Browsing Category

Moda

0 em Autoestima/ Looks/ Moda no dia 04.05.2018

Look da Jô: barriga de fora

Eu sei que já havia apresentado meu umbigo pra vocês em outro texto. Acredito que atualmente vocês estejam todos familiarizados com esse buraquinho que fica no meio da minha barriga. Depois desse look icônico que postei aqui quebrei o jejum de uma vida inteira de looks com ele aparecendo. Cheguei a trazer a transparência aqui para o blog e aos poucos entendi que estava mesmo liberado usar a moda de forma livre, sem me prender ou me restringir por não ter o tal do corpo que sempre considerei padrão. Abri mão da crença de que para usar barriga de fora ou transparência eu precisava mudar meu corpo, e internalizei que eu precisava mesmo era mudar o meu olhar, afinal, só ele me limitava e me diminuía.

Se em junho do ano passado ousei de trazer o tema pro blog, posso dizer que foi em janeiro de 2018 que eu realmente abracei de verdade esse novo olhar para as peças de barriga de fora. Usei pela primeira vez uma blusa que comprei entre 2011 e 2013, mas nunca achava que eu tinha chegado no corpo para usá-la. Eu a guardei durante anos e sempre mantendo ela ali, em stand by, para ser usada no dia que eu fosse magra o suficiente para usar uma peça de cintura alta com aquela blusa. Doce ilusão, era apenas mais uma crença limitante que me impedia de me expressar através da moda.

print-2

Postei o desabafo no insta e recebi tantas mensagens lindas que resolvi que iria mesmo quebrar essa minha antiga prisão. Vocês me ajudando no meu processo mais uma vez. Aos poucos fui ficando mais confortável e mais à vontade.

Não é a toa que comprei uma blusa super curta na minha última viagem e tô que tô usando ela. Comprei achando que seria pra um dia que eu acordasse poderosa e bancasse a barriga de fora, mas a verdade é que estou usando sempre que tenho vontade. Não foi preciso de coragem pra usar essa peça, foi só preciso de liberdade.

print-1

clique aqui para ler o texto inteiro no insta do @futilidades

Nesse clima, usei esse look outro dia e um monte de gente elogiou no stories do @futilidades. Fiquei com vontade de postar, e foi nesse clima que aproveitei para usar essa produção no dia da minha sessão de fotos com o Pedro Mena. Fui de barriga de fora e ainda aproveitei para brincar com a cor da sandália, que casava perfeito com o detalhe da calça.

look-joana-cannabrava-3 look-joana-cannabrava-5

blusa e calça verão (em liqui) passado Karamello | sandália nova da Vicenza

Karamello vem provando que chegou pra ficar porque o que vocês me veem repetindo roupa de lá não está no gibi, né? Acho ótimo ver uma marca com uma grade tão honesta ter tantos looks com a cara do Rio de Janeiro e que cabem em mim, que to naquele limbo de 44/46 que não costuma achar roupa nas lojas “comuns” e ao mesmo tempo não se enquadra no nicho de plus.

look-joana-cannabrava-2 look-joana-cannabrava-1

Nesse look temos uma sandália inédita, que eu quis depois de ter visto no insta da Thassia Naves. Ela tem O tamanho de salto que eu amo, tem várias opções de cores e ainda pode ser destaque de looks mais básicos, que no meu caso de pessoa mais básica, acaba sendo fundamental. Para quem achou esse veludo laranja muito ousado, vou compartilhar essa cor linda de viver, mais clássica e sem ser de veludo, mas no mesmo modelo. Eu particularmente acho que vou usar muito, assim como uso a preta dessa vibe que tenho da Cavage.

A verdade é que eu poderia falar horas sobre os nobres motivos que vejo para o mercado apostar mais em sapatos com esse tamanho de salto, mas vou voltar ao que interessa: minha barriga de fora. 

look-joana-cannabrava-6

Se no início ela era uma causa, uma luta, hoje ela me parece cada dia mais normal na minha vida. É cada dia mais sobre escolher um look que tenho vontade, cada dia menos sobre causar. Parece que ao tirar essa crença limitante nesse trabalho de autoconhecimento e autoestima, que faço aqui e na terapia, eu me vejo sem nenhuma limitação. Eu simplesmente usei esse look porque amei, sem medo do que vão falar ou julgar. Visualmente me pareceu lindo e já não acredito mais que eu precisaria ter um corpo mais assim ou menos assado pra isso, seja pela barriga de fora ou até mesmo pela calça branca. Cheguei do feriado relaxada e coloquei essa roupa, pelo simples fato de que amei e não queria mais procurar defeitos em mim.

E vocês, o que acharam?

Tem o post completo da mudança do cabelo aqui.

Beijos

 

Fotos: Pedro Mena | @menaphotography

——

Posts de look que falam da liberdade com o corpo:

Oi, esse mé meu umbigo, prazer!

Transparência agora eu posso! 

Transparência de novo, no Rock in Rio! 

Peitos soltos, livres e não tão em pé!
0 em Destaque/ Moda/ Patrocinador no dia 24.04.2018

Viva a diversidade das mães!

Botei uma calça de moletom, blusa largona, sem maquiagem, cabelo preso em um coque, um casaco grande e quente e um tênis, pronta para pegar o filho na escola. Me olhei no espelho e falei para uma amiga que estava me acompanhando: “nossa, ultimamente só estou usando look de mãe”.

Look de mãe = look confortável, mais básico e que geralmente é composto das primeiras peças que a gente vê pela frente que, de preferência, podem sujar.

Esse look de mãe é real. Passeando aqui pelo bairro, cruzo com varias dessas mulheres que estão ali, vivendo (e dependendo da idade do bebê, sobrevivendo seria mais apropriado rs) suas vidas e se importando com muitas outras coisas além de um look para dar uma volta no bairro para ver se o bebê finalmente dorme no balanço do carrinho.

Só que não existem só essas mães. Eu cruzo com mães que vão para o parquinho de salto plataforma e estilo anos 70. Eu cruzo com mães que não saem de casa sem babyliss e maquiagem. Eu cruzo com mães que estão sempre com roupa de academia. Eu cruzo com mães chiquérrimas. Eu cruzo com mães que estão impecavelmente arrumadas, justamente porque não aguentam mais ficar em casa com o tal “look de mãe” e aproveitam a primeira oportunidade de sair de casa para se arrumarem. E cruzo com mães que cada dia estão de um jeito, inclusive eu sou uma dessas. Então por que eu falei aquilo? Não sei, mas também não gostei.

Quando a Marcyn veio me mostrar a campanha de Dia das Mães, onde eles dividiram 5 características de mulheres e montaram sugestões de presentes para a data, lembrei dessa história imediatamente.

Mães são mulheres diversas, com muitos interesses, inclusive no estilo. Então, nada mais natural do que pensar em muitas possibilidades. Mãe viajante, mãe romântica, mãe poderosa, mãe básica e mãe fitness, cada tema com mais de uma opção de kit – e com preços diferentes, para para caber em muitos bolsos.

Romântica

Kit Romântica I, peças com detalhes de renda e cores como rosa, vinho e branco. Preço sugerido do kit: R$119,99 

Kit Romântica II - com peças florais e em renda - preço do kit: R$129,99

Kit Romântica II – com peças em estampas florais e lingeries em renda – preço sugerido do kit: R$129,99

Kit Básica - lingeries e opção de roupa para ficar em casa - Preço do kit: R$199,99

Kit Básica – lingeries e opção de roupa para ficar em casa – Preço sugerido do kit: R$199,99

Kit Básica: sutiãs e calcinhas em tons de branco e bege - Preço do kit: R$109,99

Kit Básica: sutiãs e calcinhas em tons de branco e bege – Preço sugerido do kit: R$109,99

Kit Poderosa: opções de camisola e lingeries estampas ou em renda - Preço sugerido do kit: R$209,99

Kit Poderosa: opções de camisola e lingeries estampas ou em renda – Preço sugerido do kit: R$209,99

Kit Viajante: opções de maiôs e calcinhas básicas. Preço sugerido do kit: R$119,99

Kit Viajante: opções de maiôs e calcinhas básicas. Preço sugerido do kit: R$119,99

Kit Viajante: opções de biquinis, sutiãs e leggings.  Preço sugerido: R$199,99

Kit Viajante II: opções de biquinis, sutiãs e leggings. Preço sugerido: R$199,99

Kit Fitness I: camisetas, tops e legging. Preço sugerido do kit: R$279,99

Kit Fitness: opções de camisetas, tops e leggings. Preço sugerido do kit: R$279,99

Kit Fitness: com opções de tops, leggings e calcinhas fitness bem coloridas. Preço sugerido do kit: R$169,99

Kit Fitness: com opções de tops, leggings e calcinhas (com tecido de secagem extra rápida, perfeita para academia) coloridas e estampadas. Preço sugerido do kit: R$169,99

Kit Fitness: opções de calcinhas com tecido de secagem extra rápida e tops. Preço sugerido do kit: R$89,99

Kit Fitness: opções de calcinhas com tecido de secagem extra rápida e tops. Preço sugerido do kit: R$89,99

Essas fotos são apenas sugestões dentro de cada tema. Para montar um kit que esteja mais de acordo com o estilo da sua mãe, é só navegar entre as opções sugeridas para cada tema e criar kits mais personalizados. A Marcyn dará 10% de desconto na sua compra caso o valor do kit montado por você seja igual ou superior ao do kit sugerido.

Eu consegui identificar imediatamente quais temas têm a cara da minha mãe, mas achei curioso que ainda tenho dúvidas de quais eu me encaixaria. Mas vai ver é isso, né? É melhor não se encaixar em nada e gostar de tudo um pouco do que achar que “look de mãe” é algo engessado e sem nenhum indício de estilo próprio.

Quem quiser aproveitar frete grátis para garantir o presente da mãe (ou quiser comprar algo para si também, claro), do dia 27/04 ao dia 29/04, todas as compras acima de R$99 vão ganhar SEDEX grátis, para agilizar a entrega e ter certeza que o presente chegará na data certa (afinal, nós sabemos que pelos Correios a coisa anda complicada).

0 em Moda no dia 17.04.2018

Vamos ousar mais nesse inverno?

Se tem uma época do ano que todo mundo fica naturalmente mais arrumado é no inverno. Isso se deve ao fato de nessa estação a gente construir produções que incluem mais sobreposições de peças, pra poder nos aquecer mesmo. Mas já parou pra pensar que essa montagem toda pode deixar de ser apenas um ato obrigatório diário de “ter que se vestir” e se tornar uma grande sacada pra aumentar nossa autoestima? Minha proposta pra essa estação é ousar mais nos looks.

Muita gente pode achar moda uma futilidade, algo irrelevante. Pois digo que ela foi o fator que me levantou quando eu estava na minha pior fase de aceitação com meu corpo. Foi tentando me desafiar a usar o que eu gostaria mesmo vestindo 48 que eu comecei a me apaixonar pela arte de se vestir. Sem padrões, sem obrigatoriedade de usar o óbvio e o que tá na passarela. Podendo abusar de peças que me deixam confortável em qualquer situação e que me fazem olhar no espelho e me sentir verdadeiramente bonita.

Mas voltando ao inverno, que tal a gente usar essa estação como nosso degrau rumo à uma autoestima mais alta com o auxílio da moda? Minha ideia é aproveitar a estação mais fria do ano para abusar de peças que nunca pensei que usaria. Ou pior, que a mídia insiste em dizer que eu, no auge do meu peso, não posso usar. Quem disse? Já fiz uma lista de peças que quero incluir nos meus looks e digo que mais de 80% delas já fazem parte do meu guarda-roupa e ficavam guardadas por medo de usar.

ana-lu

A bota branca é uma delas! É uma tendência bem forte (assim como a vermelha) e fácil de encontrar em diversas lojas, com todo tipo de preço diferente. Ela cabe direitinho dentro do meu estilo pessoal, do jeito que gosto de me vestir e da imagem que quero passar. Só faltava um empurrão e pensar no look perfeito com ela. Pronto! Me joguei no jeans com jeans e a botinha nos pés. Adorei o resultado e com certeza repetirei esse look mais e mais vezes, talvez com uma terceira peça por cima.

ana-lu-2

Os cachecóis e lenços são um desafio a parte pra mim, que sempre ouvi que eles podem ampliar a silhueta e que gorda não pode usar. Pois bem, descobri que posso e devo usar sim! Já separei vários no meu guarda-roupa e estou só esperando o friozinho intenso chegar pra abusar dos mais diferentes modelos, cores e estampas.

Decidi que não vou mais deixar a mídia limitar a minha moda. Vou fazer com que ela aconteça de forma natural e genuína. A ideia é realmente que nosso estilo pessoal esteja acima de qualquer tendência passageira, qualquer informação sobre formato de corpo, qualquer dica de estilo dos outros. Bora enaltecer o nosso sentimento e o que nós queremos aderir, ou não, em nosso dia a dia.