Você está navegando na categoria: "Viagem"

6
jul
2015

Trip tips na Califórnia: Beverly Hills, West Hollywood, Silver Lake e Downtown

Califórnia, Estados Unidos, Viagem

O projeto “Futi na Califórnia” pegou no ritmo e os posts quentinhos não param de sair do forno da fotógrafa Carol Barrionuevo. No primeiro post dessa série, ela falou da Salvation Mountain e agora ela vai contar sobre Beverly Hills, West Hollywood, Silver Lake e Downtown. Depois ela vai falar de Venice Beach e algumas coisas mais. Serão 4 posts desse projeto e estamos ansiosas para compartilhar tudo com vocês.

Para quem não leu o post anterior, é importante dizer que: A idéia desse projeto de  era ir sem roteiro e deixar que as pessoas que cruzassem o caminho dessem dicas de onde ir. Ela embarcou nessa aventura com o apoio da Copa Airlines, a qual temos muito o que agradecer por esse conteúdo super especial.

Vamos ao segundo post dessa aventura?

O primeiro apartamento que aluguei em Los Angeles ficava em Beverly Hills. A decisão foi tomada um dia antes da gente embarcar. Cuidado! Não façam isso em casa rs

Vários amigos indicaram West Hollywood, mas achamos que B. Hills ficava mais central. Foi uma apartamento super aconchegante com tudo o que precisávamos por perto. Tinha uma “bakery” (padaria pra nós) em frente, uma assistência técnica da Apple pertinho e uma locadora de carros também ao lado. Aliás, Los Angeles sem carro não dá! Como meu computador quebrou, também não daria sem a assistência técnica. rs

Beverly Hills tem um clima bem agradável, é super sossegado, e como em quase toda a cidade, não tem muitas pessoas andando pelas ruas, que são cheias de lindas casas, com os típicos coqueiros californianos na frente. Tudo super fotogênico! 

Beverly hills 02 Beverly hills 01Como eu gosto de andar à pé, caminhei bastante por entre as ruas para poder conhecer melhor o lugar. Algumas conseguiam ser mais calmas ainda e nessas paramos para tirar algumas fotos e andar um pouco de skate.

Beverly hills 03

Em seguida fomos para a Rodeo Drive (quem viu Uma Linda Mulher conhece)! Lá fica uma das partes mais “ricas” de Los Angeles, onde tem todas as lojas mais incríveis, com pessoas lindas, maravilhosas e milionárias. rs  Sem falar dos carros! Se tem um lugar que é ostentação, é lá.

Por ali as ruas já são mais movimentadas, muita gente fazendo compras, tomando um café, o movimento é bem maior. É bem turístico mas não dá para perder, é desses lugares “tem que ir”!

Fizemos algumas compras por lá, almoçamos, curtimos e voltamos para o nosso apartamento. 

Como lá anoitece depois das oito da noite, o dia acaba sendo bem longo e dá para aproveitar bastante. Vale comentar que é proibido vender bebida depois das duas da manhã, então uma dica é ficar atenta para a vida noturna, que começa cedo. Eu tive muita dificuldade com esse fato, aqui em São Paulo nós saímos meia noite de casa, às vezes até mais tarde! Rs…

Então, seguindo as dicas de amigos, nossa segunda noite era uma segunda feira. Fomos para um lugar que chama Couture, fica em Hollywood e toda segunda tem uma banda de SoulSuper Soul Mondays é o nome da festa. Foi muito bom, quem estiver lá numa segunda não pode perder. 

O lugar não é muito grande, cara de lugar mais underground, teto baixo. Pagamos 5 dólares para entrar, escutar musica muito boa e ver pessoas muito bonitas e estilosas. E na segunda entrada da banda foi um delírio, mais de 2o pessoas no palco, uma energia única e uma galera muito animada. Uma loucura!

Como estava muito escuro eu não consegui fotografar nada do lugar, e obviamente eu também queria curtir. Fui pesquisar na página deles para ver as fotos e levei um susto, porque parece outro lugar!!! Eu juro que não é tão arrumado quanto no site, mas entrem para conferir. É bem descolado, na verdade, dizem que essa loucura toda só acontece nas segundas, nos outros dias é algo mais “comum”.

Obviamente, no dia seguinte acordamos mais tarde. Nessa época o dia amanhecia cinza, mas depois de meio dia vinha um sol bem forte e a noite fazia um frio bom. Claro que vale levar um casaco, afinal as vezes mesmo durante um dia de sol batia um vento gelado. Então sempre leve um casaco! Mesmo para a praia. No alto verão eu imagino que isso diminua e o sol venha com mais força, mas não custa garantir.

West Hollywood 01

West Hollywood

Nesse dia fomos conhecer West Hollywood e eu me apaixonei! Até me arrependi de não ter alugado o apartamento lá. Andamos muito, entramos no Beverly Hills Shopping e paramos em um bar muito aconchegante, chamado Beach Nation.

Beach Nation 02 Omelete com batatas Beach Nation 03 Beach Nation 01 Beach Nation 02No meio do bar tem “a praia”, com areia no chão, cadeiras de madeira praianas e sombreiros. Lá tem um clima muito agradável, deu vontade de parar o tempo nesse dia. Aquele sol gostoso de fim de tarde, uma cerveja Corona gelada, e em seguida, um super sanduíche. Um programa delícia e bem americano, para não dizer californiano. Um fim de tarde perfeito!

Depois desse dia passamos mais dois fim de tarde em West Hollywood. Um no The Abbey, um bar gay friendly também super legal, com solzinho gostoso, comida boa e drinks.

The abbey 02 The abbeyO outro foi num shopping a céu aberto chamado The Grove. Fica do lado de um food market. É lindo o lugar! Tem muitas pessoas andando nas ruas, em especial o dia que eu fui porque a Kendall Jenner estava na Topshop e tinha uma fila enorme de fãs. 

Tem umas barraquinhas que vendem de tudo, desde plantinhas suculentas em vidros até ferros de passar super moderno.  No meio tem uma praça com uma fonte de água e fica passando um bondinho, circulando pelo lugar. É muito charmoso. Já deu para ver que eu me apaixonei por essa área da cidade, né?

Outra programação legal que fizemos foi ir à Silver Lake e Downtown.  Para quem não sabe, Silver Lake é o bairro hipster de LA. Tem algumas lojas e cafés bem interessantes.

Silver lake 03 Silver lake 06 Silver lake 05 Silver lake 04Nós almoçamos por lá e entramos em várias das lojas. Confesso que eu fui esperando mais do lugar, expectativa é uma coisa muito perigosa em viagem. Claro que vale tomar um café e caminhar para ver as pessoas que circulam por lá, só não recomendo ir esperando muito.

Cafe em silver lake 2 Cafe em silver lake Silver lake Silver lake 02A parada seguinte foi Downtown, uma parte bem diferente do resto da cidade. Lembra o clima agitado de Manhattan, só que com o pessoal de LA. Quando eu falo isso é porque tem um jeito de vestir e de viver que é característico de lá.

É algo que você sente, não sei se as fotos conseguem transmitir isso para vocês. A região tem uma arquitetura que mistura prédios antigos com outros super modernos, além de muitos cafés. :)

Downtown 05 Downtown 03 Downtown 04 Downtown 01 Downtown 02Na sequência nos “mudamos” para Venice, mas isso é papo para o próximo post que entra no ar essa semana!

Beijos

Carol Barrionuevo

carol-copaairObrigada Carol por dividir tudo conosco e obrigada Copa Airlines por proporcionar essa aventura!
ObrigadaDafiti pelo apoio a esse projeto, que visou trazer um conteúdo de viagem diferente para o futi.
2
jul
2015

Trip Tips: Salvation Mountain na Califórnia!

Estados Unidos, Viagem

Quem achou que os posts de viagem iriam ser só sobre as férias da Cá, da Jô ou sobre a Turquia, se enganou. A Carol Barrionuevo, super fotógrafa e amiga, embarcou com a Copa Airlines para a Califórnia e montou algumas dicas especiais para vocês! :)

Vamos ver o que a Carol tem para contar para a gente nesse primeiro post?

Lembram de uma menina doidinha que de repente apareceu no insta e no Snap do Futi? Então, apareci e vim dar as minhas dicas pra vocês! Confesso que demorei bastante para começar a escrever esses posts – estava pegando o jeito – e agora vou compartilhar todas as dicas, fotos e experiências com vocês.

file000505A idéia desse meu projeto de viagem para a California era ir sem roteiro e deixar que as pessoas que cruzassem nosso caminho dessem dicas. Uma forma inusitada e aventureira de viajar, todo mundo deveria fazer isso uma vez na vida! Optamos por ficar em apartamentos para ficarmos mais à vontade e tudo era decidido antes de dormir ou ao acordar. Foi incrível, completamente livre e tudo a ver com o espírito da Califórnia. Todo dia era uma surpresa. Fomos com alguns lugares em mente, claro, mas tudo mudou muito ao longo do caminho.

file000244A Copa Airlines e as minhas amigas aqui do Futi embarcaram nessa comigo e eu não sei o que seria sem esse pessoal! Eu tenho muita sorte de ter pessoas como a Carla, a Joana e outros parceiros de vida em projetos como esse. 

IMG_6629

IMG_6632Vamos começar com um vídeo? Estou inaugurando o canal do YouTube ;)

No terceiro dia de viagem fomos em um lugar indicado pela minha amiga Fernanda (jantamos com ela no primeiro dia para matar as saudades e pegar algumas dicas), chamado The Good Times of Davey Wayne. É uma balada que você entra pela geladeira! Lá dentro é tudo com cara de casa de vó e só toca música dos anos 70. Foi um dos lugares mais legais em que eu já fui. Você pode se jogar e dançar em cima dos sofás e da lareira, ficar amiga do DJ e do barman.

Agora quer saber como fiquei sabendo da Salvation Mountain? 

10 min depois de entrarmos pela geladeira, um amigo de São Paulo apareceu – e nós não combinamos, foi uma coincidência da vida! Ficamos juntos a noite toda e eu, claro, pegando as dicas! Foi ele que me falou da Salvation Mountain, mostrando fotos e videos e foi aí que eu me encantei. 

Bom, dois dias depois pegamos nosso carro, acionamos nosso Google Maps <3 e fomos estrada afora seguindo a rota 101 para chegar na S.M., que fica no meio do deserto do Colorado em Calipatria, California. Saímos de L.A. para lá e valeu muito a pena.

No meio do caminho fica Palm Spring, um lugar muito legal. Tem deserto, tem um lugar onde você pode fazer um passeio de bonde, não fomos porque não me atrai esses passeios muito turísticos. Porém, paramos em uma das estradas só para andar de skate no deserto. Eu me senti com 15 anos! Sabe aquela listinha de sair riscando o que quer muito fazer? Então… Andar de skate no deserto – Check!

file000417

file000293 file000265Gente, eu super poser nas fotos – e faço sempre a mesma cara! Mas eu sou legal! rs.

Esse é o Regiz, meu amigo e companheiro de viagem.

file000306Depois de Palm Spring, tem a Mecca Beach. No dia a praia estava deserta, mas me falaram que é sempre assim. Tem um camping com mesinhas de madeira, e banheiros (super limpos, vale mencionar!). Acampar não é muito a minha onda, mas que o lugar tem uma vista maravilhosa, do tipo que qualquer um sente vontade de ficar ali alguns dias, isso tem!

file000346 file000368 file000319Uma maneira muito mais interessante de ir é alugar um motorhome e dormir por lá ou pelo menos esperar a noite cair, porque a visão noturna do lugar é inexplicável! O desenho feito pelo numero enorme de estrelas é único. O lado “ruim” é que, sim, o celular funciona lá!!! Eu não consegui desconectar, me arrependo de não ter colocado o celular em modo avião para poder sentir o lugar sem a necessidade de fazer um Snap! rs Vícios a parte, esse foi o passeio que mais valeu em toda a viagem.

Porque não é só a montanha, é o caminho até lá. Como tudo na vida, o alcance do objetivo é satisfatório, mas a jornada até lá conta tanto quanto, se não mais!

file000497 file000466Mas deixa eu explicar o que significa Salvation Mountain, né? Ela é uma obra de arte feita pelo Leonard Knight, um artista hippie que vivia na região e resolveu homenagear o amor de Deus. Ele construiu a montanha, fez tudo praticamente sozinho durante mais de 20 anos. Foi uma vida fazendo essa obra. Ele morava ali perto, passava o dia todo lá e durante todos esses anos ele era o guia da sua obra. Ele morreu aos 84 anos, em 2014, e depois disso um pessoal se uniu para cuidar da obra de Leonard. E fizeram um fundo para que as pessoas possam doar dinheiro para manter a obra.

file000498file000489 file000482 file000484file000475É simplesmente incrível. Aliás, eu falei essa palavra várias vezes no video, mas é o mais próximo que consigo para descrever a sensação que esse lugar emana.

Então, quando forem pra Califa, tirem um dia para viver essa experiência. ;)

Espero que tenham gostado.

Beijos

Carol Barrionuevo

carol-copaairObrigada Carol por dividir tudo conosco e obrigada Copa Airlines por proporcionar essa aventura! Obrigada Dafiti pelo apoio a esse projeto, que visou trazer um conteúdo de viagem diferente para o futi.
1
jul
2015

Trip tips: Hotel St Regis Istambul

Europa, Turquia, Viagem

Eu ando super dividida. Parte de mim quer que eu entre com tudo nos posts de comportamento e outra parte quer que eu me jogue nos posts finais da minha viagem. Depois de pensar um pouco, achei melhor terminar com pelo menos uma parte da minha viagem, por isso, vou contar da minha experiência no St Regis de Istambul para vocês. Ele foi o último hotel que eu fiquei na cidade – e o que eu mais gostei! Merecia post especial!

joana

Primeira coisa a dizer é: LOCALIZAÇÃO. Eu AMEI o lugar. Conforme disse nos dois últimos posts sobre a cidade, Nisantasi foi o meu lugar favorito para andar sozinha, comer, beber e ficar tranquila, sem me preocupar. É uma área moderna como Ortakoi e Bebek, mas mais legal para viajantes ficarem, com muitos restaurantes, lojas incríveis e bares. O St Regis fica no melhor ponto, eu andei literalmente sozinha à noite ali várias vezes e achei o lugar perfeito. Cosmopolita, moderno, descolado e seguro. Sem dúvida foi o lugar mais fresh e ao mesmo tempo chique que eu vi por lá. Como já falei, eu não ficaria na parte antiga da cidade, acho que se perde muita coisa.

O St Regis fica muito perto – isso quer dizer, a uma distância barata de táxi – da maioria dos lugares legais e a parte antiga, que não é tão pertinha, mas também não é longe. Todos os restaurantes legais que nos indicaram eram relativamente perto, quando não eram ao lado. ;)

Ok, superado o fato de que eu morri de amores pela localização, vamos falar do hotel em si. Primeiro não dá para não morrer de amores com a coleção de arte, a decoração moderna, os mármores mais lindos que eu vi e os detalhes de cobre que cercam o lugar. Como ele é bem novo, o projeto é muito atual, e muito lindo.

st-regis-istambul-details detalhes st-regis-detalhe-3

Assim como todos os St Regis do mundo, o hotel comporta luxo, modernidade e frescor de uma maneira bem equilibrada e aconchegante. O serviço é impecável, o conforto indiscutível e os restaurantes maravilhosos. Acho que foi o hotel de “grande cidade” que mais gostei, foi uma relação de tanto amor que eu repeti restaurante, repeti drink e ainda voltaria e faria tudo de novo.

ST-REGIS-ISTAMBUL

A TV que se camufla no espelho!

 

A Brasserie do primeiro piso foi meu restaurante preferido de Istambul, almocei lá à convite deles na primeira parte da viagem e na volta, eu e minha mãe decidimos fazer um repeteco, ambas as vezes tudo estava DOS DEUSES, o chef é fantástico. Também estive no bar desse restaurante algumas vezes e tomei o melhor Aperol Spritz de TO-DA a viagem, ou seja devo ter tomado uns 6 ou 7 ao todo (só lá). rs

st-regis brasserie-st-regis

No sétimo andar eles servem o café da manhã, que tem bufet e/ou à la carte. Eu provei os dois e fui muito feliz nas minhas escolhas. O restaurante lá de cima se chama Spago e tem o menu assinado pelo chef Wolfgang Puck – o mesmo chef do The Cut, meu restaurante favorito de Las Vegas. A loucura por uma mesa era tanta que a gente acabou resolvendo não reservar, só fomos lá para uns drinks e ver o pôr do sol do último dia, mesmo sem a experiência completa, foi uma delícia.

cafe-da-manha

spago

As dependências de SPA e piscinas eram lindas, mas só visitei por alto. Da próxima vez, já decidi que eu vou tirar um tempo para curtir com calma e fazer mais um HAMAM, afinal, é impossível ir à Turquia e não experimentar um banho turco. A Dani Noce fez o de lá e morreu de amores.

Quanto ao quarto e o serviço, eu achei tudo tão impecável que nem sei dizer. O mordomo veio oferecer seus serviços e se colocou à disposição 24 horas por dia (ainda dando o email, para quem odeia telefone como eu). Eu deixei uma mala guardada no hotel por mais de 10 dias e eles não me cobraram nada, sem contar o café quentinho servido no quarto nos dias que acordamos de madrugada para pegar o avião, um mimo só.

Cópia de st-regis-istambul

meu quarto das 2 últimas noites quando voltei a Istambul

st-regis-

Meu quarto durante os primeiros dias!

closet

closet super espaçoso!

st-istambul-room

Além disso, uma pausa para falar do banheiro lindo (eu me ligo muito nessa parte do quarto em hoteis, vocês também?), da televisão que mais parecia parte do banheiro, da tecnologia de luzes e cortina, do conforto da cama e por fim, do som compatível com meu celular – nada como caixas de som enquanto a gente faz make e escolhe a roupa pra sair, não é mesmo? rs

banheiro-2 restroom detalhe-4

Sem dúvida tudo foi perfeito. Todos falavam inglês, do segurança ao concierge e quando viam que íamos sair de taxi sozinhas, nos davam um cartão com o endereço, o mapinha e tudo mais, para não ter dúvidas de onde o taxista tinha que nos levar.

A placa do Love fica na esquina do hotel, nos lembrando que a história do St Regis começou em NYC, inclusive, fiquei morrendo de vontade de conhecer o hotel por lá.

A rede me ganhou totalmente com essa experiência. Minha vontade agora é indicar uma lua de mel zero óbvia para todas as amigas: Istambul no St Regis (luxo super moderno) e praia em Bodrum no Kempinski (super praiano). Dois hotéis 5 estrelas que roubaram meu coração. Espero repetir essa dobradinha logo.

Fazer esses posts está me deixando com MUITA saudade das férias, isso porque eu deveria estar é pegando no tranco da rotina. ;)

E aí, curtiram? Quem acompanhou no snapchat (blogfutilidades) sabe o quanto eu amei essa experiência!

Beijos

barra-futi-viagens-turquia

Página 3 de 7412345...102030...Última »