Browsing Category

Turquia

3 em Comportamento/ Europa/ Paris/ Patrocinador/ Reflexões/ Trip tips/ Turquia/ Viagem no dia 08.10.2015

Balanço geral: uma semana para chamar de mágica, nosso #parisfutiweek!

Quem acompanhou o blog e as redes sociais na semana passada sabe que eu e a Carla fizemos uma viagem muito especial. Finalmente embarcamos para a #parisfutiweek, um projeto que a gente criou de brincadeira na nossa cabeça anos atrás e não pensou que iríamos conseguir nos organizar sozinhas para realizá-lo.

Nós-duas-em-Paris

Fato é que ele aconteceu e agora vou contar algumas coisas que vocês não sabem sobre essa viagem. Nosso plano era aproveitar o meu aniversário para comemorarmos juntas essa data na nossa cidade preferida do mundo. Desde que o blog existe já tinhamos ido para Paris várias vezes, mas nunca juntas. Dessa vez aproveitamos a data, a época deliciosa na cidade e, de quebra uma das melhores Fashion Weeks para planejar uma viagem única.

A ideia era comemorar, aproveitar e ainda tirar casquinhas de alguns eventos e programações da semana de moda da Cidade Luz. Conseguimos fazer tudo isso e não poderíamos estar mais realizadas. Como muitas já estão sabendo, nós não fazemos mais parte de nenhum conglomerado de blogs e planejar toda a agenda e as parcerias de forma independe deu uma super trabalheira, mas valeu a pena, a sensação que ficou depois que a semana acabou foi maravilhosa!

SA

Sala de espera da Star Alliance em GRU (São Paulo)

TK-1

O primeiro parceiro que apareceu para tornar nosso sonho realidade foi a Turkish Airlines. Para quem não sabe, a companhia está presente hoje em 109 países e voa para 277 destinos diferentes – eu, por sua vez, já voei para 4 deles e acho que teria que passar a vida viajando para voar para todos eles rs. Quem acompanhou meus posts sobre a Turquia sabe o quanto eu amei minha experiência com a companhia em junho, amei tudo no país e a bordo.

O aeroporto de Istambul é enorme, tem muitas lojas, comidas do mundo inteiro, taxis credenciados e lugares seguros para trocar dinheiro. Muitos mitos circulam o país e foi muito legal ver isso de perto em junho e agora de novo, sozinha e super segura de tudo. Foi uma delícia.

tk-

Para quem não sabe, hoje a Turkish é considerada a melhor companhia aérea da Europa, ela voa de São Paulo para Istambul em um Boeing super moderno, com direito a muito conforto, boa comida e wi-fi à bordo. Todas as classes têm um serviço muito legal, inclusive dizem que a comida da executiva compete com chefs de grandes restaurantes do mundo, essa eu ainda não provei, mas um dia eu vou! ;) No meu caso, que já fiz vários voos internacionais e nacionais com a companhia, posso dizer que tanto a comfort quanto a econômica têm uma comida deliciosa.

Além disso, vale contar que em todas as classes, inclusive a econômica, você ganha não só um travesseiro e cobertor, mas também uma necessaire com chinelo, meia, escova e pasta de dente, máscara de dormir, tapa ouvidos e um lip balm. Achamos esse um super diferencial da companhia, que faz com que um voô se torne muito mais confortável!

O kitzinho quase completo (faltou o tapa ouvido!)

O kitzinho quase completo (faltou o tapa ouvido!)

 

TK-2

A classe Comfort maravilhosa do Boeing que faz o trecho IST-SP

O serviço é impecável e com direito a refeição completa em voos curtos como Istambul-Paris e Istambul- Nápoles, que duram entre 2 e 3 horas.

TK-3

jantar da econômica da TK no voo de menos de 3 horas: Paris -> Istambul

Joana-e-Carla-

Nós duas na TK no mesmo voo Paris-Istambul

Em relação a entretenimento, na ida eu e a Carla dividimos nosso tempo entre o sono e os filmes. Vimos Age of Adaline e a Carla também viu San Andreas, ambos relativamente novos que saíram dos cinemas há pouco tempo.  Na volta para São Paulo, por ser voô diurno, dormimos menos mas passamos a maior parte do voo navegando na internet, essa parte não podemos negar que é muita tecnologia. Pagamos US$14 por 24h de internet e valeu muito a pena. Deu para fazer snapchat, postar no instagram, falar no whatsapp (inclusive ligações), e-mail, enfim, tudo! Só me imaginei mandando mensagem pra minha terapeuta durante uma turbulência. rs

Uma das vantagens de ir e voltar por Istambul é poder ficar um dia na ida e outro na volta na cidade. Quem puder fazer isso, faça, dá para ver o básico desse país tão rico culturalmente falando. Não ficamos mais do que uma noite porque nossa viagem já estava longa para a nossa atual circunstância <3, mas valeu muito a pena. Você já despacha a mala grande de vez e fica com suas mudas de roupa na mala de mão. Para a gente, deu muito certo! Além de ser uma cia boa de ir para a Europa, ela funciona muito bem para quem pretende voar para a Ásia. 

A video posted by futilidades (@futilidades) on

Foi demais viver esse projeto redondinho e ainda poder aproveitar 4 backstages da M.A.C. na semana de moda mais importante do mundo, além de termos conseguido ir em festas como a da Swarovski e da Glamour.

paris

Outro plano super exclusivo que bolamos foi visitar a Maison da Guerlain com a PR da marca, para quem não viu o post, essa Guerlain foi a primeira loja de Paris e foi incrível aprender tanto sobre a marca e postar tudo no snapchat.

Foi ótimo ter uma companhia como a TK embarcando conosco para a #Parisfutiweek. Além dos nossos patrocinadores de longa data, Bio Extratus e Dafiti, duas marcas que a gente ama, usa e veste com muito orgulho e em breve vamos compartilhar com vocês um video com uma linha nova da Bio Extratus super legal e publicar os looks da Dafiti, do shooting que fizemos por lá. Além das dicas de restaurantes, né? Esse post demora, mas sempre vem! :)

TK-4

Chegando em Istambul no domingo passado!

Acho que quem nos acompanhou nos nossos snapchats pôde sentir um pouco da alegria que a gente sentiu ao concretizar esse projeto, fazer ele acontecer e, de quebra, levar o Arthur – ainda que na barriga – para a nossa cidade favorita!

Obrigada Turkish Airlines, Bio Extratus e Dafiti por serem tão especiais e por terem acreditado no nosso projeto!

Beijos

barra-futi-viagens-paris-2015

7 em Ásia/ Turquia/ Viagem no dia 07.07.2015

Um paraíso que roubou meu coração: Kempinski Barbaros Bay em Bodrum

Ok, depois de muitos posts, posso dizer que terminei os principais que eu tinha para fazer sobre Istambul. Ficou muita coisa por dizer, mas aos poucos eu vou resolvendo isso. Depois de 5 noites e 4 dias inteiros na cidade, eu precisava MUITO descansar.

Para ser mais precisa não dormi UM MINUTO sequer na minha última noite em Istambul, parti dos drinks para o banho e depois aeroporto. Eu e minha mãe saímos muito cedo para um voo de menos de uma hora até Bodrum, um dos balneários mais fantásticos da Turquia. Saímos da parte doméstica do aeroporto internacional (Atatürk) em mais um voo da Turkish Airlines. 

boa-vida

Uma cidade cheia de praias, festas, barcos e restaurantes, um balneário de luxo em pleno mar Egeu (meu mar preferido desde que fui para Mykonos). Eu sabia que o mar havia de ser mágico, sabia que o lugar era destino de turcos e muitos europeus e sabia que alguns hotéis têm praias e deques que são uma delícia. Por esses motivos, Bodrum fazia parte da minha seleta lista de “praias que quero curtir pelo mundo”.

Nós (contrariando todas as dicas) alugamos um carro no aeroporto. Como eu já estava com um chip de dados turco no meu telefone, focamos no Waze e fomos para o hotel. Chegamos em 40 minutos, curtindo uma vista linda no caminho.

Queríamos ter a liberdade de dirigir por aí e gostamos (graças ao Waze). Os hotéis, praias e lugares que queríamos ir eram muito distantes entre si, por isso fizemos essa escolha. Alerta importante: é simples pegar um taxi, o hotel também oferece um transfer (pago à parte), mas queríamos nos sentir livres. Ninguém falava inglês direito, mas sobrevivemos e deu tudo certo.

hotel praia-do-hotelDesde que eu descobri que eu preciso de uns dias de praia nas minhas férias, minha vida ficou muito melhor. Eu estou numa fase que esse tipo de viagem “é meu número”. Outrora, já fui A LOUCA dos museus e das grandes cidades, agora eu sei que preciso de uns dias de sombra e água fresca.

Foi por conta dessa necessidade que fomos parar no Kempinski Barbaros Bay! Um hotel há uns 20/30 minutos do centro de Bodrum, com praia particular, restaurantes deliciosos, piscinas fantásticas, spa e outras coisas mais. Confesso que não fiz nem metade do que o hotel oferece por motivos de “precisava descansar”.

O hotel é um 5 estrelas que faz justiça a tal fato. Os quartos são ótimos, rústicos/praianos e arrumados, o serviço é impecável. Não fiquei nas suítes poderosas (por motivos de ainda não dava) mas fiquei num quarto fantástico com uma varanda dos sonhos, onde eu pude curtir desde o sol ao céu estrelado mais bonito de toda viagem (com direito à estrela cadente). Pelo que entendi, ficamos no melhor tipo de quarto – depois dos quartos vêm as suítes.

minha varanda e sua vista

quarto com vista, e que vista!

 

Mais da varanda, super varanda!

Mais da nossa varanda, super varanda!

o banheiro do nosso quarto

o banheiro do nosso quarto

Eu confesso que fiquei EMOCIONADA quando entrei e me vi ali, com aquela vista, com aquele barulho de passarinhos e aquele sol + aquele mar. Eu parei e agradeci, o Cara lá de cima estava conspirando muito a meu favor naquele momento.

Fotos do insta | @futilidades

Fotos que postei no insta | @futilidades

Para quem quer agito e sair todos os dias pra bagunça vale avisar que o hotel é um pouco distante da cidade e dos outros hotéis, por isso, você tem que se locomover. Não é tipo Capri, onde tudo é pertinho.

A praia era tudo que eu imaginava e mais um pouco, o deque para adultos era melhor do que eu pensava e o banho turco, meu DEUS, o banho turco era muito melhor do que eu podia imaginar. Nosso cansaço da farra em Istambul era tamanho que desistimos de ir a qualquer outra praia na região e ficamos no hotel direto. Saíamos durante a noite, mas preferimos ficar curtindo o mar do hotel e não nos arrependemos.

look-do-dia-1

foto do look que postei por aqui!

 

silencio

parte da praia do silêncio

Barbarossa-Beach

visão geral da praia

piscina-spa

piscina do SPA

A praia é dividida em dois espaços: um espaço de silêncio para adultos e outro para famílias, crianças e afins. O hotel oferece MUITAS coisas legais ligadas ao mar, passeios e outros serviços fantásticos (até yoga no SUP) mas eu não dei conta de nada além de um HAMAM (banho turco no SPA). Eu estava num ritmo muito acelerado e senti necessidade de fazer muito pouco, mas quando voltar – porque eu sei que vou voltar! – eu farei tudo e mais um pouco.

No exato momento antes de começarmos

No exato momento antes de começarmos o Hamam

Nós fizemos o seguinte: um dia na praia para família, um dia no deque numa cama enorme de casal na sombra e um dia na praia de silêncio. Todos os dias pedimos vinhos turco (variamos entre rosés e brancos) e todos foram uma delícia. Não acredito até agora que não fiquei nem 20 minutos naquela piscina linda (nem na do SPA), mas aproveitamos cada segundo.

Do almoço no deque!

Do almoço no deque!

Adoramos o restaurante Italiano do Hotel (sério, uma fofura), almoçamos no restaurante da praia e comemos salada no da piscina. Todas as refeições foram uma delícia e achei a média de preço bem ok – se levar em conta que moro no Rio de Janeiro, eu achei até “barato” dentro do contexto do hotel.

kempinski-bodrum-pool

vista da piscina

hotel-2

um lugar perfeito pra ver as estrelas :)

O serviço foi IMPECÁVEL e o café da manhã SENSACIONAL. Não tenho o que falar, o melhor da viagem sem sombra de dúvida (e olha que ficamos em hotéis com cafés deliciosos). Por isso almoçamos salada com tanta tranquilidade.

Na verdade, bati um papo com a PR do hotel e nesse dia almocei um kebab que realmente estava fantástico, mas foi no primeiro dia, quando não tomei o café delicioso de lá.  Depois a necessidade de almoçar algo com mais sustância se foi.

jantar

No segundo dia, jantamos no Maça Kizi, devíamos ter ido de carro, mas fomos de taxi e gastamos uma verdadeira fortuna (tipo 300 e tantas dilmas), o único ponto bom foi que pudemos nos jogar no vinho. O deque de lá também estava nas várias recomendações que recebi, mas optamos por não ir de dia pelo motivo que já expliquei. O lugar é lindo, na próxima vou resolver a “pendência” de ir à praia, tanto no Maça Kizi, quanto no Maki para um happy hour. Outra praia que me indicaram foi Xuma Beach em Yalikavak.  Outra dica boa era o deque do Kuum.

Todas parecem incríveis, quero conhecer, mas nessa viagem que eu estava menos para badalação e mais para relaxar, não senti falta de nada. Aliás, as opções do hotel são tão boas que é um exercício sair mesmo.

Palmarina

Palmarina

Na terceira noite saímos umas 19:00 para pegar o pôr do sol no melhor lugar da cidade: na Palmarina, também em Yalikavak. É um lugar imperdível, tem barcos, festa, muitas lojas (várias de luxo) e restaurantes muito legais (como Nobu e Cipriani). Foi um dos pores do sol mais bonitos que já vi e valeu cada minuto dos 40 que passamos no carro. Como não tinha trânsito e o Waze foi super preciso, foi muito tranquilo.

Nobu | <3 Black Cod

Nobu |

Jantamos no Nobu e foi uma delícia. Nesse dia fiquei na cerveja turca e minha mãe nos drinks sem álcool. Nada como um “Black Cod” com aquela vista ALUCINANTE. A noite caiu de forma abençoada. Depois disso voltamospara o hotel e de manhã pegamos a estrada para o aeroporto, tudo foi muito simples.

Acho que vale ressaltar que no início de junho já é um calor danado em Bodrum. Chegamos lá dia 11 e pegamos CALOR de alto verão. A noite era fresquinho, mas de um jeito delicia, não de um jeito frio.

Eu ouvi música e aproveitei o céu estrelado T-O-D-A-S as noites, nem tenho como definir o que achei desses 3 dias. No fim já estávamos arrependidas de estarmos indo para a Nápoles, queríamos mais dias assim na Turquia. Essa quebra de expectativa foi ótima para que também amássemos Capri de um jeito diferente.

Sem dúvida alguma o Kempinski Barbaros Bay entrou no meu radar de PERFEITO PARA LUA DE MEL. Qualquer amiga que for casar agora vai me ouvir defender o destino com unhas e dentes, estou tão apaixonada que acho que vou voltar.

As fotos conseguiram passar um pouco do que eu vi e senti? Se não deram vocês podem ver a tentativa infame de vlog que eu fiz e postei aqui.

Acho que agora vocês entenderam como a Turquia roubou meu coração né?

Beijos

barra-futi-viagens-turquia

7 em Europa/ Turquia/ Viagem no dia 01.07.2015

Trip tips: Hotel St Regis Istambul

Eu ando super dividida. Parte de mim quer que eu entre com tudo nos posts de comportamento e outra parte quer que eu me jogue nos posts finais da minha viagem. Depois de pensar um pouco, achei melhor terminar com pelo menos uma parte da minha viagem, por isso, vou contar da minha experiência no St Regis de Istambul para vocês. Ele foi o último hotel que eu fiquei na cidade – e o que eu mais gostei! Merecia post especial!

joana

Primeira coisa a dizer é: LOCALIZAÇÃO. Eu AMEI o lugar. Conforme disse nos dois últimos posts sobre a cidade, Nisantasi foi o meu lugar favorito para andar sozinha, comer, beber e ficar tranquila, sem me preocupar. É uma área moderna como Ortakoi e Bebek, mas mais legal para viajantes ficarem, com muitos restaurantes, lojas incríveis e bares. O St Regis fica no melhor ponto, eu andei literalmente sozinha à noite ali várias vezes e achei o lugar perfeito. Cosmopolita, moderno, descolado e seguro. Sem dúvida foi o lugar mais fresh e ao mesmo tempo chique que eu vi por lá. Como já falei, eu não ficaria na parte antiga da cidade, acho que se perde muita coisa.

O St Regis fica muito perto – isso quer dizer, a uma distância barata de táxi – da maioria dos lugares legais e a parte antiga, que não é tão pertinha, mas também não é longe. Todos os restaurantes legais que nos indicaram eram relativamente perto, quando não eram ao lado. ;)

Ok, superado o fato de que eu morri de amores pela localização, vamos falar do hotel em si. Primeiro não dá para não morrer de amores com a coleção de arte, a decoração moderna, os mármores mais lindos que eu vi e os detalhes de cobre que cercam o lugar. Como ele é bem novo, o projeto é muito atual, e muito lindo.

st-regis-istambul-details detalhes st-regis-detalhe-3

Assim como todos os St Regis do mundo, o hotel comporta luxo, modernidade e frescor de uma maneira bem equilibrada e aconchegante. O serviço é impecável, o conforto indiscutível e os restaurantes maravilhosos. Acho que foi o hotel de “grande cidade” que mais gostei, foi uma relação de tanto amor que eu repeti restaurante, repeti drink e ainda voltaria e faria tudo de novo.

ST-REGIS-ISTAMBUL

A TV que se camufla no espelho!

 

A Brasserie do primeiro piso foi meu restaurante preferido de Istambul, almocei lá à convite deles na primeira parte da viagem e na volta, eu e minha mãe decidimos fazer um repeteco, ambas as vezes tudo estava DOS DEUSES, o chef é fantástico. Também estive no bar desse restaurante algumas vezes e tomei o melhor Aperol Spritz de TO-DA a viagem, ou seja devo ter tomado uns 6 ou 7 ao todo (só lá). rs

st-regis brasserie-st-regis

No sétimo andar eles servem o café da manhã, que tem bufet e/ou à la carte. Eu provei os dois e fui muito feliz nas minhas escolhas. O restaurante lá de cima se chama Spago e tem o menu assinado pelo chef Wolfgang Puck – o mesmo chef do The Cut, meu restaurante favorito de Las Vegas. A loucura por uma mesa era tanta que a gente acabou resolvendo não reservar, só fomos lá para uns drinks e ver o pôr do sol do último dia, mesmo sem a experiência completa, foi uma delícia.

cafe-da-manha

spago

As dependências de SPA e piscinas eram lindas, mas só visitei por alto. Da próxima vez, já decidi que eu vou tirar um tempo para curtir com calma e fazer mais um HAMAM, afinal, é impossível ir à Turquia e não experimentar um banho turco. A Dani Noce fez o de lá e morreu de amores.

Quanto ao quarto e o serviço, eu achei tudo tão impecável que nem sei dizer. O mordomo veio oferecer seus serviços e se colocou à disposição 24 horas por dia (ainda dando o email, para quem odeia telefone como eu). Eu deixei uma mala guardada no hotel por mais de 10 dias e eles não me cobraram nada, sem contar o café quentinho servido no quarto nos dias que acordamos de madrugada para pegar o avião, um mimo só.

Cópia de st-regis-istambul

meu quarto das 2 últimas noites quando voltei a Istambul

st-regis-

Meu quarto durante os primeiros dias!

closet

closet super espaçoso!

st-istambul-room

Além disso, uma pausa para falar do banheiro lindo (eu me ligo muito nessa parte do quarto em hoteis, vocês também?), da televisão que mais parecia parte do banheiro, da tecnologia de luzes e cortina, do conforto da cama e por fim, do som compatível com meu celular – nada como caixas de som enquanto a gente faz make e escolhe a roupa pra sair, não é mesmo? rs

banheiro-2 restroom detalhe-4

Sem dúvida tudo foi perfeito. Todos falavam inglês, do segurança ao concierge e quando viam que íamos sair de taxi sozinhas, nos davam um cartão com o endereço, o mapinha e tudo mais, para não ter dúvidas de onde o taxista tinha que nos levar.

A placa do Love fica na esquina do hotel, nos lembrando que a história do St Regis começou em NYC, inclusive, fiquei morrendo de vontade de conhecer o hotel por lá.

A rede me ganhou totalmente com essa experiência. Minha vontade agora é indicar uma lua de mel zero óbvia para todas as amigas: Istambul no St Regis (luxo super moderno) e praia em Bodrum no Kempinski (super praiano). Dois hotéis 5 estrelas que roubaram meu coração. Espero repetir essa dobradinha logo.

Fazer esses posts está me deixando com MUITA saudade das férias, isso porque eu deveria estar é pegando no tranco da rotina. ;)

E aí, curtiram? Quem acompanhou no snapchat (blogfutilidades) sabe o quanto eu amei essa experiência!

Beijos

barra-futi-viagens-turquia