganhou foi o Arthur, já que esse perfume é da linha para crianças, mas eu amei tanto, mas tanto que resolvi pegar para mim (como ele só poderá usar a partir dos 3 anos, depois eu compro outro pra ele! rs). Ele tem uma fragrância floral bem suave e fresca que é a minha cara. É o tipo de perfume zero óbvio, no melhor estilo segredo charmoso que pouquíssimas (para não dizer nenhuma) pessoas adivinharão, e acho que isso faz todo o sentido na hora de achar uma fragrância que vire parte da sua personalidade, né?

Infusion d’Iris, Prada – Eu comprei ele há algum tempo no Free Shop e sabe quando você experimenta vários perfumes e acaba querendo levar algum deles porque sobrou dinheiro no final da viagem? Acho que foi isso que aconteceu e acabei levando esse perfume meio na empolgação e só sei que até hoje ele me deixa confusa. Tem dias que eu acho que ele é doce demais e tomo pavor, tem dias que eu acho doce na medida e concluo que ele tem uma fragrância sofisticada. To usando mas até hoje não tenho uma conclusão sobre ele. Por causa disso, acredito que ele nunca será minha escolha definitiva. rs

La Petite Robe Noire, da Guerlain – Esse eu não ganhei na visita à maison, mas ganhei em um evento da Sephora onde ele era um dos lançamentos da época. É um perfume floral frutado bem gostosinho e um dos vários da família Robe Noire (que também conta com as versões Parfum, My Petal Dress e Couture e cada frasco tem um vestidinho preto diferente, bem fofo). Não é o que eu mais uso, apesar de gostar bastante e acho que não tem muitas chances dele ser um dos escolhidos!

Hiris, Hermès – Achei esse perfume quando já estava à procura de um cheiro para chamar de meu. Estava na Galeries Lafayette com a minha mãe quando ela entrou no stand da Hermès para comprar um perfume. Engraçado que eu não gosto da maioria dos perfumes da marca, mas enquanto ela comprava eu fiquei passando o tempo experimentando o que tinha por lá e foi assim que encontrei o Hiris e foi amor à primeira cheirada. Ele é sofisticado, exótico, único e foi a primeira vez na vida que eu tive aquela sensação que eu adotei uma fragrância para chamar de minha – e ela me adotou de volta. Segundo a minha mãe, eu não deveria de contar para ninguém esse meu “segredinho”, mas to contando aqui para vocês.

perfumes2

Hoje em dia eu fico mais entre o Coco Mademoiselle, o Petit Guerlain e o Hiris. Acho que já é um avanço, né?

E vocês? Têm um cheiro para chamar de seu?? Como foi essa descoberta?

Beijos!

1
fev
2016

Deu o que falar…

Deu o Que Falar

1 – Africa Pop à moda da Vogue

Quinta feira passada aconteceu o famoso Baile da Vogue, baile de gala pré Carnaval super disputado e que sempre dá o que falar de alguma forma. Esse ano, porém, o falatório todo foi em torno do tema escolhido: Africa Pop.

decor

 

Seria um tema lindo e maravilhoso para ser trabalhado, afinal, o continente é riquíssimo em referências incríveis, desde a estamparia até o manjado (mas sempre certo) animal print. Seria lindo se a revista não tivesse alguns problemas de coerência, como o fato de quase não existir negras trabalhando nas editorias, quase nunca vermos uma negra na capa e até mesmo matérias enaltecendo estilistas e personalidades negras ou falando sobre a cultura africana serem praticamente inexistentes. Em compensação, volta e meia a revista aparece em uma polêmica por ter incorporado elementos afros em editoriais recheados de modelos brancas e loiras, reforçando a ideia de que a Africa está na moda, mas o negro não (frase que lemos por aí e que melhor definiu essa história toda). Em relação à festa, também aconteceu um fato curioso: todo ano escolhem rainhas do baile da Vogue e apenas esse ano convidaram Tais Araújo e Gloria Maria. Claro, fez todo o sentido e ia ser pior se elas não tivessem sido convidadas, mas tentamos lembrar quando uma celebridade negra foi rainha em outros anos e não conseguimos lembrar de nenhum nome (se tiver, a gente corrige!), o que fez a gente pensar…jura que só as escolheram porque o tema era a Africa? Estranho, né?

Muita gente chiou, e com razão. Há pouquíssimo tempo atrás, a Valentino caiu nessa mesma questão quando fez uma coleção inspirada na Africa, e as fotos da campanha foram feitas no Quênia e usaram 1 modelo negra para 4 brancas. Sério que mesmo depois desse caso ninguém pensou que eles poderiam – e iriam – cair na mesmíssima questão? Sem contar que o fato de ser tema para uma festa de Carnaval ainda é mais complicado, já que a linha que separa a homenagem da caricatura e o desrespeito é finíssima.

Ou seja, era tragédia anunciada e o falatório inevitável. Ter escolhido esse tema sem nunca ter homenageado a Africa em suas páginas de maneira adequada deu a impressão que a revista está um pouco por fora do que está sendo discutido por aí.

2 – #somostodasbarbies

Essa semana a fanpage da Barbie soltou uma notícia que deixou até quem não brinca mais em êxtase: a Mattel evoluiu a boneca mais famosa do mundo e criou novas versões de bonecas com quatro tipos de corpo, sete tons de pele, 22 cores de olhos e 24 estilos de cabelos!

12654558_1189568224406329_1087700552796595478_n

 

Sabe aquela história de “blábláblá o mundo tá chato”, “blábláblá problematizam até a boneca Barbie”. Então, é esse mundo que tornou isso possível! E vai dizer que não é incrível?

3 – Machista? Hm, pensa duas vezes, Ana Paula.

A gente sabe que tem muita gente aqui que não curte BBB, não assiste o programa e vai achar que o assunto desse tópico é besteira, mas será mesmo?

Essa semana, Ana Paula, a participante que logo no início do programa foi apedrejada por ter dito que era machista e achava que o mundo tinha que ser machista porque achava o máximo levar café na cama do companheiro (Ana Paula, você pode ser feminista e fazer isso, tá? Só para você saber…) se mostrou mais empoderada que todas as mulheres da casa juntas.

Depois que Laércio, um dos participantes de 53 anos, contou que tinha uma namorada de 16 anos e, logo depois, Ana Paula viu ele lançando olhares para Munik (uma das mais novas da casa, com 19 anos) e fazendo gestos obscenos em uma das festas, a sister começou a realmente se incomodar com o participante a ponto de gritar com ele e chamá-lo de pedófilo. Quem quiser saber direitinho tudo o que aconteceu, esse link explica melhor. Mal sabe ela que aqui fora, assim que os brothers foram anunciados, surgiram várias histórias de que ele curte embebedar meninas de 15 anos para tentar ficar com elas. 

ana-barraco-lae-2-madrugada-casa-30-01-20160130040309

A antipatia de Ana Paula foi tanta que em vários momentos ela acabou metendo os pés pelas mãos e se exaltando, o que fez com que o pessoal da casa (e muita gente que está assistindo também) achasse que ela estava exagerando. O fato de Laércio não ter reagido a nenhum de seus gritos e insultos também ajudou a dar tal impressão, mas será que ela estava errada mesmo? A gente acha que tirando a parte de ter chamado ele de velho nojento, ela estava bem certa em chamar atenção para as atitudes estranhas desse homem. Como ela está em um jogo, infelizmente ela acabou fazendo da maneira menos inteligente , acabou botando sua cabeça para jogo e foi para o paredão.

Lembram daquele vídeo da Jout Jout sobre fazermos um escândalo? Então…infelizmente sempre que uma mulher faz um escândalo como o da Ana Paula, ela é vista como exagerada, histérica, maluca. A culpa disso tudo? Do tal machismo que ela achou que era tão legal. Mal sabe que assim que sair da casa (e a gente espera que não seja amanhã!), ela vai realmente descobrir o que é machismo – e provavelmente não vai se orgulhar muito da frase dita na primeira semana do programa.

1
fev
2016

Protetor solar testado e aprovado!

Beleza, pele

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que passei 7 dias e meio direto no sol. Passei todos os dias na praia ou na piscina curtindo o sol do início ao fim do dia. Acho que desde os meus 18 anos eu não pegava tanto sol. Todas as viagens que fiz ultimamente contavam com guarda-sol e sombra, nessa viagem para Alagoas visitei praias mais desertas então não tinha estrutura de proteção física contra o sol.

O que eu fiz? Usei chapéu, usei viseira e passei protetor solar. Passei bastante, mas não tantas vezes quanto deveria e ainda assim, estou aqui para falar super bem de dois dos produtos que usei, que permitiram que eu digitasse esse post sem nenhum pedacinho do corpo descascando.

A photo posted by futilidades (@futilidades) on

Eu embarquei para Maceió com uma penca de protetores, mas acabei usando dois diferentes dos meus do dia-a-dia. Para essa viagem de verão, eu escolhi usar o de fator de proteção mais alto que tinha para o rosto e outro de fator 50 para meu corpo da mesma marca.

Nas pernas eu até alternei, acabei usando um da Nivea Protect & Bronze que eu curto, mas no tronco e no rosto usei dois produtos da Dermage.

Para o rosto: Photoage Max FPS 99

protetor-solar-2

Esse é o único protetor 99 que eu já ganhei. Usei muito o meu em 2015 e antes de embarcar nessa viagem encomendei novamente esse produto. Levei um novinho e não tenho do que reclamar.

A textura dele não é a minha preferida da vida, é até bem grudenta para o meu gosto, mas amo que ele tem cor e que protege de verdade, além de não dar espinha na minha pele oleosa.

Para o corpo: Filtro Solar Photoage FPS 50

protetor-solar-1

Para o tronco, mais precisamente ombros, colo, barriga, costas e braço, eu usei esse protetor de 50 FPS.  Eu passei em média duas vezes por dia, fiquei com uma super cor (afinal, era muito sol) e não descasquei – o que foi o mais importante.

Não escrevi esse post por ele ser a descoberta da pólvora, mas com certeza por ter sido algo que eu testei de forma tão intensa e aprovei. Meu selo pessoal de qualidade deu sinal verde depois dessa experiência que eu tive com ambos os produtos.

Quem tiver mais boas dicas de protetores bem altos e eficientes pode mandar! :)

Beijos

Página 3 de 1.04112345...102030...Última »